Fazendo a mala: os sapatos que mais uso em viagens

20
sapato

A gente fala tanto sobre as nossas viagens aqui no Aprendiz, que achei que estava na hora de abordar também o assunto ‘fazendo a mala’. Eu sou bastante prática nesse quesito, e já tenho umas peças coringa no armário que sempre levo em viagens. Até porque, como eu viajo muito com empresa aérea low cost (a maioria dos meus vôos aqui na Europa são com a EasyJet) que cobra uma taxa extra se você quiser despachar mala, acabei aprendendo a ser bastante seletiva e colocar tudo que eu preciso apenas em uma mala de mão.

E todo mundo que precisa viajar leve sabe que sapato é um dos grandes vilões da mala pequena! Eu costumo viajar com dois pares no máximo – um que já vai no pé e alguma outra opção. As vezes, se é viagem de final de semana ou três dias, nem levo um extra, vai só o do pé mesmo. E se vou ficar fora uma semana ou mais acabo levando três pares.

Vou mostrar pra vocês os sapatos que mais levo em viagem, que são pau pra toda obra! Sei que tem gente que odeia fazer mala porque justamente não consegue decidir o que levar – então de repente esse post ajuda você!

O Seguro Viagem é Obrigatório na Europa

Não esqueça de fazer o seu Seguro de Viagem, pois ele é obrigatório nas viagens para a Europa e precisa ter uma cobertura mínima de 30 mil Euros. Faça sua cotação para encontrar o seguro que você precisa. Você pode pagar em até 12x no cartão ou ter desconto no boleto. Nossos leitores ainda recebem um desconto de 5% na hora de pagar. Use o código promocional: APRENDIZ5.

Tênis All Star: para todas as estações

Na dúvida, é um All Star que acaba na minha mala. Principalmente se a viagem é de fim de semana e sei que vou conhecer apenas uma cidade vestida na minha calça jeans para andar pelo centro e voltar pro hotel no fim do dia. O bom desse modelo de tênis é que dá pra usar no frio ou no calor. Já fui com ele pra Costa Amalfitana no verão e também pra Berlim no inverno.

sapatos de viagem (5)

Viaje com internet no seu celular

Vai viajar para o exterior? Já chegue no seu destino com o celular funcionando. A EasySim4u oferece plano de dados ilimitados em 140 países, para que você fique conectado a internet. Utilize o cupom para ganhar frete grátis: APRENDIZDEVIAJANTE! Veja meu post: Chip EASYSIM4U: Como usar a Internet na Europa.

Sapato Oxford: confortável e arrumadinho

Aqui em Londres esse tipo de sapato (‘masculino’) com cadarço é chamado de ‘brogue’. Eu AMO esse modelo, tenho vários e uso muito (vê-se pelo estado bichinho). É tão confortável que parece que você está de tênis. Pra vocês terem uma ideia esse par é o que escolho quando viajo a trabalho para cobrir feiras. O tanto que eu ando nessas feiras é de deixar uma maratona no chinelo, mas eu não posso ir de tênis pois preciso estar um pouco mais arrumada.

sapatos de viagem (1)

Então quando sei que vou andar o dia todo mas também vou em algum restaurante mais bacaninha e quero por uma roupa mais legal (esse sapato também fica ótimo com um vestidinho preto e meia calça preta, por exemplo), é ele o escolhido!

Bota Chelsea: pra encarar o frio sem ter dó do sapato

Como eu trabalho em uma empresa que tem forte atuação na indústria da moda, acabei descobrindo que esse tipo de bota (sem salto, bico arredondado, que tem cano baixo e elástico na lateral) chama-se ‘Chelsea boots’. Nomenclaturas a parte, essa bota é um dos sapatos que mais uso no meu dia a dia (quando acordo sem tem ideia do que vestir, é só colocar calça jeans e essa bota e pronto), então acabou virando um coringa pra viajar também. Principalmente pra climas mais friozinhos!

sapatos de viagem

Essa botinha geralmente já vai no pé, porque ocupa muito espaço na mala. As vezes, em meses de ‘meia estação’ (primavera e outono), eu acabo levando uma opção se o tempo esquentar (veja abaixo!). Outra coisa boa dessa bota é que dá pra ‘detonar’ sem dó, pois é super fácil de limpar.

