10 Coisas Sobre Mim e Minha Vida Viajante que Talvez Você Não Saiba

55
claudiafall1

Esse post é bem diferente da grande maioria dos posts aqui.. não conta de viagens, não é um post útil para planejar sua viagem, mas eu achei que estava na hora de escrever, principalmente porque um monte de gente acaba chegando aqui sem saber muito bem quem eu sou (apesar de ter uma breve descrição ali na página de Sobre Nós), outros acham que eu nasci com a mala nas costas (ou pelo menos com uma mala cheia de dinheiro heheh). Eu espero que com ele as pessoas possam entender que eu nem sempre viajei tanto quanto agora, mas que houve uma mudança nas minhas prioridades – eu coloquei viagens como uma das prioridades na minha vida. Então esse post é bem pessoal, mas é tudo relacionado a viagens, prometo e aqui eu tento dividir algumas coisas que talvez vocês não saibam sobre mim.

1. Minha primeira viagem de avião foi aos 28 anos e para o exterior. Não foi nem ponte aérea Rio-São Paulo como é pra muita gente, foi um vôo da Continental Rio-NovaYork-Seatle-NovaYork-Rio. Deu pra notar que eu gostei muito e não parei mais? Essa foi a viagem que abriu meu olhos para as viagens. Ainda estou descobrindo o mundo e me vejo as vezes como uma criança, que ainda tem muito pra explorar e por isso ainda me considero tão Aprendiz de Viajante. E tudo é tão relativo não é mesmo? Minha mãe só viajou de avião aos 53 anos, o Dylan, meu filho mais novo, quando tinha seis meses.

2. Até os 20 anos eu só conhecia Rio de Janeiro e São Paulo, até viajava, mas só dentro dos dois estados e nossas viagens em família eram sempre pros mesmos lugares, pra praia na região dos lagos ou pra visitar família no Estado do Rio e em São Paulo.  Aí conheci e me apaixonei pelas Minas Gerais. Depois veio Espiríto Santo, Bahia, Santa Catarina, Paraná, Pernambuco. Infelizmente eu ainda conheço pouquíssimo do Brasil e da América do Sul e quero muito passar uma temporada viajando pelo Brasil com a familia a tiracolo.

3. As fotos dos meus posts são 99% das vezes tiradas por mim. Mesmo nos hotéis, eu prefiro sempre as fotos tiradas por mim do que as de divulgação. Se estão ruins, podem me culpar e quando não são minhas, eu faço questão de botar a fonte. Fotografia é uma paixão e já foi profissão. Eu fui fotógrafa de casamentos, de famílias, de eventos, governamentais e fiz o projeto de arte de vários restaurantes da rede de restaurantes Vapiano nos Estados Unidos. Se você for a um dos restaurantes da rede em DC ou Flórida, as fotos que você vê nas paredes foram cuidadosamente selecionadas por mim, impressas e até colocadas na parede com essas mãozinhas que agora teclam aqui. (Aposto que essa vocês não sabiam né?)

4. Adoro Mapas. Toda cidade que eu vou, eu preciso achar um mapa no hotel ou comprar um e me “localizar”. Hoje em dia fica mais fácil com Google Maps no telefone, mas é sempre a primeira coisa que eu faço quando chego num lugar novo – veja onde fica no mapa, vejo a relação entre os pontos que eu quero visitar. Não me sinto no lugar enquanto não faço isso.

5. Eu adoro provar comidas locais, conhecer os sabores de culturas diferentes, mas não gosto de coisas nojentas e nem como insetos. Fora isso, adoro provar um prato novo, descobrir o que é típico da região, mas tenho problemas sérios pra experimentar bebidas diferentes e sou chatíssima com elas. Vai entender? Não gosto de chá (me lembra remédio da infância), não tomo café e detesto tudo que seja diet, light ou tenho adoçante no meio, então fico super feliz que coca-cola é universal e você pode encontrar nos cantos mais remotos do planeta. Só comecei a me interessar por vinhos e afins recentemente e meu critério é sempre – gostei ou não gostei desse ou aquele vinho, independente dele ser o melhor ou não na opinião dos “entendidos no assunto”.  Eu adoro doces. Alguém no planeta ainda não sabe que eu gosto de doce? Tenho até uma hashtag no instagram chamada #horadodoce e gosto de tudo que tem coco e morango. Se botar chocolate junto fica perfeito. Mas não gosto de chocolate amargo. Toda viagem que eu faço, eu tento achar um doce típico da cidade, região ou país para experimentar.

