Michigan: conhecendo o estado dos Grandes Lagos

70

Quando eu me mudei para os EUA em 2002 fui morar em Michigan, o estado dos Grandes Lagos e pouco conhecido dos brasileiros. Meu marido é de lá e eu insisti para que morássemos em Michigan por uns tempos, porque eu queria experimentar as 4 estações. O meu marido detesta frio e estava louco pra se mudar para um lugar mais quentinho, mas não me arrependo! Foi ótimo ter tido essa experiência e conhecido bem o estado, que tem paisagens lindíssimas e merece ser visitado. Se você nunca pensou em colocar Michigan nos seus planos de viagem, vamos ver se até o final deste post eu consigo te convencer a colocar o estado na sua listinha. Hoje em dia a gente visita Michigan duas vezes por ano em média, para ver a família, e aproveitamos para fazer alguns passeios.

Geografia: Michigan é um estado dividido em duas penínsulas: a Lower Peninsula, onde ficam as principais cidades, incluindo Detroit (a mais famosa) e Lansing (a capital); e a Upper Peninsula, que é um paraíso para os amantes da natureza, com suas florestas temperadas preservadas, lagos, cachoeiras e nascentes. É o estado com a maior região costeira de água doce do mundo, já que ao seu redor estão 4 dos 5 Grandes Lagos (Lagos Michigan, Huron, Superior e Erie, somente o Lago Ontario não tem nenhum pedacinho de costa no estado). E não se engane, as praias dos Grandes Lagos são muito bonitas, tem até uma área de dunas altíssimas. O estado é plano, praticamente não tem morros, muito menos montanhas.

Mapa de Michigan com as principais cidades com atrações turísticas, e Detroit em vermelho. Chicago em amarelo a esquerda, Toronto e Niagara Falls a direita (no Canadá)
Mapa de Michigan com as principais cidades com atrações turísticas, e Detroit em vermelho. Chicago em amarelo a esquerda, Toronto e Niagara Falls a direita (no Canadá). A linha preta mais forte é a fronteira entre EUA e Canadá. Veja o mapa inteiro no Google Maps

 

Clima: As 4 estações que eu tanto queria experimentar são muito marcantes no estado, com invernos bem frios e bastante neve, principalmente nas áreas mais próximas dos lagos (existe um fenômeno chamado lake effect, que faz com que caia mais neve nessas áreas). Os verões são quentes (não é incomum que as temperaturas passem de 30 graus) e tem aquelas tempestades de verão que a gente conhece, fica tudo bem verdinho. As primaveras são floridas e chuvosas, e tem neve normalmente até o início de abril. Os outonos são coloridíssimos, com as folhas das árvores mudando de cor do amarelo ao vermelho a partir de setembro (o pico das cores é normalmente em outubro na Lower Peninsula, mas pode ser antes na U.P., como é chamada a Upper Peninsula pelos nativos). Mas não se engane, pra quem vem do Brasil, a única estação quente mesmo é o verão – as demais você vai achar frias. Claro que quanto mais ao norte, mais frio, o clima na Upper Peninsula é bem menos quente e você encontra neve até maio em certas partes. Alguns exemplos:

Clima em Detroit, Michigan. Via Weather.com
Clima em Detroit, Michigan. Via Weather.com
Clima em Traverse City, Michigan (cidade bem no norte da Lower Peninsula). Via Weather.com
Clima em Traverse City, Michigan (cidade bem no norte da Lower Peninsula). Via Weather.com
Clima em Munising, Michigan (cidade que fica na Upper Peninsula, as margens do Lago Superior). Via Weather.com
Clima em Munising, Michigan (cidade que fica na Upper Peninsula, as margens do Lago Superior). Via Weather.com

 

Viaje com internet no seu celular

Vai viajar para o exterior? Já chegue no seu destino com o celular funcionando. A EasySim4u oferece plano de dados ilimitados em 140 países, para que você fique conectado a internet. Utilize o cupom para ganhar frete grátis: APRENDIZDEVIAJANTE! Veja meu post: Chip EASYSIM4U: Como usar a Internet na Europa.

População & influência: a maior parte da população de Michigan é branca de origem européia, principalmente vindo da Alemanha (22%!), Irlanda, Inglaterra, Polônia, Holanda e França. Na cidade de Detroit a maioria da população é negra. Na Upper Peninsula se concentram muitos descendentes de Finlandeses e Suecos, os finlandeses dessa área fizeram a sua versão de um prato inglês chamado pasty, que parece um pastel de forno com recheio de legumes. Na cidade de Dearborn se concentra um grande número de imigrantes do Oriente Médio, a maioria vindo da Síria e do Líbano – e com eles um número enorme de ótimos restaurantes árabes. Em downtown Detroit tem ainda uma área chamada Greektown, onde os imigrantes gregos recém-chegados moravam e até hoje alguns de seus estabelecimentos comericais – incluindo vários restaurantes gregos, permanecem.

