10 motivos para visitar o Egito já!

95

O Egito estava na minha lista de viagens há mais de 10 anos e eu só ficava adiando a viagem, por mil motivos. Um deles era dar ouvido a pessoas que sem saber, transmitem uma série de preconceitos sem ter visitado, baseados em “notícias” espalhadas por aí, ou notícias velhas. Pois eu fui, em Outubro de 2017, vi um país maravilhoso e fiquei mais encantada do que achei que ficaria e meu único arrependimento foi não ter ido antes! Então aqui estou listando 10 motivos pra você deixar as dúvidas de lado e ir já!!!

1Pirâmides e além!

A emoção de ver as pirâmides

Eu sempre tive um fascínio pelas pirâmides, adorei quando estudei história do Egito e vê-las ao vivo foi provavelmente um dos momentos mais emocionantes da minha vida viajante. Você acha que vai chegar lá e vai ter respostas pra todas as perguntas… quem construiu, como conseguiram colocar aquelas pedras enormes, mas que nada! Sai de lá ainda com mais perguntas, mas é uma experiência incrível estar frente a frente com a única maravilha do mundo antigo que ainda está de pé.

Sim, existe uma cidade bem próxima – Giza(Não é Cairo como muitas listinhas por aí colocam), mas não diminui em nada a emoção do lugar. Então se você tem vontade de visitar as pirâmides, vá logo!!!!

Mas já tenha em mente que o Egito não se resume as pirâmides e o país tem milhares de outras coisa pra fazer! Mesmo no Cairo, tem o museu inteirinho dedicado as coisas locais, as mesquitas… Há muito mais pra ver pelo país, como templos lindíssimos em Luxor, a biblioteca de Alexandria que não fui dessa vez, mas já me prometi para a próxima(pq sim, vai ter próxima!!!) e até praias paradisíacas no mar vermelho em Hurghada e Sharm el Sheik.

2Cambio favorável

Uma das coisas que me impressionaram foi como o câmbio está favorável pra gente! Isso aconteceu agora no começo de 2017, e no dia que estou escrevendo esse post, uma real está valendo em torno de 5 libras egípcias!!!! Para entrar nas atrações o máximo que paguei foi 200 L.E. (Libras Egipcias) que seriam 40 reais pra entrar na pirâmide de Keops, uma experiência fantástica, mas todos os outros custaram menos de 100. Pra vocês terem uma idéia de custos, um refrigerante custa em torno de 10 libras egipcias, o que são apenas 2 reais e em alguns lugares mais caros e turísticos eles vendiam por 1 euro!!! Então como não sabemos como vão estar as coisas mais pra frente, a hora de ir é agora que o Real está valendo bastante por lá!

3Hotéis maravilhosos e baratos

A piscina do Hilton Luxor

O país tem uma rede hoteleira incrível e os hotéis estão muitoooo baratos se comparados com outros lugares pelo mundo. Tanto no Cairo quanto em Luxor e Hurghada, fiquei em hotéis da rede Hilton(a convite deles), mas eu pesquisei os preços dos hotéis que fiquei e nos que estavam a minha volta e achei muitos hotéis por menos de 100 doláres. Na verdade, alguns dos hotéis na época que eu fui, que ainda não era alta temporada, estavam em torno de 50 doláres!!! Isso pra hotéis 4 e 5 estrelas. A rede de luxo hoteleira está presente no país e vai ter aqui hotéis que vai ser dificil encontrar em outros lugares pelo preço que tem no Egito. Tanto Cairo quanto Luxor, as duas cidades mais visitadas, tem muitos hotéis e muitas ofertas, por isso digo que ir agora está valendo muito a pena. Nas cidades costeiras como Hurghada e Sharm El Sheik, os resorts (muitos All Inclusive) também tem preços excelentes.

4Segurança

Cairo e o Rio Nilo vistos da janela do Hilton Ramses Cairo

Essa foi provavelmente uma das perguntas que mais me fizeram enquanto estava lá. Como está a segurança no Egito? É seguro para uma mulher viajar sozinha no Egito? Eu também tinha as minhas dúvidas, porque a gente escuta muita estória. Mas me dei conta que a gente também meio que parou no tempo em relação as notícias do Egito. A revolução no Egito, parte da “Primavera Árabe”, que aconteceu em Tahir Square no Cairo, foi em Fevereiro de 2011. De lá pra cá muita coisa aconteceu e se a situação política ainda não é a ideal(a gente no Brasil nem pode jogar pedra, porque nosso telhado é super de vidro né?), o país está estável. Andei bastante pelo Cairo e pelas outras cidades, sempre tomando as precauções que tomo sempre em cidades grandes. No Cairo, que é uma cidade enorme e tem 20 milhões de pessoas, andei pelo mercado sozinha e também pelo centro. No mercado eles sempre perguntam de onde você é e quando você fala que é do Brasil, sempre tem algum papo sobre futebol ou o quanto eles adoram os brasileiros. Não sofri nenhum assédio direto ou desconfortável e no máximo algum comentário do quanto eu era bonita e etc. Aliás, achei muito mais tranquilo andar aqui que no Marrocos e não precisei ficar o tempo todo me livrando de vendedores que queriam me vender qualquer coisa. Não senti medo em nenhum momento andando por lá. Andei na rua normalmente, parei em lojinhas, tomei sorvete, fui ao shopping. Fiz coisas normais que faço em outros lugares do mundo. Tahir square hoje, tem uma segurança reforçada, mas não tem mais nenhum resquício da revolução.

