7 Maiores Pesadelos Para um Viajante

Em homenagem ao Halloween, as TV’s estão essa semana mostrando filmes de terror e suspense, os jornais fazendo listas de fatos amedrontadores sobre cidades e rádios fazendo lista de músicas para entrar no clima. Como esse é um blog de viagem, pensei em listar aqui, o que realmente me amedronta como viajante. Os piores pesadelos que eu enfrento ou já enfrentei como viajante, com algumas historinhas aterrorizantes… hahahaha. Sabe aqueles dias em que a gente acha que a “bruxa está solta”, pois é…

1. Chegar no aeroporto e descobrir que esqueceu o passaporte em casa – Ainda não aconteceu comigo, porque faço um checklist que verifico antes de sair para o aeroporto, porque essa é uma das coisas que mais me aterroriza. Mas já ouvi histórias de gente que teve que voltar correndo em casa, ou perdeu o vôo porque esqueceu o passaporte. E ainda mais importante: verifique a data de vencimento do seu passaporte. Lembre-se que 6 meses de validade de passaporte é o prazo mínimo que muitos países exigem pra que você entre no país.

2. Perder a conexão por causa de um vôo que sai atrasado – No meu primeiro vôo para a Europa, com passagens baratíssimas de Nova York para Paris, comprei as passagens de DC a Nova York numa companhia minúscula chamada Independence Air, que não existe mais e que atrasou o vôo em mais de quatro horas, o que me faria perder a voô para Paris. Imagina a decepção. Ainda no aeroporto comecei a ligar para a Air France, tentar conseguir falar com alguém no aeroporto.Consegui ligar para o checkin da Air France em Nova York, avisando que estava a caminho e ia me atrasar. Ainda tive mais atrasos por conta de uma tempestade no ar, que nos fez sobrevoar NY antes de pousar. Por sorte, cheguei 5 minutos antes do checkin fechar e já tinham impresso meu bilhete e consegui pegar o voô. Mas meu irmão não foi tão feliz. Tinha uma conexão da mesma empresa e o vôo atrasou a saída aqui de DC e acabaram ficando presos em Charlotte por um dia, para esperar o vôo no dia seguinte. Por sorte era na volta.

3. Ser roubado/assaltado enquanto estiver viajando – Seja documentos, cartão ou dinheiro é sempre terrível quando isso acontece. Primeiro porque a gente sempre dá uma relaxada quando está viajando e ter que lidar com esta situação já tira um pouco da alegria da viagem. Segundo, que dependendo de que parte da viagem você está e como foi o planejamento e pagamento, as coisas acabarão mudando. Esta semana mesmo o @cariocaemfuga estava contando de um amigo que estava com ele em Buenos Aires e foi assaltado no Metro. Um outro casal conhecido, teve no ano passado todos os pertences(dinheiro, documentos e cartões) roubados em um carro no primeiro dia de viagem na Europa e tiveram que refazer vários planos e cortar um pedaço da viagem, porque não conseguiriam repor tudo a tempo. Perderam vários dias para fazer novo passaporte, esperar por cartão de crédito e etc… Perderam voos para outra cidade, hospedagem que já estava paga. Um verdadeiro pesadelo. Uma boa opção neste caso é ter sempre um plano B. Colocar cartões em lugares diferentes. Fazer cópias de documentos e colocar também em bolsas diferentes. Já verificar com o banco procedimentos se seu cartão for roubado, se há como pedir outro onde você vai.

4. Perder todas as fotos de viagem – Para quem é fotógrafo este é provavelmente o pesadelo número 1. Eu sei, tem as memórias de viagem que ficam, mas isso sinceramente não é consolo pra ninguém que passou anos planejando a viagem de sonho e de repente se vê sem as fotos. No meu casamento no Rio, uma das convidadas gringas, que estava pela primeira vez no Rio de Janeiro, apagou sem querer todas as fotos no último dia da viagem. Por sorte ela estava num grupo e tinha algumas fotos com ela junto e pode ter algumas lembranças. Mas já ouvi casos de quem perdeu a camera, ou teve a camera roubada, ou perdeu o cartao de memória, ou o mesmo parou de funcionar.

5. Ter um problema sério de saúde próximo a viagem – Essa eu já passei duas vezes e vou te contar, nada divertido. Ano passado estava com as malas prontas pra uma conferência em Las Vegas quando fui parar no hospital com Vertigem. Mas uma tão séria que me deixou impossibilitada de ficar em pé. Viajar de avião então nem pensar. Perdi passagens e hotel e a conferência que eu estava planejando há tanto tempo. Este ano, as vésperas de viajar para o Brasil fui internada e precisei remover a vesícula, dois dias antes de embarcar. Por sorte, consegui remarcar e fazer a viagem, mas a conta foi alta. Entre taxas de mudança e conta de hospital, pesadelo total.

