Torres del Paine no Chile

 Torres del Paine no Chile é um daqueles destinos que estão na minha lista faz tempo e nesse post, o Marcos Borges e Cláudia do blog A quatro Pés (facebook, twitter, instagram) contam pra gente todos os detalhes pra planejar uma viagem pra lá. 
Torres del Paine é daqueles lugares para todos, hotel ou acampamento, mala de rodinhas ou mochilão, por apenas um dia ou dez, é democrático. Além disso é um lugar que pode se retornar diversas vezes e sempre verá cenários diferentes, incríveis e inesquecíveis cada vez.
Também depende muito a região que visitará, por exemplo, se for visitar a região das Torres (que dá nome ao parque) a vegetação inicia-se rasteira e quando entra no vale as árvores aumentam, o vento atrapalha pouco, mas as nuvens podem a todo momento ofuscar o “monumento” mais famoso.
2.TORRES_PELA_MANHA
Já no Valle del Francés, os ventos são constantes, daquelas que acha que as árvores – igualmente altas – não resistirão e a qualquer momento cairão sobre sua cabeça. Devido aos ventos, é constante o desprendimento nos glaciares e consequentemente avalanches.
4.vista_valle_del_france_pro_lago_nordenskjold 3.vegetacao_valle_del_frances
E para finalizar, próximo Campamento Los Perros, as temperaturas são das mais baixas no parque e é possível nevar, mesmo no verão.
5.vista_paso_john_gardner

Parque Nacional Torres del Paine

O Parque fica na região de Magalhães na patagônia chilena. É uma região bastante conhecida por suas rochas de granito (como as Torres del Paine, no Chile, e Fitz Roy, na Argentina). O parque foi fundado na década de 50 e possui uma área aproximadamente de 242.000 hectares e há 4 grandes ecossistemas diferentes, florestas nas áreas úmidas; região de arbustos na parte central; o estepe patagônico árido no leste; e o deserto andino.
6.estepe_patagonico

Quando Visitar

A época de maior visitação no parque é durante a primavera e verão, de outubro a março. Nesse período é necessário reservar hospedagens para garantir a estadia e o parque está bem cheio. No restante do ano é necessário se informar, pois a maioria das hospedagens fecham, a trilha conhecida como Circuito O – que dá a volta ao parque – é fechada. Mesmo assim ainda há alguns lugares abertos, como o Hotel Las Torres, para quem busca tranquilidade, é perfeito.
7.laguna_amarga_torres_del_paine_ao_fundo

Como Chegar

Ok, para ir ao Parque Nacional Torres del Paine precisa ter vontade e um quê de espírito aventureiro. Pelo Chile, a porta de entrada (via avião) é por Punta Arenas – que é a capital da região de Magalhães – e de lá pegar um ônibus. Outra opção, igualmente válida é alugar um carro e percorrer os 350km até o parque. A estrada é asfaltada então não se deve ter maiores problemas no percurso, somente um pequeno trecho, já chegando ao parque ainda está em obras. Dentro do parque, as estradas são todas de terra.
A cidade mais próxima do lado chileno é Puerto Natales, e é possível chegar por barco, vindo de Puerto Montt, pela empresa Navimag. O trajeto até a cidade se torna um mero detalhe com visitas a fiordes, glaciares e muitas palestras sobre fauna, flora e a geografia da região.
8.NAVIMAG
O Parque possui diversas entradas, mas a principal e mais utilizada é a Guardería Laguna Amarga, é também a que fica mais perto do Hotel Las Torres. Apesar de ser um Parque Nacional, tanto o Hotel Las Torres como algumas outras hospedagens estão em um terreno privado. Falando em hospedagens, vamos conhecer algumas delas agora.
9.chaura-calafate 10.lebre-coruja-e-guanaco

Onde Ficar

Cada região do parque possui lugares para se hospedar, apesar de ser um parque nacional as hospedagens são mantidas, em sua maioria por empresas especializadas. Algumas delas, Hotel Lago Grey, Tierra Patagonia e Explora Patagonia.
11.chales_los_cuernos-sala_grey-refugio_paine_grande
Para aqueles que querem realizar as trilhas mais famosas do parque, como o Circuito W e Circuito O as empresas mais próximas as trilhas são Fantástico Sur, Vértice Patagonia, Las Torres, EcoCamp Patagonia. As duas primeiras sendo as responsáveis pela a grande maioria das hospedagens ao redor do parque.
A CONAF, organização administradora dos parques nacionais, ainda mantém alguns acampamentos ao redor do parque que são gratuitos. A estrutura é básica com local para montar sua própria barraca (que pode ser alugado em Puerto Natales), banheiros (não tem chuveiro) e um pequeno refúgio para cozinhar. Desde o início da temporada 2015/16 é necessário reservar sua estadia no Campamento Torres e Italiano e para a próxima temporada essa medida deve se expandir ao Campamento Paso.
12.vista_trilha_ao_refugio_los_cuernos

