Canary Wharf: o distrito financeiro que virou atração turística em Londres

4
Canary Wharf

Se alguém tivesse me perguntado lá pelas bandas de 2010 se valia a pena visitar Canary Wharf, eu teria dito não. Hoje a coisa mudou muito de figura, a região está se transformando e recebendo cada vez mais turistas e moradores. Isso significa que Canary Wharf já não é mais um reduto de engravatados, e vai muito além de prédios espelhados que sediam bancos de investimento.

banner_guia_londres__728x90

Claro, os arranha-céus são ainda a principal característica, e quando fala-se em Canary Wharf imediatamente pensamos no prédio com a ‘ponta de pirâmide’ que domina a paisagem.

Mas o bairro está mais humano. Vários prédios residenciais foram construídos, e os administradores (Canary Wharf é privado) se esforçam para levar vários eventos – como festival de escultura no gelo, pista de patinação – e atrair visitantes. E olha, por experiência própria, está dando certo. Eu moro perto de lá e há alguns anos, ao passar em Canary Wharf em algum final de semana, era tudo morto. Agora, muito mais gente frequenta a região, acho que os londoners e turistas estão finalmente percebendo o potencial do lugar.

Canary Wharf AdV (3)
O prédio do meio – com a ponta em formato de pirâmide – é o símbolo de Canary Wharf

Mas o que tem pra ver e fazer em Canary Wharf?

Compras: siiiim, compras! E não são apenas algumas lojinhas espalhadas não, o bairro tem um complexo comercial que fica quase inteiro no subsolo! Muitas lojas boas de moda, como Zara, GAP, Top Shop e Karen Millen, além do supermercado (ótimo, porém caro) Waitrose e uma ótima loja da Boots (a rede de fármacias mais amada de Londres!). As lojas não são tão grandes quanto as da Oxford Street/Regent Street – você irá encontrar coleções mais compactas, porém a vantagem é que tem bem menos gente, e você acaba encontrando o que quer muito mais rápido. Bom, existem várias entradas para o shopping de Canary Wharf, cada ‘ala’ é meio separada da outra, porque foi tudo sendo construído aos poucos. Algumas alas não são conectadas pelo subsolo: você precisa sair ao ar livre e procurar a entrada da outra ala. Então, antes de ir dê uma olhada nesse mapa (role pra baixo e vá pra segunda página) e então você terá uma ideia do que vai encontrar por lá. Além das lojas, existe também uma praça de alimentação e vários prestadores de serviço (lavanderia, sapateiro, correios, etc), geralmente utilizados por quem trabalha por ali.

SEGURO VIAGEM COM 5% de desconto + 5% no boleto

Vai viajar? Não esqueça de fazer o seu Seguro de Viagem, pois ele é obrigatório nas viagens para a Europa e recomendado na maior parte das viagens para o exterior. Faça sua cotação para encontrar o seguro que você precisa. Você pode pagar em até 12x no cartão ou ter desconto no boleto. Nossos leitores ainda recebem um desconto de 5% na hora de pagar. Use o código promocional: APRENDIZ5 e ainda mais 5% se você pagar no boleto.

Canary Wharf AdV (5)
Um corredor do shopping de Canary Wharf

Praças: Canary Wharf tem várias pracinhas e jardins, muito usados pelo pessoal que trabalha lá. É só sair um solzinho que tá todo mundo comendo seu sanduíche na praça! A área ‘mais verde’ de Canary Wharf é o Jubilee Park, que fica ao lado da entrada principal da estação do metrô e tem até um laguinho artificial. Já Canada Square é a praça escolhida para a maior parte dos eventos que acontecem lá, como a pista de patinação que abre durante o inverno.

Canary Wharf AdV (1) Canary Wharf AdV (4)

No começo de 2015, Canary Wharf ganhou uma área verde muito bacana, o jardim público que fica na estação de Crossrail (o Crossrail é uma nova linha de metrô que está em construção e deve abrir em 2018), no terraço. A arquitetura dessa nova parte de Canary Wharf é muito legal, e além do jardim, lojas e restaurantes já estão funcionando por ali.

Viaje com internet no seu celular

Vai viajar para o exterior e quer manter seu número no whatsapp? Já chegue no seu destino com o celular funcionando. A EasySim4u oferece plano de dados ilimitados em 140 países, para que você fique conectado a internet. Utilize o cupom para ganhar frete grátis: APRENDIZDEVIAJANTE! Veja meu post: Chip EASYSIM4U: Como usar a Internet na Europa.

