Roteiro na Floresta Negra para um final de semana

12
floresta negra

Quando planejamos nossa viagem para a Floresta Negra, eu comecei a marcar em um mapa diversos pontos de referência, pois pela minha pesquisa eu entendi que os caminhos eram mais bonitos do que os pontos de parada. Ou seja: eu apenas precisava saber de onde ir e para onde ir, simplesmente para não dirigir sem rumo. E isso deu super certo! As idas e vindas pelas estradas da Floresta Negra nos apresentaram paisagens de sonhos, que mencionei no post que fiz logo que voltamos dessa viagem.

A gente acabou fazendo tantas paradas na estrada (entre os pontos de referência que estavam marcados no mapa), que não deu tempo de explorar a região inteira. Alguns pontos que eu tinha marcado no mapa simplesmente ficaram de fora. Mas olha, valeu muito a pena. As surpresas pela estrada, os lagos, as árvores e campos cobertos de neve, as cachoeiras, os mirantes… acho que é isso que é a Floresta Negra de verdade! Acredito que seja impossível fazer exatamente o mesmo roteiro que outra pessoa fez. Cada desvio revela algo novo, e a gente acaba explorando a Floresta Negra de uma forma muito particular.

roteiro na floresta negra (3)

Vou deixar alqui alguns pontos de referência pra ajudar quem estiver planejando uma viagem para lá. Vale lembrar que eu fiz essa viagem de carro! O que nos deu muita liberdade pra parar e fazer nossos horários. Alugamos em Frankfurt e fomos pra lá, e utilizamos Baden-Baden como base, que fica no norte da região.

O Seguro Viagem é Obrigatório na Europa

Não esqueça de fazer o seu Seguro de Viagem, pois ele é obrigatório nas viagens para a Europa e precisa ter uma cobertura mínima de 30 mil Euros. Faça sua cotação para encontrar o seguro que você precisa. Você pode pagar em até 12x no cartão ou ter desconto no boleto. Nossos leitores ainda recebem um desconto de 5% na hora de pagar. Use o código promocional: APRENDIZ5.

Floresta Negra: pontos de referência

Baden-Baden

Como eu falei na introdução, escolhemos Baden-Baden como cidade base. Isso porque é uma cidade maiorzinha, que nos daria opções de restaurantes e tem mais vida. Foi uma decisão acertada. Ficamos no Heliopark Bad Hotel Zum Hirsch, bem no centro na cidade. Achei ótimo (café da manhã farto e wifi que funciona direito), mas o único problema é que não tem estacionamento – e Baden-Baden, principalmente ali no centrinho, quase não tem vagas para parar o carro na rua. Acabamos deixando o carro no shopping, que deixa fazer pernoite, mas saiu 30 euros. Enfim, eu não me informei direito, então é bom conferir se o seu hotel dá estacionamento ou quais outras opções você tem nos arredores.

Viaje com internet no seu celular

Vai viajar para o exterior? Já chegue no seu destino com o celular funcionando. A EasySim4u oferece plano de dados ilimitados em 140 países, para que você fique conectado a internet. Utilize o cupom para ganhar frete grátis: APRENDIZDEVIAJANTE! Veja meu post: Chip EASYSIM4U: Como usar a Internet na Europa.

roteiro na floresta negra (1) roteiro na floresta negra (2)

Baden-Baden é uma graça, e não tem muito segredo: ande pelas ruas do centrinho e você encontrará vários restaurantes típicos. A cidade também tem um cassino super famoso, mas eu nem cheguei perto. Sei que tem quem vá pra lá só pra ir no cassino. Mas com a Floresta Negra a seus pés, pra que perder seu tempo e dinheiro na jogatina? Muitos hotéis e spas na cidade tem piscinas de águas termais, outra coisa que atrai muita gente pra lá. Para mais informações sobre Baden-Baden, consulte o site do órgão de turismo da cidade.

