Roteiro de 6 dias em Cuzco e Machu Picchu no Peru

12

Quer saber o que fazer em uma semana entre Cuzco e Machu Picchu no Peru e visitar o Vale Sagrado?  A Daniela Almeida que é jornalista e a Danubia Almeida que é publicitária e escrevem para o blog D&D Mundo Afora contam pra gente neste post como foi a viagem delas com um roteirinho em detalhes do que fizeram, onde se hospedaram, onde comeram e dicas para quem quiser fazer o mesmo.

Roteiro de 6 dias em Cuzco e Machu Picchu

Nós contratamos todo o pacote (exceto a parte aérea)com a empresa de São Paulo, Machu Picchu Brasil, especializada em viagens ao Peru. Inclusive os passeios já estavam todos incluídos no pacote: guia falando em espanhol, entradas nos locais, como Machu Picchu, uma refeição em Ollantaytambo e passagens de trem. Fomos em cinco pessoas -, eu (Daniela), a Danubia (minha irmã), o Bruno, a Denise e a Analice e ficamos por lá por 5 dias. Fomos no mês de agosto de 2012, que é alta temporada e inverno no Peru. Estava bastante frio, com a temperatura chegando a 3 graus à noite.

O atendimento deles foi muito bom. Já estavam nos esperando no aeroporto de Cuzco. No Machu Picchu, o guia nos esperava na estação de trem de Águas Calientes e ambos nos informaram sobre tudo. Recomendamos muito a empresa para quem quiser conhecer o Peru. Eles têm um escritório em Cuzco.Foto principal - Foto tradicional do Machu PIcchu

1º dia

Voo Belo Horizonte – São Paulo – Santiago – Lima

SEGURO VIAGEM COM 5% de desconto + 5% no boleto

Vai viajar? Não esqueça de fazer o seu Seguro de Viagem, pois ele é obrigatório nas viagens para a Europa e recomendado na maior parte das viagens para o exterior. Faça sua cotação para encontrar o seguro que você precisa. Você pode pagar em até 12x no cartão ou ter desconto no boleto. Nossos leitores ainda recebem um desconto de 5% na hora de pagar. Use o código promocional: APRENDIZ5 e ainda mais 5% se você pagar no boleto.

2º dia

Voo Lima – Cuzco

Passeio pelo centro de Cuzco – Plaza das Armas

Viaje com internet no seu celular

Vai viajar para o exterior e quer manter seu número no whatsapp? Já chegue no seu destino com o celular funcionando. A EasySim4u oferece plano de dados ilimitados em 140 países, para que você fique conectado a internet. Utilize o cupom para ganhar frete grátis: APRENDIZDEVIAJANTE! Veja meu post: Chip EASYSIM4U: Como usar a Internet na Europa.

3º dia

Mercado de Cuzco

Qorikancha (Templo do Sol)

Catedral de Cuzco

Q’engo

Tambomachay

Saqsayhuaman

4º dia

Vale Sagrado

Pisac

Ollantaytambo

Águas Calientes

5º dia

Machu Picchu

Cuzco

6º dia

Voo Cuzco – Lima – São Paulo

Como Chegar

Fomos de avião de Belo Horizonte até São Paulo (GOL), de São Paulo até Santiago, no Chile (LAN), de Santiago até Cuzco, no Peru (LAN). E o mesmo, no retorno. Compramos as passagens no site da Decolar, com preços muito bons, aéreo e pacote – deu R$ 2 mil para cada um.

Para chegar à Águas Calientes, cidade localizada aos pés de Machu Picchu, nós fomos de trem Expedition, saindo da estação de Ollantaytambo. O retorno de Águas Calientes até Cuzco também foi de trem, mas, desta vez, no Vistadome, que é panorâmico e mais bonito. Foi uma cortesia da Machu Picchu Brasil por estarmos em cinco pessoas.

No trem também foi servido lanche. Na verdade, no Expedition foi servido café. Já no Vistadome foi servido um lanchinho que foi muito curioso: uma fatia de queijo, uva passa (umas poucas) com amendoim, um pedacinho (mas pequeno mesmo) de um pudim, que estava gostoso, uma tirinha de tomate e um pedacinho de torrada (que era a metade da metade da metade de uma torrada). Os passageiros também foram entretidos com apresentação de dança típica local.

