Atlanta: o Distrito Histórico Martin Luther King Jr

4

Este post era pra ter ficado pronto e ter sido publicado ontem, no feriado de Martin Luther King Jr aqui nos Estados Unidos. Na nossa viagem a Atlanta em outubro passado nós visitamos o Distrito Histórico Martin Luther King Jr (Martin Luther King Jr. National Historic Site), que é uma área no bairro negro histórico de Sweet Auburn que inclui a casa onde o ativista nasceu e cresceu, a igreja onde ele fez o seu primeiro sermão e virou pastor, o local onde está o seu túmulo e um centro de visitantes. Neste centro de visitantes tem uma ótima exposição contanto com fotos e linha do tempo a vida de Martin Luther King Jr, e como consequência, uma boa parte da história da luta por direitos civis e contra a segregação racial americana.

O distrito histórico Martin Luther King Jr não é muito grande e pode ser facilmente explorado a pé. Tem estacionamento grátis, então deixamos o nosso carro alugado por lá e fomos andando para o Visitor Center (450 Auburn Avenue). Já na entrada você passa pela “Calçada da Fama” do movimento de Direitos Civis americano, com nomes de ativistas e pessoas de importância para a causa dos direitos civis, e uma estátua de Gandhi, que era uma das maiores inspirações para Martin Luther King Jr. Para quem não sabe, os protestos organizados por ele partiam do princípio de não-violência.

Chegando ao Distrito Histórico Martin Luther King Jr, em Atlanta
Chegando ao Distrito Histórico Martin Luther King Jr, em Atlanta

Bem em frente a entrada do Centro de Visitantes tem um mural enorme e lindo, pintado por Louis Delsarte (a foto do título deste post é um pedaço do mural), que mostra várias personalidades importantes na vida de Martin Luther King Jr (incluindo o próprio, claro, no centro do mural) e lugares de sua infância e juventude, como a casa onde ele nasceu e que fica logo ali na mesma rua. Outras figuras históricas importantes são Rosa Parks (que se recusou a trocar de lugar em um ônibus que tinha lugares separados para negros e brancos), Bobby Kennedy, Nina Simone, Malcom X.

A estátua de Gandhi, o mural e o jardim de rosas no Centro de Visitantes do distrito histórico Martin Luther King Jr em Atlanta
A estátua de Gandhi, o mural e o jardim de rosas no Centro de Visitantes do distrito histórico Martin Luther King Jr em Atlanta

Viaje com internet no seu celular

Vai viajar para o exterior? Já chegue no seu destino com o celular funcionando. A EasySim4u oferece plano de dados ilimitados em 140 países, para que você fique conectado a internet. Utilize o cupom para ganhar frete grátis: APRENDIZDEVIAJANTE! Veja meu post: Chip EASYSIM4U: Como usar a Internet na Europa.

Dentro do Centro de Visitantes, a exposição Courage to Lead (Coragem para Liderar) conta a história da vida de Martin Luther King Jr com muitas fotos e vídeos. Julia (5 anos) ficou muito impressionada com algumas fotos, principalmente as que mostravam negros (e alguns brancos) sofrendo vários tipos de abusos durante os protestos. Uma foto de vários negros de frente para uma parede enquanto o corpo de bombeiros jogava água neles com uma mangueira de incêndio foi a que mais chamou a sua atenção. Ela falou logo “essas pessoas estão sendo muito malvadas com as outras, por quê, mamãe?” Menina esperta, o duro foi explicar de uma forma que fizesse sentido pra sua cabecinha, que está longe de entender racismo. Outra pergunta que ela ficava fazendo: “Por que o moço foi preso, se ele não era malvado?” Mais uma vez foi difícil de explicar porque uma pessoa que estava lutando por justiça foi presa…

Exposição sobre a vida de Martin Luther King Jr no Centro de Visitantes
Exposição sobre a vida de Martin Luther King Jr no Centro de Visitantes

Foi interessante aprender mais sobre essa figura histórica tão importante, como a família King era muito unida e os pais muito preocupados com a educação dos filhos; King Sr estava sempre incentivando os estudos dos filhos e fazia perguntas diariamente sobre o que eles tinham aprendido. Também vimos como o princípio da não-violência foi usado, como as pessoas eram treinadas para não reagir: imaginem como devia ser difícil ficar sentado em protesto e todo mundo ao seu redor gritando e jogando toda a sorte de coisas em você. Aliás, quem leu o livro The Help (A Resposta, em português) vai lembrar dos protestos organizados por Martin Luther King Jr descritos no livro, em um Mississippi racista e segregado. E o protesto em Washington DC que reuniu mais de 250 mil pessoas em 1963, 80% negros, pelos direitos civis, e quando Martin Luther King Jr fez o seu famoso discurso “I have a Dream“.

