Santorini com a Fernanda

Santorini_Fernanda_ADV (5)

A Fernanda Rodrigues, arquiteta e grande amiga minha que vive em Londres também, topou contar um pouquinho da recente viagem que ela fez com o marido a Santorini – quase nada romântico né? Eles queriam ficar de papo pro ar, curtir sol e calor do verão europeu (foram em julho) e piscina e ter uma paisagem de tirar o fôlego como pano de fundo. Não poderiam ter escolhido destino mais apropriado!

Pôr do Sol em Santorini

Pôr do Sol em Santorini

O hotel foi escolhido a dedo, pois eles queriam descansar mesmo (foi uma babymoon): o Katikies, que fica no vilarejo de Oia (na parte alta da ilha), conquistou eles de imediato. “Hotel muito bom! Ótimo atendimento, ótima localização e super confortável. Todos os quartos com vista pro Mar Egeu e varanda, onde é servido o café da manhã“, contou a Fernanda. Pois é, café na manhã na varanda com uma vista de cair o queixo.

A piscina do hotel

A piscina do hotel

A Fê e o João gostaram tanto da localização do Katikies, que resolveram passear apenas em Oia mesmo, já que seriam apenas 3 noites por lá. “Nem desci pra Thira, que fica na parte de baixo. Em Oia a atraçao é o pôr-do-sol, que realmente vale a pena ver. As ruelas também são uma atração, todas de pedra com lojas, restaurantes, cafés, etc.”

Todo mundo esperando pra ver o pôr do Sol...

Todo mundo esperando pra ver o pôr do Sol…

Dica de restaurante: “o Ambrosia, que tem uma vista sensacional.”

Alguma furada? “Não tive porque me avisaram antes, mas parece que ir de ferry para Santorini é super furada. Demora muito e não é nada agradável. Vale muito mais a pena pegar um vôo de 40 minutos saindo de Atenas. Nosso roteiro foi Londres-Atenas-Santorini-Atenas-Londres.”

Apesar de eles terem feito a viagem a dois, a Fernanda disse que é apropriado pra todo mundo: seja sozinho ou com família grande, é um ótimo lugar pra conhecer. E alguém ainda tem alguma dúvida?

Um super obrigada pra Fê, que compartilhou essas fotos lindas e respondeu todas as minhas perguntas com uma super paciência!


Comments

  1. says

    Olá… Muito bacana este blog, ando lendo ele quase todos os dias, pois quero ir para Londres pela 3ª vez levando minha mãe no próximo Ano Novo, então o próximo roteiro será ainda mais especial :D

    Não pude deixar se comentar, pois fui de Atenas para Santorini de ferry e não achei em nenhum instante ser uma furada. Claro que depende do que vc espera e quer de uma viagem (conforto, tempo….), nunca tinha andado em uma ferry e não esperava por nada, até pensei que poderia ser aquele aperto de companhias como Easyjet e pessoas entulhadas sem local para sentar….
    Agilidade e e bom atendimento nos serviços foram impecáveis. Tudo muito organizado para quem trabalha com grande número de passageiros, sem contar no conforto, pois até parecia um cruzeiro. Fui com a cia Hellenic Seaways, e demorou apenas 5h. Achei bem interessante, pois tivemos paradas em algumas ilhas e foi legal para poder ver pelo menos um pedacinho de cada, avistando o Porto e umas belezas perdidas pelo mar, às vezes até tinha vontade de ficar por lá.
    O que vejo como “furada” é ficar somente em um ponto da ilha e não ir conhecer o resto, que além de ser uma aventura é um encanto com tanta beleza naquele pedacinho de terra :)

    No meu blog escrevi sobre a viagem para Santorini. Venha me visitar e dizer o que achou :) http://viajarpelaeuropa.eu/santorini/

    Beijinhos e boa viagem!

