Compras em Buenos Aires: o que vale a pena?

31

Depois de uns 10 anos acompanhando a Nadja por blogs e redes sociais, nos conhecemos ano passado aqui em Londres  – esses encontros que levam o virtual pro real são sempre muito legais! Pra quem não a conhece, a Nadja morou em Buenos Aires por muitos, muitos anos, e recentemente voltou pro Brasil. Perguntei se ela toparia escrever um post pra gente sobre Buenos Aires, e pedi pra ela sugerir um tópico – e aqui está! O que vale a pena comprar por lá? Ela também aproveitou pra contar o que não recomenda. Vale a leitura gente, afinal é um década de experiência portenha!

Nadja, muito obrigada mais uma vez, espero que seja a primeira de muitas participações aqui no Aprendiz. Buenos Aires é um dos destinos mais procurados pelos leitores e conteúdo bom assim é sempre bem vindo viu?

***

Buenos Aires já não está aquela maravilha pra brasileirada se acabar de tanto fazer compras. Os preços em geral estão pela hora da morte, como diziam nossas avós, então as coisas não estão mais baratas que no Brasil, ou não tanto a ponto de valer a pena. Mas, para muitos, viagem não é viagem sem pelo menos uma comprinha, não é? Então vou dizer a vocês o que eu acho que vale a pena comprar lá e o que não, não só pelo preço mas também por outras coisas como qualidade, originalidade, etc. Vou pular as obviedades como vinhos, artigos de couro e alfajores. Também vou ser bem pessoal, é tudo segundo o meu gosto e minhas vivências em Buenos.

Então vamos lá, o que eu acho que vale:

Viaje com internet no seu celular - PROMOÇÃO DE BLACK FRIDAY 30%

Vai viajar para o exterior? Já chegue no seu destino com o celular funcionando. A EasySim4u oferece plano de dados ilimitados em 140 países, para que você fique conectado a internet. Utilize o cupom exclusivo para leitores do blog APRENDIZDEVIAJANTE e receba frete gratuito! Veja meu post: Chip EASYSIM4U: Como usar a Internet na Europa.

Fofurinhas de decoração – Tem muita loja em Buenos Aires de enfeitinhos e coisas lindas para a casa em geral, principalmente em Palermo e San Telmo. Um clássico é a Morph, cuja loja principal fica no Buenos Aires Design mas há outras em vários shoppings. Uma que eu adoro é a Tienda Palacio, que tem uma lojona linda na calle Honduras, em Palermo, e uma menorzinha em San Telmo. A Capital, também em Palermo, é uma belezinha também. Pra quem gosta de produtos para cozinha, a Reina Batata é uma ótima pedida.

capital.1
Capital

 

capital.2
Capital

 

Reina.batata
Reina Batata

 

tienda.palacio.santelmo
Tienda Palacio

 

tienda.palacio1
Tienda Palacio

 

Bijouterias – AMO. Acho mais legais que as brasileiras, mais variadas, menos douradonas e cheias de strass que as daqui, mais estilosas. Vale a pena desde uma TodoModa, que é baratex e tem em tudo que é esquina porteña, até uma Condimentos (não tem site, o endereço é Honduras 4874), que fica em Palermo e tem coisas mais artesanais e/ou diferenciadas. Não poderia deixar de falar da India Style, que é mais carinha mas é o tipo de loja onde eu entraria e diria “DAME TODO” se pudesse. Outra bem bacaninha, entre a TodoModa e a India Style, é a Isadora. Tem também a Etnia – desenhos exclusivos, preços aceitáveis, adoro – e a Maria Rivolta, cujo forte são as peças esmaltadas. Ambas marcam presença em vários Shoppings como o Alto Palermo ou o Paseo Alcorta. A La Mercería também é um desbunde, mas enfiam a faca no preço. Quase esqueci da Folk, que são quiosques em shoppings (não tem site, mas veja algumas fotos aqui) e nas lojas Falabella cheeeios de brincos, colares e lenços lindos. Se joga!