Onde se hospedar

Ficamos hospedadas no hotel Don Bosco, em Cuzco, e super-recomendamos. Tem um café da manhã delicioso e atendimento nota mil. A localização também é muito boa. Pertinho da Praça das Armas.

Já em Águas Calientes, ficamos no hotel Inka Town. Não é tão bom quanto o de Cuzco, mas suficiente para passar a noite na comunidade. O lugar é muito feio e perigoso. Fica atrás da estação de trem.

Nos dois hotéis nos reservamos 2 quartos para duas pessoa com cama de casal e de solteiro e 1 quarto para 1 pessoa.

Os dois hotéis ofereciam café da manhã incluído na diária, embora o do Inka Town seja bem fraquinho.

Quanto à estrutura dos quartos e do hotel em si, ambos eram muito boas. Camas confortáveis, banheiro arrumadinho e com água bem quente (muito importante uma vez que lá estava bemmm frio).

O Que fazer em Cuzco e Machu Picchu

Alguns passeios em Cuzco e Machu Picchu são praticamente obrigatórios. Em nossa viagem, visitamos:

Machu Picchu

Mercado de Cuzco

Um lugar que vende de tudo um pouco: artesanato, flores, comida, tempero, roupas, ervas, etc. O cheiro é predominante, bem forte, mas, apesar disso, não é aconselhável comer por lá, pois também é muito sujo.

Qorikancha (Templo do Sol)

O valor para entrar no Templo era de US$ 3. No Templo do Sol, erguido pelo imperador Pachacuti para rituais e oferendas ao deus sol, foi construída a Igreja São Domingos sobre um dos templos incas mais importantes.

Catedral de Cuzco

Muito linda, com obras do barroco espanhol. Assistimos a uma missa toda em espanhol e seu interior é todo dourado. Pena não poder fotografar.

Q’engo

Q’enqo está localizado a 4 quilômetros de Cuzco e possui 4 mil metros quadrados. Ali, ainda é possível ver do que restou: a sala mortuária, o anfiteatro e o laboratório astronômico. Mas não gostei, pois tudo está muito mal conservado.

Tambomachay

Tambomachay é conhecido como o templo das águas pelos incas e está localizado a 3765 metros acima do nível do mar. Muitos turistas não conseguiram subir devido ao mal da altitude. Ao final do passeio, nos foi servido um chá quentinho de menta que estava muito bom.

Saqsayhuaman

Saqsayhuaman tem quatro mil metros quadrados de extensão é um dos templos mais importantes de Cuzco. Foi usada como fortaleza para impedir a invasão dos inimigos e construída com pedras que chegam a pesar 350 toneladas perfeitamente encaixadas umas nas outras e com muralhas em ziguezague. Eu amei este lugar e voltaria lá, com certeza. Tiramos fotos maravilhosas….

Sitio arqueologico de saqsaywaman

Pisac/Vale Sagrado

Muito bacana o lugar. Tem uma feira, onde é possível encontrar pedras preciosas, artesanatos e muitos souvenires peruanos. Sem contar o lugar que é incrível.

Ollantaytambo

Foi aqui que paramos para almoçar em um restaurante muito bom (almoço incluso no pacote). Conhecemos as ruínas, de onde se tem uma visão maravilhosa, e tivemos um tempinho para conhecer os cuzquenhos mais de perto até a hora de embarcar no trem Expedition rumo à Águas Calientes.

Águas Calientes

Comunidade base para conhecer Machu Picchu. Não é um lugar bonito. Fica ao pé da montanha. Bem feia, para se dizer a verdade. Mas ficamos apenas uma noite, pois cedinho seguimos para Machu Picchu e a tarde do outro dia já retornamos para Cuzco.Lhamas no Machu PIcchu

Machu Picchu

Lugar incrível. É tudo que as pessoa falam e muito mais. Tem uma energia maravilhosa. Uma paisagem incrível. É um mistério toda aquela cidade, conhecida como a cidade perdida dos incas.

