Cotas de lua de mel: como funciona?

9
2697
cotas de lua de mel

Minha amiga Marina (que vocês já conhecem do post de Singapura e também da série de posts sobre Florença e Toscana, a nossa terceira viagem juntas) vai se casar em menos de 20 dias e resolveu trocar a lista de presentes por lista com cotas de lua de mel. Sei que muita gente já conhece bem esse sistema, mas pedi pra ela contar aqui como foi (está sendo!) a experiência de montar a lista. Má, mais uma vez obrigada – haja paciência pra me aguentar perguntando “e o post das cotas, vai rolar” dia sim outro também.

***

Quando resolvemos fazer nosso casamento no Brasil, além das zilhões de pequenas dúvidas sobre como organizar um casamento, uma delas era bem grande: como fazer a lista de presentes morando em Londres, com a casa já montada aqui e o casamento sendo lá?

A idéia da lista de presentes com cotas de Lua de Mel não é mais tão nova, mas acho que foi ficando mais popular à medida que mais casais foram morando juntos e já não precisavam de fogão, acessórios de cozinha e decoração quanto antes. A idéia é que em vez dos convidados irem na loja/internet e escolherem uma panela ou uma batedeira, eles podem escolher um jantar à luz de velas na praia ou uma diária em suíte 5 estrelas do seu hotel escolhido. Parece bem simples (e na real, é!), mas tem algumas complicações práticas e, digamos, “psicológicas” que é bom a gente sempre saber. Então vamos por partes:

Como fazer (o básico):

Existem  dezenas de sites que se pode usar hoje em dia. No Brasil, o mais conhecido é o icasei e como foi o que utilizei, só posso falar por ele

Paga-se um valor inicial para criar um site completo para o casamento e uma das ferramentas oferecidas é a Lista de Presentes / Cotas de Lua de Mel. Usando as Cotas de Lua de Mel os convidados dão uma cota em dinheiro pra você usar como quiser (durante a Lua de Mel, né…) e a Lista de Presentes você pode montar com presentes tradicionais ou com experiências para sua Lua de Mel.

  • O sistema é bem simples e o site vai explicando o passo a passo de como criar cada presente, com total liberdade pra criar o que quiser e colocar em uma página específica.
  • Os convidados têm 3 opções de pagamento: depósito direto em conta corrente (de um dos noivos), boleto ou cartão de crédito em até 3x (escolhido por 100% dos nossos convidados até agora!).
  • Quando você quiser –  e quantas vezes quiser –  o valor dos presentes é resgatado.
  • Vamos viajar  de maneira independente, sem agência de viagem no Brasil. Então o valor vai para a minha conta e vamos usá-lo direto para pagar a viagem. Existe também a possibilidade de se fazer a lista junto com uma agência e conforme for ganhando os presentes a agência vai abatendo esse valor do custo final da viagem.

Simples!

Ok, então às “complicações” práticas:

  • Isso não é uma complicação per se. Você está utilizando um serviço e tem que pagar por ele, certo? Então além do valor “fixo” que já pagou pelo site, eles cobram 5% de todo o valor dos presentes (exceto para depósito direto em conta corrente), como taxa de serviço para gerenciar a lista. Então se você ganhou R$10.000 em presentes, leva pra casa R$ 9.500. E toda vez que quiser resgatar o dinheiro arrecadado até então (caso queira resgatar antes, ou mais de uma vez pode fazê-lo) paga mais uma taxa de R$10,00.
  • Não sei também se isso é uma complicação, mas algo inerente a fazer uma lista de presentes qualquer: demora. Assim como você quer escolher com carinho o que vai colocar na sua casa, você tem que pensar com carinho pra onde vão, o que querem fazer e, se possível, quer também criar uma lista mais “verossímel” possível com a viagem. Eu tentei pegar fotos do hotel onde vamos ficar, atividades que eles oferecem e, obviamente, não inventar atividades aleatórias que vamos acabar não fazendo durante a viagem.

Então vamos à “complicação psicológica”: como qualquer mudança em algo, digamos, tradicional, tem sempre aqueles que não vão gostar ou vão torcer o nariz para a novidade. Principalmente as pessoas um pouco mais tradicionais, que acham estranho não poder te dar um faqueiro e ter que te dar uma passagem de avião, por exemplo. Não é algo “sólido”, eles não vão ver na sua casa depois, você vai gastar e pronto. Então algumas pessoas imaginam (erroneamente, na minha opinião) que a cota de Lua de Mel é só um jeito mais disfarçado de, no fim, pedir dinheiro para os convidados, o que seria deselegante.

Mas gente, e não é tudo a mesma coisa? O primeiro ponto é que hoje em dia a imensa maioria das listas e compras são feitas pela internet, mesmo as de presentes tradicionais. Então o processo de compra para os convidados é o mesmo entre as Cotas e os Presentes.