A ponte Mackinac liga a Lower Peninsula a Upper Peninsula
A ponte Mackinac liga a Lower Peninsula a Upper Peninsula

Como chegar: Para o turista que vem do Brasil, a forma mais comum é chegar por Detroit – hoje em dia tem vôos diretos de São Paulo para Detroit, pela Delta, tornando tudo muito mais fácil para quem quer conhecer o estado (na época que eu morei em Michigan, entre 2002 e 2005, não existia nenhum vôo direto). Você pode também encaixar Michigan em uma viagem para Chicago, dá para alugar um carro e ir de Chicago explorando a costa oeste da lower peninsula de Michigan facilmente (5 horas de carro ou trem – Amtrak – até Detroit, já fizemos a viagem das duas formas). Outra opção é a partir de Toronto, no Canadá, você pode dirigir também tranquilamente até a área de Detroit (umas 5 horas de ótimas estradas).

Pictured Rocks, na Upper Peninsula, um dos lugares mais bonitos
Pictured Rocks, na Upper Peninsula, um dos lugares mais bonitos

Atrações: vou falar de regiões e cidades, e porque merecem a visita. Deixo para falar de cada lugar específico em posts separados, senão isso aqui vai virar um livro!

Upper Peninsula: a parte selvagem e mais bonita do estado, com certeza. São várias áreas de preservação ambiental, onde você pode passear, fazer trilhas, acampar ou alugar chalés rústicos de madeira (cottages). Sempre que eu penso na Upper Peninsula fico emocionada, o lugar é muito, muito lindo. Paisagens de filme. No verão, você vai ver muito verde e flores, cervos, coelhos, pássaros, esquilos e se estiver bem dentro da mata, até lobos e ursos (eu nunca vi nenhum dos dois, vale dizer). Nós já fomos a UP em todas as estações do ano, e as paisagens são sempre incríveis. No verão você pode passear de barco e ver a fantástica Pictured Rocks Lakeshore, que é uma área na costa do lago Superior com rochas coloridas e esculpidas pela água e vento, lindas. Você passeia pelas florestas, vê as cachoeiras de Munising e Taquahmenon Falls, a nascente de Kitch-iti-kipi com a sua água turquesa fantástica, faz passeios de canoa. No inverno é tudo coberto por muita neve mesmo, você pode passear com snow shoes, fazer cross-country ski, andar de snowmobile e até fazer dogsledding (trenó puxado por cachorros na neve), como nós fizemos (por um dia somente ou por vários dias atravessando as florestas nevadas da UP).

Dogsledding na Upper Peninsula de Michigan
Dogsledding na Upper Peninsula de Michigan
A nascente Kitch-iti-kipi, na Upper Peninsula de Michigan, impressiona com a cor da água
A nascente Kitch-iti-kipi, na Upper Peninsula de Michigan, impressiona com a cor da água
Taquahmenon Falls, a maior cachoeira do estado, na Upper Peninsula
Taquahmenon Falls, a maior cachoeira do estado, na Upper Peninsula

Lower Peninsula: a parte mais urbana, onde vive a maior parte da população e onde se concentram as maiores cidades de Michigan. Cidades que nós já visitamos e recomendo que você visite. Vou falar das cidades na ordem de oeste para leste:

Holland: um pedacinho da Holanda em Michigan, a cidadezinha que tem um festival de tulipas em abril fica na costa oeste do estado, mais perto de Chicago do que de Detroit. Tem uma Main Street super bonitinha, mas o charme são as calçadas floridas com centenas de tipos de tulipas na primavera. Tem até desfile com os moradores em roupas holandesas, e como você pode imaginar, grande parte da população é descendente de holandeses.

Holland, Michigan, na época do festival de tulipas (abril)
Holland, Michigan, na época do festival de tulipas (abril)

Muskegon: também na costa oeste e pertinho de Holland, Muskegon é uma cidade de praia. Praia do Lago Michigan (o segundo maior dos Grandes Lagos), que mais parece um mar de água doce. As praias são de areia, tem ondinhas, só não tem água salgada. A água é transparente e bem fria como você pode imaginar, mas dá pra nadar no verão (nada que cause estranhamento para nós cariocas!). Quando eu estava com muita saudade de ir a uma praia, a gente ia a Muskegon.

