Houston Museum of Natural Science: o Hall de Paleontologia já vale a visita

6
1097

No nosso último dia em Houston visitamos o Houston Museum of Natural Science, que é o museu de ciência e história natural da cidade. Já tinha lido que esse museu era um dos mais visitados do gênero nos EUA mas não conhecia ninguém pessoalmente que tinha ido lá, e tive uma ótima surpresa. Chegamos debaixo da maior chuvarada, numa quarta-feira, museu vazio. Com o City Pass (que eu tinha) você pode visitar as exposições permanentes do museu, mas as exposições especiais temporárias, o Planetário, o Borboletário e o Cinema Gigante são cobrados à parte. Chegamos lá com as crianças dormindo no carro e como a gente não tinha muito tempo, optamos por ver somente as coleções permanentes.

Braquiossauro no Houston Museum of Natural Science
Braquiossauro no Houston Museum of Natural Science

Entrei sozinha enquanto os dois dormiam, comecei pela parte de Química que está com uma cara antiga, precisando de uma renovação. Não fiquei muito tempo por ali.

A área interativa sobre Química no Houston Museum of Natural Science
A área interativa sobre Química no Houston Museum of Natural Science

Passei pelo onipresente Pêndulo de Focault (todo museu de ciência que já visitei aqui nos EUA praticamente tem um!) e segui rumo ao novo Hall de Paleontologia, que foi inaugurado em 2012.

O Pêndulo de Focault no Houston Museum of Natural Science
O Pêndulo de Focault no Houston Museum of Natural Science

O Hall de Paleontologia é excelente. Está organizado em forma de linha do tempo, o rodapé das paredes indica que ano e era você está vendo, e são centenas de fósseis incríveis desde o período Pré-cambriano ao surgimento do homem. Junto de vários fósseis eles tem ilustrações de como eram os animais e a vegetação daquele período.

Fósseis do Hall de Paleontologia do Houston Museum of Natural Science
Fósseis do Hall de Paleontologia do Houston Museum of Natural Science

Claro que as estrelas são os fósseis de dinossauros do período Jurássico, são muitos! Eu fiquei maravilhada, e foi difícil separar as fotos pra esse post, porque a seleção é grande…

Fósseis de dinossauros do final do período Jurássico no Houston Museum of Natural Science
Fósseis de dinossauros do final do período Jurássico no Houston Museum of Natural Science

Pra criançada que assistiu ao filme Ice Age (Era do Gelo), eles tem fósseis do Mamute, da Preguiça gigante e do Tigre dente-de-sabre, entre outros. Passei mais de uma hora e meia só nessa área, lendo as descrições todas, olhando todos os fósseis, mas quando cheguei no período Jurássico tive que ir mais rápido senão não ia conseguir ver mais nada do museu!

Mais fósseis, estes já de eras mais recentes, do Eoceno em diante
Mais fósseis, estes já de eras mais recentes, do Eoceno em diante

Depois da overdose de dinossauros, passei na exposição sobre Energia, mas estava super cheia de gente…trabalhando! Como Houston tem muitas empresas de petróleo que patrocinam essa exposição, acho que os funcionários estavam lá com clientes ou convidados de outras empresas, e estava difícil ver alguma coisa sem um monte de gente ao redor no maior papo técnico sobre petróleo, escavações e afins. Um problema com esse patrocínio é que a mostra sobre Energia virou mostra sobre o petróleo, e fontes de energia alternativas e menos poluentes tem destaque mínimo.

O Energy Hall estava super cheio, e o destaque é para o petróleo
O Energy Hall estava super cheio, e o destaque é para o petróleo

A essa altura as crianças acordaram da soneca e seguimos todos para ver a parte de Minerais, Pedras e Jóias. É uma bela coleção com mais de 450 pedras de vários países do mundo, e o cofre com as jóias e pedras preciosas tem algumas gemas lindíssimas. Adorei particularmente três jóias da corte de Catarina, a Grande, que eram das poucas jóias históricas da coleção e eu acabei de ler uma biografia sobre ela. Senti falta de descrições sobre as pedras, pra quem é leigo fica difícil distinguir se você está vendo uma pedra relativamente comum ou rara por exemplo. Mas são todas lindas e as crianças adoraram.

A área de Minerais e Pedras do Houston Museum of Natural Science
A área de Minerais e Pedras do Houston Museum of Natural Science
Jóias e gemas do Houston Museum of Natural Science. Do lado direito, as jóias do império de Catarina, a Grande
Jóias e gemas do Houston Museum of Natural Science. Do lado direito, as jóias do império de Catarina, a Grande

Na saída da área de Pedras e Jóias fica a área de Malacologia, que estuda moluscos e tinha uma exposição bem interessante com muitas conchas fantásticas e explicações sobre esses invertebrados. Julia amou ver as conchas coloridíssimas de todos os tamanhos e os bichinhos que moram dentro delas.

Hall de Malacologia do Houston Museum of Natural Science
Hall de Malacologia do Houston Museum of Natural Science

Dali passamos para a área com animais preservados (taxidermia) da África e também do Texas, não é uma área enorme como a do Museu de História Natural de NY ou DC, mas é bem-feitinha mesmo assim.