Dito isso, um adendo.. infelizmente hoje não existe lugar totalmente seguro no mundo, porque ainda existem muitos loucos por aí, vide o que aconteceu em Las Vegas aqui nos Estados Unidos algumas semanas atrás, em Londres e em Paris, mas reitero que me senti super segura no Egito e não tive nenhum problema durante a viagem. O aeroporto, os hotéis e atrações tem detector de metais e nas estradas, tem sempre barreiras de segurança, o que me deixou ainda mais tranquila.

5Estrutura excelente de turismo

Guias com grupos no templo de Abu Simbel

Uma das coisas que mais me impressionaram foi como eles estão preparados para o turismo. É preciso ter um certo planejamento para visitar o país, mas as agências locais e pessoal que trabalha com turismo geralmente falam várias línguas, até português e eles são muito organizados e certinhos. Peguei guias que falavam português, espanhol, já que Espanha e até Argentina mandam muitos turistas para lá, então diferente de outros lugares no Oriente Médio, a gente se sente muito bem vinda, com eles falando nossa língua. Ah.. e muitos deles estão aprendendo Chinês, já que o turismo de chineses está crescendo muito. A estrutura de transporte público não é muito fácil, o trânsito é caótico, alguns lugares tem estradas que não estão bem conservadas(minoria, pq as estradas entre uma cidade e outra achei ótimas), mas traslados são baratos e táxis também, então recomendo nem se aventurar muito nesse quesito e aproveitar a estrutura. Para ir de um ponto a outro do país, há voos de e para o Cairo, normalmente da Egypt Air ou Nile Air, que são também baratos. O aeroporto é super moderno e muito tranquilo de transitar.

6Visto fácil na chegada do aeroporto

Para tirar o visto você precisa de 25 dólares, em dinheiro, na chegada do aeroporto. E mais nada! Já arrumou as malas?

7Comida deliciosa

A comida do Egito é bem no estilo mediterrâneo e lembra até em alguns casos a nossa. O Arroz é bastante usado e há pratos deliciosos para agradar aos diversos paladares. Se você já comeu alguma vez comida árabe, vai se sentir em casa… tem Kibe, tem charutinho de uva, tem kabob(que é o espetinho de carnes). Cairo tem muitos restaurantes internacionais deliciosos e mesmo nas cidades menores é sempre fácil encontrar comida italiana, fast food americano e até comidas vegetarianas. A comida de rua e de restaurantes mais elaborados foi na maior parte das vezes muito deliciosa, com temperinho delícia. Ninguém passa fome por lá!

8Povo encantador e amável

Ali, um figuraça nas pirâmedes, que trabalha há mais de 30 anos com camelos

Adorei o povo Egípcio. Todo mundo que tive que lidar foi muito encantador e especialmente quando a gente diz que veio do Brasil, eles tem sempre uma história para contar, alguma coisa para perguntar. Eles amam futebol(no dia que eu estava no Cairo eles se classificaram para a Copa do Mundo e eu torci com eles no bar) e conhecem os jogadores brasileiros, torcem para o Brasil. Muitos falam várias línguas, são em geral bem educados e cultos é sempre muito interessante bater papo com eles. Eles são muito receptivos aos turistas em geral e especialmente com os brasileiros. As crianças nas cidades ficam curiosas com gente diferente, mas na maior parte dos lugares eles estão sempre muito acostumados a lidar com o turistas de várias partes do mundo. Em alguns lugares, por causa da crise, os vendedores estão um pouco insistentes, principalmente próximo aos lugares mais turísticos, mas é só dizer um não firme que eles se afastam. (Dito isto, tem algumas técnicas que alguns vendedores usam: tentar amarrar sua echarpe na cabeça em troca de um euro, deixar você tirar foto em lugar que não pode querendo dinheiro, dizem que custa 1 dólar pra montar no camelo(mas custa 20 pra descer) ou te dão algo “de presente”, pra depois vir atrás pedindo dinheiro) mas é só ser firme e dizer que não quer ou não tem dinheiro e estar preparado para lidar com essas coisas.

9Sol quase o ano inteiro e muito pouca chuva!