Apesar de maravilhoso, o passeio é cansativo, pois tem muitas coisas para se ver. Logo na entrada tem a zona agrícola, de onde é possível ter a melhor vista de Machu Picchu e tirar a tradicional e oficial foto da cidade perdida dos Incas. O local ainda conta com a Praça dos Templos, Templo Principal, Templo do Sol, Templo do Condor, Casa da Sentinela, Templo das Três Janelas, Rocha Sagrada e outros.

Renovando as energias no relogio de sol

Onde Comer

A comida é para nós foi um problema, pois temos muito receio em comer o que não conhecemos. A comida peruana não me agradou muito, mas conseguimos comer em restaurantes muito bons, que infelizmente não me lembro dos nomes. O que mais comemos foi arroz, salada cozida, papas (batatas) fritas e carne picadinha de boi. Muito bom, por sinal.

Ainda tomamos chá de coca, que é típico da região e serve, principalmente, para evitar o mal de soroche, ou mal de altitude.

O restaurante em Ollantaytambo foi o melhor e o almoço estava incluído no pacote contratado com a Machu Picchu Brasil. Como era self service, ficou mais fácil escolher as comidas que para nós são mais “normais”.

Onde Comprar

Um dos lugares muito bons para comprar lembranças é na feira de artesanato em Cuzco, com preços muito baixos. Na Feira de Pisac (Vale Sagrado) também tem muitas coisas para comprar.

Muitos vão tentar vender roupas de vicunha, alpaca e lhama, mas a maioria das peças é falsa. A original tem um preço altíssimo.

Uma dica é pechinchar muito, pois os vendedores sempre te passam o preço e, se você diz que não quer, logo te questionam: quantos queres dar? E você vai tentando negociar até chegarem a um valor. Nós conseguimos ótimos preços durante a viagem.

Imperdivel(Ponto alto da viagem)

Chegar ao lugar de “praxe”, na zona agrícola de Machu Picchu para tirar aquela foto oficial. É neste lugar que temos a melhor visão da cidade perdida dos incas. É o momento que você gostaria de ficar parado por, pelo menos, uma semana, “decorando” cada detalhe. Incrível.

Não repetiria jamais

Não me hospedaria no hotel Inka Town. Embora simples e suficiente para passar noite, o entorno é muito feio e perigoso à noite. Tem outras opções em Água Calientes que podem ter um custo-benefício bem melhor. Mas, como compramos o pacote fechado com a agência, não tivemos opção de escolha dentro da categoria mais barata.

Se pudesse planejar de novo, o que mudaria?

Ficaria por mais tempo dentro de Machu Picchu, pois, apesar de maravilhoso, o passeio é cansativo e muitas coisas ficaram sem ser visitadas porque já estávamos andando há muito tempo. Foram cerca de 3 horas subindo e descendo pelas escadarias. Sem contar que, durante o dia, estava muito quente.

Indicado para

Tipica casa IncaPessoas que gostam de aventura, de história e de viver outras experiências. Pois, quem não gosta (ou gosta de roteiros mais “normais”, digamos assim) vai dizer que, durante to toda viagem, só viu pedras sobre pedras. E tem muita coisa bacana que nem sempre são vistas “a olho nu”. Nós vimos todo tipo de pessoas, desde crianças até idosos, então o passeio em si é recomendado para todos. É preciso alguns cuidados, uma vez que Machu Picchu está localizada há 2400 metros acima do nível do mar. Cuzco está mais alto ainda, a 3400 metros. Então, é comum passar mal, com tonturas, devido ao mal de soroche, ou mal da altitude. Nós não sentimos nada, mas têm pessoas que disseram terem passado muito mal. Por isso, é recomendado tomar chá de coca e descansar nas primeiras horas da chegada.

Posts relacionados a viagem

http://dedmundoafora.blogspot.com.br/2014/08/viagem-ao-machu-picchu-agosto-de-2012.html

http://dedmundoafora.blogspot.com.br/2014/09/machu-picchu.html

E você? Já conhece Machu Picchu? Tem alguma dúvida ou dica de lá? Deixe nos comentários


Vai Viajar?

Saia do Brasil com seu chip internacional já funcionando no celular.