6. Ficar doente durante a viagem – O marido já foi vítima deste mal algumas vezes. Na nossa roadtrip pela Costa Oeste ano passado, ele passou vários dias de cama. Enquanto a gente ia passear, ele ficava dormindo no hotel. Mesma coisa no Rio, primeiro dia do ano, depois de um ótimo Reveillon, todo mundo em festa e ele queimando de febre que durou alguns dias. Também ano passado, em Setembro, o D. ficou doente por dois dias em São Francisco. Como era o nosso último dia da viagem, foi chata a volta pra casa, mas já tinhamos curtido bastante.  Tem gente que tem casos mais sérios e durante viagens internacionais principalmente, é imperativo que você tenha um seguro saúde.

7. Descobrir que o hotel(ou albergue) que você reservou(e pagou) não é assim o que você imaginava – Sabe aquelas fotos que você viu na internet? Pois é, foram tiradas quando o mesmo abriu e desde então a decadência tomou conta do lugar. É sempre muito importante perguntar aos amigos, procurar no Trip Advisor(levando em consideração que muita gente exagera pra menos ou para mais e também que as percepções podem ser muito diferentes), checar referências. Muitas vezes a gente dá sorte eu sei, mas não conte com ela, principalmente se o preço que você estiver pagando for muito abaixo da média. Um casal de amigos, com crianças, veio a DC e resolveu ficar num hotel que eu não conhecia, mas só pela aparência do lado de fora eu não recomendava muito. Eles viram no Trip Advisor que tinha uma cotação razoável e resolveram arriscar. Só pra chegar e no dia seguinte mudarem de hotel, porque o tal era impossível de ficar, principalmente com crianças. Eu mesma já reservei uma vez um albergue em Nova York, e na chegada já resolvi que não dava pra ficar por lá. Já tinha pago pra semana, mas achei melhor prezar minha segurança e perder o dinheiro.

E você, quais os maiores pesadelos como viajante? O que tira seu sono antes de uma viagem? Já passou por algum? Tem alguma história “horripilante” pra dividir com a gente?


Vai Viajar?

Assine a Revista Aprendiz de Viajante! Assine a revista por R$90,00) + frete grátis + chip com 30 dias de internet ilimitada gratuita para usar em mais de 140 países!!!! Você sabia que o chip mais barato, de 5 dias, custa mais caro que a assinatura??? Então aproveite!!!! Assine agora.

Não esqueça de fazer o seu Seguro de Viagem, pois ele é obrigatório nas viagens para a Europa. Mesmo nos Estados Unidos, é altamente recomendado, pois como não existe saúde pública no país, qualquer problema mínimo de saúde pode resultar numa conta altíssima de hospital ou pronto socorro. Nós não viajamos sem seguro nunca. Faça sua cotação para encontrar o seguro que você precisa. Você pode pagar em até 12x no cartão ou ter desconto de 5% no boleto. Nossos leitores ainda recebem um desconto de 5% na hora de pagar. Use o código promocional: APRENDIZ5.

Reserve o seu hotel no nosso parceiro Booking

Precisa alugar um carro? Reserve o carro na RentCars. A cobrança será feita sempre em reais, sem IOF e você ainda vai poder dividir em até 12 parcelas no cartão de crédito ou ter um de 5% no boleto bancário.

Saia do Brasil com seu chip internacional já funcionando no celular.


34 COMENTÁRIOS

  1. Pesadelos terríveis mesmo… rsrs 😀
    Sobre o item 7, outro dia mesmo vários hostels aki no RJ foram fechados por vender quartos que não existiam. Fotos incríveis nos sites dos albergues eram total decepção quando o turista chegava ao local.
    Bjsss

  2. Esse das fotos já aconteceu comigo! Eu perdi uma semana de fotos de Orlando. Soorte que eu ficaria lá mais tempo, e que tava com as amigas. Mas a tristeza foi grande! Uma outra amiga teve a câmera furtada em Buenos Aires.

    Eu sou louca e faço cópias de documentos e saio distribuindo. E levo 3 cartões pra ter o Back-up do back-up, E o passaporte é a primeira coisa que pego antes de ir pro exterior!(toqueee)

    Eu cheguei em NY e o albergue que tinha reservado deu overbooking. Eu tava de boa, porque sou desencanada e fui do Canadá, mas pra quem vem de longe é ´difícil…

    Bjão!

  3. Na nossa primeira viagem à Europa, no check-in de ida (!) fomos informados de que nossa reserva tinha sido cancelada (!!!).

    Fomos à loja da companhia aérea e descobrimos que a reserva tinha sido refeita com nossos nomes do meio — algum rolo da agência. (Mas deu tudo certo no final.)