Herrenwieser See

Ah! Foi o último lugar que visitamos e o que mais gostei. Esse era um ponto de referência mas que por pouco não achamos, pois o GPS não reconhecia o nome (então anote também as coordenadas pra ficar mais fácil pra você: 48.668417°N 8.295536°E). Eu abri o Google Maps do celular e fui comparando com o ponto que estávamos com o ponto que havíamos marcado no mapa, então quando parecia que estávamos perto, paramos o carro (tinha um estacionamento na beira da estrada). Andamos até o lago e tivemos uma bela surpresa: não tinha ninguém ali. Estava vazio, silencioso. As árvores  refletidas no lago me fizeram sentir uma paz incrível. Eu acho que tem umas trilhas que passam ao redor dele, mas a gente não tinha se informado e também precisávamos votar pra Frankfurt, então não ficamos muito.

roteiro na floresta negra (14) roteiro na floresta negra (15)

Mummelsee

Um dos lagos mais famosos da Floresta Negra, e por isso também um dos mais visitados. Ele é bonito mesmo, mas infelizmente o dia que vistamos estava tudo encoberto de neblina. É possível caminhar ao seu redor, você termina no mesmo lugar que começa, então tanto faz o sentido. Na beira do lago há um café e restaurante e também uma lojinha com produtos típicos da região.

roteiro na floresta negra (13)

Triberg

Triberg é uma cidadezinha bem no meio da Floresta Negra, por isso uma outra opção de base. Ela não tem o charme de Baden-Baden mas sua rua principal tem várias lojas e restaurantes. Um bom ponto de parada para fazer uma refeição! Ali também fica também uma cachoeira, Triberg Waterfalls. Dá pra parar o carro na cidade, a entrada para as trilhas que levam a cachoeira é bem fácil de encontrar, na rua principal. Esse mapa mostra as opções de trilhas.

roteiro na floresta negra (5)

Titisee

Titisee também é um lugar que aparece na maior parte de sites e guias que falam sobre a Foresta Negra. Eu não fui a cidade em si (Titisee-Neustadt), apenas até o lago. Algumas lojinhas e restaurantes ficam ali por perto, e acredito que seja possível fazer caminhadas ao redor dele, mas pra gente foi apenas um ponto de referência mesmo. Paramos para comer algo e usar o banheiro. Mas tinha muita gente por ali, então acho que os hotéis nos arredores do lago recebem bastante gente que usa a localidade como base.

roteiro na floresta negra (8)

Freiburg

Freiburg é uma cidade que fica quase na fronteira com a França. Tem bastante gente que inclui uma visita a ela quando explora a região da Alsácia, ou acaba visitando as cidadezinhas da Alsácia quando usa Freiburg como base. Infelizmente a gente nem desceu do carro, pois chegamos lá no fim de um dos dias e precisávamos voltar pra Baden-Baden. Entre as principais atrações da cidade estão a parte antiga, com características medievais, e o funicular que leva os visitantes para o alto de um morro (Schlossberg), de onde se tem uma vista incrível da região.

Schiltach

Taí um ponto de referência que deve ser também um ponto de parada! Essa cidadezinha entrou pro meu mapa nos 48 minutos do segundo tempo, pois nas minhas trocentas buscas pelo Google, acabou aparecendo uma foto linda, de casinhas típicas alemãs coloridas e enfileiradas. Fucei e descobri que essas casinhas ficam em Schiltach. Chegando lá, achei a cidade ainda mais fofa ao vivo! As imagens realmente não mentem.Apesar de ser um sábado, as ruas estavam vazias, o que foi um pouco estranho. Mas achamos um restaurante na beira do riacho e acabamos almoçando por lá mesmo. Outra surpresa foi descobrir que a Hansgrohe, fábrica de chuveiros e torneiras bem famosa e que produz umas peças com design lindo, foi fundada e tem sede lá. Eles inclusive tem um museu da marca, então é uma boa pedida pra quem curte esse tipo de coisa.

roteiro na floresta negra (4)

Allerheiligen

Achamos as ruínas desse monastério por acaso (Allerheiligen significa ‘Todos os Santos’), depois de passarmos pela entrada da Allerheiligen Wasserfälle (cachoeira, e estava fechada por causa da época do ano). Perto das ruínas há uma vilazinha, que tem um restaurante. Mas no dia que passamos lá, estava tudo muito vazio, então só demos uma olhada no entorno e seguimos viagem.

roteiro na floresta negra (11)
Ruínas e vilarejo
roteiro na floresta negra (10)
Entrada para a cachoeira, mas não era permitido seguir adiante