Depois que saímos do Centro de Visitantes fomos andando pela área: passamos pelo jardim de rosas pela paz; vimos a igreja onde Martin Luther King Jr fez o seu primeiro sermão e se tornou pastor; o seu túmulo (onde está também a sua esposa) em um memorial ao lado do King Center, que é um centro de estudos para mudanças sociais; a estação de bombeiros histórica que começou a aceitar bombeiros negros (o que não acontecia quando o então menino Martin morava ali pertinho) e a casa construída em 1895 onde ele nasceu e morou com os pais e irmãos (501 Auburn Avenue). Infelizmente não conseguimos fazer o tour da casa, porque eles distribuem senhas pela manhã cedo (no centro de visitantes) e não pode fazer reserva, você tem que estar lá para pegar. Como tivemos um compromisso de manhã, não teve jeito…

Andando pela Auburn Avenue no distrito histórico Martin Luther King Jr em Atlanta,
Andando pela Auburn Avenue no distrito histórico Martin Luther King Jr em Atlanta,

Foi um passeio bem interessante para conhecer um pouco mais sobre a vida e o legado importantíssimo de Martin Luther King Jr. E ele teria certamente ficado muito feliz de ver o Presidente Obama, negro, tomando posse pela segunda vez ontem, usando a sua Bíblia para fazer o juramento.

I say to you today, my friends, so even though we face the difficulties of today and tomorrow, I still have a dream. It is a dream deeply rooted in the American dream.
I have a dream that one day this nation will rise up and live out the true meaning of its creed: “We hold these truths to be self-evident: that all men are created equal.”
I have a dream that one day on the red hills of Georgia the sons of former slaves and the sons of former slave owners will be able to sit down together at the table of brotherhood.
I have a dream that one day even the state of Mississippi, a state sweltering with the heat of injustice, sweltering with the heat of oppression, will be transformed into an oasis of freedom and justice.
I have a dream that my four little children will one day live in a nation where they will not be judged by the color of their skin but by the content of their character.
I have a dream today.
I have a dream that one day, down in Alabama, with its vicious racists, with its governor having his lips dripping with the words of interposition and nullification; one day right there in Alabama, little black boys and black girls will be able to join hands with little white boys and white girls as sisters and brothers.
I have a dream today.
Martin Luther King Jr, 28 de agosto de 1963

Informações úteis:
Site oficial: http://www.nps.gov/malu/index.htm
Visitor Center – Endereço: 450 Auburn Avenue, Atlanta, GA
Casa de Martin Luther King Jr – Endereço: 501 Auburn Avenue, Atlanta, GA
Horário: Veja os horários no site oficial.
Preço: Grátis.

Veja todos os posts aqui no blog sobre Atlanta.
Veja todos os hotéis em Atlanta no Booking.com


Vai Viajar?

Assine a Revista Aprendiz de Viajante! Assine a revista por R$ 120,00 + chip com 30 dias de internet ilimitada gratuita para usar em mais de 140 países!!!! Você sabia que o chip mais barato, de 5 dias, custa mais caro que a assinatura??? Então aproveite!!!! Assine agora.

Não esqueça de fazer o seu Seguro de Viagem, pois ele é obrigatório nas viagens para a Europa. Mesmo nos Estados Unidos, é altamente recomendado, pois como não existe saúde pública no país, qualquer problema mínimo de saúde pode resultar numa conta altíssima de hospital ou pronto socorro. Nós não viajamos sem seguro nunca. Faça sua cotação para encontrar o seguro que você precisa. Você pode pagar em até 12x no cartão ou ter desconto de 5% no boleto. Nossos leitores ainda recebem um desconto de 5% na hora de pagar. Use o código promocional: APRENDIZ5.

Reserve o seu hotel no nosso parceiro Booking

Precisa alugar um carro? Reserve o carro na RentCars. A cobrança será feita sempre em reais, sem IOF e você ainda vai poder dividir em até 12 parcelas no cartão de crédito ou ter um de 5% no boleto bancário.

Saia do Brasil com seu chip internacional já funcionando no celular.


4 COMENTÁRIOS

  1. […] Downtown: é onde ficam algumas das principais atrações turísticas da cidade, como o Georgia Aquarium, World of Coca Cola, Olympic Centennial Park, CNN Center, o Children’s Museum, ao redor do Centennial Park. E o Georgia Dome e Philipps Arena (estádios) também ficam em downtown. Como é uma área principalmente de negócios e nada residencial, depois do horário comercial as ruas ficam praticamente desertas – só ficam os turistas (e os mendigos). A vantagem é que ficando perto do Centennial Park você consegue ir andando para a maioria dessas atrações. O ponto fraco é que a vida noturna nessa área é praticamente inexistente. Sudeste de downtown fica a área de Sweet Auburn, onde fica o distrito histórico Martin Luther King Jr. […]

DEIXE UMA RESPOSTA

Comente!
Por favor entre seu nome aqui