Muskegon tem praias bonitas no Lago Michigan
Muskegon tem praias bonitas no Lago Michigan

Empire: continuando rumo ao norte pela costa oeste, você chega na cidade de Empire. Mas a grande atração ali não é a cidade, e sim o parque Sleeping Bear Dunes. São 60 km de área costeira de dunas com mais de 100 metros de altura no Lago Michigan, uma coisa linda. Diz a lenda da tribo Chippewa que um incêndio na floresta na margem oposta do Lago Michigan afugentou uma mamãe ursa e seus dois filhotes para o Lago. Determinada a cruzar o imenso lago até o outro lado para alcançar a segurança, a mamãe ursa e seus filhotes nadaram por muitos quilômetros, mas os filhotes ficaram para trás. Quando a mamãe ursa finalmente chegou na margem do Lago que fica em Michigan, ela ficou esperando os filhotes do alto de um penhasco. Os filhotes tinham se afogado, mas a mãe continuava esperando, sem perder a esperança. Impressionado com a perseverança da mãe, o Grande Espírito criou duas ilhas (North e South Manitou Islands) para lembrar os filhotes, e com o tempo o vento cobriu a mamãe ursa que dormia embaixo das areias das dunas esperando seus filhotes para sempre. Tem áreas de camping ali por perto, que ficam bem cheias no verão.

Visual do alto das dunas no Sleeping Bear Dunes, veja as pessoas pequenininhas lá embaixo
Visual do alto das dunas no Sleeping Bear Dunes, veja as pessoas pequenininhas lá embaixo

Traverse City: fica na costa norte da Lower Peninsula, oeste de Sleeping Bear Dunes. Traverse City é famosa pelo seu Festival de Cerejas em junho-julho (as árvores ficam maravilhosas carregadas de cerejinhas que você pode pegar direto do pé em algumas fazendas) e pela Old Mission Peninsula, uma área de vinícolas muito bonita, onde você pode fazer tours e provar os vinhos (não deixe de experimentar o ice wine, que é um vinho feito com uvas que congelaram na parreira). E claro, a área fica lotada no verão porque tem muitas praias lindas no Lago Michigan, onde o pessoal passa férias nadando e passeando de barco. Tem muitos faróis antigos preservados em Traverse City (e no estado inteiro diga-se de passagem).

Praia, vinícolas e cerejas em Traverse City, Michigan
Praia, vinícolas e cerejas em Traverse City, Michigan

Mackinac Island: a ilha no Lago Huron que parou no tempo, um lugar mágico e que preciso voltar pra ver de novo sem o nevoeiro absurdo que pegamos por lá. Nós fomos a Mackinac Island em um 4 de julho, teoricamente era pra estar quente, mas estava fazendo 15 graus e a gente mal conseguia ver a água do alto da ilha por conta da neblina. Na ilha não entram veículos motorizados, as únicas exceções são os carros de bombeiros e ambulâncias, o resto do transporte é todo feito a cavalo, a pé ou de bicicleta. A arquitetura é uma gracinha, as casas tem algumas centenas de anos e tem gente vestida a caráter (século 19) circulando. O Grand Hotel foi usado como cenário para vários filmes, entre eles Em Algum Lugar do Passado. O Forte Mackinac funciona como no passado e tem várias demonstrações feitas pelos soldados, de tiro, marcha, tiro de canhão, é bem interessante. A ilha tem também um Festival de Lilacs no início de junho, que são arbustos que ficam cheios de flores lilás super perfumadas, lindos (na área de Detroit, bem mais ao sul, os lilacs florescem em maio).

Grand Hotel e os soldados em ação no forte em Mackinac Island, em dia de muita neblina
Grand Hotel e os soldados em ação no forte em Mackinac Island, em dia de muita neblina

Oscoda e East Tawas: duas cidadezinhas bonitinhas na costa leste, no Lago Huron. A região de East Tawas e Oscoda tem florestas bonitas, rios e lagos, e uma área bem interessante em East Tawas onde você pode ver como viviam e trabalhavam os lenhadores lá pelos anos de 1800 quando a economia do estado era basicamente sustentada pela indústria madeireira. E claro, um farol antigo preservado na paisagem, como não podia deixar de ter!

East Tawas e Oscoda, cidades na costa do Lago Huron
East Tawas e Oscoda, cidades na costa do Lago Huron

Lansing: a capital do estado não me impressionou muito, mas só vimos de passagem, cruzando o estado. Dizem que o Capitólio é bem bonito por dentro e você pode fazer uma visita guiada. A cidade de Grand Rapids, ali perto, tem o Frederick Meijer Gardens & Sculpture Park, um jardim de esculturas e estufa que vale a visita se você estiver na área.

Esculturas no Meijer Gardens & Sculpture Park
Esculturas no Meijer Gardens & Sculpture Park

Frankenmuth: uma cidadezinha alemã bonitinha que tem restaurantes típicos e teoricamente a maior loja de Natal do mundo, a Bronner’s (que fica aberta o ano inteiro, por sinal). Tem um monte de festivais alemães durante o ano, inclusive um festival de esculturas de gelo e uma Oktoberfest, veja o calendário.