6. Eu não planejo tudo com antecedência, principalmente se estiver sozinha. Gosto de um pouquinho de “serendipity“… deixar espaço para as surpresas, para mudar de idéia, pra mudar o roteiro, tentar uma coisa nova que eu não tinha pensado. Quando estou com a família, normalmente é mais estruturado para tentar acomodar todo mundo, mas sempre tento deixar um dia livre, ou uma noite sem hotel pra ver o que acontece e o que eu acho no dia. Se a viagem for aqui nos Estados Unidos e se for road trip então.. aí mesmo que as coisas são bem relaxadas porque já estou acostumada, já é meu “quintal de casa” . Já paramos mais um dia numa cidade porque adoramos, já apressamos pra chegar na próxima cidade porque não curtimos outra cidade. Já mudei completamente um roteiro porque descobri um evento numa outra cidade. Já quase ficamos sem hotel porque deixei pra última hora e depois de jantar, dirigimos mais umas 50 milhas e paramos num super hotel em frente a praia (graças a app do Hotel Tonight!). Tudo por conta de uma dose de aventura e acaso. 🙂

Viaje com internet no seu celular

Vai viajar para o exterior e quer manter seu número no whatsapp? Já chegue no seu destino com o celular funcionando. A EasySim4u oferece plano de dados ilimitados em 140 países, para que você fique conectado a internet. Utilize o cupom para ganhar frete grátis: APRENDIZDEVIAJANTE! Veja meu post: Chip EASYSIM4U: Como usar a Internet na Europa.

7. Eu sempre achei que minha primeira viagem internacional seria para Paris, se tinha uma cidade que eu sonhava era ela… mas só fui conhecê-la em 2005, quando eu já estava morando aqui nos EUA. Tem alguns lugares que eu quero conhecer que eu tenho que planejar e sonhar por anos e outros acontecem completamente por acaso. Não tinha a menor intenção de visitar os Estados Unidos e muito menos de vir trabalhar e morar aqui, mas é engraçado como a gente muda de idéia (meu blog pessoal se chamava Penso, logo.. mudo de idéia!). Um pedacinho da história de como eu vim morar nos EUA, você pode ler neste post:  8 anos nos Estados Unidos – Como eu vim parar aqui. Hoje em dia, um dos lugares que eu quero muito conhecer é a Grécia (conheci em 2015!!! Veja aqui as 25 coisas que mais amei na Grécia… estou sonhando muitos anos com Atenas e Santorini – quem sabe ainda sai esse ano?

8. Eu tirei meu passaporte em 1998, mas usei-o pela primeira vez somente em 2001. Foram muitos anos sonhando com uma viagem e levei quase 4 anos juntando dinheiro para conseguir viajar pela primeira vez para o exterior. Resolvi tirar o passaporte e depois tirar o visto, porque é o jeito que eu faço as coisas: sonho, começo a planejar e vou fazendo tudo os pouquinhos. Esse processo de sonhar quando todo mundo acha meio impossível, gerou até uma série no meu antigo blog pessoal chamada “Sonhar é Possível”. E eu começo a sonhar, coloco no papel, começo a pensar nos detalhes e as coisas vão “acontecendo” (ou como eu digo, vou trabalhando para que elas aconteçam) . Mantenho uma bucket list com as coisas que eu pretendo fazer e é impressionante como tenho conseguido riscar itens(mesmo os mais simples!). Comece a planejar você também, com o passo a passo para tirar o passaporte e tirar o visto.

9. Sempre adorei viajar sozinha. Desde a minha primeira viagem para o exterior, que foi para os Estados Unidos à  minha primeira viagem para a Europa que também foi sozinha eu nunca tive o menor receio de ir para um lugar que não conheço ou não sei falar a língua. Enlouqueço quando vejo uma promoção de passagens aéreas! Hoje em dia viajo bastante a trabalho, para falar em conferências ou pelo blog e em boa parte delas eu viajo sozinha. Sinto falta da família, ligo todo dia, morro de saudades principalmente do meu filhotinho menor que é bem grudado comigo, mas faço questão de aproveitar os lugares onde estou. Sempre gosto de separar uns dias nas cidades onde vou, conhecer as atrações e viajar sozinha é minha oportunidade de ver a cidade do meu jeito, na correria ou bem devagar, dependendo do meu humor no dia. Não tenho problema nenhum em sentar num restaurante legal e comer. Sou ótima companhia pra mim mesma, eu descobri! 🙂  Mas na mesma proporção adoro viajar em família e com os amigos. Tinha duas amigas no Brasil – Paula e Adri que foram super companheiras por muitos anos quando eu morava por lá. Hoje em dia adoro viajar com a família, levar meus filhos para ver lugares novos, mesmo o Nick que reclama de tédio, acaba voltando de viagem e cheio de assunto. Com o Dylan nem se fala, é meu companheirinho de viagens, adora descobrir coisas novas.  Adoro levar minha mãe para viajar, porque tudo é sempre novidade pra ela então é igual levar uma criança… os olhinhos brilham e como ela é de uma simplicidade cativante, o que realmente a encanta são as coisas bobas… uma flor na beira da estrada, as casinhas coloridas de um bairro, a música na rua. Adoro planejar viagens quando a minha família vem pra cá, seja irmãos, primos, quem seja. Sempre curto muito!

10. Viajo muito de avião, pois gosto da conveniência, mas adoro uma road trip, pegar uma estrada. Sozinha, acompanhada, com 10 no carro. Tanto faz. Curto muito aquela sensação de botar as malas no carro e partir para um novo destino – e mesmo quando é para o mesmo lugar, eu tento passar por outros e descobrir novos cantinhos. Viajo horas sem o menor problema, acho que o meu recorde foi 14 horas, com paradas para comer e ir ao banheiro de Orlando a DC com o Nick. Nosso sonho é cruzar os Estados Unidos de carro, com calma e passar pela maioria dos estados que faltam pra gente conhecer… está nos planos para breve!