Ponto de mergulho em Paradise Island – Hurghada

Imagina quando você planeja uma viagem, só pra descobrir na véspera da viagem que vai chover a viagem inteira? E se essa viagem for pra praia então??? Pois no Egito suas chances de que isso aconteça são mínimas e se você escolher a época do ano adequada, elas são próximas de zero. O sul, onde ficam as praias maravilhosas de águas verdes e azuis do mar vermelho – Hurghada e Sharm El Sheik, tem pouquíssima chance de chuva, deles me dizerem que só viram chuva uma vez no último ano. No Cairo chove vez ou outra no inverno, mas ainda assim a probabilidade é pequena. E por falar em sol, ele é implacável por lá, então evite viajar no verão! Eu fui no fim de Setembro, começo de Outubro e ainda peguei calor, mas o máximo foi um dia de 35 graus. Os outros dias foi abaixo dos 30 e achei a época ótima porque aproveitei bem a praia.

10Turismo está voltando ao país

Saem grupos de 6 balões com 24 passageiros a cada 15 minutos pela manhã, maioria dos passageiros é da China

 

O Egito sofreu um grande baque no turismo nos últimos anos, mas o turismo está gradualmente voltando e agora é a melhor hora para visitar. Os chineses, espanhóis, alemães, ingleses e até argentinos já estão visitando o país em grupos grandes, mas ainda é possível visitar as atrações sem filas enormes. Algumas das atrações, como o voo de balão por exemplo, tem o preço ditado pela demanda, que anda alta por conta dos chineses. Eu acredito que nos próximos anos o turismo por lá vá aumentar muito e se voltar aos patamares antigos, alguns lugares ficarão bem complicados de visitar na alta temporada.

Então não perca tempo! Tire esse sonho do papel e comece a planejar a sua visita ao Egito já!

Essa viagem ao Egito teve o apoio da Horus Viagens – agência brasileira especializada no Egito e Hilton Hotels Egito. Todas as opiniões aqui são minhas. A matéria completa sobre o Egito você vai ler na revista Aprendiz de Viajante de Janeiro. Assine aqui!   


Vai Viajar?

Assine a Revista Aprendiz de Viajante! Assine a revista por R$ 120,00 + chip com 30 dias de internet ilimitada gratuita para usar em mais de 140 países!!!! Você sabia que o chip mais barato, de 5 dias, custa mais caro que a assinatura??? Então aproveite!!!! Assine agora.

Não esqueça de fazer o seu Seguro de Viagem, pois ele é obrigatório nas viagens para a Europa. Mesmo nos Estados Unidos, é altamente recomendado, pois como não existe saúde pública no país, qualquer problema mínimo de saúde pode resultar numa conta altíssima de hospital ou pronto socorro. Nós não viajamos sem seguro nunca. Faça sua cotação para encontrar o seguro que você precisa. Você pode pagar em até 12x no cartão ou ter desconto de 5% no boleto. Nossos leitores ainda recebem um desconto de 5% na hora de pagar. Use o código promocional: APRENDIZ5.

Reserve o seu hotel no nosso parceiro Booking

Precisa alugar um carro? Reserve o carro na RentCars. A cobrança será feita sempre em reais, sem IOF e você ainda vai poder dividir em até 12 parcelas no cartão de crédito ou ter um de 5% no boleto bancário.

Saia do Brasil com seu chip internacional já funcionando no celular.


COMPARTILHAR
Artigo anteriorHotel em Londres: The Westbury
Próximo artigoNovas regras para bagagens despachadas
Claudia Beatriz trocou as praias do Rio de Janeiro pela vizinhança da Casa Branca em Washington DC em 2004 e se mudou em 2014 para Orlando, onde vive atualmente. Apaixonada por Viagens e Fotografia, criou esse blog e a revista Aprendiz de Viajante. Quando não está escrevendo sobre viagens ou fotografando, a "nerd confessa" dá consultoria, treinamento e escreve sobre tecnologia, gerenciamento de conteúdo e mídias sociais.

95 COMENTÁRIOS

  1. Olá ! Estava lá nessa época porém em Sharm El Sheik . Egito é um país encantador e fui sozinha duas vezes e nunca me sofri nenhum tipo de preconceito . Indico para meus amigos e colegas.
    E a comemoração do jogo que os classificaram foi uma festa linda em todos os cantos do país ! Feliz por ter participado desse momento.

  2. Esta certo o cambio libra egipicia x real, no artigo do Egito?
    Pelos precos comentados, dos ingressos, o cambio esta invertido.

  3. Aprendiz de Viajante Hi Claudia! I am one of the girls from Argentina that you met at the hotel and Cruise, remember me?? You can add that just by 200 egiptyan pounds you can go inside Keops, and it is an incredible experience: being inside the pyramid!! there is nothing because of course the sarcophagus is not there. But if you go, it is amazing to go in. I will send you later the 360 pictures I took when we flew in the balloon. Kisses!!!

DEIXE UMA RESPOSTA

Comente!
Por favor entre seu nome aqui