Julia e Eric gostaram de ver os bichos da África e do Texas no Houston Museum of Natural Science
Julia e Eric gostaram de ver os bichos da África e do Texas no Houston Museum of Natural Science

O Gabe foi com as crianças para o Hall de Paleontologia para que elas pudessem ver os dinossauros e eu fui até o último andar pra ver a exposição sobre as Américas e seus povos, bem interessante, infelizmente não pode fotografar essa área. Já está um pouco antiga e precisando ser atualizada, mas o conteúdo é bom, me lembrou a exposição que vi no Heard Museum em Phoenix, sendo que aqui não são apenas os povos do Arizona, e sim de todo o continente americano.

Encontrei com as crianças no Hall de Paleontologia, mostrei pra eles alguns dos fósseis que achei mais interessantes e um funcionário do museu veio conversar com a Julia, perguntou umas coisas pra ela sobre os dinossauros (acho que ele entendeu que eu estava falando pra ela da diferença dos dentes dos carnívoros e herbívoros, porque ele perguntou exatamente sobre isso) e mostrou (e deixou ela e o Eric tocarem) algumas reproduções de fósseis da mandíbula do T-Rex e do Triceratops. E no final mostrou uma cópia de um fóssil de ovo de dinossauro que foi encontrado há pouco tempo e (se me lembro corretamente) o original está no Museu de História Natural em NY (ou no Smithsonian em DC).

Julia e Eric vendo os fósseis de mandíbulas de dinossauros carnívoros e herbívoros
Julia e Eric vendo os fósseis de mandíbulas de dinossauros carnívoros e herbívoros

Esse funcionário simpático contou que eles estão construindo uma nova ala no museu, sobre o Egito, e que as múmias e muitas outras peças já estão a caminho. Se você olhar no site deles hoje vai ver que tem uma parte “Egito” mas que se resume a uma mini-sala que tem apenas uma múmia de uma pessoa que tinha dinheiro mas eles não sabem quem foi, muito fraca. A ala egípcia nova deve abrir até o final de 2013, e segundo ele vai ser extraordinária (será?). Ele também falou muito bem da exposição de Fabergé, com mais de 300 itens que está emprestada ao HMNS por tempo indefinido (paga à parte). De um modo geral o museu está no meio de um processo de renovação, mudando exposições de lugar e melhorando as suas exposições permanentes; o processo vai levar alguns anos. Teremos que voltar pra conferir 🙂

Na minha opinião, só o Hall de Paleontologia já vale a visita, para adultos e crianças, seguido da parte de Minerais, Pedras e Jóias e Malacologia.

Informações úteis:
Site oficial: Houston Museum of Natural Science
Endereço: 5555 Hermann Park Dr, Houston,Texas 77030 Telefone: (713) 639-4629
Horários: exposição permanente, diariamente das 9h-17h, entrada permitida até as 16h.
Preço: (exposição permanente) adulto: $15, criança: $10, estudantes universitários com carteirinha: $10 e idosos (62+): $10. Quintas-feiras das 14h-17h a entrada é grátis. Planetário, Borboletário, Cinema Gigante e exposições temporárias são cobrados a parte. O museu faz parte do City Pass.
Comida: Tem um McDonald’s dentro do museu, se você está com crianças, planeje de acordo com o que você acha dessa lanchonete!


Vai Viajar?

Assine a Revista Aprendiz de Viajante! Assine a revista por R$90,00) + frete grátis + chip com 30 dias de internet ilimitada gratuita para usar em mais de 140 países!!!! Você sabia que o chip mais barato, de 5 dias, custa mais caro que a assinatura??? Então aproveite!!!! Assine agora.

Não esqueça de fazer o seu Seguro de Viagem, pois ele é obrigatório nas viagens para a Europa. Mesmo nos Estados Unidos, é altamente recomendado, pois como não existe saúde pública no país, qualquer problema mínimo de saúde pode resultar numa conta altíssima de hospital ou pronto socorro. Nós não viajamos sem seguro nunca. Faça sua cotação para encontrar o seguro que você precisa. Você pode pagar em até 12x no cartão ou ter desconto de 5% no boleto. Nossos leitores ainda recebem um desconto de 5% na hora de pagar. Use o código promocional: APRENDIZ5.

Reserve o seu hotel no nosso parceiro Booking

Precisa alugar um carro? Reserve o carro na RentCars. A cobrança será feita sempre em reais, sem IOF e você ainda vai poder dividir em até 12 parcelas no cartão de crédito ou ter um de 5% no boleto bancário.

Saia do Brasil com seu chip internacional já funcionando no celular.


6 COMENTÁRIOS

  1. Luciana, este é o lugar preferido do meu marido em Houston! Eu não sou tão empolgada quanto ele, mas, sem dúvida, o Hall de Paleontologia é impressionante! Gosto da forma como eles colocaram os esqueletos, como se estivessem em ação, e a imagem da cena reconstituída ao fundo, acho bem interessante. E o Borboletário também é excelente. Minhas filhas curtem muito. Belas fotos. Espero que tenha gostado de Houston

DEIXE UMA RESPOSTA

Comente!
Por favor entre seu nome aqui