Espero que vocês tenham curtido e pode ser que você já sabia, ou imaginava algumas delas, mas alguma foi surpresa? E você? Me conte um fato sobre sua vida viajante que você acha que eu não sei.  

Vai Viajar?

Saia do Brasil com seu chip internacional já funcionando no celular.

Não esqueça de fazer o seu Seguro de Viagem, pois ele é obrigatório nas viagens para a Europa. Mesmo nos Estados Unidos, é altamente recomendado, pois como não existe saúde pública no país, qualquer problema mínimo de saúde pode resultar numa conta altíssima de hospital ou pronto socorro. Nós não viajamos sem seguro nunca. Faça sua cotação para encontrar o seguro que você precisa. Você pode pagar em até 12x no cartão ou ter desconto de 5% no boleto. Nossos leitores ainda recebem um desconto de 5% na hora de pagar. Use o código promocional: APRENDIZ5.

Reserve o seu hotel no nosso parceiro Booking

Precisa alugar um carro? Reserve o carro na RentCars. A cobrança será feita sempre em reais, sem IOF e você ainda vai poder dividir em até 12 parcelas no cartão de crédito ou ter um de 5% no boleto bancário.


55 COMENTÁRIOS

  1. Adorei o post, mto bom saber um pouco mais sobre vc, assim podemos ver que é como nós, trabalhadores que sonham em conhecer o mundo, e claro explorando muito bem cada canto. Comecei a viajar de aviao qdo tinha 10 anos, agora com 29 ja conheci alguns lugares, mas quero mto mais… Este blog é uma inspiracao para mtos que assim como nós adoramos uma mala e um avião, qm sabe um dia consigo montar um blog contando sobre os lugares que ja visitei, com a ajuda deste blog sensacional, beijos e sucesso sempre

  2. Claudia,
    Adorei seu post, é muito interessante ter com quem trocar idéias sobre viagens e assuntos em comum. Eu sou de uma outra geração, tenho 58 anos e sou de Niterói (RJ). Eu posso me considerar privilegiada, pois meu pai sempre valorizou a cultura e as viagens. A minha primeira vez foi em 1956 aos 9 meses de idade, num voo do Rio para São Lourenço. Em janeiro de 1972 fui uma das primeiras brasileiras a conhecer a Disney World, que tinha inaugurado 1 mês antes, em uma pequena excursão de adolescentes e numa época em que nem se falava nisso… Nessa mesma viagem fomos à NY e Washington. Nas décadas de 80 e 90 retornei outras vezes aos EUA, mas em 1996 foi a última vez que fui lá. Estive na Europa algumas vezes, conheci 9 países, sendo a Itália o meu preferido. Das cidades da Europa, Roma e Londres são as que mais gosto, e no quesito paisagem, Suiça e Áustria são imbatíveis.
    Estou pretendendo voltar à New York, onde não vou há 27 anos e gostaria de visitar cidades próximas em direção ao Canadá, você teria alguma sugestão ? Quanto à Europa quero fazer um giro nas cidadezinhas medievais da Toscana, onde só conheço Firenze e Pisa, pretendo fazer um roteiro voltado para a gastronomia. Quando viajo eu gosto de comer bem e apreciar a gastronomia local, não me importo em gastar um pouco mais, pois economizo em outras coisas, sou diferente da maioria dos brasileiros, eu não ligo para compras (já passei dessa fase).
    Gosto muito de turismo, seria interessante ter alguma atividade nessa área, eu me aposentei há alguns anos e estou com tempo de sobra…

    Um abraço,
    Shirley

    • Ola Shirley , lendo seu post sobre a Disney achei bem interessante e estranho pq nessa época que vc citou, até antes entre 68 e 72 eu era criança ainda, mas lembro que na minha cidade era normal as meninas irem para a Disney quando completavam 15 anos, e só se falava nisso na cidade, em época de férias .Inclusive várias primas e amigas foram nessas viagens, então eu acho que vc deve ter sido uma das primeiras ai na tua cidade ou região, estou certa ? pq aqui no sul era bem comum . Ah e quanto a aviões, meu avô era Juiz de Direito em Rio Grande RS e meus pais iam pra lá sempre de avião, isso lá pelos anos 50, eu não era nascida ainda.

      • Desculpe Suzana, mas as pessoas íam à Disneyland e não à Disneyworld, como falou a Shirley Leocádio. Em 1968, essa segunda nem tinha sido inaugurada ainda.

