País de Gales: Glamorgan Heritage Coast

7
glamorgan heritage coast

Depois do que vimos na Gower Peninsula há pouco mais de 2 meses, ficamos com muita vontade de explorar o resto da costa do País de Gales (Wales Coastal Path). E por estar tão perto deu pra programar uma viagem de fim de semana para a região de Glamorgan, que fica entre Cardiff e Gower. Escolhemos esse pedaço justamente pela facilidade de locomoção – fomos sábado de manhã cedinho e voltamos domingo a tarde – e também porque vi umas fotos lindas em um livro que comprei sobre o País.

A Glamorgan Heritage Coast começa em Cardiff Bay e vai até a cidade de Porthcawl, totalizando 56km. A gente não sabia muito bem o quanto conseguiríamos caminhar, mas resolvemos começar na marina de Porthcawl e ir sentido leste, pra ver no que ia dar. Importante: essa foi a primeira vez que fizemos uma viagem desse tipo, com o objetivo de fazer uma trilha. Somos (quer dizer, éramos!) totalmente inexperientes nisso, e essa primeira vez foi essencial para entendermos o tanto de preparação que uma caminhada requer. E não digo fisicamente! Mas vou falar disso ao longo do texto.

Pegamos o trem na estação de London Paddington as 7:45 da manhã rumo a Bridgend, e chegamos lá as 10:15. Um táxi nos levou ate o B&B no vilarejo de Laleston – deixamos as coisas lá e o mesmo táxi nos levou a Porthcawl, mais precisamente na marina. Sentamos para um café rápido no pub e partimos para a caminhada.

glamorgan heritage coast
Porthcawl

 

glamorgan heritage coast
Porthcawl

 

glamorgan heritage coast
Porthcawl

 

Viaje com internet no seu celular 100% do tempo

Vai viajar para o exterior e quer manter seu número no whatsapp? Já chegue no seu destino com o celular funcionando. A EasySim4u oferece plano de dados ilimitados em 210 países, para que você fique conectado a internet. E o novo chip 4G Europa garante velocidade e tem ligações para o Brasil! Utilize o cupom para ganhar 10% de desconto aprendiz!

Veja meu post: Chip EASYSIM4U: Como usar a Internet na Europa.

O começo, ainda nos limites da cidade, foi bem tranquilo, pois a praia estava cheia de gente, e haviam várias casas, o que dá uma certa segurança. E então chegamos numa praia vazia, conhecida pelas dunas de areia e pela reserva natural logo atrás (Merthyr Mawr National natural reserve). A paisagem ali é bem bonita – vale dizer que a costa galesa não pode ser comparada a lugares  “paradisíacos”, mas as praias são lindas a sua maneira. Muitas pedras, e uma variação grande da maré são algumas das características de lá.

DSC08157

glamorgan heritage coast
Caminhando entre o mar e as dunas

 

Essa primeira parte significativa da caminhada foi toda feira pela areia. Escolhemos ir pela beira do mar mas dá também pra ir pelas dunas, mas tô fora de caminhar na areia fofa, afundando o pé! Bom, no fim da praia de dunas chegamos no encontro do mar com o Rio Ogmore, e ali sabíamos que era necessário dar uma volta já que a maré impedia nossa passagem a pé pelo rio aquela hora do dia. Mas esse desvio, que achávamos que era em linha reta e curto, acabou entrando na reserva natural e de linha reta não tinha nada.

glamorgan heritage coast
Caminhando pelo desvio, já bem distante da costa e do Rio Ogmore – achei que estávamos perdidos

 

Só que o erro foi totalmente nosso em não averiguar direitinho com antecedência como era o caminho. Em vários momentos eu fiquei preocupada achando que estávamos perdidos, pois não conseguíamos nem ver o rio muito menos o mar, e o caminho não era tão óbvio. Toda vez que avistávamos a sinalização do Wales Coastal Path ficávamos aliviados, e depois de andar muito finalmente chegamos na entrada da reserva natural e conseguimos entender onde estávamos.

glamorgan heritage coast
Fique sempre de olho nesse símbolo, significa que você está no caminho certo!

 

glamorgan heritage coast
Menosprezamos o desvio do Rio Ogmore: esse mapa mostra como o coastal path sai da costa e entra na reserva natural, até o Ogmore castle

 

O desvio é grande mesmo, e te leva até as ruínas do Ogmore Castle, onde você finalmente vai atravessar duas pontezinhas (uma inclusive é um caminho de pedras, e não uma ponte propriamente dita) e estar do outro lado do rio, onde então recomeça a caminhada rumo a beira mar. Mas antes, paramos em um pub para o almoço – mais um grande erro de principiante: não tínhamos levado comida na mochila, só água, e como não sabíamos do tamanho do desvio, estávamos morrendo de fome e muito, muito cansados.

glamorgan heritage coast
Finalmente atravessando o Rio Ogmore, em frente ao castelo de mesmo nome

 

glamorgan heritage coast
A super “ponte”, finalmente, depois de tanto desviar

 

