Itália: Bolonha – Cidade Base para Viajar pela Itália

duastorres

Na minha viagem para explorar a Emilia-Romagna na Itália, Bolonha foi escohida como cidade base. A razão é bem simples: a cidade fica na área central da Emilia-Romagna, tem uma malha de trens super eficiente e é principal hub para várias cidades no país. Com viagens que duram de 30 minutos a 1 hora e meia, é possível visitar a maior parte das cidades da região fazendo bate e volta e os preços dos trens são bem acessíveis (entre 3 e 10 euros). Ferrara, Modena, Maranello, Parma, Ravenna, Imola, Milano Maritima, Rimini e muitas outras. Então ao invés de ficar mudando de cidade todos os dias, concentre a maior parte dos dias em Bolonha para conhecer essa região incrível. Eu me apaixonei pela cidade e por toda a região e não vejo a hora de voltar!

Pra quem está planejando uma viagem para a Itália, aqui algumas dicas práticas para ajudar:

Como Chegar em Bolonha?

Se estiver vindo do Brasil, há várias opções de companhias aéreas:

  • Alitália com escala em Roma
  • TAP com escala em Lisboa
  • Ibéria com escala em Madri
  • Lufthansa com escala em Munique
  • KLM com escala em Amsterdam

O aeroporto se chama Aeroporto de Bolonha Guglielmo Marconi e seu  código é  BLQ.

 Se você já estiver na Itália, provavelmente a melhor maneira de chegar a Bolonha vai ser de trem, a estação se chama Bologna Centrale. Florença fica a apenas quarenta minutos de trem, Milão apenas uma horinha. Veneza é uma hora e dez minutos e Roma duas horas. Muito pertinho não é mesmo? De outras cidades da Europa com uma conexão você chega facilmente a Bolonha.

Viaje com internet no seu celular

Vai viajar para o exterior e quer manter seu número no whatsapp? Já chegue no seu destino com o celular funcionando. A EasySim4u oferece plano de dados ilimitados em 210 países, para que você fique conectado a internet. E o novo chip 4G Europa garante velocidade e tem ligações para o Brasil! Utilize o cupom para ganhar frete grátis: APRENDIZDEVIAJANTE! Veja meu post: Chip EASYSIM4U: Como usar a Internet na Europa.

Como se Locomover em Bolonha?

Chegando no aeroporto, há duas opções para o centro de Bolonha:

  • Táxi que custa de 10 a 15 euros dependendo de onde você vai.
  • Aerobus para o centro de Bolonha. O ticket custa 6 euros e há várias paradas, sendo a última parada a estação de trem.

Em Bolonha o meio preferido de locomoção é a famosa “viação canela” se as distâncias forem curtas, ou seja, prepare os pés para andar muito pela cidade. Há também táxis e ônibus, mas usei em raras ocasiões.

O Que Fazer em Bolonha?

Bolonha tem um centro histórico fascinante. A cidade durante muito tempo foi conhecida por suas torres – eram mais de 180 entre os séculos 12 e 13 – e ela pode ocupar sozinha, semanas da sua viagem. Bolonha é uma deliciosa mistura do velho e do novo – seus prédios em terracota que dão uma aparência avermelhada à cidade conferem um charme especial as fotos.

PROMOÇÃO até 22/11 -SEGURO VIAGEM com 15% de desconto + 5% no boleto

Vai viajar? Não esqueça de fazer o seu Seguro de Viagem, pois ele é obrigatório nas viagens para a Europa e recomendado na maior parte das viagens para o exterior. Faça sua cotação para encontrar o seguro que você precisa. Você pode pagar em até 12x no cartão ou ter desconto no boleto. Nossos leitores ainda recebem um desconto de 15% na hora de pagar. Use o código promocional: BWEEK e ainda mais 5% se você pagar no boleto.

Os pórticos, característica marcante da cidade tem uma origem e história inusitada. Bolonha abriga a Universidade de Bolonha que  é a mais antiga da Europa e foi lá que estudaram Dante Alighieri e Copérnico. Pois ela começou a receber muitos estudantes e como não havia lugar pra eles, os prédios ganharam extensões em cima das calçadas criando assim os pórticos pela cidade que ganharam enfeites e outros detalhes arquitetônicos. Hoje os pórticos proporcionam horas de caminhada pela cidade enquanto nos protegem contra a chuva, neve e calor que assola a cidade no verão, inclusive Bolonha tem a maior extensão de pórticos do mundo.