Ann Arbor: a cidade da Universidade de Michigan, certamente uma das cidades mais simpáticas do estado, cheia de gente jovem de diversos lugares dos EUA e do mundo e muitas opções culturais. A Main Street tem um monte de lojinhas e restaurantes legais e fica sempre cheia, mas não isso não é exclusividade da Main Street: Ann Arbor tem muitas galerias de arte, museus (que são da Universidade), eventos de música, dança, teatro e esporte (dos times da Universidade de Michigan, claro!). O campus da Universidade é bem bonito e tem tours de arquitetura passando por lá e outros locais de importância na cidade. O site oficial Visit Ann Arbor é bem bacaninha. Ali pertinho tem a cidadezinha de Chelsea, que tem uma fábrica de ursinhos de pelúcia que você pode visitar.

Campus da Universidade de Michigan em Ann Arbor
Campus da Universidade de Michigan em Ann Arbor

Detroit: sim, pode parar com a cara feia agora mesmo. Eu não estou dizendo para você ir a Michigan só pra visitar Detroit, mas para visitar Michigan e incluir Detroit nos seus planos. Detroit, também conhecida como Motown (motor + town), e cidades adjacentes (principalmente Dearborn) tem várias atrações interessantes para quem gosta de História, foi aqui que a indústria automobilística americana nasceu e mudou o mundo, assim como a música soul da gravadora Motown (que lançou para o mundo The Supremes, Jackson 5, Stevie Wonder, entre outros). Fica na costa leste, bem ao sul, perto de Ohio. Você pode conhecer o The Henry Ford, um complexo fantástico que inclui um Museu Histórico com centenas de carros e objetos importantes da história americana; Greenfield Village, que é uma mini-cidade que funciona até hoje como no início do século 20 e inclui as casas de Webster (que escreveu o dicionário Merriam-Webster), Thomas Edison (e o seu laboratório onde inventou a luz elétrica), a fazenda da família Firestone (de pneus), a casa onde o próprio Henry Ford nasceu, e muitas outras; e ainda o tour da fábrica Ford Rouge, que revolucionou a indústria para sempre (para quem não sabe, Henry Ford inventou a linha de montagem). A fábrica hoje monta as pickups Ford-150 e é moderníssima, ecológica e super limpa, um passeio muito bacana. Só pra ver com calma esse complexo já valem dois dias na cidade. Tem muitas outras coisas interessantes e parques bonitos, veja a minha lista completa de o que fazer em Detroit.

Greenfield Village e Ford Rouge Factory Tour, duas atrações do complexo The Henry Ford em Dearborn, Michigan
Greenfield Village e Ford Rouge Factory Tour, duas das atrações do excelente complexo The Henry Ford em Dearborn, Michigan

Então, consegui convencer que Michigan vale uma viagem? Se você já foi, diga quais foram os seus lugares preferidos e se faltou alguma coisa nessa lista!


Vai Viajar?

Assine a Revista Aprendiz de Viajante! Assine a revista por R$ 120,00 + chip com 30 dias de internet ilimitada gratuita para usar em mais de 140 países!!!! Você sabia que o chip mais barato, de 5 dias, custa mais caro que a assinatura??? Então aproveite!!!! Assine agora.

Não esqueça de fazer o seu Seguro de Viagem, pois ele é obrigatório nas viagens para a Europa. Mesmo nos Estados Unidos, é altamente recomendado, pois como não existe saúde pública no país, qualquer problema mínimo de saúde pode resultar numa conta altíssima de hospital ou pronto socorro. Nós não viajamos sem seguro nunca. Faça sua cotação para encontrar o seguro que você precisa. Você pode pagar em até 12x no cartão ou ter desconto de 5% no boleto. Nossos leitores ainda recebem um desconto de 5% na hora de pagar. Use o código promocional: APRENDIZ5.

Reserve o seu hotel no nosso parceiro Booking

Precisa alugar um carro? Reserve o carro na RentCars. A cobrança será feita sempre em reais, sem IOF e você ainda vai poder dividir em até 12 parcelas no cartão de crédito ou ter um de 5% no boleto bancário.

Saia do Brasil com seu chip internacional já funcionando no celular.


70 COMENTÁRIOS

  1. Lu, morei em Michigan durante meu intercambio, e amo esse estado.

    Acho que só ficou faltando a cidade de Frankmuth, mas de resto tá maravilhosa a reportagem!!

    Beijos

    • Helô, os EUA tem paisagens lindíssimas e super variadas, assim como o Brasil né. Como são países de dimensões continentais, acabam tendo um pouco de tudo. Michigan é o estado dos lagos e florestas temperadas, aí você vai pro Arizona e vê o deserto, vai pra Flórida e tem as praias caribenhas…Seattle com os picos nevados e pinheiros, tem pra todos os gostos! 😉

  2. Oi Lu!!

    Meu conhecimento sobre Michigan era restrito a Detroit e o berço do Fordismo e… basicamente só.
    Fiquei impressionada com o tanto de coisa interessante tem pra fazer, especialmente lá na Upper Peninsula!
    Como você disse, os EUA tem tanta diversidade de paisagens (como nós aqui no Brasil, mas bem diferentes por causa do clima e geografia), tanta coisa pra ser explorada… Acho que cada vez mais eu me animo a planejar minhas próximas viagens pra conhecer melhor cada região desse país (que brasileiro, de modo geral, adora achar que se resume a NY e Flórida!)…

    Adorei o post!!

