10 Motivos Para Conhecer Alter Do Chão no Pará

42
3034
Por do sol
Pôr do sol

A Dani Nogueira (@daninoguei) fez um roteiro maravilhoso por Belém, Ilha de Marajó e Alter do Chão nas últimas férias dela e nós ficamos babando no twitter com as fotos do lugar. Ontem depois do #chatdeviagem pedi pra ela fazer um post resumidinho pra falar um pouco pra gente desse lugar tão falado, mas ainda desconhecido pra nós. Com a palavra, Dani. 

Alter do Chão fica no Pará  e é uma “vila” pertencente ao município de Santarém. O local, que apareceu bastante no #chatdeviagem sobre “Viajando pelo Brasil”, está na bucket list de muitas pessoas. Entretanto, para outras pessoas, ainda é um lugar absolutamente desconhecido. Como estive lá em Agosto deste ano, pude ver com meus próprios olhos e constatar que, de fato, o lugar é pouco conhecido pelos turistas brasileiros. Enquanto isso, muitos estrangeiros estão desfrutando de seus prazeres. Sendo assim, para instigar os turistas brasileiros a “tomarem conta” do que é nosso, apresento a seguir, dez motivos para conhecer Alter do Chão (não em ordem de preferência, claro!)

1. Constatar que o jornal britânico The Guardian está coberto de razão quando elege Alter do Chão como uma das melhores praias do Brasil, chamando a região de “Caribe Amazônico

 

1. Caribe Amazonico
Caribe Amazonico

 

2. Navegar pelo rio Tapajós e conhecer de perto a grandeza da bacia amazônica.

 

Navegacao pelo rio Tapajos
Navegacao pelo rio Tapajos

 

3. Estar em contato com a natureza em sua forma quase intocada.

 

Contato com a natureza - borboletas em Ponta de Pedras
Contato com a natureza – borboletas em Ponta de Pedras

 

4. Estar em Ponta de Muretá e ter uma praia extensa, com água cristalina, absolutamente deserta, exclusiva para você!

 

Ponta de Mureta
Ponta de Mureta

 

5. Constatar o quão cristalina é a água do Rio Tapajós e poder enxergar seus pés lá no fundo quando estiver com a água na altura do peito. E ainda, depois de se esbaldar nos mergulhos, sair de lá com a pele ótima e o cabelo super soltinho, afinal, a água é doce! (dica feminina! hehe)

 

Cristalinidade
Cristalinidade

 

6. Estar na Praia de Pindobal e não acreditar que aquilo é uma praia de água doce e que você está na bacia amazônica.

 

Praia de Pindobal
Praia de Pindobal

 

7. Conhecer a FLONA – Floresta Nacional do Tapajós – e sentir-se pequeno perante a grandeza das raízes da sumaúma, uma das maiores árvores de lá.

 

FLONA
FLONA

 

8. Apreciar os belos espelhos d´água do igapó.

 

 Igapo
Igapó

 

9. Poder assistir ao sol se pôr enquanto navega no Rio Tapajós.

 

Por do sol
Pôr do sol

 

10. Poder tirar fotos como essa e depois de dias ainda se perguntar: estou mesmo em um rio amazônico?

 

Estou mesmo
Estou mesmo

 

O lugar é ideal para família, casais, amigos, ou caso não tenha companhia, faça como eu e vá sozinha. Se é ruim viajar assim? Claro que não! Olha só minha cara de feliz!

 

Cara de feliz
Cara de feliz

 

Esses são apenas 10 motivos para aguçar seu desejo de conhecer o lugar, afinal, existem muito mais que 10 razões para conhecer o paraíso paraense. E então, se animou? Depois conta para nós o que achou!


Vai Viajar?

Assine a Revista Aprendiz de Viajante! Assine a revista por R$90,00) + frete grátis + chip com 30 dias de internet ilimitada gratuita para usar em mais de 140 países!!!! Você sabia que o chip mais barato, de 5 dias, custa mais caro que a assinatura??? Então aproveite!!!! Assine agora.

Não esqueça de fazer o seu Seguro de Viagem, pois ele é obrigatório nas viagens para a Europa. Mesmo nos Estados Unidos, é altamente recomendado, pois como não existe saúde pública no país, qualquer problema mínimo de saúde pode resultar numa conta altíssima de hospital ou pronto socorro. Nós não viajamos sem seguro nunca. Faça sua cotação para encontrar o seguro que você precisa. Você pode pagar em até 12x no cartão ou ter desconto de 5% no boleto. Nossos leitores ainda recebem um desconto de 5% na hora de pagar. Use o código promocional: APRENDIZ5.

Reserve o seu hotel no nosso parceiro Booking

Precisa alugar um carro? Reserve o carro na RentCars. A cobrança será feita sempre em reais, sem IOF e você ainda vai poder dividir em até 12 parcelas no cartão de crédito ou ter um de 5% no boleto bancário.

Saia do Brasil com seu chip internacional já funcionando no celular.


42 COMENTÁRIOS

  1. Dani,

    Eu sou uma daquelas pessoas que tem Alter do Chão no topo da lista!!!! Sou super curiosa!!!! Ah, se eu soubesse que estava com viagem marcada para lá, tinha ido junto! 🙂

    Suas fotos estão lindas! ! Gostaria de saber como foi o seu trajeto… Voou até belém e depois santarém??