In love with the Porticos in Bologna #blogville // Apaixonada pelos pórticos em Bologna

A post shared by Claudia (@claudiabia) on

Just Beautiful! #blogville #bologna #italy

A post shared by Claudia (@claudiabia) on

A Piazza Maggiore onde fica a Fonte de Netuno é um dos locais onde se agregam locais e turistas no fim de tarde. A basílica de San Petronio e o City Hall também fazem parte da praça. Tomando um gellato ou apenas batendo papo na calçada, durante os meses de verão a Piazza Maggiore se transforma num grande cinema ao ar livre.

And we are back in the beautiful Bologna after an amazing day in Modena. #blogville

A post shared by Claudia (@claudiabia) on

Partindo da praça é impossível não avistar as duas torres – Asinelli e Garisenda. Para subir os 498 degraus paga-se 3 Euros, mas a recompensa é uma das vistas mais lindas de Bolonha.

Um outro cantinho de Bolonha que é interessante visitar é a “Finestra Sul reno” na Via Piella que é uma janelinha que abre para um canal, no melhor estilo Veneza.

The window to little venice of Bologna #blogville

A post shared by Claudia (@claudiabia) on

Onde Comer?

Não espere achar por aqui o molho a bolonhesa. Aqui ele se chama ragu e invariavelmente é servido no tagliatelli. Descobri que os italianos são bem

O fim de tarde nessa região é famoso pela hora do aperitivo (o nosso happy hour), quando os bares da cidade servem petiscos quando se compra as bebidas. O Le Estanze (via del Borgo di San Pietro, 1) foi um dos meus favoritos em Bolonha. O bar fica onde funcionava a capela do Palazzo Bentivoglio e o teto alto, pintado com afrescos é um deleite. Apesar de ter cardápio para o jantar, a melhor hora é a do aperitivo, de 6 as 9 da noite com batatinhas, massa, vegetais e outros petiscos. As bebidas variam de 6 euros para um copo de vinho a 9 euros para os drinks especiais.

Having aperitivo at a bar in Italy that was a chapel #blogville

A post shared by Claudia (@claudiabia) on

Para almoço ou jantar, não faltam opções pela cidade. Há várias osterias (ou tabernas) que valem a visita. A Osteria Dell’ Orsa (Via Mentana, 1) é um dos lugares favoritos dos locais e fica pertinho da Piazza Maggiore. Você senta numa mesa junto com outras pessoas e pode pedir o famoso ragu alla bollognese. A Eataly(Via degli Orefici, 19) além de vender produtinhos italianos, livros e guloseimas, também tem restaurantes. O cardápio é limitado, mas é sempre uma opção deliciosa.

Quando estiver visitando a Finestra Sul Reno,  aproveite para ir tomar um café no Camera a Sud (Via Valdonica 5) que é decorado com livros em vários ambientes e tem várias delícias. Estando na cidade, não deixe de visitar os supermercados… é uma delícia ver como os locais comem e uma boa oportunidade de encontrar vinhos bem baratinhos.

A Le Sfogline (via Belvedere 7/b) vende pastas frescas e também faz lasanhas e outros pratos menores que podem ser degustados lá mesmo. Se você quiser fazer um curso de massa com as mamas italianas este é o lugar (veja matéria de Gastronomia). A Monica fala inglês, mas outras mamas só falam italiano, o que garante uma experiência ainda mais autêntica.

Em junho e julho, durante alguns dias da semana, a via Belvedere é fechada e os locais se sentam nas mesinhas postas na rua ou nas escadarias do Mercato della Erbe(via Ugo Bassi, 25) onde os comerciantes vendem seus produtos.

Depois de almoçar ou jantar em Bolonha, não podem faltar os gelatos: a Gelateria Gianni tem várias lojas pela cidade, a Cremeria Funivia e a Venchi(que também abriu uma loja no Leblon!) foram as minhas favoritas na cidade.

Onde se Hospedar?

Eu fiquei hospedada numa rua bem próxima do centro histórico e achei a localização ideal para explorar a cidade andando a pé. A oferta de hotéis é bem razoável e aqui coloquei algumas opções bem localizadas que tem bons reviews. Fique atento a períodos de alta temporada na cidade, eventos na universidade e festas que podem fazer com que os preços fiquem bem altos.