  3. Ameiiiiii seu post, Claudia!
    Super acompanho e admiro seu blog e é muito legal saber esses tipos de curiosidade. Os leitores se sentem mais próximos! Arrasou! 🙂

  4. Muito legal esse post. Achei novidade o estilo como foi escrito, fora do padrão de roteiros ou dicas. Legal mesmo!
    Me identifico com algumas coisas: adoro viajar, seja com família, amigos ou meu noivo (que agora é minha melhor companhia), mas também viajei muito sozinha. E ainda me permito, quando vou a algum congresso ou até onde moro, explorar a cidade sozinha. Com mapa debaixo do braço e câmera a postos 😉
    Quando garota só íamos pra casa de praia da família. Quando fiquei mais independente, viajei bastante pelo Brasil antes de ir pra fora. Quando fui pro exterior, comecei pelos vizinhos da América do Sul, que continuam me interessando e me surpreendendo. Até que ano passado consegui alçar vôos maiores e fui para o Caribe e para a África do Sul. Fiquei apaixonada!
    Amo provar comidas e bebidas típicas, regionais. Seja o que for: frutas, pratos, doces, quem sabe um dia não provo algum inseto? kkkkk
    Abraço e parabéns pelo texto! Cris (www.pequenograndemundo.com).

  5. Pois é, eu sou do tempo do “Penso, logo…” E curti muito a série Sonhar é Preciso. Você já morava nos EUA, e lembro exatamente do primeiro post que li: o que falava de você e Namorado ouvindo a música de vocês no iPod, dividindo o mesmo fone!!!
    Quanto tempo…
    Pois é, minha primeira viagem pro exterior foi pra Paris, celebrando os 45 anos e a lua de mel! 😉 Curti tanto a Europa que já voltei lá mais duas vezes… Agora é a vez dos “Esteites”. E tô com friozinho na barriga, pra variar!
    Sei que vai dar tudo certo, mas sempre fico estressada antes de uma viagem grande. Mas vai ser lindo, eu sei!
    Beijooooo

  6. Parece até que essa frase é de minha autoria: “Foram muitos anos sonhando com uma viagem e levei quase 4 anos juntando dinheiro para conseguir viajar pela primeira vez para o exterior.” Estou começando o meu segundo ano nessa jornada rumo ao meu sonho kkkk, espero que depois da minha formatura consiga realizá-lo, londres, itália, quem sabe paris, ou ny, tem tantos lugares que quero conhecer que não me importaria se fosse para qualquer um deles, sozinha ou acompanhada. Depois de tres anos e meio (no meu planejamento) juntando dinheiro e ouvindo as pessoas rindo de mim: “Com essa mixaria vc quer ir para londres?”,”vc n acha q ny é muito cara para vc?”, espero conseguir realizar meu sonho.
    Estou fazendo exatamente como vc, estou planejando e fazendo por partes/metas, por exemplo: no final de seis meses tenho q juntar R$x.xxx,xx e nesse primeiro ano ( 2º semestre de 2013) deu certo, viu?
    quem sabe depois de quase quatro anos de sofrimento, estudando e economizando cada centavo (rs), acho q mereço neh?

  7. Que legal conhecer um pouquinho mais sobre você. E ver que temos muuuito em comum: também adoro viajar sozinha na mesma proporção que com amigos/família, adoro colocar o pé na estrada…

    Uma coisa que acho que você deixa transparecer e que é recorrente comigo: as pessoas acham que somos ricas e vivemos viajando. E isso faz de nossa vida ‘mais fácil’. É tipo: “não reclama porque você vive viajando” ou “viajando DE NOVO?!”. Tudo, na verdade, é uma questão de prioridades e de esforço pessoal, né?

    Adorei te conhecer “mais de pertinho” e fiquei ainda mais fã do seu trabalho. É uma inspiração pra mim. 😉

  8. Claudia muito legal esse seu post! É uma inspiração para todos nós amantes de viagens. Entre todas as suas frases a que mais me chamou atenção é exatamente essa afirmação “Resolvi tirar o passaporte e depois tirar o visto, porque é o jeito que eu faço as coisas: sonho, começo a planejar e vou fazendo tudo os pouquinhos”.
    Sempre adorei viajar e esse gosto veio principalmente do meu pai. Orçamento apertado mas sempre tínhamos viagens de férias. Acampamos muito quando era criança e depois já na época da faculdade conheci vários lugares pelo Brasil viajando com amigas.
    Minha primeira viagem internacional foi para Paris com meu marido em 2008 e fiz um roteiro de 22 dias: uma semana em Paris e o restante dos dias inclui a Bélgica, toda a rota da Alsacia (amo vinho), Annecy, Chamonix e Lyon. Foi um ano de planejamento, sonho e roteiros….e o que eu achei que ia demorar mais para se realizar acabou acontecendo bem antes: quando sonhamos, desejamos e planejamos direitinho o Universo conspira ao nosso favor! Tenho certeza!
    O ano passado conheci NY (que era outro sonho) e de lá fomos para a Disney com a família completa.
    Para esse ano já tenho roteiros que incluem Itália, Praga , Alemanha, Londres e uma passadinha novamente por Paris.
    Se pudesse viajaria muito, muito mais! Quem sabe um dia!
    Ahhh só mais uma observação: não consigo planejar viagens com menos de 28 dias, ou seja, quero aproveitar sempre os meus trinta dias de férias! E isso acaba as vezes sendo um problema porque é uma só vez por ano… Um dia eu mudo isto!
    Um beijo grande! 🙂