    Beijo!

    • Siiim, tá vendo 😉 Eu adoro NY e Flórida, mas realmente é um desperdício ficar indo somente a esses lugares. Aliás, ficar indo sempre nos mesmos lugares eu acho um desperdício. Tanto lugar bacana pra conhecer! Não que eu nunca volte nos lugares que gostei (tô escrevendo um post sobre uma cidade que já fui muitas vezes), mas não dá pra fazer só isso né!

  3. Oi Lu,
    Adorei o post e fiquei inspirada em ir pra lá em Maio. E uma boa época?
    Por onde e melhor começar ? Achei legal ficar uns dias na Ilha, mas não pode entrar com carro.. Como vc foi ? Foi só de passagem?
    Tenho 10 dias pra fazer esse roteiro. Vc acha que da tempo?
    Beijo e obrigada

    • Nat, maio não é um mês ruim mas ainda é bem frio ainda na Upper Peninsula e no norte da Lower Peninsula. Você tem que ir preparada pra pegar temperaturas entre 5 a 15 graus, quanto mais ao norte, mais frio. Pra ir a Mackinac Island você vai deixar o carro em Mackinac City, que fica na Lower Peninsula e de onde sai o barco pra ilha. Nós ficamos só um dia mesmo, tenho que voltar pra passar uma noite pelo menos. 10 dias para fazer tudo que está nesse post não dá, você começaria por qual cidade, chegando em Detroit de avião ou por Chicago? Beijos!

  4. Oi Lu,

    Vou do Brasil para ai. Então, pensei em chegar por Detroit e voltar por Chicago.Mas, pode ser o inverso também. Tanto faz. O que voce acha melhor?
    Pensei assim: Detroit, Frankenmuth (adoro o Natal, então gostaria muito de conhece-la), Oscoda e Macknaw City (ficaria na Ilha), Sleeping Bear Dunes, Holland e Chiago.
    Dessa forma sera que encaixa? Voce tem alguma sugestão para esses dez dias ? Chicago eu já conheço, então seria só pra finalizar mesmo.
    Beijo e obrigada,

    • Oi Nat, eu iria então por Detroit, se você já conhece Chicago. Eu não iria a Holland em maio, e acrescentaria Traverse City à sua lista. 10 dias pra fazer isso tudo é corrido, até porque você vai ficar um bom tempo na estrada. Beijos!

  5. Como o US entrou na minha lista de desejos há pouquíssimo tempo, nunca nem parei para pensar em Michigan como destino de alguma viagem minha. Você acaba de me fazer mudar de idéia. Cenário incrível!

  6. Olá Luciana,

    Comprei numa mega promo SP a Detroit e pretendo na chegada já ir para Toronto, fico lá 5 dias, de lá ir para Chigago, mais 6 dias e retornar para Detroit, alí quero ficar uns 2 dias, pelo menos para conhecer a fábrica da Ford e o museu Henry Ford.

    Mas não sei o que é melhor, seria legal alugar um carro em Detroit para Toronto, vc sabe se é possível ir com carro alugado dos EUA ao Canadá ?? é complicado ???

    De Toronto ir para Chicago de avião e de lá carro novamente para Detroit, o que vc acha ???

    Obrigada !

    • Lilian, é super tranquilo ir de carro alugado de Detroit para Toronto, não tem problema nenhum (nós já alugamos carro em Detroit e fomos para Niagara Falls no lado canadense). Você pode fazer essa viagem inteira de carro se quiser, ou então pegar um trem de Chicago para Detroit ou vice-versa (também já fizemos isso). Eu evitaria voar de Toronto pra Chicago só porque você vai ter que gastar um tempão em alfândega, imigração, segurança, etc pra um vôo curto.

  7. Olá Luciana, seu relato realmente é sensacional. Lindas paisagens e belíssimas fotos.
    Estamos indo no fim de maio para Chicago, passaremos 10 dias no total e gostaríamos de dar a volta no Lake Michigan, sem ir para Detroit (saindo de Chicago e voltando para Chicago). Você acha que dá ou fica muito corrido? Vamos de carro.
    Do contrário, qual seria sugestão para aproveitarmos bem a região nesses dias?
    Obrigada desde já, e mais uma vez parabéns pelo relato”

    • Oi Simone, obrigada! É possível, só não sei se vai ser muito corrido, vai depender de quanto tempo vocês vão dirigir por dia e quantas paradas vão fazer. Dá uma olhada nesse mapinha que eu fiz no Google Maps rapidinho pra você ter uma ideia dessa “volta” ao redor do Lago Michigan: http://goo.gl/maps/1cqbY

      • Oi Luciana! Mto obrigada pela resposta!!! Acabei de ver o mapa que você fez no mapa… vc é ótima!! Todas as cidades que você colocou vc indica? Ou tem alguma que eu possa pular?? Eu estava com vontade de conhecer Frankenmuth, mas aí tem que abrir muito círculo, talvez não dê tempo. Vc conhece Frankenmuth? Vale a pena o desvio no roteiro? Muito obrigada desde já, bjs!