Espadrilha: sapatilha arrumadinha

Eu demorei pra me render a esse tipo de sapato porque adorava sapatilhas. Mas o problema das sapatilhas, pra mim, é que não dá pra bater perna com elas, pois a sola é muito fina. A espadrilha resolve esse problema, tem sola mais grossa e mais ou menos o mesmo estilo da sapatilha. Pra viagem de verão, esse par sempre vai comigo, pois dá pra fazer tudo com ele: ir pra praia, sair a noite mais arrumadinha e andar pela cidade. Outra vantagem é que não ocupa espaço na mala, qualquer cantinho cabe!

sapatos de viagem (4)

Bota de neve: impermeável e quentinha

Na viagem que fiz para o norte da Noruega pra ver a Aurora Boreal no começo de 2015, achei que seria ótimo usar minhas galochas. Mas o bom é que a gente aprende com os erros né? As galochas são ótimas pra chuva e pra uso ocasional, quando você não vai andar um monte ou então ficar horas parado na neve esperando (no caso, esperando a Aurora). A galocha é pesada e não é quentinha. Ou seja, no fim do dia eu estava exausta e com o pé gelado.

sapatos de viagem (3)

Então finalmente comprei um sapato apropriado pra neve, impermeável e com forro de lã. E não é pesadona, então também dá pra usar pra caminhadas mais longas.

Tênis para trilhas: para explorar a natureza

Esse par eu uso unica e exclusivamente quando vou fazer trilha (ou seja, em quase todas as viagens para o País de Gales!). Como a bota de neve, é impremeável e também bem confortável – tem que ser né? Pra subir e descer montanha, enfrentar chuva, pisar na lama, andar sobre todo tipo de superfície, o negócio tem que ser bom! Ou seja, se você quer fazer trilha, não vá de All Star ou de sapatilha!

sapatos de viagem (2)


Vai Viajar?

Assine a Revista Aprendiz de Viajante! Assine a revista por R$ 120,00 + chip com 30 dias de internet ilimitada gratuita para usar em mais de 140 países!!!! Você sabia que o chip mais barato, de 5 dias, custa mais caro que a assinatura??? Então aproveite!!!! Assine agora.

Não esqueça de fazer o seu Seguro de Viagem, pois ele é obrigatório nas viagens para a Europa. Mesmo nos Estados Unidos, é altamente recomendado, pois como não existe saúde pública no país, qualquer problema mínimo de saúde pode resultar numa conta altíssima de hospital ou pronto socorro. Nós não viajamos sem seguro nunca. Faça sua cotação para encontrar o seguro que você precisa. Você pode pagar em até 12x no cartão ou ter desconto de 5% no boleto. Nossos leitores ainda recebem um desconto de 5% na hora de pagar. Use o código promocional: APRENDIZ5.

Reserve o seu hotel no nosso parceiro Booking

Precisa alugar um carro? Reserve o carro na RentCars. A cobrança será feita sempre em reais, sem IOF e você ainda vai poder dividir em até 12 parcelas no cartão de crédito ou ter um de 5% no boleto bancário.

Saia do Brasil com seu chip internacional já funcionando no celular.


20 COMENTÁRIOS

  1. Olá, Heloisa!
    Estou agora em Londres, e adorei teu guia! Deu tudo super certo! Dicas excelentes!
    Realmente, sapatos são um problema em viagens. Tenho um tipo Oxford preto que trouxe agora e usei quase todo o tempo! Muito confortável, mesmo! Tenho ele só para viagens e já fez muitas! Um grande abraço e obrigada pelas dicas! Tenho indicado teu guia para amigos, porque é muito bom!