  4. Muito boa essa lista. 🙂
    Esquecer a máquina fotográfica em casa. Já aconteceu comigo 2 vezes, na época não tinha celular com camera e tive que comprar aquelas máquinas descartáveis.
    Também já tive problema com a máquina no meio da viagem, e apelei para a descartável outra vez.

  5. Eu me identifiquei com a parte da hospedagem. Aluguei um apartamento em Lisboa para passar 3 noites, e pelas fotos ele parecia ser ótimo. Chegando lá, era impraticável!!! Lugar sujo, vizinhança sinistra, prédio caindo aos pedaços… A porta ao lado da minha tinha uma placa de interdição da vigilância sanitária! Peguei minhas coisas e fui correndo para um hotel!

  6. Comigo já aconteceram algumas… Já perdi conexões de voos por conta de atrasos, já quase perdi a volta do Brasil pra cá porque fiquei presa num túnel alagado em SP, já “quase” perdi minhas fotos de viagem pq apertei o botão errado(esse eu consegui um programa pra recuperar as fotos), mas os piores foram um hotel que reservei em Milão, q parecia mais ou menos e lá dentro era um muquifo(tive q dormir a primeira noite, pq tudo na cidade estava lotado e já eram 22hs) e, o pior q vc não colocou na lista mas já me aconteceu várias vezes: as malas não chegarem! Várias companhias aéreas perderam minhas malas por aí e, eu fiquei sem minhas bagagens: um pesadelo!!!

  7. Horripilante é vc acordar as 5,00 da manhã, porque o voo domestico sairia de LA para Vegas as 8.00 hs , fazer o check-in com 3 filhos no hotel ,ir pro carro ,colocar todas as malas e o carro não pegar porque algum anjinho esqueceu a luz do carro acesa durante a noite. Eu e meu marido passamos um sufoco terrível,o inglês não ajudava muito, o tiozinho do hotel solicitou um taxi,mas como estavamos em Santa Clarita , iria demorar umas 2 horas no horário de rush deles,moral da historia, chamamos o guincho do seguro, ele demorou muito,mas menos que o taxi pra chegar e quando chegou deu uma carguinha na bateria e fomos a mil pro aeroporto,chegamos,entregamos o carro, a 20 minutos do avião decolar,quando chegamos na fila da companhia já tinham encerrado os embarques. Moral da historia, conseguimos um voo para as 10.00 hs com muito jeitinho brasileiro, começamos a rir no aeroporto, a um empurrar pro outro.Vc que saiu por ultimo! Eu estava com as sacolas! Foi vc que voltou pra pegar a coca!… tipo- essas coisas só devem acontecer com brasileiros, mas mudando de assunto, vc viu a tiazinha foi muito gente fina, conseguiu colocar os 5 num mesmo avião…e adivinha, o comissario chefe do próximo voo ouvia tudo aquilo e no final ,ele era brasileiro e começou a rir com a gente…foi hilário e horrível ao mesmo tempo.

  8. Comigo aconteceu de ser assaltado em Barcelona no parque del Ciutadela (n sei se é assim q se escreve) pela manhã e ter q reduzir minha eurotrip. E aconteceu c o namorado da minha amiga, ele indo viajar p o panamá e esqueceu o passaporte em casa, sorte que ainda faltavam algumas horas p ele embarcar. Mas o que tenho medo mesmo é de adoecer fora de casa…

  9. Clau na nossa lua de mel o Love só levou o passaporte português e não pode passar no Galeão. Tivemos que voltar em casa correndo para pegar o passaporte dele que venceria 1 mês depois…Nossa foi muita correria e chegamos na boca para nosso vôo. Bjokas

  10. Gente,
    Eu comecei um blog sobre viagens por um projeto da faculdade e desde então descobri que este assunto está “profissionalizado!”. Os blogs são completíssimos!
    Esse aqui então! Os pesadelos. Vale pesadelo alheio? Na fila da imigração nos Estados Unidos eu vejo uma senhora gastando o inglês dela. Não sei bem da onde ela era, mas para encurtar a estória, ela não tinha visto(!) e insistia que ela tinha sido informada que não precisava (de visto) para entrar! Ela foi cuidadosamente acompanhada para outro lugar…
    Então, eu comecei este blog sobre viagens e tenho três posts. Estou achando muito legal este desbravar este mundo desconhecido.