Todomoda
Todomoda

 

condimento.brinco
Condimentos

 

Condimentos
Condimentos

 

Bolsas – Engraçado, eu gosto das bolsas argentinas – boa qualidade, diferentes, menos douradonas que as brasileiras – mas não gosto dos sapatos em geral (ver abaixo na parte de “não vale a pena”). Um clássico é a Prüne, que está em quase todos os shoppings e ruas comerciais e costuma ter bolsas para todos os gostos – não tanto para todos os bolsos. As marcas que eu acho que tem as coisas mais lindas são a Carla Danelli e a Lázaro, mas com meus pesinhos argentinos eu só comprava em liquidação e outlet e olhe lá. Outra marca bem lindona, também em Palermo, é a Julieta Sedler. Pra quem vai com mais dindin no bolso, a Jackie Smith tem peças clássicas com um quê de moderno (ui!) e ótima qualidade.

carla.danelli
Carla Danelli

 

Antiguidades – Quem nunca ouviu falar da feirinha de San Telmo aos domingos ou do Mercado de las Pulgas? Minha teoria é a de que, como lá entre o fim do século XVIII e do XIX a Argentina estava bem de vida, o povo tinha muitas preciosuras de qualidade em casa. Aí foi tudo pras cucuias e o povo tá vendendo as coisas até hoje. Então tem coisas lindíssimas tanto na feirinha em si quanto nas lojas do bairro – principalmente nos antiquários e no Mercado de San Telmo. Outro lugar para garimpar umas velharias é em Martinez, que é mais afastado mas pode fazer parte de um gostoso roteiro pela zona norte (não tem site, fica na estação Martinez do Tren de La Costa).

Cosméticos de farmácia – Só uma palavra me vem à cabeça: Farmacity. É uma rede de farmácias enorme e algumas das filiais parecem até supermercados de tantas coisas que vendem – desde fones de ouvido (??) a meias, desde produtos de limpeza a bolachas. Tem maquiagens de marcas tipo Revlon, L´Oreal, Rimmel, cremes, shampoos e etc, e tudo ainda está mais barato que no Brasil. Uma comediante uma vez disse que o maior prazer da mulher portenha é saber que vai abrir uma Farmacity na rua dela. As mina pira!

E o que não vale:

Lingerie – não sei se é porque eu sou mais “voluptuosa”, digamos assim, que a média das argentinas, mas nunca consegui comprar uma lingerie realmente boa para mim na Argentina. Não seguram, pinicam, ficam velhas logo, são feiosas. Mas mesmo as amigas magrelas reclamavam da qualidade. A Caro Cuore, famosíssima e cara, deixa bem a desejar neste quesito. Pijama, então, esquece. O último que comprei rasgou na primeira vez que usei. Vai ver é implicância minha, então se quiser, vai lá: além da Caro Cuore, tem a Selú, a Meu Bem… mas repito, eu não aconselho. Na Santa Fé tem várias lojas de lingerie, que em geral são velhas, atendidas por mulheres grossas ou até homens (pasmem). Uma vez estava procurando uma coisinha pra apimentar a relação, veio um senhorzinho de uns 80 anos me atender, desisti.

Sapatos – polêmica. Não gosto muito nem do design, nem da qualidade. Machucam, têm uma modelagem meio antiquada, se desgastam logo, não sei. Ou então são diferentosos demais pro meu gosto – e olha que gosto de coisas diferentosas. O último grito da moda lá são os creepers, aquele cruzamento de bota ortopédica com o filho do demo. Os sapatos que se salvam, de marcas como Sibyl Vane, Paruolo, MaggioRossetto e a própria Prüne, são caros demais – a maioria bem acima de 1000 pesos ou uns 350 reais. A marca mais famosa é a Ricky Sarkany, que leva o nome do seu criador e designer, mas me recuso a pagar 2000 pesos em cópias de sapatos de marcas de luxo – uma vez vi uma galocha IDÊNTICA às Hunter, tipo cópia mesmo, custando os olhos da cara e me irritei pra sempre com a marca. Pra quem gosta de sapatos escalafobéticos e não tem limitações no orçamento, a Mishka é uma boa pedida. Pra quem procura algo mais baratex, vai em alguma filial da Clona. Mas volto a dizer, não serão os melhores sapatos que você comprou na sua vida.