        • Simone, de nada! As cidades de Michigan que coloquei no mapa são as que mencionei no post. Essas cidades de Wisconsin eu só conheço de nome, porque não visitei (Milwaukee é a mais famosa e Green Bay é do time de futebol americano conhecido). Já passei pelo Wisconsin algumas vezes mas nunca fiz essa volta ao lago completa, então só conheço a costa do lado de Michigan. Não acho que valha a pena abrir tanto o seu caminho pra ir a Frankenmuth não (conheço sim). Se fosse no caminho tudo bem, mas é um baita desvio pra ir lá e não acho que compensa, é uma cidade bem pequenininha.

  8. Oi Luciana, você acha que vale a pena conhecer o norte de Michigan no final de outubro, começo de novembro? Ir até Traverse City pelo menos? Ou nem isso? Tenho que ir nesta época mesmo. E obrigada pelo seu post, é quase o único que encontrei em português. Abraços

    • Patricia, em começo de novembro já vai estar bem frio e as folhas das árvores provavelmente já terão caído todas. Acho que valeria a pena ir até Mackinac Island e fazer o passeio pelas vinícolas de Traverse City, mas a paisagem certamente não estará no auge. Não terá mais a beleza do outono e nem a neve no chão, apesar de que é impossível prever (você pode dar sorte e ainda ver as folhas ou a neve). No meu blog pessoal http://luciana.misura.org/category/viajando/michigan tenho muitos posts sobre Michigan, não sei se você já viu.

      • Luciana,

        Vi o seu blog e gostei muito. Meu filho vai estudar durante um ano no Alma College em Michigan, por isso terei que ir nesta época, mas, quem sabe, gostando, ainda volte. Obrigada. Abraços

  9. Luciana,

    Parabéns pelo blog e pelo belo texto em relação a Michigan.
    Aproveito para lhe pedir uma opinião, comprei um voo que chega em Detroit do dia 05/06 e retorna 11/06. Gostaria de uma sugestão sua para as seguintes opções:
    3 Dias em Chicago e 3 Dias em Detroit ou sugere ficar apenas em Michigan mesmo?
    Aceito sugestões suas, não conheço Chicago nem Detroit.
    Desde já lhe agradeço,
    Abraço

    • Guilherme, se você quiser ficar os 6 dias em Michigan não falta coisa pra fazer, como você já deve ter visto no post. Só depende do que você tem interesse de ver. Chicago é uma cidade muito bacana, com certeza, mas Michigan também tem lugares lindos pra você conhecer. Enfim, se você me disser o que está interessado em ver posso te ajudar mais 🙂

  10. Amei esse roteiro!
    Já fiz uma “road trip” pelos estados da Nova Inglaterra há alguns anos e voltei querendo outra no mesmo estilo. Agora vou me programar pra fazer essa viagem aos Grandes Lagos assim que for possível. Sem deixar de ver de perto o Grand Hotel do filme “Em Algum Lugar do Passado”, um dos meus favoritos.
    Valeu pela dica!

  11. Adorei as dicas. vamos para detroit no final do ano. Gostaria de saber se as condições climáticas de dezembro permitem viajarmos de carro de Detroit para as cataratas do Niágara? Grata

  12. Olá Luciana, adorei o seu site. Meu filho vai estudar durante um ano em Detroit, fiquei um pouco assustada com o que ouvi falar sobre a cidade, mas você me tranquilizou bastante, e ainda despertou o meu interesse em conhecer a cidade. Vou viajar para Detroit em dezembro e depois vou para o Canadá. Em Dezembro dá para viajar de carro para o Canadá? As condições climáticas permitem atravessar a ponte ou é preferível ir de avião? Quero ficar alguns dias em Quebéc também. Tenho 15 dias para essa viagem.
    Abraço,
    Nádia

  13. Oi Luciana, Estou indo em setembro, com marido e dois filhos 25 e 26 anos para Chicago. Gostariamos de conhecer estados, cidades vizinhas a Chicago, pois ficaremos uns 15 dias. Lendo seu Blog, pensei de inicio, dar a volta no lago michigan. Mas, nao sei se nessa época, nao é muito vazio nesta regiao, e com a idade de meus filhos eles morreram de tedio. pensei entao em incluir algumas cidades maiores, Columbus,Cincinati, Indianápolis, etc. e nao fazer todo o lago, apenas algumas cidades q vc achar mais relevante. Eles nao querem Detroit. O que vce sugere? Desde já agradeço.
    Jane

