Budapeste na Hungria

12

Budapeste na Hungria fica no leste Europeu e é uma cidade encantadora e repleta de história. Para quem quiser fazer uma combinação com cidades em países próximos, Viena na Austria, Bratislava  e Praga  são ótimas opções.

A Liana Soares que é Engenheira de Software, nasceu no Rio, mas morou a maior parte da vida dela em Recife e Natal. Ela mora desde 2009 na Suíça, onde trabalha na área dela e também escreve no Blog Ela é Americana. Ela visitou a cidade com a mãe por três dias e contou lá no blog dela http://www.elaeamericana.net/search/label/hungria e dá uma resumida aqui pra quem quer planejar uma viagem pra lá.

liana
Liana

Roteiro: A idéia era conhecer um pouco do leste (não tão leste) europeu com a minha mãe: Budapeste – Viena – Bratislava – Praga

 

Estação do ano: Outono. Ideal. Nem tão frio, nem quente. Perfeito para passear. Só a noite que esfria um bocadinho mais, mas não é exagerado como no inverno.

Viaje com internet no seu celular

Vai viajar para o exterior? Já chegue no seu destino com o celular funcionando. A EasySim4u oferece plano de dados ilimitados em 140 países, para que você fique conectado a internet. Utilize o cupom exclusivo para leitores do blog APRENDIZDEVIAJANTE e receba frete gratuito! Veja meu post: Chip EASYSIM4U: Como usar a Internet na Europa.

Ar/Trem/Mar: Fomos de avião de Genebra para Budapeste, e de lá fomos de trem para as outras cidades. Na última parada (Praga), pegamos um vôo de lá de volta para a Suíça (Zurique).

Hoteis: Ficamos no Mercure City Centre Budapeste e foi uma excelente escolha. Ótima localização em Peste, perto do centro, das estações de meio de transporte e das pontes para Buda.Confortável, não caro, ótimo café da manhã incluído na tarifa. Recomendadíssimo.

O Seguro Viagem é Obrigatório na Europa

Não esqueça de fazer o seu Seguro de Viagem, pois ele é obrigatório nas viagens para a Europa e precisa ter uma cobertura mínima de 30 mil Euros. Faça sua cotação para encontrar o seguro que você precisa. Você pode pagar em até 12x no cartão ou ter desconto no boleto. Nossos leitores ainda recebem um desconto de 5% na hora de pagar. Use o código promocional: APRENDIZ5.

.

Atrações/Passeios: Budapeste é uma cidade para ir e descobrir. Andar por lá é a verdadeira atração. As pontes históricas cruzando o rio Danúbio com uma vista sensacional da cidade, a Citadella, a Opera, o imponente Parlamento que é o maior edifício da Hungria, a Heroe’s Square, e, é claro, o Palácio Real no Castle District que transpira história e cultura.

Parlamento
Parlamento
No Heroes Square

Lugar para compras/souvenir: o Castle District foi o lugar onde vi souvenir mais em conta. A cidade não é repleta de stands, então não se tem tanta margem de erro, mas acho que ali é um bom lugar.

Imperdível (Ponto alto da viagem): difícil escolher… mas devo admitir que como mergulhei demais na história da Hungria e nas disputas que Budapeste sofreu, a Heroe’s Square me marcou. Pisar ali na relíquia de uma era de orgulho na história do país foi, sem dúvida, o ponto alto da viagem. Foi ali onde comemorações aconteceram em 1896, marcando um ponto alto do desenvolvimento de Budapeste e da história da monarquia austro-húngara. É uma praça enorme com estátuas de um conhecido líder húngaro que governou a região e ajudou a modernizá-la em uma escala até então pouco conhecida na Europa para aquela época.

heroes
Heroes Square

Furada: olha, não sei, mas não consigo pensar em nada que deu errado nesta viagem, em específico. Diria que ficar de olho no câmbio da moeda quando for trocar seu dinheiro pela moeda local (forint), apesar de variar pouco, pode-se perder dinheiro.

Se pudesse planejar de novo, o que mudaria? Visitaria a Opera e planejaria uma visita ao Parlamento dentro dos horários determinados para visita.

.

Indicado para: qualquer pessoa que se interessar pela historia. A história de Budapeste e da Hungria como um todo é muito interessante, caracterizada por uma beleza sofrida de invasões constantes de diferentes povos que dominaram e disputaram o poder por esse território desde 100 d.C. Romanos, bárbaros, turcos, hasburgos e o comunismo dominaram e influenciaram isso aí, então a gente vê uma variedade de paisagem que é diferente de tudo que eu já vi. As pessoas são gentis e tentam com o turismo resgatar suas origens. Depois de tanta disputa e incertezas do rumo que o país tomaria, o povo tenta manter vivo o orgulho pela sua cultura, música, compositores, literatura e culinária.

E ai? Curtiu Budapeste?


Vai Viajar?

Assine a Revista Aprendiz de Viajante! Assine a revista por R$ 120,00 + chip com 30 dias de internet ilimitada gratuita para usar em mais de 140 países!!!! Você sabia que o chip mais barato, de 5 dias, custa mais caro que a assinatura??? Então aproveite!!!! Assine agora.

Não esqueça de fazer o seu Seguro de Viagem, pois ele é obrigatório nas viagens para a Europa. Mesmo nos Estados Unidos, é altamente recomendado, pois como não existe saúde pública no país, qualquer problema mínimo de saúde pode resultar numa conta altíssima de hospital ou pronto socorro. Nós não viajamos sem seguro nunca. Faça sua cotação para encontrar o seguro que você precisa. Você pode pagar em até 12x no cartão ou ter desconto de 5% no boleto. Nossos leitores ainda recebem um desconto de 5% na hora de pagar. Use o código promocional: APRENDIZ5.

Reserve o seu hotel no nosso parceiro Booking

Precisa alugar um carro? Reserve o carro na RentCars. A cobrança será feita sempre em reais, sem IOF e você ainda vai poder dividir em até 12 parcelas no cartão de crédito ou ter um de 5% no boleto bancário.

Saia do Brasil com seu chip internacional já funcionando no celular.


COMPARTILHAR
Artigo anteriorParticipe do nosso #chatdeviagem semanal no Twitter
Próximo artigoNosso cartão de Feliz Natal!

Claudia Beatriz trocou as praias do Rio de Janeiro pela vizinhança da Casa Branca em Washington DC em 2004 e se mudou em 2014 para Orlando, onde vive atualmente. Apaixonada por Viagens e Fotografia, criou esse blog e a revista Aprendiz de Viajante. Quando não está escrevendo sobre viagens ou fotografando, a “nerd confessa” dá consultoria, treinamento e escreve sobre tecnologia, gerenciamento de conteúdo e mídias sociais.

12 COMENTÁRIOS

  1. Sempre que viajo para Europa fico entre Espanha, Itália e França. No último mochilão que fiz e por conta do meu avô ser húngaro decidi incluir no roteiro. Me apaixonei tanto por lá que até o Húngaro resolvi aprender. Realmente a Hungria é linda. Se eu soubesse tinha ido muito antes.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comente!
Por favor entre seu nome aqui