Roupas – de novo, preço e qualidade. Há exceções louváveis, mas em geral a roupa na Argentina está cara e a qualidade não corresponde ao preço. A maioria das coisas é de malha, e uma malha não tão boa. Tem coisas bem bonitinhas e estilosas, mas por exemplo: as camisetas costumam ser super compridas para o gosto das brasileiras. As cores costumam ser mais apagadinhas, não sei bem como explicar. Uma amiga que foi pra lá há pouco tempo disse que parece que todo mundo se veste em brechó, o que pode ser bom ou ruim dependendo do seu gosto e do seu estilo. Desaconselho para as patricinhas, mas as que não são podem achar coisas bem legais – só não espere grandiosidades e uma qualidade incrível. Algumas marcas mais caras são a Rapsodia, Vitamina e Etiqueta Negra (que também existem no Brasil) Akiabara, Jazmin Chebar, De La Ostia GiessoMaria Cher, Paula Cahen D´Anvers, Uma . Algumas mais acessíveis são Zucca, Cuesta Blanca, Ver, Yagmour, Kill, Lúcuma. As mais descoladex vão curtir a Complot, a Kosiuko e a Las Pepas (a mais barata é a primeira).

***

Todas as imagens desse post são da Nadja – Clique para ler o blog dela e siga a Nadja no twitter!

Mais posts sobre Buenos Aires:


Vai Viajar?

Assine a Revista Aprendiz de Viajante! Assine a revista por R$ 120,00 + chip com 30 dias de internet ilimitada gratuita para usar em mais de 140 países!!!! Você sabia que o chip mais barato, de 5 dias, custa mais caro que a assinatura??? Então aproveite!!!! Assine agora.

Não esqueça de fazer o seu Seguro de Viagem, pois ele é obrigatório nas viagens para a Europa. Mesmo nos Estados Unidos, é altamente recomendado, pois como não existe saúde pública no país, qualquer problema mínimo de saúde pode resultar numa conta altíssima de hospital ou pronto socorro. Nós não viajamos sem seguro nunca. Faça sua cotação para encontrar o seguro que você precisa. Você pode pagar em até 12x no cartão ou ter desconto de 5% no boleto. Nossos leitores ainda recebem um desconto de 5% na hora de pagar. Use o código promocional: APRENDIZ5.

Reserve o seu hotel no nosso parceiro Booking

Precisa alugar um carro? Reserve o carro na RentCars. A cobrança será feita sempre em reais, sem IOF e você ainda vai poder dividir em até 12 parcelas no cartão de crédito ou ter um de 5% no boleto bancário.

Saia do Brasil com seu chip internacional já funcionando no celular.


31 COMENTÁRIOS

  1. Olá Nadja, gostei do seu artigo, gostaria de saber se vc tem dicas de lojas de jaquetas de couro? O que vc acha de comprar couro lá?Obrigada

  2. Oi, Aline, tudo bem? Olha, por incrível que pareça, não tenho jaqueta de couro nem de Buenos Aires e nem de lugar nenhum! Acredita? Mas sei que na Rua Murillo, na altura do número 600, no bairro Villa Crespo, tem vááárias lojas de couro, uma do lado da outra. Tem duas lojas que mencionei no post, a Prüne e a Las Pepas, que costumam ter belas jaquetas de couro também, mas não necessariamente baratas. O couro na Argentina costuma ser de boa qualidade e o preço ainda pode ser mais barato que no Brasil, embora não seja nenhuma mixaria – por causa da inflação, os preços na Argentina aumentaram muito. Espero ter ajudado! Beijos

  3. Bom dia Diego, Eu e minha namorada, vamos viajar pela primeira vez para Buenos Aires, vamos passar 6 dias lá, você poderia nos indicar um roteirinho de viagem, tipo um mini guia, onde não podemos esquecer de conhecer, e outra duvida é sobre taxi, como informo onde quero descer?
    Muito obrigado

  4. Adorei! Pra mim Buenos Aires é sinônimo de comprar antiguidade haha! Td vez que vou trago uma garrafa antiga de soda, com sifão. Em San Telmo tem uma joalheria de jóias antigas, tudo lindo, exclusivo, e beeeem mais barato que no Brasil. Só dá raiva que não dá pra trazer coisas grandes, tipo uma cabeceira de cama que apaixonei no Mercado de Pulgas. E td vez tenho que trazer uns sabonetinhos da Sabater Hns.

