Que tal largar o seu emprego e dar a volta ao mundo?

15

Depois de caminhar pelo menos umas 10 quadras, com o Nick reclamando do frio e de ter que carregar o meu tripé, chegamos no 1011 da 11th Street em DC. O Nick me olhou com cara de “o que a gente está fazendo aqui?” e eu que não tinha contado pra ele onde estávamos indo, disse apenas “um evento”. Tínhamos acabado de sair do Spy Museum e eu sabia que ele não ia se empolgar muito. Pra dizer a verdade, nada consegue empolgar um pós adolescente que não seja jogos, skate, patinação no gelo, ski e similares. Então achei melhor ele não ter opção de reclamar muito no meu ouvido.

“Aqui” era o Hosteling International de DC, ou Albergue da Juventude e o Evento era “Shoot Busk Blog“, um painel de blogueiros de viagem que iria discutir entre outros assuntos: como se preparar para deixar o seu emprego e viajar, como manter um blog enquanto viaja e como tornar o seu blog pessoal em um blog profissional. Além do tema que me interessa muitíssimo, o painel era formado só por gente fera, que eu já conhecia do twitter e dos blogs.

  • As Lost Girls: Amanda Pressner, Jennifer Baggett e Holly Corbett que largaram seus empregos em 2006 para passar um ano dando a volta ao mundo e no fim da viagem transformaram a viagem em livro.
  • Kim Mance que além de editora do Galavanting Web TV é também a organizadora do Travel Blog Exchange, Conferência que reúne blogueiros de viagem do mundo todo e este ano vai ser em Vancouver.
  • Michael Yesses que é o Co-Fundador do World Hum, um site com as “melhores estórias de viagem da internet” que foi adquirido pelo Travel Channel.
  • Kelsey Freeman, que é fotógrafa do site Drifting Focus , passou 1 ano morando em um lugar remoto da Coréia do Sul e fotografando.
  • Michaela Potter que é co-fundadora do MeetPlanGo e ajuda profissionais a planejarem uma parada na carreira para viajar.

O lugar não poderia ser mais apropriado.. a área comum do hostel que tem vários sofás espalhados, além de uma coleção de “Lava Lamps”. O ambiente super descontraído e informal ajudou a quebrar o gelo entre os atendentes e depois de alguns minutos, todo mundo já estava trocando endereços de blog e twitter. Comidinhas e bebidas, além de sorteio de prêmios animaram alberguistas e visitantes enquanto o painel não começava. Na foto abaixo o Gerente do Hostel Mark e a Bianca da Tripping fazem as introduções com os panelistas no fundo.

Tripping e Hosteling International, os patrocinadores do evento

Em uma hora de bate papo, a Michaela moderou o papo dos panelistas. Foi tanta coisa legal dita que é praticamente impossível lembrar de tudo, mas vamos a alguns dos comentários que eu achei interessante:

“Se você está pensando em virar um blogueiro em tempo integral algum dia, comece a levar o seu blog a sério a partir de agora, mas espere pelo menos três anos antes de largar o seu emprego. Leva tempo até você construir uma audiência e achar a sua “voz” – Kim

Viaje com internet no seu celular

Vai viajar para o exterior? Já chegue no seu destino com o celular funcionando. A EasySim4u oferece plano de dados ilimitados em 140 países, para que você fique conectado a internet. Utilize o cupom para ganhar frete grátis: APRENDIZDEVIAJANTE! Veja meu post: Chip EASYSIM4U: Como usar a Internet na Europa.

“Planejar uma escapada do emprego requer uma boa dose de coragem e também paciência.” – Holly

“Use o seu blog como uma plataforma para mostrar o seu trabalho.” – Kelsey

“Se você quer ser um(a) escritor ou jornalista, comece escrevendo no blog. É uma ótima maneira de praticar e receber “feedback”. – Amanda

“Videos diferenciam um blog, mas dão muito mais trabalho em termos de tempo de produção” – Kim

“É importante quando se está viajando curtir o local ao máximo e deixar as atualizações do blog um pouco de lado, ou pré-programar as atualizações antes de viajar e fazer apenas entradas curtinhas para não comprometer o tempo que você tem para aproveitar a cidade” – Jen

Esses bate papos fazem parte da promoção do livro das “Lost Girls”: The Lost Girls: Three Friends. Four Continents. One Unconventional Detour Around the World. Eu garanti o meu, com dedicatória e tudo e já comecei a ler. O livro dedicou três capítulos ao Brasil. Um sobre Foz do Iguaçu, que é onde elas resolveram fazer a viagem de volta ao mundo e um para o Rio e outro para Salvador, as duas cidades brasileiras que elas visitaram.

