Início Destinos America do Norte Chicago: visitando o Shedd Aquarium

Chicago: visitando o Shedd Aquarium

9
shedd aquarium chicago

A viagem para Chicago, que como já contei aqui foi a trabalho, acabou rendendo muito turismo e no fim conseguimos administrar bem o tempo e visitar alguns lugares que não havíamos planejado, como o Shedd Aquarium.

O imenso aquário é uma das top atrações de Chicago e fica em uma área que tem um conglomerado de atrações (Museum Campus, no Grant Park que é praticamente uma continuação do Millenium Park), como o Field Museum e o Adler Planetarium. Se você está hospedado no burburinho da cidade – perto da Magnificent Mile e do Art Institute, por exemplo – dá pra ir andando, são uns 20/25 minutos de caminhada.

Viaje com internet no celular 100% do tempo

Vai viajar para o exterior e quer manter seu número no whatsapp? Já chegue no seu destino com o celular funcionando. A América Chip oferece plano de dados ilimitados com roteamento gratuito nos Estados Unidos e em vários países, para que você fique conectado na internet. O chip Europa tem velocidade 4G ligações ilimitadas e funciona em toda União Européia! Utilize o cupom para ganhar 5% de desconto VIAJANTE!

Antes de continuar o post e mostrar as fotos, preciso ser honesta e falar que não caí de amores pelo Shedd – desculpem-me o trocadilho mas eu e o Martin parecíamos dois peixes fora d’água. Isso porque éramos as únicas pessoas (eu juro, não tô exagerando) passeando por lá sem crianças. Família inteiras, excursões de escola e grupos enormes de pais com filhos dominavam todo o espaço, e por isso nos sentimos meio deslocados. Claro, já que estávamos lá, tentamos aproveitar e ver tudo. Mas pra mim ficou essa impressão de que o Shedd é uma atração pra você com crianças – talvez fique muito mais divertido.

Também vale avisar que a fila é grande: na primeira vez que tentamos ir acabamos desistindo, de tão grande que estava. Na segunda, a fila parecia bem menor mas mesmo assim levou pouco mais de uma hora pra chegar até o guichê – eram apenas 2 ou 3 pessoas atendendo, o que eu achei um absurdo. Uma atração tão popular deveria estar mais preparada. Fiquei imaginando como é ficar na fila quando você está com crianças… Ah! Quem tem o Chicago City Pass não precisa ficar nessa fila, então vale a pena fazer as contas e ver se compensa pra você.

Existem vários tipos de ingresso, o mais barato custa U$8 (adulto) e não dá direito a muito coisa. Mas o próximo, o Shedd Pass, (que foi o que compramos) tem uma diferença exorbitante e custa U$28,95, mais que o triplo! Tudo bem que esse tipo de ingresso permite a entrada em quase todas as atrações do aquário, mas honestamente achei muito caro. Acabamos pagando pois rolou aquele sentimento de “mas quando vamos voltar aqui de novo?” e “já que estamos aqui e ficamos mais de uma hora na fila”. Para saber todos os tipos de ingresso disponíveis e a que eles dão direito, aconselho checar o site.

Mas vamos ao que interessa?

Passando dos guichês você já dá de cara com o Caribbean Reef, que tem um formato circular que permite que você caminhe ao redor dele. O legal do Caribbean Reef é que algumas vezes ao dia entra um mergulhador lá com um microfone acoplado na roupa e conta algumas curiosidades sobre o habitat e os habitantes.

Ao redor do Caribbean Reef existem vários aquários, cada um com um habitat diferente: Amazônia, Oceanos, Ilhas e Lagos, Rios, etc. Cada vitrine tem uma explicação sobre o que está aconyecendo lá dentro, como temperatura e curiosidades sobre os bichinhos (que não são só peixes: tem pato, cobra, crustáceos etc).

Saindo dali, fomos ver um dos espaços mais bacanas, o Wild Reef, onde ficam os tubarões e arraias. E o peixe mais famoso do mundo, Clownfish, mais conhecido como Nemo! As cores dos peixes nessa parte são incríveis: vibrantes, quase fluorescentes.

Outra área que é destaque do Aquarium é o Abbott Oceanarium, onde tem os shows com golfinhos. Não vimos o show, mas passeamos por ali e avistamos as treinadoras os alimentando. Por lá também ficam as focas e baleias.

A última parte da nossa visita foi o Polar Play Zone, que fica abaixo do Oceanarium. Ali você vê os pinguins e o leão marinho (o leão marinho estava animadíssimo e não parava quieto, dava altos mergulhos a milão por hora e girava feito louco, não consegui fotografar!). Eu adoro pinguins, e fiquei um pouco decepcionada com o espaço disponível pra eles: achei super pequeno e a área ao redor um tanto quanto deprimente. Meio escondida, descuidada. Sei que os bichinhos são bem tratados e há toda uma preocupação com a preservação e bem estar deles, mas acho que essa parte está precisando de uma atenção especial (especialmente levando em consideração o valor do ingresso e a quantidade de gente que visita o lugar).