  5. Estou voltando de Buenos Aires agora e só posso dizer que a inflação acabou muito com o país, sinto por quem mora aqui e que ganha em peso, tudo sai muito caro para eles.
    Gostamos de comprar alfajores, doce de leite e algumas outras coisas no Cotto, uma rede grande de supermercados, para nós, em reais, uma boa compra para lembranças pros amigos e até algumas coisas para casa sai mais ou menos uns 200 reais, talvez um pouco menos, gosto de comprar refil de gillete e até desodorante que sai por 5 reais, bem menos da metade do Brasil, assim como alguns produtos de beleza.
    É minha terceira vez que venho a BA, dessa vez vim com decidida a comprar bastante, principalmente coisas para casa. Bem, a minha surpresa, para não dizer desânimo, foi que tudo está o mesmo preço se não mais caro que no Brasil, e não tem tantas novidades que compensem pagar essas diferenças…estava muito animada pra ir, por exemplo, na Morph, da outra vez tinham muitas coisas que compensavam, dessa vez comprei só tampa/rolha pra garrafa de vinho que era a única coisa com preço que compensava, esse é um exemplo entre outras lojas…
    jaqueta de couro, fomos em alguns outlets, a mais barata estava 1600 pesos, luvas de couro quase 600 pesos, bolsas pequenas não têm por menos de 1200 pesos…não acho que compensa, não sou fã de couro, estava acompanhando uma amiga então não sei dizer se esse preço está maior ou menos que no Brasil.
    Pegamos o real a 4=1, mas pagando em peso, o dinheiro não rende…vai e não percebemos
    eu amava comprar perfumes na perfumerie da pacifico, que sempre foi mais em conta que no free shop, dessa vez estava com o preço bem maior. A farmacity também está dando uma diferença de uns 20 reais a menos só que no Brasil…uma base da maybelline por exemplo sai a uns 50 ou 60 reais, encontrei em Campinas por 80…
    passei na Capital, por indicação daqui e não achei tmb que compensava…acho que pela crise tudo subiu muito, a inflação, nos disseram, que a presidenta não está permitindo que as lojas fiquem modificando muito seus preços de um dia para o outro, mas tudo já está muito elevado
    buenos aires é uma cidade gostosa, vale pelo passeio, mas não mais para compras

    • Oi Larissa, estou indo a Buenos Aires esse mês e amei suas dicas, agora me ajuda mais um pouco: Qual supermercado fica mais em conta comprar alfajores, doce de leite, no Walmat ou nesse Cotto, eles ficam longe um do outro? Vou passar um dia e meio na cidade.
      Obrigada

  6. Bom dia , sou portenha , morando em sao paulo , realmente coincido com bastantes comentarios do post , agora achei uma assunto muito engracado e que deixa ver a diferenca cultural .
    Moro em SP , na regiom sul , e nao acho lengeri boa , quando vou para Buenos Aires aporveito e compro quasi de atacado , mihas lengeris so se renuevam quando vou para la..

  7. Bom dia! sou uma portenha morando em sp.. gostei dos comentarios do post.. mais acho interesante como a diferenca cultural e real.
    Moro em sao paulo na zona sul faz cinco anos , e espero viajar para buenos aires para comprar lengeri , em sp nao acho lengeri boa , tambem compro roupa social la e impresionante vou pegou meu numero e veste como uma luva.. Demorei bastante para me adaptar com as roupas e sapatos do brasil , as roupas lindas sao muito caras) , eu recomendo logas nao muito caras e boas , ex VER , PORTSAID , YAGMOUR.. a qualidade e muitooooo boa..

  8. VZ Bath and Body ( tem nas Galerias Pacífico) é tem os melhores aromatizadores de ambiente que já vi na vida! Super vale a pena, a qualidade é excelente!

