5 lugares diferentões pra visitar em Londres

19

Londres é uma cidade inesgotável. Não importa se você já veio uma vez, três vezes ou quinze vezes. Ou se você mora aqui há anos. O fato é que NUNCA você vai poder falar que “já viu tudo”. Tem sempre um canto novo pra explorar ou aquele museu que você nunca ouviu falar mas é um dos lugares mais bacanas da cidade. Claro que os grandes museus e as mais conhecidas atrações turísticas de Londres são incríveis e não devem ficar de fora de qualquer roteiro, mas se você quer acrescentar algo “diferentão” na sua viagem, comece por essa lista!

Ah! E não esqueça de comprar o nosso Guia de Londres Para Iniciantes e Iniciados, que tem diversas dicas boas como as que estão nesse post!

God’s Own Junkyard

Essa galeria de placas luminosas e peças em neon é uma das responsáveis pela transformação do bairro de Walthamstow em uma área ‘turística’ (entre aspas pois os turistas são os próprios moradores da cidade que antes não se deslocavam até essa região mais afastada). O local nada mais é do que um pequeno galpão que abriga centenas de peças, novas e antigas – todas a venda.

O que atrai os visitantes é o efeito desses objetos todos juntos sob o mesmo teto – as luzes, cores, formas e palavras criam uma atmosfera que pode tanto ser descrita como psicodélica quando ‘kitsch’, mas de que um jeito ou de outro provavelmente irá gerar a foto mais legal que você vai postar no Instagram durante sua visita a Londres.

Unit 12 Ravenswood Industrial State
Shernhall Streel, E17 9HQ
Walthamstow
Como chegar: estação de Overground Wood Street (linha Liverpool Street – Chingford)
Abre sexta e sábado das 11 às 21h e domingo das 11 às 18h
www.godsownjunkyard.co.uk

O Seguro Viagem é Obrigatório na Europa

Não esqueça de fazer o seu Seguro de Viagem, pois ele é obrigatório nas viagens para a Europa e precisa ter uma cobertura mínima de 30 mil Euros. Faça sua cotação para encontrar o seguro que você precisa. Você pode pagar em até 12x no cartão ou ter desconto no boleto. Nossos leitores ainda recebem um desconto de 5% na hora de pagar. Use o código promocional: APRENDIZ5.

House of Dreams

Não existe um nome melhor para esse lugar. House of Dreams – a Casa dos Sonhos – é o fruto do trabalho (ainda em andamento) de Stephen Wright, um artista que resolveu construir seu legado a partir de objetos e peças descartados. A casa é um mosaico de lembranças, cores, texturas e pensamentos, algo qu começou em 1998 e não tem data pra acabar. ‘A casa só termina que a minha vida chegar ao fim’, me falou Stephen.

Stephen Wright deixou para trás uma carreira como designer gráfico e estilista para dedicar-se a tranformação da casa, junto com o seu então marido Donald. No intervalo de um ano, Stephen perdeu Donald e seus pais, mas não desistiu do seu projeto de vida – apenas modificou seu conceito para incorporar esse momento de profunda tristeza e dor, que pode ser visto em tantos detalhes nas superfícies da casa.

lugares diferentões

Stephen já garantiu a preservação da casa no futuro, que ficará aos cuidados do National Trust no dia em que ele partir. Mais um cuidado que poderia vir de alguém tão detalhista e tão criativo. A House of Dreams não está aberta para visitas em qualquer dado momento: é preciso agendar por email ou então aparecer em um dos dias anunciados no site oficial.

45 Melbourne Grove, SE22 8RG
East Dulwich
Como chegar: trens a partir de London Bridge que passam na estação East Dulwich
Ingresso: £10
Visita apenas com horário marcado por email ou nos dias anunciados no website
steveparis50@yahoo.co.uk
www.stephenwrightartist.co.uk/house-of-dreams.html

Leighton House Museum

A casa, construída entre 1866 e 1895, foi o lar e o estúdio do pintor Frederic Leighton (Lord Leighton). Hoje o lugar funciona como um museu, e abriga não apenas uma coleção de pinturas do próprio Lord Leighton, mas também de outros artistas vitorianos como Millais e Burne-Jones (mais conhecidos por seus trabalhos Pré-Rafaelitas).

lugares diferentões

O que mais chama atenção na casa, porém, é a decoração da um dos espaços no térreo, o “Arab Hall”. Inteiramente decorado com azulejos e mosaicos com desenhos islâmicos e um domo dourado, o espaço tem inclusive uma pequena fonte, e chegou a ser visitado pela Rainha Victoria. A visita já vale só por esse tesouro tão bem preservado e pouco conhecido.

12 Holland Park Road, W14 8LZ
Kensington
Como chegar: estação High Street Kensington (linha Circle e District) e Earl’s Court (linha District)
Ingresso: £12
Abre diariamente (exceto terça feira) das 10 às 17:30h
www.rbkc.gov.uk/subsites/museums/leightonhousemuseum1.aspx

575 Wandsworth Road

Um endereço como outro qualquer em Londres. 575 Wandsworth Road. Passando em frente você certamente não daria atenção. É uma rua movimentada, ao lado de uma estação de metrô, ninguém passa ali apreciando o local ou a caminho de alguma atração turística.