Roteiros

Os roteiros mais famosos são de 1 dia (full day), 5 dias (Circuito W) e 10 dias (Circuito O). O de 1 dia geralmente inclui apenas uma visita as Torres del Paine, mais ou menos 20km de caminhada ida e volta, ou um recorrido aos principais pontos do parque onde é possível ver as Torres del Paine, Cuernos del Paine, Lago Nordenskjöld, visita ao Salto Grande e terminando no Lago Pudeto. Diversas agências fazem tal passeio e saem diariamente de Puerto Natales (Chile) e El Calafate (Argentina).
13.SALTO_GRANDE
O Circuito W é a trilha mais realizada no parque e quem a percorre anda mais ou menos 95km e podem ser feito entre 3 a 6 dias. As paisagens vão de glaciares a vales, lagos a rochas de granito espetaculares. Um por do sol no Glaciar Grey e um nascer do sol em frente as Torres del Paine são pontos altos e valem a disposição extra necessário.
14.mirante_glaciar_grey
Por último a maior trilha do parque, o Circuito O. Ele segue o mesmo percurso do Circuito W e seguindo ao redor, pelo Rio Paine, passando pelo ponto mais alto, o Paso John Gardner (mais ou menos 1.200m de altitude) concluindo a trilha pelo Lago Grey. Experiência única e incrível em torno de 130km de caminhada. Por questões de Atualmente é obrigatório realizar a trilha somente no sentido anti-horário

16.vista_refugio_dickson_montanhasDCIM101GOPRO

Quanto custa?

Até Puerto Natales, de avião as empresas LAN, Sky Airline e Aerolíneas Argentinas fazem o trajeto até Punta Arenas, saindo principalmente de Puerto Montt, Valdivia, Santiago e Buenos Aires. Preços vão de R$400 até R$1.700.
Como disse, é possível realizar o trajeto entre Puerto Montt e Puerto Natales de barco, pela empresa Navimag. Custa US$350 (baixa temporada) e US$550 (em alta temporada) o quarto compartilhado (4 camas)
Entrada no parque, em alta temporada $18.000 pesos chilenos (CLP) e $10.000 em baixa temporada.
Já as hospedagens ao redor do parque, fora os campings gratuitos (mantidos pela CONAF) variam entre 4.500 e 8.500 CLP (pela área de camping, pagos em pesos chilenos) a US$35 e US$75 (por uma cama nos refúgios particulares). Ainda há os hotels e cabanas que os preços chegam a US$420 pelo quarto.
As hospedagens mantidas pela Fantastico Sur e Vertice Patagonia – que são responsáveis pelos áreas ao redor da trilha – possuem serviço de alimentação. É oferecido café da manhã, almoço (caso você vá pegar a trilha é entregue um lanche) e jantar. Também é possível contratar a opção pensão completa com um desconto. Preços variam de empresa, mas fica entre US$12 (café da manhã) e US$26 (jantar), é um pouco caro mas pensa que é peso e preocupação a menos para você.
1.000 CLP = R$5,40
Quem quiser saber mais, montamos um guia, pode ser baixado gratuitamente aqui. Agradecemos ao espaço cedido Aprendiz de Viajante, esperamos que todos possam aproveitar muito esse espetáculo reconhecido como a 8ª Maravilha Natural do Mundo.
17.torres_del_paine

Vai Viajar?

Saia do Brasil com seu chip internacional já funcionando no celular. Com ele você poderá utilizar seus aplicativos e mídias sociais, usar como GPS, fazer ligações por whatsapp e skype.

Não esqueça de fazer o seu Seguro de Viagem, pois ele é obrigatório nas viagens para a Europa. Mesmo nos Estados Unidos, é altamente recomendado, pois como não existe saúde pública no país, qualquer problema mínimo de saúde pode resultar numa conta altíssima de hospital ou pronto socorro. Nós não viajamos sem seguro nunca. Faça sua cotação para encontrar o seguro que você precisa. Você pode pagar em até 12x no cartão ou ter desconto de 5% no boleto. Nossos leitores ainda recebem um desconto de 5% na hora de pagar. Use o código promocional: APRENDIZ5.

Reserve o seu hotel no nosso parceiro Booking

Precisa alugar um carro? Reserve o carro na RentCars. A cobrança será feita sempre em reais, sem IOF e você ainda vai poder dividir em até 12 parcelas no cartão de crédito ou ter um de 5% no boleto bancário.


DEIXE UMA RESPOSTA

Comente!
Por favor entre seu nome aqui