Não esqueça de fazer o seu Seguro de Viagem, pois ele é obrigatório nas viagens para a Europa. Mesmo nos Estados Unidos, é altamente recomendado, pois como não existe saúde pública no país, qualquer problema mínimo de saúde pode resultar numa conta altíssima de hospital ou pronto socorro. Nós não viajamos sem seguro nunca. Faça sua cotação para encontrar o seguro que você precisa. Você pode pagar em até 12x no cartão ou ter desconto de 5% no boleto. Nossos leitores ainda recebem um desconto de 5% na hora de pagar. Use o código promocional: APRENDIZ5.

Reserve o seu hotel no nosso parceiro Booking

Precisa alugar um carro? Reserve o carro na RentCars. A cobrança será feita sempre em reais, sem IOF e você ainda vai poder dividir em até 12 parcelas no cartão de crédito ou ter um de 5% no boleto bancário.


12 COMENTÁRIOS

  1. Agradecemos a Aprendiz de Viajante e ao blog da Daniela pela citação da Machu Picchu Brasil, é sempre um prazer estar ajudando os milhares de Brasileiros a conhecer um pouco do Peru e dos Andes.
    Nossa Equipe sempre esta disposta a ajudar, tanto em São Paulo como em Cuzco.

  2. Olá Claudia!

    Muito legal toda a programação e dicas!

    Recentemente estive em Machu Picchu é um dos lugares mais incríveis que conheci, na minha opinião pessoal vale a pena subir a Waynapicchu e para aqueles que são amantes de aventura, não pode deixar de fazer uma das trilhas que leva até lá !

    Um abraço!

  3. Olá gente,

    Gostaria de acrescentar algumas recomendações importantes para as pessoas que estão preparando sua viagem para Machu Picchu.

    – Quem vai a Machu Picchu não pode deixar de fazer as trilhas que levam até lá!

    – Quem quer ter uma bela vista panorâmica deve subir até Huayna Picchu.

    – Faça a pernoite em Aguas Calientes, pois você estará logo cedo em Machu Picchu desfrutando o amanhecer.

    – Compre os bilhetes com antecedência, porque as vezes, se vc quer comprar um hoje para amanha, não tem mais.

    Espero que ajude alguém.

    Abraços.

  4. Se você não sabe muito bem que fazer em Machu Picchu por uma semana, você pode contratar pacotes durante esses dias, é muito importante ter energia, uma vez que são muito trilhas de aventura.

  5. Boa tarde Claudia, eu como peruano gostei muito das suas dicas, você deveria percorrer todo o nosso país e eu se que vai se agradar mais e ate talvez não vai quer voltar rsrsrsrsrs.
    Bom Claudia eu sou formado em ciencias administrativas e turismo na universidade de Cusco, e já teve essa sorte de morar em Sao Paulo e agora que voltei para o Peru montamos aqui no Peru a nossa operadora de turismo chamada Viagens Machu Picchu, Operadora única e exclusivamente para os brasileiro que desejem conhecer Machu Picchu e Peru.
    Nos da Viagens Machu Picchu sempre estamos dispostos a ajudar a qualquer pessoa sem compromisso de compra e simplesmente queremos que todos venham e curtam a nossas paisagens.
    Att: Juvenal Rondan

  6. Para as pessoas que estão percorrendo a Trilha Inca e Trilha Salkantay levem um cantil ou até mesmo garrafa pet, pois é de extrema importância estar hidratado durante toda a viagem, seja na trilha Inca ou na Salkantay. Em alguns trechos há pequenos riachos onde você pode encher seu recipiente; portanto leve também um purificador de água (líquido ou em pastilhas – do tipo Hidrosteril). Isso não faz volume, não custa caro, não pesa e pode evitar uma diarréia!
    Durante a noite geralmente é frio, ainda mais na época das geadas, que é muito frio próximo aos nevados, registrando temperaturas abaixo de 0, sendo assim é importante ter um saco de dormir. Se você não quiser levá-lo (por causa do peso e volume), pode contratar com a sua agência ou operadora por que normalmente já costumam alugá-los, dá pra pechinchar pedindo para incluir no que você vai pagar. Eu levaria o meu, acho uma coisa meio pessoal – risos. Dificilmente você vai conseguir alugar um de “primeira mão”. Boa Viagem!!

DEIXE UMA RESPOSTA

Comente!
Por favor entre seu nome aqui