Entrevista com Patricia Schultz, Autora do Livro 1000 Lugares para Conhecer Antes de Morrer

1000places
1000places

Ela vendeu mais de 3 milhões de cópias do livro 1000 lugares para conhecer antes de morrer  que em 2012 ganhou uma nova edição com mais de 200 novas entradas, é produtora do programa do mesmo nome no Travel Channel, escreveu também “1000 lugares para conhecer nos Estados Unidos e Canadá antes de morrer” e viaja o mundo dando palestras. 

O livro virou a biblia dos viajantes e popularizou as “bucket lists” ou listas das coisas para fazer antes de morrer. Em uma de suas passagens por Washington DC, cidade onde fez faculdade, a jornalista que mora atualmente em Nova York e tem mais de 25 anos de carreira escrevendo para os principais veículos de turismo dos Estados Unidos, bateu um papo com um grupo de jornalistas e blogueiros de viagem.

Muito descontraída, ela chegou animadamente falando com todos e um a um, tivemos alguns minutos com ela. Quando me apresentei como blogueira de viagem do Brasil ela logo me confidenciou que depois da Itália, onde ela morou por vários anos, o Brasil é um dos seus países prediletos no mundo e que tinha acabado de chegar de uma viagem a São Paulo, que visita com frequencia.

 

euepatricia
Com Patricia Schultz depois da entrevista

 

A 1a edição do livro foi lançado em 2003 e se tornou um sucesso. Conta pra gente um pouco do processo de como aconteceu?

Patricia: Eu já escrevia guias de viagem desde 1985, quando em 1995 eu tive a idéia de fazer algo mais abrangente e encontrei um editor que me deu carta branca para fazer o livro do jeito que eu queria. Comecei a listar então os lugares maravilhosos que eu tinha ido, mas descobri que ainda tinha muito do mundo que eu não tinha visto. Então parti com a minha própria bucket list para descobrir os lugares que valiam a pena.

E como foi para chegar a essa lista de 1000 lugares? Você visitou todos eles? (Acho que vc já deve ter respondido essa pergunta mais de 1000 vezes não é mesmo?)

Patricia: É verdade (risos) e foi mais dificil do que eu imaginava. E não visitei todos eles ainda. Muitos eu já tinha visitado anteriormente e nesses eu pesquisei ou conversei com amigos pra ver se as coisas que tinham me impressionado ainda estavam do jeito que eu me lembrava. Então no total visitei cerca torno de 80% dos lugares que estão no livro e os outros 20% são lugares que eu sabia que tinha que colocar na lista, mesmo não tendo visitado: como Antarctica e Mongólia por exemplo.

Algum lugar que você queria incluir mas teve que cortar ou se arrependeu de não ter incluido?

Patricia: Ah.. muitos. Algumas decisões dificeis foram tomadas. Ficou praticamente impossível listar todos os lugares que eu queria em países grandes como o Brasil, Russia e China. Então esses países tem apenas um “gostinho” para as pessoas começarem a explorar. E com a nova edição eu pude finalmente incluir alguns que só descobri depois.

Por falar em 2a edição, ela vem com “mais de 200 novas entradas”, mas o título ainda é 1000 lugares. O que aconteceu? Você substitui alguns lugares?

Patricia: Eu mantive a maior parte das entradas, mas acabei reorganizando algumas partes, focando na experiência e juntando alguns lugares. A Costa Amalfitana por exemplo, agora tem várias entradas que eram separadas, em uma só. Eu viajei muito desde que o livro foi lançado em 2003 e neste pude incluir 28 países novos que não tinha na 1a edição como Nicarágua, Estônia e Croácia.

Quais os seus lugares favoritos no Brasil?

Patricia: Vou muito para o Rio onde eu adoro tomar caipirinhas e São Paulo, mas um lugar que realmente me impressionou foi Salvador. A música, a arquitetura que também é lindíssima em Ouro Preto e Tiradentes. Ah, coloca Belém também… adorei Belém.

Última pergunta… Algum lugar no Brasil que esteja na sua Bucket List pra visitar?

Patricia: Sim, tem vários lugares, o Brasil é tão grande e diverso… mas quero muito conhecer os Lençois Maranhenses.

Claudia: Lençois Maranhenses está na minha lista. Obrigada Patricia.
Nota: O Livro “1000 lugares para conhecer antes de morrer” versão em português, foi adaptado e condensado no Brasil pela editora Sextante para o público brasileiro e tem conteúdo diferente do original em inglês, com entradas que segundo a editora interessam mais ao público brasileiro. A 2a edição com as novas inclusões que citamos nesta entrevista estava disponível apenas em inglês quando esta matéria foi publicada. Há também uma app 1000 Lugares para iPad.