  9. Boa tarde!

    Gostaria de saber informação em Buenos Aires, lojas para comprar perfumes.

    Abraço
    Osemar

    84 9958 5260

  10. Ri muito desse post porque vivo aqui na Argentina e é exatamente o que Nadja disse para ter uma ideia já estou aqui a dois anos e nunca, nunca mesmo comprei uma peça de roupa ou sapato não sei não consigo me acostumar om o estilo portenho, mas em compensação nunca comi tanta carne e bebi tanto vinho como agora kkkkkkk

  11. Nadja,

    sou apaixonada por Rodocrositas, na Galeria Pacífico tem lojas com peças belíssimas, mas eu gostaria de comprar pingentes simples sem incrustações de prata ou ouro, por acaso existe algum lugar onde posso encontrar pedras lapidadas, pingentes e coisas do tipo por um preço acessível?
    Obrigada!

  12. Muito bom o post. Quanto a bijuterias eu adoro comprar bijuterias nas lojas swarovski que tem preços bem melhores que aqui. Os sapatos eu gosto muito de comprar lá, pois procurando se encontra de boa qualidade e tem muito com gravatinha ou colarinho – sei lá como se diz -são aqueles que se prende no tornozelo e ficam firmes nos pés! Acho que o costume de dançar tangos especializou os sapateiros no ponto. Então como eu só uso sapato que se prenda no tornozelo lá tenho a possibilidade de encontrá-los! Por aqui são raros! Leela

  13. Adorei as jaquetas que couro da Aires, além de ter vários modelos e cores, senão tiver pronto um modelo da cor que você quer em 24hs eles fazem entregam no hotel. Não é muito barato mas é mais que no Brasil. Ótima qualidade!!!!! Amo as minhas!!!!

  14. Bom meus amores tem 01 semana que cheguei de Buenos Aires eu sempre vou pois sou estudante do Mestrado na Universidade El Salvador. Bom dessa vez trouxe bastante perfume os mais famosos e de grife encontrei em uma Farmácia na Corrientes próximo ao Obelisco está mais barato do que comprar no Dut Free. Se chama Rp eles cinco pesos por 1 real.

  15. Boa noite, tenho uma dúvida específica sobre compras na Argentina: vale a pena comprar roupas de frio ( estilo inverno rigoroso). Vou me passar uma temporada um lugar frio e gostaria de levar alguma coisa, mas no Brasil esse tipo de vestimenta é muito caro. Obrigada!

  16. Olá sou argentina e a menina falou verdade mais verdade mesmo! A mulher argentina nao acredita quando ve os calçados daqui porque lá a moda e diferente! La é mais hippie! Moda praia! Relaxada entao parece moda velha! Eu posso recomendar marcas como Ossira, Rosh, Ona Saez, sao marcas que tem modelos super lindos exclusivos e sao um pouco caros para mim que sou de lá mais para vcs compensa! As calças jeans sao bem melhores as de argentina! Tem desenho e qualidade falo de Ossira e Rapsodia duram toda uma vida rsrs!

  17. certa vez passei 4 dias lá e em um passeio por vários outlets não encontrei preços que valessem a pena, mas no dia seguinte rodando acho que pela avenida de mayo, acabei encontrando uma multimarcas com muita coisa da Levi’s bem em conta

  18. Poderia me dizer sobre passeuos que valham a pena ir. De boa qualidade, preço…
    Também não foi dito nada para homens aí de compra… passeios e alimentação.

  19. Discordo quanto as roupas, talvez porque não ligue para marcas. Fui pela Currientes (que depois fiquei sabendo que nesse sentido é tipo um Brás, mas who cares?) Comprei camisas, blusas e calças diferentes do que encontro no Brasil, casuais que flertam com o social por valores que aqui não me pagam um almoço. A maioria das peças são bem duráveis, compradas em galerias e lojas como a Orix.
    De resto, curti muito o post e usarei para consulta na minha próxima ida a BsAs. Foge do óbvio, como prometido.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comente!
Por favor entre seu nome aqui