5 estrelas

Grand Hotel Majestic gia’ Baglioni

4 estrelas

Art Hotel Commercianti

3 estrelas

Art Hotel Orologio 

Hotel Cavour

 

Para ver todos os hotéis de Bolonha 

 

Visitei Itália a convite de iAmbassador e Emilia Romagna Tourism.

E você? Já visitou Bolonha? O que mais curtiu na cidade? Alguma dica pra compartilhar com a gente?


Vai Viajar?

Saia do Brasil com seu chip internacional já funcionando no celular. Com ele você poderá utilizar seus aplicativos e mídias sociais, usar como GPS, fazer ligações por whatsapp e skype.

Não esqueça de fazer o seu Seguro de Viagem, pois ele é obrigatório nas viagens para a Europa. Mesmo nos Estados Unidos, é altamente recomendado, pois como não existe saúde pública no país, qualquer problema mínimo de saúde pode resultar numa conta altíssima de hospital ou pronto socorro. Nós não viajamos sem seguro nunca. Faça sua cotação para encontrar o seguro que você precisa. Você pode pagar em até 12x no cartão ou ter desconto de 5% no boleto. Nossos leitores ainda recebem um desconto de 5% na hora de pagar. Use o código promocional: APRENDIZ5.

Reserve o seu hotel no nosso parceiro Booking

Precisa alugar um carro? Reserve o carro na RentCars. A cobrança será feita sempre em reais, sem IOF e você ainda vai poder dividir em até 12 parcelas no cartão de crédito ou ter um de 5% no boleto bancário.


25 COMENTÁRIOS

  1. Ótimas dicas! Visitei Bolonha com a minha namorada agora em janeiro e achamos a cidade bem aconchegante. Para completar a experiência, optamos por alugar um apartamento no AirBnb que fica localizado entre a Piazza Maggiore e a estação de trem, uma boa dica para aqueles que buscam fugir das acomodações convencionais. Um local que visitamos e que vale a pena conferir é o Santuário de Santo Stefano (também conhecido como Sette Chiese – Sete Igrejas), um verdadeiro complexo eclesiástico com um cenário bem bonito na parte central.

  2. Achei lindíssima a reportagem e amei as dicas! Fiquei super animada para conhecer mais uma parte da Itália. Obrigada!

  3. Italia é um passeio encatafor,

    Conheci rapidamente Veneza e Roma, mas já ouvi falar muito bem da Bolonha e esse post ficou muito bom e animador para colocar Bolonha em minha rota em uma próxima viagem!

  4. Roma será uma das cidades na qual passarei em meu mochilão na Europa. Como os 5 dias que lá ficarei já esta com o hotel reservado, acho difícil a possibilidade de irmos á Bolonha. Mas caso dê, faremos um bate-e-volta. Fiquei encantado com a cidade, amei a matéria.

  5. Adorei esse post, amo Bologna!
    Morei em Bologna por 13 anos, hj vivo hos USA, mas toda vez que vejo algo sobre Bologna, me toca muito…
    Conheço cada centimetro desta cidade, vivi muitas coisas boas e ruins também, e posso afirmar que na regiao dell’Emilia Romagna voces nao encontrarao nada igual, a culinaria mais rica da regiao, sem contar nos bares e cafes da cidade, uma das melhores cafeterias sem sombra de duvida é a Pasticceria e Caffetaria Gamberini, localiza da na via Ugo Bassi 6, desde o caffè ate o aperitivo sao muito mais que um simples momento de prazer!
    Nao deixe de subir em uma das torres que é aberta ao publico e tem uma vista de quase 100 Mt, é possivel ver toda a cidade, onde assim voces poderao entender porque a cidade é conhecida como a cidade vermelha.
    Buon viaggio a tutti.

  6. Ótimo post Cláudia! Nao imaginava q Bolonha era tão bem localizada para ir às outras cidades q vc mencionou!
    Minha tia mora em uma cidade pequena (pelo Google maps vi q são 47 min de carro) vc acha q vale mais a pena ficar hospedada na casa da minha família em Cotignola e de lá fazer esses bate e volta ou pegar um hotel em Bolonha é mais viável??