  9. ADOREI TUDO! e me identifiquei muito com várias idéias suas! Parabéns pelo Blog! Desejo a vc muitas e muitas viagens e que vc continue nos informando através do seu aprendizado!abraços!
    Martina Knoll

  10. Muito bom o post Claudia !
    Eu consegui fazer a minha primeira viagem internacional, aos 61 anos…
    Para onde ? para o lugar dos meus sonhos de sempre. Na época da minha juventude (a primeira, claro) eu estudava, lia nos livros, me interessava sempre pela Grécia. Todas as minhas amigas tinham o sonho de ir aos EUA e não entendiam o meu fascínio pela Grécia.
    Foi o primeiro país que conheci…ainda no avião, quando sobrevoava Atenas, tive a minha primeira crise de choro…levei 45 anos para poder ir prá lá…Chorei outras vezes : no hotel, quando a janela do meu quarto se abriu para a Acrópolis, aquela hora toda iluminada, linda…também chorei quando lá entrei e imaginei que eu estava andando por onde Sócrates, provavelmente com seus alunos, havia passado tantas vezes, filosofando e ensinando.
    As outras viagens as fiz sozinha e sempre deu tudo certo. Ainda voltei à Grécia e por lá fiquei 29 dias ! Foi um presente dos deuses….
    Vou voltar !!!

  11. Adoro seus posts… Partindo amanhã pela 8.a vez para Orlando, conhecer a parte nova da Disney (M. Kingdom), Celebration e Discovery Cove com minha filha de 6 anos para nadar com golfinhos, ela não aguenta de emoção, e eu espero que o tempo ajude…. Também gosto de viajar sozinho, meu lugar almejado que ainda não fui é o Nepal, espero que aconteça logo, penso que Catmandu é uma loucura, foge do que é considerado normal. Na Europa penso como S. Leocadio “Londres e Roma” adoro ambas. Também gosto muito do Canada no verão…. Quando voltar depois do carnaval conto alguma coisa de legal desta trip… Valeu e um abraço.

  12. Na história da sua mudança para os Estados Unidos já ficava claro que você é muito determinada. Com certeza o sonho da Grécia será realizado em breve. Vou torcer!
    E agora toda vez que eu for ao Vapiano vou lembrar de você, Claudia! 🙂

  13. Cláudia adorei ler esse relato! Já acompanho seu blog há algum tempo, seja em busca de dicas específicas sobre viagens ou simplesmente para navegar e sonhar com novos lugares para ir. 🙂

    Adoro viajar e me identifiquei muito com sua história!
    Sempre que posso satisfaço um pouco essa vontade, na maioria das vezes em viagens curtinhas, aqui mesmo por perto de Salvador. Porém, quando podemos esticamos para novos lugares.

    Passamos nossa lua de mel em Portugal e foi incrível, além disso já consegui conhecer meu destino dos sonhos, a Grécia. Você irá amar esse país!

    Os meus companheiros de viagem são meu esposo e filhos, tenho um de 3 anos e outro de apenas 6 meses. Nosso caçula nasceu com síndrome de Down e chegamos a ouvir que isso nos impediria de viajar. A realidade é outra, ele é um fofo, super tranquilo e ótimo para passear! Agora em janeiro conhecemos Campos do Jordão e foi uma grande alegria!!

    Lógico que sempre buscamos respeitar as necessidades das crianças, fazendo programações que não os cansem e sim estimulem, inclusive reservando tempo para os exercícios de fisioterapia do pequeno. Porém, não nos permitimos rotular nossos filhos e assim continuamos repassando a deliciosa “tradição” de adorar pôr o pé na estrada!

    As pessoas ao meu redor também costumam achar que somos “ricos” por conseguir viajar e “doidinhos” por ainda por cima viajarmos com crianças. Sempre digo que é uma questão de prioridades, para nós desfrutar dos prazeres de uma viagem é essencial, para outros pode ser ter um carro super badalado. Ou seja, cada um no seu quadrado! 🙂

    Parabéns pelo seu blog, e continuarei aqui acompanhando e curtindo cada postagem!!

    Bjos!!

  14. Muito legal seu post. Vc é bem corajosa em experimentar as comidas, eu morro de medo de ficar doente e não poder aproveitar a viagem.

  15. Oi Claudia!

    Adorei o post! Estou curiosa com uma coisa, como vc adora viajar, vc teve babymoon? Eu estou super em dúvida para que lugar ir. Se vai ser muito pesado para uma grávida de 5.5 meses, ou em caso de emergência e estivermos em uma ilha, será que vai ter infra-estrutura para receber uma grávida? Sei que se a gente pensar demais, a gente não sai de casa durante a gravidez toda rsrs
    Gostaria de saber como foi com vc. Procurei aqui no Aprendiz, mas não achei nenhum post.
    Obrigada.
    Bianca

  16. Olá Beatriz! Queria agradecer, pois você foi uma das pessoas que ajudaram a viajar. Fui para Lisboa com suas dicas, e as mesmas me ajudaram muito em terras lusitanas.
    O mais engraçado que as pessoas acham uma dificuldade de viajar pra fora do país. Como meu inglês não é lá essas coisas, preferi Lisboa. Fiquei 8 dias, fiz amizades! Conheci uma alemã que morou aqui no Rio 2 anos e um brasileiro que mora em Portugal há 7anos. …….foi uma aula de história com misto de experiências próprias. Passei a atender muitas coisas na Europa. Mas percebi que pra se comunicar o inglês e essencial com pessoas de outras nacionalidades. Enfim, foi maravilhoso! Obrigado!