DSC08178

A parada pro almoço foi revigorante. Alimentados e descansados, retomamos a caminhada. Chegamos na cidade de Ogmore e novamente estávamos com o mar aos nossos pés. Ali, a paisagem muda e você começa a ver os penhascos. Ou seja, a caminhada fica também mais perigosa. Em um devido momento decidimos parar pra sentar e apreciar a vista e depois desse ponto percebi que o penhasco estava muito próximo do “path”, e ia ficando também cada vez mais íngreme. Acho que vacilamos, pois continuamos andando sem saber o quanto faltava pra terminar aquele pedaço da caminhada e a essa altura o tempo estava fechando, dava pra sentir que ia começar a chover a qualquer hora. Naquele momento, qualquer passo em falso poderia ser perigosíssimo – não estou exagerando –  e eu acho que tinha um outro caminho sem ser na beira do penhasco, mas paralelo a estrada, o que seria muito mais seguro (talvez não tão bonito). Mais um erro nosso.

glamorgan heritage coast
Em Ogmore, antes do penhasco

 

glamorgan heritage coast
Chegando na parte do penhasco – mas sem saber o que estava por vir!

 

glamorgan heritage coast
A praia pode não ser paradisíaca, mas a paisagem é linda e marcante

 

DSC08208

glamorgan heritage coast
A trilha sobre o penhasco

 

glamorgan heritage coast
Consegui relaxar apenas quando chegamos no fim da trilha no penhasco

Mas enfim, chegamos sãos e salvos e dali pra frente foi bem tranquilo, com um terreno bem largo pra caminhar. Chegamos em Dunraven Bay e com o cansaço, chuva e horário (já eram 6 da tarde) decidimos voltar pro hotel. Vimos um pub por ali (tem sempre um pub no meio do nada!), entramos pra tomar alguma coisa e de lá ligamos para um táxi nos buscar e nos levar de volta ao hotel.

glamorgan heritage coast
Costa galesa: mar, penhascos, carneiros

 

glamorgan heritage coast
Depois do medinho, foto pra registrar o perigo!

 

glamorgan heritage coast
Dunraven Bay

 A distância que andamos foi de 16km, muito mais do que eu achava que conseguia – fiquei super feliz. Com todos os erros, paradas pra descanso e pra foto, eu honestamente não achava que passaríamos dos 10km. Isso me deixou muito mais empolgada para programar novas viagens desse tipo.

Bom, no dia seguinte, domingo, a ideia era novamente começar na marina de Porthcawl, mas em direção oeste, para explorarmos as praias de Rest Bay e Skyer Bay, mas a chuva atrapalhou nossos planos. Não teria atrapalhado de estivéssemos vestindo roupas 100% a prova d’água (apenas as jaquetas eram) – então já sabemos: para a próxima vamos comprar calças e sapatos mais apropriados (compramos calça de caminhada, mas não queríamos gastar muito então escolhemos uma baratinha mesmo).

Então resolvemos pegar um trem mais cedo de volta para Londres e encerrar o fim de semana um pouco antes do previsto. Mas olha, valeu demais a pena e estou cada vez mais encantada com o País de Gales.

Hospedagem: escolhi o hotel The Great House, em Laleston, um vilarejo próximo a Porthcawl. Gostamos muito de lá, mas a diária é bem salgada, £125,00 (fiz a reserva direto no site deles). Também jantamos lá, eles tem um restaurante ótimo todo chiquezinho, e servem também chá da tarde. O dono é um senhor muito simpático que conversou muito com a gente, e nos contou tudo sobre sua viagem ao Brasil e Argentina. Mas nos apaixonamos mesmo foi por Seren (Estrela, em galês), o cachorro dele!

glamorgan heritage coast
Nosso quarto na The Great House

Vai Viajar?

Precisando fazer reservas de hotel? Pesquise o seu hotel no Booking com cancelamento gratuito.

Precisa de internet no exterior? Saia do Brasil com seu chip internacional já funcionando no celular. Com ele você poderá utilizar seus aplicativos e mídias sociais, usar como GPS, fazer ligações por whatsapp e skype.

Não esqueça de fazer o seu Seguro de Viagem, pois ele é obrigatório nas viagens para a Europa. Mesmo nos Estados Unidos, é altamente recomendado, pois como não existe saúde pública no país, qualquer problema mínimo de saúde pode resultar numa conta altíssima de hospital ou pronto socorro. Nós não viajamos sem seguro nunca. Faça sua cotação para encontrar o seguro que você precisa. Você pode pagar em até 12x no cartão ou ter desconto de 5% no boleto. Nossos leitores ainda recebem um desconto de 5% na hora de pagar. Use o código promocional: APRENDIZ5.

Precisa alugar um carro? Reserve o carro na RentCars. A cobrança será feita sempre em reais, sem IOF e você ainda vai poder dividir em até 12 parcelas no cartão de crédito ou ter um de 5% no boleto bancário.


7 COMENTÁRIOS

    • foi uma viagem pra fazer uma trilha. era o q queríamos e o q fizemos! andamos muito! não é o tipo de lugar pra ir e ficar passeando na cidade, realmente nao tem muito o q fazer. Mas como eu expliquei no post, a gente queria explorar a trilha q acompanha a costa, e foi o q fizemos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comente!
Por favor entre seu nome aqui