Amanda, Jen e Holly com o livro Lost Girls

No final do evento, eu bati um papo com a Kim Mance sobre TBEx(Travel Blog Exchange). Atenção: Os vídeos terão legendas em português, mas estão aguardando processamento.

E com a Jen, Amanda e Holly sobre a viagem de volta ao mundo e do que mais gostaram no Brasil. Perdoem que o vídeo está meio tremidinho, quase não publiquei porque eu como videografa sou terrível e o Iphone não ajuda… mas o que vale é a mensagem certo? 😉

E para celebrar, reunimos as mulheres blogueiras viajantes para uma foto. Da esquerda para direita: Claudia(eu!), Michaela, Jen, Kim, Amanda, Holly e Bianca. Nem preciso dizer que a noite foi divertidíssima!

Mulheres Viajantes

As “Lost Girls” estarão neste fim de semana no Travel Adventure Show em DC, dando uma palestra sobre “Como escapar do cubículo e fazer a viagem da sua vida”. E se com essa introdução no bate papo de hoje já deu vontade de largar tudo e partir para o mundo, não quero nem ver o que vai ser de mim depois dessa palestra!

In 2006, The Lost Girls–Amanda Pressner, Jennifer Baggett and Holly Corbett–left their jobs, boyfriends, apartments and everything familiar behind in New York City to embark on a year-long search for adventure and inspiration. Journeying across four continents and more than a dozen countries, they shared their experiences with other aspiring vagabonds on their website, LostGirlsWorld.com. Shortly after completing their 60,000 mile lap around the globe, The Lost Girls signed on with HarperCollins to turn their tales into a travel memoir–The Lost Girls: Three Friends. Four Continents. One Unconventional Detour Around the Globe–which hit shelves in May 2010. Currently, all three Lost Girls reside in New York, where between working on their second book and turning their website into an online travel magazine, they still find the time to take trips as a trio.

Amanda, Jen e Holly com o livro Lost Girls
Mulheres Viajantes
Tripping e Hosteling International, os patrocinadores do evento


Vai Viajar?

Assine a Revista Aprendiz de Viajante! Assine a revista por R$ 120,00 + chip com 30 dias de internet ilimitada gratuita para usar em mais de 140 países!!!! Você sabia que o chip mais barato, de 5 dias, custa mais caro que a assinatura??? Então aproveite!!!! Assine agora.

Não esqueça de fazer o seu Seguro de Viagem, pois ele é obrigatório nas viagens para a Europa. Mesmo nos Estados Unidos, é altamente recomendado, pois como não existe saúde pública no país, qualquer problema mínimo de saúde pode resultar numa conta altíssima de hospital ou pronto socorro. Nós não viajamos sem seguro nunca. Faça sua cotação para encontrar o seguro que você precisa. Você pode pagar em até 12x no cartão ou ter desconto de 5% no boleto. Nossos leitores ainda recebem um desconto de 5% na hora de pagar. Use o código promocional: APRENDIZ5.

Reserve o seu hotel no nosso parceiro Booking

Precisa alugar um carro? Reserve o carro na RentCars. A cobrança será feita sempre em reais, sem IOF e você ainda vai poder dividir em até 12 parcelas no cartão de crédito ou ter um de 5% no boleto bancário.

Saia do Brasil com seu chip internacional já funcionando no celular.


15 COMENTÁRIOS

  1. Que palestra gostosa! Eu amo viajar e estou sempre procurando blogs de viajantes para pegar dicas (foi como achei o seu), mas eu nao tenho a minima paciencia para por as minhas experiencias e fotos num blog como voces fazem. Quanto a largar o emprego e viajar por um ano, quem sabe um dia!!!

    • Claudia,
      foi muito legal mesmo… e é assim mesmo, nem todo mundo gosta de fazer isso. Meu marido por exemplo, adora ver o resultado, mas não se anima a fazer! 😉 O importante é viajar e as memórias que ficam pra você! 🙂

  2. Estou louca para fazer uma coisa parecida. Mas largar o meu emprego é total insanidade. To pensando em depois do mestrado pedir uma licença não remunerada, é prevista, mas quase impossível. Tem vezes que me animo e quando penso friamente, sei que não há chefe que vá me liberar. Enquanto isso vou sonhando, fazendo um pé-de-meia, vendo o blog crescer e descobrindo a minha voz. Já tenho até um roteirinho na cabeça e o livro para escrever depois! 😉 Ai ai…

  3. Cláudia, o post e as entrevistas ficaram muito bacanas! Será que algum dia terei coragem de largar tudo e dar uma volta ao mundo? Por enquanto é só um sonho…

    Um abraço!

  4. Achei o máximo! Queria ter a oportunidade de fazer este tipo de trabalho, porém não tenho nenhum conhecimento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comente!
Por favor entre seu nome aqui