Ainda, as principais lojas no Brasil (como a Camicado, Ponto Frio, etc) contam inclusive com uma opção super parecida com as cotas: os noivos não recebem mais cada presente em casa conforme as compras dos convidados. Só depois do casamento os noivos vão até a loja e têm a opção de pegar o que foi comprado ou de simplesmente usar o valor  para gastar em outros produtos. Por exemplo, ao invés da cafeteira de R$200,00 da tia e do faqueiro de R$900,00 do padrinho, os noivos podem ir na loja e com os R$1.100,00 que eles têm disponível desses presentes resolvem comprar uma televisão. Ou seja, o presente “tradicional” virou dinheiro tanto quanto uma passagem de avião e o presente que a tia ou o padrinho escolheram foi trocado pelo que os noivos queriam/precisavam mais.

Acho que deu pra entender. Na minha opinião, o que vale é que o espírito é o mesmo: dar algo que tenha a cara dos noivos e auxiliá-los no início dessa nova fase, seja ajudando a montar a casa ou a fazer a Lua de Mel dos sonhos. No nosso caso, já moramos juntos há algum tempo e temos nossa casinha, mas nunca conseguiríamos fazer essa viagem tão maravilhosa e super esperada (vamos para as Maldivas!) se não fossem os presentes dos nossos convidados queridos. As relações têm se desenvolvido com o tempo e também as tradições que envolvem essas relações e se antes o único lema possível era o “quem casa quer casa”, hoje tudo depende de cada casal e de do sonho de cada casal.

***

Pra quem quiser ver o resultado final, a lista de cotas de lua de mel da Marina e do Rodrigo está aqui.


Vai Viajar?

Assine a Revista Aprendiz de Viajante! Assine a revista por R$90,00) + frete grátis + chip com 30 dias de internet ilimitada gratuita para usar em mais de 140 países!!!! Você sabia que o chip mais barato, de 5 dias, custa mais caro que a assinatura??? Então aproveite!!!! Assine agora.

Não esqueça de fazer o seu Seguro de Viagem, pois ele é obrigatório nas viagens para a Europa. Mesmo nos Estados Unidos, é altamente recomendado, pois como não existe saúde pública no país, qualquer problema mínimo de saúde pode resultar numa conta altíssima de hospital ou pronto socorro. Nós não viajamos sem seguro nunca. Faça sua cotação para encontrar o seguro que você precisa. Você pode pagar em até 12x no cartão ou ter desconto de 5% no boleto. Nossos leitores ainda recebem um desconto de 5% na hora de pagar. Use o código promocional: APRENDIZ5.

Reserve o seu hotel no nosso parceiro Booking

Precisa alugar um carro? Reserve o carro na RentCars. A cobrança será feita sempre em reais, sem IOF e você ainda vai poder dividir em até 12 parcelas no cartão de crédito ou ter um de 5% no boleto bancário.

Saia do Brasil com seu chip internacional já funcionando no celular.


9 COMENTÁRIOS

  1. Adorei o post!! Nao sou nem noiva, mas dia desses estava pensando em toda a logística “organizar casamento no Brasil estando em Londres” e eh tanto aperreio que acho valido simplificar onde puder. Com certeza optaria pelas cotas de viagem (e de quebra da pra ter a lua de mel dos sonhos ne?), angustia so de pensar ter que trazer presentes ou achar espaço pras coisas quando vc já mora junto e num apartamento minúsculo!

    Bjsss

  2. Se você não perguntasse todo dia eu nunca ia lembrar de escrever hehehe. Pois é Thais, já tem complicação demais, achei que a lista foi a melhor opção pra gente!! 🙂

  3. Um casal de amigos que também já viviam juntos acabaram de oficializar a união e fizeram isso. Eu acho super prático e pretento fazer também se um dia fizer uma cerimônia de renovação de votos e 25 anos de namoro + casamento. Já li que é super deselegante, mas também não tô nem aí! rs

  4. Usei o icasei para fazer uma cota para minha festa de 40 anos.
    Comprei o domínio e assim retirei tudo que tinha a ver com casamento do site.
    Achei ótimo. Alguns amigos ainda juntaram o dinheiro e me deram por fora do site, assim, nem paguei a cota de administração.

  5. Os milionários fazem cota em galeria de arte e os convidados não acham feio. Aí vamos nós mortais fazer uma cota de viagem e somos chamados de deselegantes.
    Pior que alguns casais ainda deixam de fazer só porque o povo fala… Azar né. Vão ganhar cota na tok stock… Eu prefiro ir viajar… Quem achar deselegante não vai na festa. Hahahahaha

    • Exatamente! Deselegante por deselegante, eu acho muito pior você trocar o presente que alguém te deu e dai a pessoa vai na sua casa e “opa, cadê os pratos?” “ahhhmmm gostei mais desses daqui e troquei”.

      Eu sou muito mais viagem! :)))

    • Não Irina. Porque isso não é um publieditorial. Publieditorial é quando a empresa te paga para escrever um post, o que não foi o caso deste post. Neste caso, uma das nossas leitoras está contando a experiência dela com um serviço.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here