  17. Como é legal conhecer um pouco mais os blogueiros que a gente vê quase todo dia na internet. Saber que a primeira viagem de avião foi só aos 28 e que agora viaja direto por aí é muito inspirador. Obrigado por compartilhar esse momento conosco.

  18. Cláudia, adorei saber um pouco mais sobre você. Vi que seu sonho é conhecer a Grécia, é o meu também. Nos meus 15 anos eu não queria ir pra Disney e sim pra Grécia. Na época meu pai disse que se eu não namorasse até esse dia chegar eu ganharia a viagem, mas aí o destino me apresentou uma pessoa, comecei a namorar no final dos 12, casei aos 14 e fui mãe aos 15 e meu pai foi avô quando imaginava que poderia começar a ter um genro! Como as coisas em minha vida aconteceram muito antes do que eu planejava, tive que ir ajustando, mas sempre viajamos em família, depois que me casei pela segunda vez e tive mais 2 filhos viajamos sempre, mas minha primeira viagem ao exterior foi em 2006 e pra minha surpresa não coloquei a Grécia como destino, como seria minha primeira vez, sem excursão, sem pacote, na cara e na coragem fomos pra os destinos mais óbvios e nossa primeira parada foi em Lisboa. De lá pra cá não paramos mais, seja só com o marido ou com os filhos. Entrei de cabeça nesse mundo e agora não consigo mais sair e nem quero…depois de minha primeira viagem de avião como presente de aniversário de 7 anos (Recife/ Aracaju), mesmo tendo medo de avião, falei pra mim mesma que aquela seria a primeira de muitas. Tenho uma lista de lugares que quero conhecer, ela vai mudando, vou trocando a ordem, mas a Grécia está bem no topo, agora me sinto mais preparada pra conhecer o lugar dos meus sonhos de sempre. Um grande abraço pra você.

  19. Adorei seu jeito de contar como toda essa paixão por viagem começo. Eu e minha esposa, também, estamos cada vez mais envolvidos com a ideia de que conhecer e vivenciar lugares vale muito a pena! Pena que essa descoberta tenha acontecido em torno dos 45 anos. Mas mesmo assim, já nadei no lago de Genebra, andei de Bike em Copenhague, apesar de não ser nenhum esportista e não ter nenhum praparo fisico especial.

  20. Gostei muito. Também sonho primeiro…espero realizar também. Estou planejando uma viagem com uma amiga minha para Nova York no começo de 2015, e pretendo no final do mesmo ano ir à Paris. Vou tirar meu passaporte mês que vem. =D

  21. Olá Cláudia! Adoro seu blog. Sinto como se fosse sua mala em cada viagem que você conta rsrs Amo viajar, principalmente sozinha. Só ainda não fui ao exterior por falta de grana, mas pretendo conhecer as luzes de Las Vegas, principalmente andar em uma limousine com estampa de onça rsrs
    Achei interessante você falar que coleciona mapas. Cada viajante com sua mania. Eu tenho a mania de colecionar imãs de geladeira. Cada lugar que vou, coloco todo mundo doido para me arrumar um imã característico da cidade.
    Mais uma vez, parabéns pelo blog e quero saber os detalhes de sua viagem para a Grécia!

  22. Adorei o post, me identifiquei com ele. Já viajei sozinha e adorei, como falaste ali, ver e fazer as coisas do meu jeito, com mapas nas mãos, fui incrível. Também a-do-ro mapas, de papel mesmo, acesso muito o Google Maps, mas preciso de um mapa físico, acho lindo e sim, acho eles práticos. E ahhh, também ando sonhando com a Grécia ultimamente kkkkk.
    Parabéns pelo site. Boas Viagens!!!

  23. que legal, eu vou fazer 25 anos e nunca andei de avião, hoje em dia o povo já viaja tão cedo, mas pretendo ir ao Estados Unidos em 2016. Eu e meu marido estamos pensando em parar em Los Angeles e atravessar o país de carro.

  24. pretendemos ir no fim desse ano ao uruguai e argentina, mas de carro, moro no paraná, e fica a 20 horas de carro, acho que compensa!