    Obrigada pelas ótimas dicas! Já salvei nos favoritos hehe
    Esse ano estou indo conhecer a Itália!
    Beijos!

  7. Ciao! Sou paulistana da gema, mas moro em Bolonha há dois anos e me apaixonei pela cidade. E, portanto, como uma “quase bolonhesa”, queria dar os parabéns pelo post e pelas dicas!
    Da próxima vez que vier, se quiser algumas outras, dê uma espiada no meu site, que é especialmente sobre Bolonha e sua divina comida (http://flocibo.com) 🙂
    Un bacio,
    Flora.

  8. Ótimo post. A 1a vez que estive em Bologna, em um bate-volta, não gostei muito, mas me apaixonei por ela na 2a vez, quando pude ficar por lá e explorar com calma. Fiz uma viagem temática gastronômica na Emilia Romana, e usei a cidade como base para conhecer a região, como no post. Seguem algumas dicas desta minha experiência:

    – 2 passeios imperdíveis para quem gosta de culinária. O 1o é uma aula de cozinha com visita ao mercado: fiz com a Carmelita da CookItaly.com, seu inglês é ótimo, o cardápio é montado durante a visita do mercado e comigo ela foi além das receitas, me dando uma verdadeira aula sobre o papel da culinária na cultura italiana. O 2o passeio foi um Food tour pela região (italiandays.it), que nos levou para degustação em fábricas de Parmiggiano Regiano, Presunto “de Parma” (na verdade era de Modena, pois só as fábricas que ficam em Parma podem usar este nome) e Vinagre Balsâmico, seguido de um ótimo almoço.

    – para amantes de café sugiro o Terzi (caffeterzibologna.com), onde a dose do café é pesada em uma balança antes de ser preparado, para se garantir a qualidade de cada xícara!

    – para compras gastronômicas: para quem quiser trazer comidas, tem o Gilberto (drogheriagilberto.it) e para itens de cozinha, a Antica Aguzzeria del Cavallo (aguzzeriadelcavallo.it), ambas lojas históricas

  9. Estou morando em Bologna a 3 meses, estou gostando demais da cidade. Já fiz e concordo com tudo isso! Só faltou citar os 7 segredos de Bologna que da mais um toque especial a cidade 😉

  10. Consigo fazer um bate-volta nas cidades de Florença, Veneza e Milão, tendo Bolonha como minha cidade base?
    Alguém me dá dicas sobre esse circuito?
    Ótimo post!!!!!

    • oi Lucas,

      Todas três dá pra fazer, mas são cidades que merecem mais que bate e volta. Dessas, Florença é bem pertinho… menos de uma hora. Veneza vai ser 2 horas e pouco de trem e vale a pena ficar uma noite a mais por lá. A gente tem um post aqui falando de ficar fora de Veneza. Milão é outra que vale mais que bate e volta.

  11. estou indo para bolonha de trem, meu hotel é um pouco afastado da estaçao para ir a pe, consigo pegar facil um taxi na estaçao? tenho essa duvida! obrigadaaaa!! e adorei todas as dicas!!!

  12. Olá, adorei as dicas! Gostaria de saber qual o hotel que você ficou hospedada. Vou em março e terá evento na cidade, o melhor hotel que encontrei com um custo beneficio bom foi o Grand Hotel Elite, mas como é fora do centro histórico fico com receio de não ser bem localizado.
    Obrigada!

  13. Olá Somos de São Paulo, Iremos nos hospedar pela AIRBND porque já estamos acostumadas e satisfeitas com as acomodações ,estamos nos preparando para ir a Bolonha, como faço para fazer um bate e volta de trem nas cidades de Florença, Veneza e Milão,Roma,Verona e Pisa , tendo Bolonha como minha cidade base? Quanto custa as passagens de Trem para cada Cidade ?E Claro o nome da Linha de trem para estas Cidades por favor,Quem puder nos ajudar, eu e minha irmã queremos realizar um sonho de minha mãe de 85 anos para conhecer um pouquinho da Itália.

    Quem puder nos ajudar e dar mais Dicas ficaremos eternamente agradecidas e que Jesus os abençoe.
    Abraços
    Solange

DEIXE UMA RESPOSTA

Comente!
Por favor entre seu nome aqui