Esse post foi publicado originalmente na Edição Especial da nossa Revista Eletrônica. Não baixou a sua? É gratuita!!!


Vai Viajar?

Assine a Revista Aprendiz de Viajante! Assine a revista por R$90,00) + frete grátis + chip com 30 dias de internet ilimitada gratuita para usar em mais de 140 países!!!! Você sabia que o chip mais barato, de 5 dias, custa mais caro que a assinatura??? Então aproveite!!!! Assine agora.

Não esqueça de fazer o seu Seguro de Viagem, pois ele é obrigatório nas viagens para a Europa. Mesmo nos Estados Unidos, é altamente recomendado, pois como não existe saúde pública no país, qualquer problema mínimo de saúde pode resultar numa conta altíssima de hospital ou pronto socorro. Nós não viajamos sem seguro nunca. Faça sua cotação para encontrar o seguro que você precisa. Você pode pagar em até 12x no cartão ou ter desconto de 5% no boleto. Nossos leitores ainda recebem um desconto de 5% na hora de pagar. Use o código promocional: APRENDIZ5.

Reserve o seu hotel no nosso parceiro Booking

Precisa alugar um carro? Reserve o carro na RentCars. A cobrança será feita sempre em reais, sem IOF e você ainda vai poder dividir em até 12 parcelas no cartão de crédito ou ter um de 5% no boleto bancário.

Saia do Brasil com seu chip internacional já funcionando no celular.


16 COMENTÁRIOS

  1. Que tudoo Cláudia, eu tenho o livro dela aki, muito bacana saber sobre a história dela, concordo com ela, estive recentemente nas cidades históricas de Minas e amei, os Lençóis Maranhenses tbém estão na minha listinha de desejos, minha cunhada já foi duas vezes, e fala que um sobrevoo de helicóptero está ótimo p conhecer, mas eu quero colocar meu pezinho lá rsrsr
    Adorei a entrevista! Parabéns!

  2. Como maranhense que sou, atesto a beleza dos Lençóis Maranhenses! Um paraíso! Só prestem atenção para não irem por lá no período de seca, pois as Lagoas ficam… secas!rs Não secam totalmente, mas não ficam tão límpidas e lindas! Ah! E não esperem grandes estruturas na cidade (Barreirinhas), pois embora já exista muita rede hoteleira, alguns restaurantes etc, o turismo bombou muito “de repente” e, no geral, eles ainda estão aprendendo a lidar com isso. Mas no mais, as belezas naturais compensam muito! Amo aquele lugar! Além de conhecerem os as lagoas dos Lençois (Azul, Bonita, do Peixe, da Esperança, da Gaivota…), aproveitem para dar um pulinho no Caburé, Mandacaru e descansar as margens do Rio Preguiças! (Já estou com saudades!)

  3. Eu tenho ele e a cada lugar conhecido volto no livro pra ver se estava incluso : ) se sim, coloco um post it! meu livro é todo marcado, todo colorido!!!

  4. […] A alta densidade de canais de irrigação existentes nesta parte do Kerala fez com que Allepey fosse apelidada de a ”Veneza Indiana”. Reservadas suas diferenças e semelhanças com a Veneza original, os Backwaters de Alappuzha / Allepey são uma região de beleza natural ímpar, que ao longo dos últimos anos renderam reconhecimento internacional pela mídia especializada em viagens como: O título de “50 destinations of a lifetime” pela National Geographic Traveller , ou mesmo 1 dos 1.000 lugares para conhecer antes de morrer da autora Patrícia Schultz. […]

  5. Adoro esse livro! Tenho vontade de ir a muitos destes lugares.
    Me lembra do ‘Livro dos Desafios: Um Guia Para Viver Intensamente’,
    que é outro muito bom, com muitas coisas legais pra fazer.

  6. […] A alta densidade de canais de irrigação existentes nesta parte do Kerala fez com que Allepey fosse apelidada de a ”Veneza Indiana”. Reservadas suas diferenças e semelhanças com a Veneza original, os Backwaters de Alappuzha / Allepey são uma região de beleza natural ímpar, que ao longo dos últimos anos renderam reconhecimento internacional pela mídia especializada em viagens como: O título de “50 destinations of a lifetime” pela National Geographic Traveller , ou mesmo 1 dos 1.000 lugares para conhecer antes de morrer da autora Patrícia Schultz. […]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here