Manchester: uma caixinha de surpresas no norte da Inglaterra!

2

Quando fui convidada para passar um final de semana em Manchester, logo pensei: “Manchester? O que tem pra fazer lá?”. Eu confesso que nunca havia pensado em ir até essa cidade, e olha que adoro viajar pelo interior da Inglaterra. Pra mim, Manchester era sinônimo de cidade sem atrativos, sem charme e sem programação cultural. Mas aceitei o convite e coloquei as expectativas lá embaixo, até receber dos organizadores da viagem uma lista com uma série de atividades, passeios e lugares para eu escolher fazer. Aí já me surpreendi: construções históricas, museus, bares, vida noturna e gastronômica? Jura? Em Manchester?

Manchester
Barton Arcade
Manchester
Northern Quarter

Então, chegando lá em uma sexta feira a tarde para a #WorkerBeeWeekend (foi a tag usada por todos os blogueiros e influenciadores que fizeram essa viagem, procure no Instagram que vocês terão uma ideia ainda melhor de tanta coisa legal que rolou no fim de semana!), decidi que iria fazer o máximo de coisas possíveis. E na própria sexta feira a noite minha impressão da cidade começou a mudar, quando caminhei até um bar bacanérrimo (The Refuge) para encontrar meus colegas de viagem e profissão para drinks de boas vindas. Apesar da chuva que caiu aquela noite, notei como ninguém se deixava abalar, notei o contraste entre prédios novos e antigos, as praças imensas e, é claro, o bar incrível e altamente instagramável! 

Catedral de Manchester
Manchester
Uma antiga estação de trem que hoje abriga pistas de boliche, cinema e restaurantes

E durante todo o final de semana, até a hora de pegar o trem de volta para Londres, tive uma surpresa atrás da outra. Sei o quanto “forçado” isso pode soar, afinal fui convidada a ir pra lá para promover a cidade. Mas quem me segue no Instagram sabe que não costumo publicar muitas fotos em um mesmo dia, mesmo quando estou viajando. E em Manchester eu quebrei essa regra: queria mostrar pra todo mundo os maravilhosos prédios de tijolo vermelho que estão na cidade inteira (herança do passado industrial, principalmente das tecelagens), as ruas descoladas com Street Art da região de Northern Quarter, a fofura da vida a beira do canal em Castlefield, as construções histórias e emblemáticas da cidade como a prefeitura, a Barton Arcade e as piscinas públicas da Victoria Baths, entre tantas outras coisas. 

Castlefield
Castlefield

Olhando a hashtag #WorkerBeeWeekend e vendo as fotos postadas pelos outros viajantes, me dava agonia de não conseguir fazer tudo. Que irônico né? Achei que passaria o fim de semana entediada e fui embora com aperto no coração e com a impressão de que vi tão pouco de Manchester. 

Viaje com internet no seu celular

Vai viajar para o exterior? Já chegue no seu destino com o celular funcionando. A EasySim4u oferece plano de dados ilimitados em 140 países, para que você fique conectado a internet. Utilize o cupom para ganhar frete grátis: APRENDIZDEVIAJANTE! Veja meu post: Chip EASYSIM4U: Como usar a Internet na Europa.

Ah, e pra quem não entendeu a hashtag, explico: a abelha (bee, em inglês) é ó símbolo da cidade. Como Manchester tem um passado industrial, a abelha honra a ética e o trabalho cooperativo. E as abelhas estão por toda cidade: decorando calçadas, muros, fachadas… vira até uma brincadeira encontrar as abelhas “escondidas” na paisagem urbana. Tem abelha até nos vitrais da Catedral de Manchester! 

Manchester
Gay Village

Outra coisa muito bacana de Manchester é que dali surgiram várias bandas de música que tem legiões de fã, como Oasis, The Smiths e Joy Division. E como muita gente já deve saber, dois dos maiores times de futebol inglês são de lá: Machester City e Manchester United. E, como se n#ao bastasse, foi em Manchester que Emmeline Pankhurst fundou em 1903 o WSPU (Women’s Social and Political Union) dando início ao movimento sufragista que conquistou o direito ao voto para as mulheres em 1918. Aliás, é possível visitar a casa onde o WSPU foi fundado, o que pra mim foi um dos destaques do final de semana. 

Victoria Baths
Victoria Baths

Meu top 10 de Manchester (não está em ordem de preferência):

E aí, te convenci a conhecer Manchester? 


Vai Viajar?

Assine a Revista Aprendiz de Viajante! Assine a revista por R$ 120,00 + chip com 30 dias de internet ilimitada gratuita para usar em mais de 140 países!!!! Você sabia que o chip mais barato, de 5 dias, custa mais caro que a assinatura??? Então aproveite!!!! Assine agora.

Não esqueça de fazer o seu Seguro de Viagem, pois ele é obrigatório nas viagens para a Europa. Mesmo nos Estados Unidos, é altamente recomendado, pois como não existe saúde pública no país, qualquer problema mínimo de saúde pode resultar numa conta altíssima de hospital ou pronto socorro. Nós não viajamos sem seguro nunca. Faça sua cotação para encontrar o seguro que você precisa. Você pode pagar em até 12x no cartão ou ter desconto de 5% no boleto. Nossos leitores ainda recebem um desconto de 5% na hora de pagar. Use o código promocional: APRENDIZ5.

Reserve o seu hotel no nosso parceiro Booking

Precisa alugar um carro? Reserve o carro na RentCars. A cobrança será feita sempre em reais, sem IOF e você ainda vai poder dividir em até 12 parcelas no cartão de crédito ou ter um de 5% no boleto bancário.

Saia do Brasil com seu chip internacional já funcionando no celular.


2 COMENTÁRIOS

  1. Passei uma noite em Manchester nas Olimpíadas de 2012, fui só assistir um jogo no Old Trafford e voltar. Mas entre a estação de trem, meu albergue e o ponto do tram que peguei para o estádio, passei por tantos prédios lindos, praças movimentadas e placas indicativas de museus e galerias que me arrependi de não ficar uns dias por lá. Ou seja, me enchi de motivos para querer voltar a Manchester!

  2. AMEI o post, Helô. Tive a impressão que o que você viveu aí foi o que eu vivi aqui em Milão: como todo mundo falava meio mal da cidade, na primeira vez que viemos eu planejei nosso roteiro detalhadamente. E acabei me surpreendendo. Hoje, aqui pela terceira vez, posso dizer que virou uma missão de vida mostrar pras pessoas que essa história de que Milão não é interessante é uma grande balela. A cidade tem de tudo, para todos. É quase uma Londres italiana. hehe
    De fato, eu só tinha ouvido falar mal de Manchester, mas sempre tive vontade de visitar a cidade, especialmente por causa do futebol. Depois de ler esse seu post, tenho certeza de que quando aparecer uma oportunidade de ir pro UK, vou incluir a cidade no roteiro. 😉
    Arrasou!
    :*

DEIXE UMA RESPOSTA

Comente!
Por favor entre seu nome aqui