  2. sérgio lopes says

    Santorini é uma coisa, principalmente para mochileiros(estilo) que usufruem do lado simples de lá, seja comendo, bebendo e dormindo… o visu é pra todos.
    Mármore Carrara nas casas é novidade pra mim….he he … mármore local até dá ! … ou reboco caiado mesmo !!!
    kkk
    abç

    • Nelson says

      A vila de Óia e a Vila de Thira (esta a capital administrativa), localizam-se no mesmo nível na Ilha de Santorini, apenas separadas por uma estradinha asfaltada de uns 8km, as duas poderiamos considerar que ficam na parte alta da ilha. O mármore são apenas paredes de alvenaria caiadas. E nas passagens de pedestres, nas ruelas do centrinho o chão é de uma espécie de basalto. A parte mais original da viagem é o Ferry de Atenas a Santorini, com saída matinal, pontualmente às 08:00hs. (editado pelos moderadores do site)

  3. LUIZ ALBERTO DA CRUZ says

    SANTORINI É UM PARAISO NA TERRA E MAR, ADOREI VISITAR ESSE BELO E ENCANTADORA ILHA.,
    ANO QUE VEM VOLTAREI PARA LÁ, LEVANDO GRUPO DE AMIGOS.

    A GRÉCIA É TUDO DE BOM,… VALEU..

  4. Sérgio T. Gonçalves says

    Realmente, a moça não viu nada. Pena. Ir a Santorini, ficar 3 dias e não ir a Fira, nem a Perissa, é de uma barbaridade. A chegada de ferry e a parada em outras ilhas já é um passeio espetacular. Subir a encosta da ilha do porto até o centro no zigue zague da estrada, é muito bom. Não ter feito a descida em burrinhos ou no ferry, foi uma pena. Não aproveitar a vida noturna no centrinho , foi uma lástima. Andar de scooters ou triciclo pelo ilha é muito bom. No mínimo a moça devia entrar no google para ver fotos do que perdeu. Só a chegada de ferry à ilha já é deslumbrante. De avião não tem graça nenhuma, já que o aeroporto fica do outro lado da ilha, plano e sem atrativos.
    Quanto ao mármore, passou diploma.

    • Fabi Kokkinakis says

      Sergio,

      Falou tudo! Tudo que você descreveu é a alma do verão em Santorini (de tudo, só não andei de scooter rsrss) e o zigue zague da estrada é bem legal (só não se equipara com a emocionante aventura de andar com os taxistas gregos loucos a 150km/h nas ruas estreitas dos penhascos de Mykonos, de matar do coração!). Tb prefiro o ferry.

    • says

      Sérgio, essa é uma declaração pessoal, é o relato de viagem da Fernanda! Cada um escolhe como quer passar suas férias, não é mesmo? Ela queria descansar no hotel, e assim o fez! E o nome dela é Fernanda,não “a moça”. Quanto ao comentário ‘passou diploma’, totalmente dispensável.

    • Fernanda says

      Oi Sergio,
      Sou a moça! Hehe
      Então, faltou eu escrever no post que eu estava grávida, então passeio de triciclo, 5 horas no ferry e jegue estavam fora dos planos. Jegue eu não faria de nenhuma firma pois sou contra a exploração dos animais desse jeito.
      A vida noturna eu aproveitei em Oia mesmo, nos ótimos restaurantes que citei acima.
      Como a parte turística da viagem foi em Atenas, deixei Santorini pra ficar de pernas pro ar. Acho que ficou claro no post que era isso que queríamos.
      Quanto ao mármore no piso (e nao nas casas, nao disse isso) foi o que me disseram no hotel. Parecia mármore e no hotel me confirmaram que era. Errei ao passar a informação sem pesquisar antes.
      Ah, e achegada de avião também é deslumbrante! Tenho cada foto incrível das ilhas vistas de cima. Se você colocar no google pode ver também.