Canary Wharf AdV (7)
O jardim do Crossrail, no topo da construção

Canary Wharf AdV (8)

Restaurantes: Tá cheio de lugar bom pra comer em Canary Wharf, em todas as faixas de preço. Tem desde Pret a Manger, onde dá pra pegar um sanduba por menos de 5 libras, até uma das filiais mais antigas e mais legais do Jamie’s Italian e filiais de restaurantes de rede ótimos como Wahaca, Nando’s, GBK, Itsu… enfim, coisa pra caramba. Tem também o Roka e o Boisdale, um pouco mais caros. Claro que esses restaurantes (que não se concentram em um lugar apenas, estão espalhados por todo bairro) costumam ficar mais cheios na hora do almoço em dias de semana. Eu particularmente gosto da área de West India Quay, a beira do canal, onde os restaurantes de mesas ao ar livre.

Canary Wharf AdV (9)
Restaurante Carluccio’s, quase na entrada principal da estação de metrô
Canary Wharf AdV (6)
Restaurantes no complexo do Crossrail

Eventos: quem já veio pra Londres sabe que a cidade está sempre a milhão. Tem evento todo dia – feira gastronômica, atrações culturais, mercados de antiguidades, competições esportivas e por aí vai. E Canary Wharf não fica pra trás, recebendo vários desses eventos. Alguns dos mais importantes são as transmissões de ópera da Royal Opera House e competições esportivas como Fórmula 1 e Wimbledon, além da pista de patinação no gelo e shows ao vivo ( e gratuitos!) durante o verão. Para a lista completa de eventos, clique aqui.

Atrações culturais: já deu pra perceber que Canary Wharf não é apenas um bairro corporativo né? Pra melhorar, lá você também encontrará algumas atrações culturais (não é o forte, mas o suficiente pra convencer quem acha que não tem nadinha pra fazer lá além de ver prédios!), como o Museum of London Docklands (que é irmão do Museum of London e mostra a história da área de Docklands, onde está Canary Wharf) e as salas de cinema da Cineworld.

Canary Wharf AdV (2)

Como chegar em Canary Wharf?

  • Metrô: a estação Canary Wharf fica na Jubilee Line, dá pra ir direto, sem trocas, a partir de lugares como Westminster, Green Park e Bond Street.
  • DLR: várias estações de DLR servem Canary Wharf – Canary Wharf, Heron Quays e West India Quay. Essas três estão muito perto uma das outras, da pr ir andando.

Atenção – pra fazer troca entre o metrô e o DLR você precisa andar uns 50 metros. Não há conexão subterrânea entre as estações!

  • Barco: Canary Wharf tem um pier, e você pode usar os serviços do Thames Clippers pra ir até lá. É um passeio bem gostoso, e saindo do pier você já de cara em uma praça!

Vai Viajar?

Saia do Brasil com seu chip internacional já funcionando no celular.

Não esqueça de fazer o seu Seguro de Viagem, pois ele é obrigatório nas viagens para a Europa. Mesmo nos Estados Unidos, é altamente recomendado, pois como não existe saúde pública no país, qualquer problema mínimo de saúde pode resultar numa conta altíssima de hospital ou pronto socorro. Nós não viajamos sem seguro nunca. Faça sua cotação para encontrar o seguro que você precisa. Você pode pagar em até 12x no cartão ou ter desconto de 5% no boleto. Nossos leitores ainda recebem um desconto de 5% na hora de pagar. Use o código promocional: APRENDIZ5.

Reserve o seu hotel no nosso parceiro Booking

Precisa alugar um carro? Reserve o carro na RentCars. A cobrança será feita sempre em reais, sem IOF e você ainda vai poder dividir em até 12 parcelas no cartão de crédito ou ter um de 5% no boleto bancário.


4 COMENTÁRIOS

  1. Você sabe que eu fiquei hospedada lá e gostei!!!!
    Tem um jeitão mais “business”, mas eu curti. O metrô leva pra todo lugar, a noite é calma, é gostoso de fazer happy hour e dependendo do hotel/apê, dá pra pegar uma vista lindona da cidade.

    bjuuu

DEIXE UMA RESPOSTA

Comente!
Por favor entre seu nome aqui