    http://www.coceiradeviagem.wordpress.com

  11. Já tranquei a familia pra fora do carro na Espanha, quando criança;
    Já fui esquecida no aeroporto pela familia numa volta pra casa (vinha sozinha de Portugal, onde passava férias com minha avó, e por falta de comunicação, não sabiam que eu voltava naquele dia !!!!!) – esqueceram de mim hahaha (tinha uns 7 ou 8 anos)
    Já quebrei a perna no meio de uma viagem
    Perderam minhas fotos na loja (velho tempos de filme da máquina ˆˆ)
    Fui roubada no trajeto Paris-Lisboa (abriram minha mala no meio do caminho, cheguei em Lisboa com essa surpresinha)

    olha…. acho que nem tenho mais medo dos pesadelos… hahahahhaa

  12. Perder as fotos é algo que me aterroriza demais, mas acho que chegar no aeroporto e sua bagagem não aparecer na esteira me desestabilizaria horrores. O assalto também é um pesadelo, e uma forma de evitar que a dor de cabeça nesse caso seja muito grande é andar sempre com a copia do passaporte, e deixar o original no hotel (orientação do Consulado brasileiro em Paris).
    A parte da doença ja fiquei especialista, mas porque tenho a “sorte” de receber visitas que chegam doentes ou então ficam doentes. Sorte minha que a médica de familia é do lado de casa e atende sem horario marcado na parte da manhã, fica facil solucionar o problema 🙂

  13. Excelente Claudia.

    Já passei por vários pesadelos, mas quem sonha, às vezes tem pesadelos também.
    Agora na Transiberiana o Thiago, amigo do meu irmão que viajava conosco, chegou na estação de trem sem o passaporte, havia deixado no cofre do hotel. Foi estress, embarcou com o trem andando, de filme.
    Tive uma decepção fotagráfica grande ano passado, ao voltar de NY, esqueci o IPad no voo da AA e havia feito um backup de cartão nele, e apaguei alumas fotos foi uma perda enorme de imagens e do IPad.
    Sobre hotéis, quem não passou por isso é pq não viaja. O Photoshop existe para todos.

    Faz parte. Espero que consigas retornar logo para sua casa, que este caos para entrar em NY acabe logo.
    :*
    @GusBelli

  14. Roubaram nossos cartoes de credito e de saques nas nossas ultimas horas de viagem na China. Tudo o que tinhamos eram 100 dolares (provavelmente) falsos, porque nenhuma casa de câmbio aceitou trocá-los durante a viagem. Mas, voltamos ao nosso hotel, contamos o drama (ainda tínhamos que pagar o translado até o aeroporto). O recepcionista deu dois telefonemas e arrumou alguém para “passar os dólares falsos para frente”. kkkkkkk. Assim tivemos algum cash e pudemos sobreviver.

  15. Passei pelo 3 mas de uma outra maneira , estava em Orlando e fui para NY chegando lá as 4 malas foram extraviadas e após 24 horas quando foram devolvidas uma estava completamente vazia, tudo foi furtado, prejuízo de mais de $1.500,00 doláres, era véspera de Natal estragou a viagem não quis sair do Hotel, perdemos a Ceia em um restaurante e voltei no outro dia para casa, um terror. Outra ocasião passei pelo 7 reservei um hotel em Fortaleza e quando cheuguei lá o Hotel não tinha a mínima condição de ficar, horrível era dia 31/12 Às 23:00 h , saí andando pelo quarteirão e tive a sorte de encontrar um flat que tinha acabado de inaugurar e ainda tinha um quarto disponível, ufa foi um alívio, na manhã seguinte fui até o hotel e me devolveram o dinheiro pago.

  16. felizmente nunca passei por perrengues graves- o pior foi a historia de nao conseguir voltar pra londres por causa da nevasca, no fim de 2010. era pra ter chegado em casa na sexta e so conseguimos chegar na terca. foi meio chato, pq a gente ja nao tinha roupa limpa, o dinheiro tava curto e estavamos agoniados pois o natal estava proximo. e o medo de passar a noite de natal no hotel do aeroporto em lyon?

  17. Muito bom o post!
    Eu já perdi conexão por atraso de voo tb. E já perdi um voo, na India, pq um taxista ficou de nos pegar em um horário x no hotel, n apareceu. Pedimos na recepção do hotel outro taxi, mas como era feriado eles n estavam conseguindo, então, resolvemos sair andando na rua procurando um. Conseguimos um tuk tuk, mas qnd chegamos no aeroporto o embarque já tinha encerrado e não adiantou a choradeira…
    Já perdi bolsa em viagem experimentando roupa em uma loja, deu um desespero pq todos os meus documentos estavam lá dentro, mas consegui encontrar depois.
    Mas uma das coisas que eu tenho mais medo, mas, ainda bem, nunca me aconteceu, é perder a bagagem no voo. Pior ainda se for na volta, com todas as lembranças da viagem! 😛

  18. Fiquei super curiosa quando li o título. Eu conheço quem já esqueceu o passaporte e não pôde viajar. Pra mim é a pior das hipóteses, por que ans outras, pleo menos a pessoa foi pro lugar. Kakakakakak

    • Nossa, sempre confiro umas 3x se estou com todos os documentos antes de ir pro aeroporto, pq é minha cara fazer coisas como essa… tipo ir pra um show e esquecer os ingressos…………. coisas assim, sabe ? rsrsrs

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here