      • claudia says

        Olá fernanda… o passeio é seu e você curte da maneira que quiser…de pernas para o ar, escalando, comendo, dançando, curtindo momentos ao lado de alguém especial, ou então ficando num lugar maravilhoso só dormindo. o descanso e o passeio foi seu… aff, você chegou a mandar outro viajante seguir seu roteiro, seu palpite? Desconheço… entao moça, fiquei morrendo de inveja…grande abraço

  5. Fabi Kokkinakis says

    Concordo com o comentario da Naiara.
    A viagem de ferry não é uma furada, mas optar pelo ferry ou aviao vai depender de um fator predominante: o numero de dias que se tem para ficar em santorini.
    No meu caso, costumo passar com frequencia ferias na Grecia (sou casada com grego e temos casa em Atenas) e já fui a santorini de aviao e ferry. O aviao é a melhor opção para quem tem poucos dias na ilha, já que o ferry demora 4h/5h. Na minha opiniao, o ferry deixa muito prazerosa a viagem (quando se tem tempo, insisto), você vai apreciando o mar egeu, conhecendo outras ilhas pelo caminho, além de que o ferry é muito confortável, dependendo da época do ano, você nem percebe que está no mar, porque mal balança, os assentos são confortáveis com bons serviços de bordo, lanchonetes e ar condicionado bom (fundamental para mim que odeio passar calor). Praticamente todas as companhias renovaram suas frotas e prezam pelo serviço prestado. Os meses de pico, julho e agosto costumam ser mais caros devido a maior procura, mas na maioria das vezes é uma opção um pouquinho mais barata. O mês de setembro é o ideal para conhecer a Grecia, o custo é mais baixo, menos muvuca de turistas, verão mais ameno com a brisa do outono se aproximando. Vale a pena se esforçar para conhecer a ilha inteira, Fira é o centrinho badalado de noite, Oia apesar de mais afastado do centro, é onde fica os melhores hoteis, tem os “bairros-cidades” de Perissa e Kamari, que ficam na região dos penhascos e tem aquela vista de tirar o folego. Uma otima opção na minha opinião é Imerovigli, é pertinho do centro e tem restaurantes e hoteis bons mas bem mais em conta e a vista do por do sol também é bonita de lá, aliás de quase todo ponto da ilha. Santorini é a ilha número 1 dos turistas que vem pela primeira à Grecia mas há inumeras ilhas tão lindas quanto. Minha favorita é Zakinthos, azul do mar de lá igual não há!!!

  6. Larice says

    Adorei, estou em Dublin estudando planejando minha próxima viagem pela Europa e para mim é sonho conhecer a Grécia um dia com meu namorado… não sei se será agora mas queria saber em média o preço que me sugere planejar contando os três dias e vôo de Atenas para lá Fernanda, pode me ajudar? Obrigada

  7. Talita says

    Estive na Grécia em Julho do ano passado, meu hotel em Oia foi o Canaves Oia Suites (tb é maravilhoso!) e igual a ideia da Fernanda, optei por curtir Oia e fiz um passeio de lancha, onde puder conhecer algumas ilhas em Santorini e desci no porto, voltando de van até Oia. Fiquei apenas 2 dias em Oia, mas foram maravilhosos! A vista para o mar, com apenas o barulho do vento é indescritivel. O por do sol é lindo! Eu fui de aviao de Atenas para Santorini e de ferry de Santorini para Mykonos (o que levou 2:30), acredito que seja melhor para quem está com o tempo curto. É um lugar maravilhoso e voltarei para conhecer as ilhas fora do Circuito Santorini-Mykonos.

  8. Larissa says

    Me casei em Santorini e fiquei hospedada em Imeroviglie, vilarejo que fica entre Thira e Oia. Achei lindo, hoteis otimos e tranquilos (ficamos no Abyssanto Suites que possui piscina privativa na varanda).

    Nosso voo de ida partiu de Roma sem escala em Atenas, e o de volta para Barcelona, tambem sem escala – ambos pela Vueling.

    Alugamos uma scooter no proprio hotel e assim pudemos conhecer todas as praias e vilarejos em apenas dois dias. Foi uma experiencia incrivel!

Trackbacks

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *