JOMO é o novo FOMO: desconectando para conectar com o que realmente importa!

JOMO X FOMO

Tem quem viva com o eterno medo de estar perdendo alguma coisa, mais conhecido como FOMO (Fear Of Missing Out), fenômeno cada vez mais comum nesse mundinho conectado e de amigos viajando constantemente no instagram e facebook, mas o acrônimo da vez é o JOMO (Joy of Missing Out), ou a felicidade de estar perdendo alguma coisa.

Sabe quando você tem que acabar desconectando do mundo digital, seja porque foi para um lugar com internet precária ou porque resolveu tirar férias “fora da área de cobertura” e acaba ficando feliz porque não ficou sabendo de algumas notícias ruins. Pois é… isso é JOMO.

Há alguns dias estava conversando exatamente sobre isso com o Gabe, marido da Lu Misura do Amo Cruzeiro Disney. Eles tinham acabado de voltar de um cruzeiro de 11 noites e com a internet caríssima do navio e em lugares sem acesso a Wifi, acabaram passando a maior parte do dia desconectados e vendo apenas o que era essencial. Ele confessou com quase uma ponta de culpa que não tinha acompanhado as notícias, mas que ei, o mundo continuava girando e ele não se sentiu perdendo nada.

Se muitas vezes isso acontece sem querer e por apenas algumas horas aqui e ali, tem muita gente já fazendo isso faz tempo, de propósito. O chamado “detox digital” chegou pra ficar e várias empresas de turismo estão vendo nisso um filão para agradar principalmente aos estressados trabalhadores que não desconectam nem um minuto. De acordo com uma pesquisa do Linkedin, 70% dos empregados não desconectam do trabalho nem quando estão de férias.

Criamos hábitos digitais tão intensos que isto anda afetando a nossa vida privada. Há estudos que mostram que os adultos passam pelo menos 4 horas por dia em suas timelines do Facebook, Instagram e outras mídias sociais. Tanto que a Apple e o Google estão lançando em suas novas versões, apps para gerenciar o tempo que a gente passa conectado em aplicativos e redes sociais. Você pode impor limites de uso para as Apps que estão no seu telefone e o aplicativo te avisa. Mas no fim das contas, ainda é de sua responsabilidade parar de usar.

Sim, já temos muitos viciados em tecnologia e que ao menor sinal de controle já estão suando frio. Mas ó, quem percebe a tempo, está dando um jeitinho de desconectar para conectar com o que realmente importa: família e o lugar e momento que se está vivendo.

Confesso que não curto radicalismos, nem de um lado, nem de outro. Hoje o smartphone é meu instrumento de trabalho e sem ele, não seria possível ter a mobilidade que tenho e manter uma empresa funcionando enquanto viajo pelo mundo. Mas tenho feito mudanças pequenas nos meus hábitos diários e principalmente quando estou com as crianças, tento estar mais presente e passar mais tempo com eles e sem olhar para o telefone. Achar o equilíbrio não é fácil, mas é preciso!

Afinal, as notícias continuarão por lá! O que importa se a gente não ficou sabendo do último meme, ou da última fofoca? Último lançamento? A notícia mais quente do dia? Nas próximas férias, quem sabe sua resposta não vai ser: “Não estou sabendo não… e muito feliz com isso!”

E você? Vai aderir ao JOMO? Ou continuar mesmo com o FOMO? Qual o lugar que você já visitou que te permitiu ficar desconectad@ a maior parte do tempo?

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Comente!
Por favor entre seu nome aqui