O que faz dessa casa um lugar especial é o trabalho de um homem que dedicou 19 anos da sua vida a arte de criar elementos decorativos em madeira, a mão, sem rascunho, utilizando uma ferramenta originalmente fabricada para cortar gesso. Os ornamentos estão em todas as paredes, e também no teto. O olho não sabe o que vê primeiro – a vontade é de analisar casa detalhe, mas é impossível! São formas, curvas, padronagens, pássaros, perfis de bailarinas, que se repetem e se misturam e fazem você pensar: como foi que ele conseguiu fazer isso?

575 Wandsworth Road

Khadambi Asalache, um imigrante queniano que comprou a casa em 575 Wandsworth Road em 1981, era uma pessoa ‘comum’: estudava, trabalhava, levava a vida. Até que um problema com um vazamento que estragava uma de suas paredes e nunca era solucionado fez com ele criasse um painel para disfarçar a umidade. E então ele não parou mais, até declarar a casa ‘pronta’ em 2005. Ele faleceu em 2006 e deixou a casa para o National Trust, dessa forma garantindo que seu legado ganharia os devidos cuidados e atenção.

O National Trust fez um belo trabalho e depois de anos preparando a casa, ela foi aberta para visitação em 2013. Como é uma construção frágil e abriga um trabalho delicadíssimo, as visitas são limitadas a grupos de 6 pessoas por vez, que precisam reservar o ingresso com antecedência. O máximo é de 54 pessoas por semana – e todas as visitas são guiadas por pessoas que conhecem bem a história de Asalache e da criação dessa obra de arte. Eu gostei tanto desse lugar que já fiz um post inteiro sobre ele, e também o incluí na minha lista de top 5 de Londres.

575 Wandsworth Road, SW8 3JD
Clapham
Como chegar: estação de Overground Wandsworth Road (linha Clapham Junction – Highbury & Islington)
Ingresso: £6
Visita apenas com horário e dia marcados com antecedência pelo website
www.nationaltrust.org.uk/575-wandsworth-road/features/booking-a-tour

Dennis Severs’ House

Não necessariamente uma casa museu, pois essa não é uma casa onde alguém importante viveu ou construiu um legado, e o que você vê dentro dela – apesar de contar uma história – faz parte de uma trama fictícia, de uma família que produtores de seda no século 18. Objetos e móveis dispostos meticulosamente, assim como cheiros, luzes e sons. Tudo isso faz dessa casa uma das experiências mais interessantes que você pode ter em Londres.

A casa foi concebida e criada por Dennis Sever, e os visitantes são convidados a explorar todos os cômodos, como se fossem espectadores da rotina da família que vive ali. A impressão que se tem – seja por causa da mesa de jantar posta ou pela bagunça deixada para trás – ao entrar e sair de salas, subir e descer escadas e esmiuçar a vida dessa família é que eles estão ali, em algum canto da casa, prestes a aparecer na sua frente.

A Dennis Sever’s House tem horários de abertura restritos, portanto confira as informações atualizadas no website antes de ir até lá. Dependendo de quando você quiser ir, os ingressos devem ser adquiridos com antecedência.

18 Folgate Street, E1 6BX
Spitalfields
Como chegar: estação Liverpool Street (linhas Circle, Metropolitan, Central e Hammersmith & City)
Ingresso: entre £10 e £15 (depende do dia da visita)
Abre aos domingos entre 12 e 16h, as segundas entre 12 e 14h, e as segundas e quartas das 17h às 21h (para essa última opção é preciso comprar ingresso no site com antecedência)
www.dennissevershouse.co.uk

Se você curtiu esse post, vai gostar também desses aqui:


Vai Viajar?

Assine a Revista Aprendiz de Viajante! Assine a revista por R$ 120,00 + chip com 30 dias de internet ilimitada gratuita para usar em mais de 140 países!!!! Você sabia que o chip mais barato, de 5 dias, custa mais caro que a assinatura??? Então aproveite!!!! Assine agora.

Não esqueça de fazer o seu Seguro de Viagem, pois ele é obrigatório nas viagens para a Europa. Mesmo nos Estados Unidos, é altamente recomendado, pois como não existe saúde pública no país, qualquer problema mínimo de saúde pode resultar numa conta altíssima de hospital ou pronto socorro. Nós não viajamos sem seguro nunca. Faça sua cotação para encontrar o seguro que você precisa. Você pode pagar em até 12x no cartão ou ter desconto de 5% no boleto. Nossos leitores ainda recebem um desconto de 5% na hora de pagar. Use o código promocional: APRENDIZ5.

Reserve o seu hotel no nosso parceiro Booking

Precisa alugar um carro? Reserve o carro na RentCars. A cobrança será feita sempre em reais, sem IOF e você ainda vai poder dividir em até 12 parcelas no cartão de crédito ou ter um de 5% no boleto bancário.

Saia do Brasil com seu chip internacional já funcionando no celular.


19 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Comente!
Por favor entre seu nome aqui