  25. Olá Claúdia.
    Adorei ler este post, realmente eu nao sabia nada a seu respeito, mas acho que todo apaixonado por malaeaviao, se identificam com isso!
    Tenho 45 anos e fiz minha primeira viagem ao exterior em abril de 2013, fui sozinha até holanda na casa de uma amiga e de lá nos aventuramos para Paris, Inglaterra, Belgica (só Antwerpia) e finalmente a maravilhosa Italia, esta fui sozinha sem entender absolutamente nada, e MUITO FELIZ!, meu plano era o seguinte se a tripulação estava com a carinha boa…então isto indicava que estava tudo bem! caso eu percebesse que estavam com ar preocupado eu começaria a encomendar minha alma, o que nao foi preciso, graças a Deus! Na Italia conheci um pouquinho de Milão, Veneza, Firenze e Roma….minha lua de mel comigo mesma! E olha voltei orgulhosa de mim! Mas voltar não foi nada fácil, pq voltou para o Brasil apenas o corpinho, o coração e a cabeça estao perdidos pela europa, caso os encontre por lá…diga lhes que quero me juntar a eles novamente…kkkkk Para algumas pessoas fazer esta viagem seria uma coisa boa e ponto e basta, mas pra mim infelizmente nao, só me abriu o horizonte de quao maravilhoso é esse mundo e conhecer culturas diferente é muito legal”QUERO MUITO MAIS! Sonho em conhecer San Francisco, e outros lugares nos estados Unidos, mas a proximo acho que será novamente na europa e por coincidencia a Grecia, esta na minha lista de lugares a conhecer! E sinceramente eu irei numa boa sem me importar com idioma, porque ainda nos resta os gestos o como diz o ditado quem tem boca vai a roma, eu fui! nada mais me prende…rsrsrrs (mais ou menos!) Tenho pensado em ir passar um tempo nos estados unidos pra aprender o idioma e conhecer, voce tem alguma sugestão, claro preciso trabalhar para custear esta aventura…mas…..SONHAR é necessário e vital!
    bjs.

  26. Gostei muito de seu pots, sempre acompanho suas viagens, e curto suas fotos, eu ate completar meus enfim, 18 anos, sempre viajei com familia, conheçi muito o sul do Brasil, mas depois dos 18, fiz da estrada, do aeroporto minha segunda casa, ando mais que noticia ruim, hj conheço boa parte do Brasil, tenho tantas fotos, de tantos lugares diferentes, que falta espaço no pc, e agora planejo conhecer Dubai, e como sempre prefiro viajar só, me perco me encontro e é nisso que acho graça, sou apenas e ainda um aprendiz, mas vou me aperfeiçoando nisso, em aprender a conhecer o mundo.

  27. Adorei seu relato, Claudia! Sempre acompanho o blog e, consequentemente, a sua vida, seja no twitter, facebook ou instagram.
    Também amo viajar e coloquei isso como minha prioridade há alguns anos mas, por causa do trabalho, só consigo viajar nas meses de julho, dezembro e janeiro. Mas fazer o que, né? Melhor do que não viajar 😉
    Engraçado que eu conheço um pouco mais de 20 países mas ainda não consegui parar aí. Mas vou me planejar para explorar a sua segunda casa 🙂
    Abraços!

  28. Adorei o post!!
    Acho que temos muitas coisas em comum. O item 4 “adoro mapas” meu marido disse q parece q foi escrito por mim – rsrs.
    Parabéns e um grande abraço 😉

  29. Adorei! Vc escreve e descreve as coisas de uma forma leve, simples e por isso mesmo cativante. Me identifiquem em vários pontos. Parabéns .bj

  30. Também adoro viajar Já viajei bbastante mas continuo a sonhar com o próximo destino um detalhe sou deficiente física atualmente quando viajo preciso de auxílio de muletas mas o importante é viaja. O ano passado estive Edinburgh e Portugal. A maior limitação está apenas na cabeça das pessoas.

  31. Olá, adorei seu texto! Eu também amo viajar, a durante a infância e adolescência minhas viagens eram curtinhas, ou praia ou interior de SP…Depois quando comecei a trabalhar, eu e minha irmã nos aventuramos a conhecer o Nordeste, cada ano era um pedacinho diferente no mapa do Brasil…A primeira viagem de avião que eu fiz foi com 26 anos para Fortaleza. Mais pra frente, fomos para Buenos Aires, depois Montevideo, depois Santiago…Os nossos países vizinhos foram os primeiros que conheci, e foi amor à primeira vista pela América do Sul. Então, em 2011, tinha juntado uma boa graninha e resolvi fazer um curso de 2 semanas na área em que trabalho (moda), meu plano inicial era Itália, mas depois de pesquisar muuuuito (e planejar por 6 meses!), no meio do ano desembarquei sozinha com a cara e a coragem em Londres! Fiquei 3 semanas por lá, foi uma das melhores coisas que eu fiz na minha vida até hoje, e sempre me lembro com muitas saudades daqueles dias perambulando por aquelas ruas lindas, respirando história pura ao redor, fotografando tudo até não poder mais, conhecendo gente nova, aprendendo coisas novas, enfim, eu me lembro como se fosse hoje, na volta, eu no aeroporto de Heathrow olhando o painel de vôos e pensando: daqui a 3 ou 4 anos quero voltar e conhecer o País de Gales, a Irlanda e a Escócia…Bom, esse ano vai ficar difícil devido ao preço astronômico da Libra, mas ainda não tirei esse sonho da cabeça que pretendo realizar! Ah, sou outra fanática por mapas! Abraços!