O Shedd Aquarium fica aberto das 9 às 17h no dias de semana e das 9 às 18h nos finais de semana e feriados, durante o outono/inverno.

Durante a primavera/verão, o horário é das 9 às 18h, todos os dias.

*Estou curiosa pra saber se alguém já esteve lá com crianças – gostaria de saber como foi a experiência! 


Dicas e cupons para economizar na sua viagem

Reserve o seu hotel Pesquise o seu hotel no Booking com cancelamento gratuito ou no Hotéis.com e pague em até 12x sem juros e sem IOF.

O meu Chip oferece plano de dados ilimitados com roteamento gratuito nos Estados Unidos e em vários países, para que você fique conectado na internet. O chip Europa tem velocidade 4G ligações ilimitadas e funciona em toda União Européia! Utilize o cupom para ganhar 15% de desconto VIAJANTE ou use o Chip de viagem internacional - 5% DE DESCONTO Saia do Brasil com seu chip internacional de viagem da America Chip utilizando o código VIAJANTE

Promoção de até 25% no Seguro de Viagem - ele é obrigatório nas viagens para a Europa e mesmo nos Estados Unidos, é altamente recomendado, você pode pagar em até 12x no cartão ou ter desconto de 5% no boleto. Nossos leitores ganham 20% e ainda recebem um desconto de 5% na hora de pagar no boleto. Use o código promocional: SEMPRESEGURO.

Ingressos Disney e Universal Studios com Desconto Compre os seus ingressos para parques da Disney e Universal .

Compre seus tickets e ingressos com até 25% de desconto. Saia do Brasil com seus ingressos comprados para atrações no mundo todo.

9 COMENTÁRIOS

  1. Oi Helô!

    Eu vou pra Chicago em outubro/novembro desse ano e acho que vai compensar comprar o City Pass, que tem o Aquário incluído… Eu concordo que deve ser mais legal com criança (depois eu conto se também me senti um peixe fora d´agua… hahahaha)…

    🙂

    • Oi Marcela! Deve compensar viu? Nao comprei pq tinha ingressos pro Art Institute (meu marido consguiu pq a empresa q ele trabalha é um dos patronos, sabe?) e eu nao tinha ideia se conseguiria visitar mais coisas (como o skydeck, q acanei visitando) – mas to curiosa pra saber o q vc vai achar! depois conta? bjs

  2. Helô, nós fomos duas vezes, sem crianças e com crianças 🙂 As duas visitas foram ótimas, mas a primeira (sem crianças) eu acho que fomos num dia de semana, porque não estava superlotado, então isso deve ter contribuído pra gente não se sentir um peixe fora d’água (e a gente tinha o City Pass). Na segunda visita, com as crianças, estava muito cheio, como você falou, mas a gente já tinha comprado os ingressos com antecedência porque eu já sabia que ia lotar. Tem os posts lá no Colagem:

    http://luciana.misura.org/2002/12/31/happy-new-year/ (sem crianças)
    http://luciana.misura.org/2011/01/01/comecando-2011-em-chicago/ (com crianças)

  3. Oi Helo!! Eu morei um ano em Chicago e fui diversas vezes ao Aquário, sempre com crianças, mas devo confessar que me divertia tanto quanto eles!! Meu filho adorava e a resposta para a pergunta ” o que vamos fazer hoje?”, quase sempre era Shedd Aquarium!! Os shows não são nada parecido com o Sea World. Eles na verdade te mostram como fazem pra treinar os golfinhos e baleias ( esse foi o show em todas as vezes que eu fui, com exceção do Natal. Mas fiquei sabendo que eles alternam). E o cinema 4D eu amava!! Vi todos e o Expresso Polar no Natal me fez sair de lá chorando!! A única coisa que eu não curtia muito era a parte de alimentação. Não tinha uma variedade saudável e acabávamos sempre na pizza , nugget ou hambúrguer. Mas a vista do refeitório… Um espetáculo!!!,
    Quanto ao City Pass, eu comprei em todas as vezes que recebia visitas. Além de ser um pouco mais em conta a economia de tempo é o que vale mais, pq vc escapa da fila em todas as atracões e pra mim isso era o melhor!! Ir varias vezes nesses pontos turísticos e pegar a fila gigantesca, ninguém merece!!
    A única coisa que posso dizer hoje é QUE SAUDADE!!! Beijos

  4. Oi Helo
    Q bom q achei seu blog antes da minha viagem. Faremos entre outras cidades Washington e Chicago.
    Em sua opinião, indo com 2 crianças, devo comprar o Chicago city pass ou não?? Iremos em outubro. Todos os lugares q leio, alguns sao a favor, outros contra. Pagando as atracões, claro q vale a pena. No entanto, descobri q alguns sao gratuitos em determinadas datas, ha descontos em sites, o problema talvez, sejam as filas. Não fazia ideia de que pra ir ao Shedd, demoraria 2 horas.
    Desde ja obg,
    abs

DEIXE UMA RESPOSTA

Comente!
Por favor entre seu nome aqui

Sair da versão mobile