Schwarzwaldhochstraße

Uma dica de ouro! Se você tiver apenas algumas horas para dirigir pela Floresta Negra, dirija por essa estrada! São apenas 60km, mas com o melhor da região. Essa é inclusive a estrada que passa pelo Mummelsee, e ao longo dela você verá diversas pistas de ski. Mesmo que você não vá esquiar, geralmente perto dessas pistas existem restaurantes tradicionais, então sempre um bom lugar de parada! A estrada começa em Baden-Baden, então é um ótimo ponto de partida para quem está hospedado na cidade.


Vai Viajar?

Assine a Revista Aprendiz de Viajante! Assine a revista por R$ 120,00 + chip com 30 dias de internet ilimitada gratuita para usar em mais de 140 países!!!! Você sabia que o chip mais barato, de 5 dias, custa mais caro que a assinatura??? Então aproveite!!!! Assine agora.

Não esqueça de fazer o seu Seguro de Viagem, pois ele é obrigatório nas viagens para a Europa. Mesmo nos Estados Unidos, é altamente recomendado, pois como não existe saúde pública no país, qualquer problema mínimo de saúde pode resultar numa conta altíssima de hospital ou pronto socorro. Nós não viajamos sem seguro nunca. Faça sua cotação para encontrar o seguro que você precisa. Você pode pagar em até 12x no cartão ou ter desconto de 5% no boleto. Nossos leitores ainda recebem um desconto de 5% na hora de pagar. Use o código promocional: APRENDIZ5.

Reserve o seu hotel no nosso parceiro Booking

Precisa alugar um carro? Reserve o carro na RentCars. A cobrança será feita sempre em reais, sem IOF e você ainda vai poder dividir em até 12 parcelas no cartão de crédito ou ter um de 5% no boleto bancário.

Saia do Brasil com seu chip internacional já funcionando no celular.


12 COMENTÁRIOS

  1. Olá, adorei o seu roteiro!
    Há alguns anos fui à Floresta Negra. Não em tantas cidades como você. Achei super interessante a sua viagem.
    Eu me hospedei em um ótimo hotel em Titsee, a beira do lago. Este possuía um super restaurante e ótimo spa com um menu repleto de tipos de massagem. Essa era a dica, depois de um roteiro puxado por outra região. Muito frequentado por turistas locais de mais idade no verão e primavera para relaxamento e esportes no lago. Por sinal, havia uma lojinha com ótimos frios e embutidos.

  2. Ótimo roteiro. Fui à Floresta Negra muitas vezes qdo meus filhos eram pequenos e fizemos passeios encantadores. Sempre fiz base em Schluchsee uma micro cidade encantadora, inesquecível! Seu texto me fez relembrar tantos momentos maravilhosos naquela região!

  3. Oi, Helô!
    Vc sabe se tem como fazer pelo menos uma parte desse roteiro de transporte público?
    Planejo ir sozinha à Alemanha e não gosto de alugar carro nessas condições.
    Obrigada!

  4. Helo,
    Estou simplesmente apaixonada pelo seu roteiro pela Floresta Negra.
    Definitivamente entrou na minha wishlist por sua causa, tanto que eu ia na primavera e decidi esperar até o próximo inverno pra ver essas paisagens maravilhosas que você mostrou.
    Muito obrigada por todos os detalhes. E chegando mais perto de janeiro volto aqui pra pegar ainda mais informação com vocês. =)

  5. Ola Helo, parabéns pelo excelente roteiro.
    Estarei no final de setembro na floresta negra e montei um dia de base em baden baden, vindo de Stuttgart, estou escolhendo outra cidade para base. Estou entre Freiburg e Triberg (após ler sua experiência). Qual dos dois vc escolheria?
    Tem algum outro q vc ache melhor?
    Muito Obrigado! 🙂

  6. Olá. Estou planejando ir para Floresta Negra no fim de março. Como é lá nessa época? E essas fotos com neve foi em que mês? Por ser começo de primavera é provável que peguemos um pouco neve? Essa época chove muito?

    Obrigado!

DEIXE UMA RESPOSTA

Comente!
Por favor entre seu nome aqui