  32. Legal ler sua história. Posts pessoais são legais porque nos aproximam dos leitores e tiram aquela ideia de que o blogueiro é um sortudo por viajar tanto e que foi um caminho fácil a escolher. E essa proximidade deixa todo mundo no campo dos mortais (e você está no campo dos deuses, na Grécia, veja só! rsrsrs). Eu sempre gostei de viajar e não podia por motivos pessoais e financeiros. Mas os Estados Unidos foram o primeiro país que quis conhecer, isso lá em 1996. Também comecei tarde e fazendo economia, só depois do casamento, por isso meu blog se chama Mulher Casada Viaja. Escrever um blog exige dedicação e pesquisa e um pouco de algumas horas de nossas férias dedicadas ao registro de detalhes da viagem para divulgar e compartilhar. Só mais um detalhe: outro dia achei indicação de seu blog como sendo especialista em viagem para crianças… talvez seja legal entrar em contato com o blogueiro para corrigir isso.
    Abraços!

  33. Legal sua história! Eu me identifiquei pois tinha 30 anos quando andei de avião pela primeira vez. Em lua-de-mel, embarquei com meu marido no RS para passar 1 semana em Maceió. Dali em diante turistamos bastante por aí. Esse ano completo 40 anos. Viajei menos do que gostaria mas realizei grandes sonhos de viagem. Não posso reclamar. Conheci lugares incríveis como Florença e Edimburgo. Como Chapada dos Guimarães e Curitiba. De trem pela Europa, de carro pelo Brasil ou de barco pelo pantanal! Tanto faz!!! Hoje moro em Campo Grande/MS. Desejo apenas que os bons ventos me levem para muitas aventuras por aí, sempre ao lado do meu companheiro e, agora, também do nosso pequeno viajante mirim! E vamos que vamos: mochila nas costas e pé na estrada! 😉

  34. Vejo histórias como essa e me pergunto: pq não percebi que essa era a minha “vibe”. Minha primeira viagem internacional foi pro Canada aos 4 anos, a seguinte pra europa aos 17/18. Depois comecei a viajar com minhas “próprias pernas” e já realizei alguns sonhos e já estou com o próximo engatilhado. Aí me pergunto: pq fiz direito e não turismo?? Pq só agora aos 37 anos percebi o que me faria mais feliz? Como começar do 0 numa nova profissão sem um bom pé de meia? Enfim, vou trabalhando pra viajar e quem sabe um dia começo a trabahar com viagens, né? Tudo começa com um sonho, não é isso?!?… Obrigada por compartilhar suas experiências.

  35. Nossa, super me identifiquei com você!! Tirando o hábito de viajar sozinha que eu não tenho, ri pra caramba a cada item lido por me ver exatamente como você. Sou iniciante, mas sempre estou planejando a próxima viagem. Sucesso pra você e continue nos fazendo sonhar cada vez maia lendo seus posts. Um beijo!

  36. Sou, andrezza… Amo viajar. Desde a adolescência… viajo pelo Brasil. Mas qdo casei parei… me separei… e continuei parada… aos 37 anos decidir volta e desde lá não paro mais..São três anos já conheço 10 países, só falando português e sozinha… É só fechar os olhos q só vejo lembranças inesquecíveis… e vou novamente em 2017 conhecer o leste europeu… Já tô com o dinheiro guardado… só q este ano fiz diferente… tô fazendo uma viagem por mês pelo Brasil…As vezes nrm conheço o grupo.. mas vou assim mesmo é super bom…
    Parei de consumo o supérfluo e investir nos meus sonhos .. sou muito grata..

  37. Olá, gostei muito do seu post!
    Minha primeira viagem internacional foi em 2005, para Irlanda, onde meu filho foi morar (e mora até hoje).viajei pela maravilhosa VARIG até Londres, sozinha sem falar nada de inglês! Foi uma aventura inesquecível! Lembro de todos os detalhes da ida e da volta. Depois disso, aprendi um pouco de inglês e viajo só ou acompanhada e fico sempre maravilhada como da primeira vez!
    Amo a Irlanda como se fosse minha terra!
    De lá vamos para outros países pois as passagens são baratas e tudo é perto!
    Enfim, amo viajar então, te entendo bem! Abraços

  38. Adorei a matéria. Eu viajo desde pequena, mas minha primeira viagem sozinha foi aos 37 anos e de lá para cá não consigo deixar de pensar em viagens e mais viagens.
    Se eu soubesse o quanto era bom viajar sozinha, o quanto era bom falar com pessoas diferentes, conhecer novas culturas, pagar micos e ser feliz…eu juro que teria feito isso antes. Mas como se diz por ai “nunca é tarde para começar”.

  39. Boa tarde Claudia…gosto muito do seu Blog…sempre achei que minha primeira viagem fosse a Disney…mas sem querer em 1988 fui morar com minha irmã na Nova Zelândia…do outro lado do mundo…na época um país totalmente desconhecido para nós brasileiros…em 1989 fiz um mochilão de 4 meses pela América do Sul… em 1990 fui morar em Londres…em 2005 fui morar com minha irmã em Melbourne…hoje tenho 59 anos…. sou casada e moro na cidade de Santos/SP…viajo todos os anos…mas ainda não conheço a Disney!!!❤❤

DEIXE UMA RESPOSTA

Comente!
Por favor entre seu nome aqui