    Beijão

    • Olá Erika, não precisas ir até Belém. Podes ir diretinho pra Santarém, lá tem um aeroporto. Depois podes combinar com um guia a te levar até Alter do Chão. Ou pegar um taxi que é pra mais de cem reais. Podes também ir até a Cidade de Santarém visitar, depois pegar um ônibus (3 reais) e ir até Alter do Chão.
      Mas, caso curta bastante paisagens. Vá até Belém, pegue um barco (2 dias) desfrute das paisagens e chegaras até o porto de Santarém, dai já sabes o resto.

    • Estamos ao seu dispor para facilitar sua estadia em Alter: podemos providenciar reserva de hotel, indicação de passeios com prestadores de serviços turísticos confiáveis, indicação de restaurantes, city tours.
      De julho a fevereiro aproximadamente, é o periodo de praias guarnecidas pela floresta. Sao quilometros de areia branca feito renda.
      De março a junho é o período de rio cheio, de conhecer igapos, de visualizar animais, navegar como que deslizando sobre um espelho d’água. Raramente chove um dia inteiro – no mesmo dia pode chover, fazer sol e chover de novo.

  2. Érika, em comecei a viagem por Alter do Chão. O vôo fez SP / Santarém com conexão de 1h30 em Belém. De Santarém fui até Alter do Chão de táxi. Se quiser outras informações mais completas, fiz um relato bem detalhado no Mochileiros (http://www.mochileiros.com/roteiro-de-14-dias-pelo-para-alter-do-chao-belem-e-ilha-de-marajo-1-parte-t74724.html#p768665) se ainda assim restarem dúvidas, pode escrever pra mim no twitter que respondo tudo que souber! Beijos

    • Reinaldo,

      a gente deixa e você pode.. 😉 O lugar é mesmo fantástico e estamos todos encantados com esse lugar que a Dani nos apresentou.
      Parabéns e cuidem bem dessa jóia que vocês tem por aí!

      • Reinaldo, faço minhas as palavras da Cláudia: cuidem bem do que vocês tem, pois o lugar é um paraíso! =)

        Felizardo você que pode estar sempre na região… 😉

  3. ver essas fotos lindas do lugar onde nasci e morro..e percebe que muita gente tem sonho em conhecer ….me sinto tão orgulhosa =)
    e que preciso aproveitar mas a perola do tapajos ..achei linda a sua postagem *_*
    e volte quando quiser =)
    bjus=*

    • Obrigada, Rosekelly! O povo daí realmente é muito receptivo…

      E sinta-se mesmo orgulhosa, pois motivo para esse orgulho não faltam! =)

      Beijos

  4. Quando eu vi ao passar dos tempos Alter do Chão ganhando notoriedade, so senti cada vez mais tristeza, por que se vc conhece o turismo, ja viveu em um lugar antes e depois sabe que e um caminho sem volta, tu começara se despedaçado, as pessoas, o local, tudo o que se conheceu antes ja era, o turismo tem essa capacidade de conseguir vender ate os bens imatérias locais e com isso transforma los, mais ainda tem muito lugar no norte que não vai turista…

  5. Olá pessoal. Sou de São Paulo e há quase 3 anos moro em Santarém. Descobri esse paraíso e vai demorar para eu partir daqui.
    A melhor época para conhecer as praias daqui da região é de agosto a janeiro, na vazante do rio, qdo as praias, até então submersas, ressurgem.
    Praias que são obrigatórias de conhecer aqui: Alter do Chão, Ponta de Pedras, Pindobal e Carapanari (nesta, ir ao restaurante Casa do Saulo, de onde se tem uma vista do alto do morro privilegiada). Mas o meu passeio preferido aqui ainda é, em Alter do Chão, pegar uma das bajaras (pequenos barcos com motor de popa) e ir ver o por do sol na Ponta do Cururu e observar os botos. Fantástico.

  6. De babar mesmo!!!!!!!!!!!! Se o Pará, por causa de Alter do Chão já estava na minha mira, agora virou missão a cumprir!!!!!!!!!!!!! A única região que falta mergulhar para “fechar” o Brasil. Ai ai ai ai ai…

  7. No meu blog tem a minha experiência em Alter do Chão! O lugar ainda não tem estrutura para receber grande quantidade de turistas e a maioria ainda são estrangeiros, alguns inclusive que se mudaram para lá!!! Amei o peixe filhote e não agradei do verdadeiro açaí!! Em Alter percebemos como o Brasil possui um diversidade de culturas!!! Como podemos ter falta de água no país com aquela imensidão de água doce!!! Ah mais um motivo é ver os botos no meio do rio Tapajós.

  8. Sera que dois dias em Belém, dois em Ilha marajo e três em Alter do Chao e suficiente? Ou melhor “pular” Marajo, desta vez e ir outra vez com mais tempo???

  9. Olá pessoal, tive um imenso prazer em conhecer Santarém, assim como Alter do Chão, passei uma semana nesse maravilhoso lugar, jamás esquecerei dessa, das praias, das pessoas e comidas…

  10. A praia de pindobal e a FLONA do tapajós ficam na cidade de Belterra ao lado de Santarém (uns 50km).
    Belterra além das belas praias como pindobal e as existentes na flona (recomendo aramanai e os igarapés!), tem no centro da cidade uma arquitetura deixada pelos americanos(casa de madeira,padronizadas, pintadas de verde e branco, com jardins na frente ‘super lindas!) que fundaram a cidade no período da borracha.
    Então se alem das praias conhecerem tbm o centro cidade garanto que não se arrependerão!
    Obs: sou belterrense e faço faculdade em Santarém… Então conheço bem a região!

DEIXE UMA RESPOSTA

Comente!
Por favor entre seu nome aqui