  2. Adorei a matéria!!

    Vou para Berlim na próxima semana e sei que lá já está frio… Queria tanto levar um sapato mais arrumadinho. Sou advogada, então minha referência de sapato “arrumadinho” é o meu salto alto de cada dia… rs. Mas fora de cogitação levar salto alto em viagens…
    Não sabia o que levar além de um par de botas e um par de tênis, então sapato oxford me parece uma ótima opção de arrumadinho e que vou poder usar com meias, pq sinto um frio absurdo nos pés! kkkk
    Já vou providenciar meu sapatinho!
    Muito obrigada pela matéria. Me ajudou muito!!

  3. Como minhas viagens são quase todas pra bater perna, meu sapato oficial é o All Star. Na última viagem, para Geórgia e Armênia, levei só ele e as havaianas, mas tava mais frio do que eu imaginava e ele me deixou um pouco na mão. Se eu soubesse teria ido de bota e levado ele na mochila. Mas quando o clima é ameno vou de All Star e levo uma rasteirinha e as havaianas na mochila. E pronto, sem stress! Não ligo pra esse negócio de sair à noite, acho que turistas têm mais liberdade. Não faço isso aqui em BH, mas quando viajo entro maltrapilha em qualquer lugar. =)

  4. Oi, Heloísa!
    Adoro suas postagens. Sou adepta do viajando leve e adorei a lembrança do All Star branco. Realmente é uma opção muito boa. Já escrevi no Viajando com Puny algumas matérias sobre fazer a mala para viajar, mas esta abordagem de sapatos está muito legal e útil.
    Um abraço,
    Adriana

  5. Oi, Heloisa!

    Acho o Oxford lindo, mas, se eu andar um pouquinho com ele sem meia, já começa a machucar atrás e na frente do meu pé. Você usa algum tipo de meia de ajuda a proteger o pé?

    Adoro o blog!
    Abraços

  6. Oi Helô,
    Eu era bem jeca e só levava tênis (daqueles de esportistas coloridões), mas depois que assisti um episódio do “Amigo Gringo” sacaneando os turistas que só andam assim, tô tentando mudar…
    Acabei com uma bota que tinha e estou em busca de outra p fevereiro em Roma. Pode passar as marcas das suas botas? Já tô providenciando o oxford pra testar…
    Ótimas dicas! Arrasou!!
    Beijos

  7. Oi Heloisa, interessante seus comentários sobre os melhores sapatos para viagens. Queria acrescentar um que descobri e para mim não têm igual. O slip on. Além de confortável em voos de longa duração ( dispensa cadarço) com ele dá pra andar muito . Sempre levo um no pé e outro na mala. Um claro, ( nude) e outro preto. Uso em climas quentes e frios, bastando usar meias. Cai bem com vestidos curtos, calças e saias. Adoro, ele é muito resistente! Só não arrisco os de solado muito alto. Um abraço!

  8. Adorei o post!!! me ajudou demais!!!! gostaria de uma dica!!! Estou indo para o Atacama e Bolívia em Setembro/17… vou andar demais e sono complexo… estou na dúvida entre um tênis ou uma bota estilo “timberland”, não quero gastar com um calçado novo… vou de mochilão… a bota estilo “timberland” pesa horrores, teria que estar no pé nos dias de deslocamento com a mochila nas costas, mas não estou tão acostumada com ela… acho um pouco dura demais… mas ao mesmo tempo penso que o tênis pode não ser tão ´seguro para o terreno… o que me sugeriria? saio do Brasil no dia 7/set e retorno 20/set… será que levo os dois calçados?

  9. Só para dizer que não é obrigatório fazer seguro para ir para a Europa em todas as viagens que fiz nunca precisei fazer exceto quando fui estudar e morar, viagens como turista não precisa de fazer seguro. Experiências recentes entre 2012 á 2015.

  10. Gente, parece que você leu minha mente ao escrever esse post.
    Estou prestes a sair de viagem por 3 meses e estou penando para levar pouquíssimos sapatos – que sejam uma mescla de leves, arrumadinhos e bom pra bater perna.
    Adorei o post!

DEIXE UMA RESPOSTA

Comente!
Por favor entre seu nome aqui