    • Madison (Wisconsin), Minneapolis e Saint-Paul (Minnesota) e até mesmo Saint Louis (Missouri) são cidades mais interessantes do que essas que você citou. E morrer de tédio, dois homens feitos? Não gostam de natureza, trilhas, caiaque, e afins? Pra morrer de tédio achei que eles tinham 15 e 16 anos! 😉

  14. Cara Luciana – Parabéns pelas valiosas informações que coloca a nossa disposição, ajudarão em muito qualquer um que deseje viajar pela região.Devo ir em maio, somos da Praia do Francês/AL, e teríamos uns 15 dias para rodar pelos lagos. Poderia sugerir por e-mail um roteiro, bem como dicas de hospedagem econômica? Caso volte ao Brasil, sera´um prazer recebe-la em nossa pousada. Abraços, sérgio

  15. Ola Luciana!

    Minha filha vai para Southfield fazer intercâmbio por 01 ano e gostaria de saber se é possível ela visitar o Canadá também, já que estará tão pertinho!

    Precisa de algum documento especial?

    Muito obrigada, adorei suas dicas!

    Renata

  16. Luciana, Tudo bem? Parabens pelo Blog. Vou em julho para os EUA e farei de carro Boston/Washingtom DC/Chicago. (3 a 4 dias em cada cidade) . Que cidade legal existe entre Washington e Chicago para pernoite, na região dos lagos ? Obrigado. José

  17. Olá Luciana, tudo bem?
    Eu acabei de ser aceito por uma universidade situada em Flint, Michigan, a Kettering University.
    Você conhece a cidade/região? Já passou por lá? E pra estudantes que tem menos condições de arcar com carro, quais os pontos que você mais recomenda pra mim visitar que dê pra ir sem carro também? Ficarei por lá durante 1 ano, de setembro agora até agosto do ano que vem…
    E parabéns pelo post, me deixou bastante animado 🙂
    Obrigado.

    • Vinicius, já passei por Flint, mas não conheço realmente a cidade, nem a universidade que você está indo. Mas Michigan sem carro pode esquecer viu, não dá pra viver em Michigan sem carro não, é impossível! Pode comprar alguma coisa nem que seja um carro bem velho…

  18. Olá, gostaria de saber se você tem informações sobre a cidade de Birmingham, e das redondesas!?
    Obrigada! Amei suas dicas desse post.

  19. Luciana,

    Me emocionei lendo seu post !
    Sonho em conhecer Michigan desde os 14 anos de idade, ( uma longa estória …) ; tenho 40 anos e finalmente estou prestes a realizar meu sonho; estou guardando $$ para ir para Michigan em junho do ano que vem!
    Quase todas essas cidades que você citou eu ja tinha lido sobre ou ouvido falar,
    Estou tentando agendar tudo por uma agência de viagens daqui do Brasil, mas os hotéis que eles me passaram eu achei muito caros!! Devo ficar uns 2 dias em Chicago, uns 14 dias em Michigan e o restante irei a Houston, pois tenho amiga morando lá.
    Você teria alguma dica de hotel bom e mais em conta ? Pois irei sozinha e isto encarece a diária,!
    Por enquanto pesquisei : Holland, Manistee, Muskegon, Traverse City e Mackinack Island. O estado de Michigan nao e pequeno, e como nao tenho tanto tempo assim, tenho que resolver que parte do estado eu visito…-:)
    Exceto pelo Grand Hotel na Mackinac Island , que nao queria perder a oportunidade de conhecer , estou a procura de opções mais baratas.
    Pode ate ser que em vez de ficar na ilha eu fique em St. Ignace e tome a balsa de lá para visitar a ilha, pois estou achando os hotéis de St. Ignace de longe mais em conta do que na ilha, e as duas cidades são pertinho uma da outra, tem tempo de sobra pra conhecer !… Bem , tenho 9 meses para resolver tudo,
    Você pode me dar algumas dicas ?
    Eu nao gosto de esportes radicais, tambem nao sou fã de barco ( enjoo fácil !) ; portanto fora esses programas eu topo tudo e vou adorar meu passeio por Michigan, tenho certeza,
    Pode fazer contato comigo através do meu e mail, ou do meu blog : http://www.comtodaaminhaalma.blogspot.com.
    Um beijo,obrigada !

  20. Parabéns pelo post Luciana!
    Vou aproveitar a pergunta da Maria Valéria acima (acima), se tiver dicas de hotéis eu agradeço. Curiosamente, pesquisando voos para Orlando, os mais em conta fazem escala em Detroit, então pensei porque não ficar lá e conhecer um pouco? Amei a Flórida tanto que não conseguia imaginar que existe lugar tão espetacular quanto lá rs. Obrigada pelas dicas!

  21. Luciana,

    Adorei as suas dicas. Preciso de você para elaborar a minha viagem. Estarei acompanhando o meu marido a uma viagem em setembro para Chicago, a trabalho. Assim que terminar o congresso dele, teremos 6 dias para passearmos. Pensei em fazermos a rota: Chicago – Holland- Muskegon- Sleping Bear danes ou Traverse city- Mackinaw city- Frankenmuch – Ann Arbor – Chicago. Você acha que devo eliminar alguma dessas cidades ou acrescentar outras? Muito obrigada, Fernanda

  22. Luciana, adorei as sua informações. Preciso da sua ajuda. Estarei acompanhando o meu marido a uma viagem a Chicago em setembro. Após os compromissos dele, teremos 6 dias para passearmos. Passei no roteiro: Chicago – Frankenmuth- Ann Arbor- Holland- Chicago. Você acha que deveríamos incluir alguma outra cidade? Aguardo sua opinião e ajuda. Bjs Fernanda

  23. Que lindo .. este post! Esta de parabéns pelos textos e pelas fotos. Moro em Campos do Jordão e estou acostumado com belas naturezas, mas esta me surpreendeu! Pretendo ir para EUA ano 16 que vem passar alguns meses, certamente vou começar pela UP. Um grande abraço e boa sorte.!

  24. Luciana, parabéns pelas dicas. Queria saber se posso conversar com você por e-mail. Preciso de algumas dicas que se eu for pedir por aqui vai ficar muito extenso. Quero saber sobre moradia, escolas, supermercado, trabalho em Dearborn ou Auburn Hills. Será que você pode me ajudar?

  25. Olá Luciana

    Iremos , eu e mau filho de 10 anos, para Chicago em outubro acompanhando meu marido que vai à trabalho. Teremos um final de semana e gostaria e saber se tu achas que valeria a pena fazermos algum destes passeios.

    Muito Obrigada, Luciana.

    • Luciana,
      Esses lugares são todos razoavelmente longe de Chicago, pra um final de semana vai ter que dirigir bastante. Só iria se você realmente tiver se empolgado com algum lugar dessa lista, porque não vai ser pertinho.

  26. Oi Luciana!

    Moro em Michigan com meu marido, e fomos a Traverse City e nas Sleeping Bear Dunes esse feriado. Não encontramos essa parte que se faz de carro até as dunas. O GPS nos levou até uma estrada para ir nas dunas, mas estava fechada. Então seguimos reto e fizemos a trilha pela areia. Extremamente cansativo, mas como uma boa adoradora de trilhas, adorei hehe. Foram 4 milhas no total, ficamos exaustos.

    Uma região linda! Quero voltar pra ir nessa trilha mais tranquila! rsrs

    Leio seu blog desde o ano passado e é inspirador !

    Abraços,
    Ligia.

  27. Luciana,

    Parabéns pelo post !!!!! Eu e a minha esposa estamos planejando uma viagem de turismo para Chicago para Setembro/2015 (mês que vem !!!).
    Após ler os seus textos e ver as fotos lindas dos lugares decidimos extender o nosso passeio pela região.
    Eu gostaría de saber quantos dias você acha necessário para conhecermos todas as regiões e cidades abaixo que você indicou e também em quais cidades devemos nos hospedar durante o roteiro e quanto dias de hospedagem em cada cidade.

    Chicago
    Holland
    Muskegon
    Empire
    Traverse City
    Mackinac Island
    Oscoda e East Tawas
    Lansing
    Frankenmuth
    Ann Arbor
    Detroit

    Há alguma cidade a ser usada como base (hospedagem) para fazer um bate e volta e continuar o roteiro em seguida para outra cidade ?
    Obrigado, abraços…. Mauricio

    • Mauricio, pra isso tudo aí você vai precisar de umas 3 semanas, porque é uma volta praticamente completa no estado de Michigan. E todas essas cidades são longe o suficiente umas das outras que não faz sentido fazer bate e volta, principalmente pela direção.

  28. Oi Luciana ,tudo bem ,e conheci Detroit mais bem pouco e rápido achei lindo a ponte que faz separação com o Canadá ,meu marido foi transferido para Detroit ,confesso que ainda não estou tão confortável com a ideia ,queria saber que vila me indicaria para morar ?

  29. Olá Luciana.
    – Prazer fazer contato.
    – Tenho um filho de 17 anos que vai fazer intercambio nos EUA, e vai morar na cidade de Flint – Michigam.
    – Lendo seu artigos, pergunto o que você teria para me dizer sobre a cidade, se possível.
    Att
    Carlos

DEIXE UMA RESPOSTA

Comente!
Por favor entre seu nome aqui