Meu top 5 de Londres

3
top 5

Quem lê também meu blog pessoal sabe que eu adoro fazer posts de listinhas de ‘top 5’ com assuntos referentes a vida em Londres. Então pensei que seria legal trazer essa ideia aqui pro Aprendiz, mas com uma abordagem mais turística, mostrando os 5 lugares que estão no topo da minha preferência. Olha, sei que vai soar clichê, mas não foi fácil chegar nesses 5 e tenho certeza de que no momento que eu apertar o botão ‘publicar’ e colocar esse post no ar vou lembrar de alguma coisa que merecia estar na lista.

banner_guia_londres__728x90

Então vou me dar a liberdade de fazer várias versões desse post no futuro – afinal, morando numa cidade incrível como Londres, mudar de ideia é perdoável, certo?

(aqui, outra versão da proposta ‘top 5’ que fiz para o blog Alma de Viajante)

Greenwich

O primeiro lugar no meu coração. Moro em Greenwich desde que me mudei pra cá em 2008 e espero ficar aqui por muitos anos. Esse bairro me acolheu e me fez sentir em casa. Viemos parar aqui por mero acaso – queríamos morar em um lugar que fosse perto do trabalho do meu marido (pois ele tinha trabalho, eu não), e hoje em dia não consigo nem imaginar que rumo teria tomado nossa vida em Londres se tivéssemos ido morar em outro canto.

RE Camera

Greenwich é um bairro bastante turístico, mas fora do centro da cidade. É super bem conectado (tem estação de trem, DLR, várias linhas de ônibus e o píer), tem um monte de atrações (como o Cutty Sark, o Greenwich Market e o Greenwich Park), ótimos restaurantes, pubs tradicionais em cada esquina e feirinhas vintage. Mas as ruazinhas um pouco mais afastadas do centrinho do bairro costumam ser quietas, sem o vai e vem dos visitantes. Ou seja, Greenwich é a mistura perfeita de residencial x turístico.

Veja aqui o post sobre Greenwich, Greenwich Market e Cutty Sark

Tate Britain

Eu quero morrer quando alguém fala que a Tate Britain ‘não é tão legal quanto a Tate Modern’ ou ‘não tem trabalhos de artistas conhecidos’. Gente, a Tate Britain é um museu sensacional, que é capaz de te contar a história da Grã Bretanha através de seu acervo maravilhoso. Lá você encontrará obras de artistas britânicos exclusivamente, inclusive Lucian Freud, David Hockney, Francis Bacon, Millais, William Morris e o meu preferido: Turner (existe um setor inteiramente dedicado ao Turner, vá lá nem que seja só pra ver essa parte).

tate_britain3

Isso sem contar que o prédio que abriga a Tate Britain é muito lindo. Fica na beira do rio, e uma ótima dica e ir caminhando a partir do Parlamento até lá. Passeio super gostoso com um final ainda melhor.

Veja aqui o post completo com todas as informações

Wallace Collection

Não entendo porque a Wallace Collection é um museu que costuma estar vazio. Você gostou na National Gallery? Então vá lá também! É um museu intimista, que fica dentro de uma casa/palácio. Cada sala é lindamente decorada, e a galeria principal é uma coisa de louco – parace que você está num daqueles salões de baile de um livro da Jane Austen.

The Wallace Collection

O primeiro andar é dominado por quadros, móveis e peças decorativas, e no térreo você encontra um acervo de armaduras e armamentos. Ou seja, coleções bem diferentes pra agradar todo mundo. Antes de ir embora aproveite pra tomar um chá com scone no restaurante, e passe na lojinha pra levar uma lembrança desse lugar que é um dos segredos dos locais!

Veja aqui o post completo com todas as informações

575 Wandsworth Road

Londres é cheia de ‘casas-museu’: casas que tornaram-se museus depois que seu morador ilustre morreu, ou então que possuem um acervo cultural e histórico bastante relevante. A 575 Wandsworth Road é um desses lugares.

575 Wandsworth Road

Khadambi Asalache, um imigrante queniano que comprou a casa em 575 Wandsworth Road em 1981, era uma pessoa ‘comum’: estudava, trabalhava, levava a vida. Até que um problema com um vazamento que estragava uma de suas paredes e nunca era solucionado fez com ele criasse um painel para disfarçar a umidade. O painel foi apenas o início de um projeto grandioso: Asalache decorou a casa inteira com ornamentos de madeira que ele mesmo fazia, na mão, na raça, sem rascunho ou equipamento profissional.

Veja aqui o post completo com todas as informações

Pubs

Mais do que um pub em particular, o que eu quero enfatizar aqui é o ‘pub lifestyle’: essa coisa de frequentar o pub perto de casa seja pra uma cerveja com os amigos ou pra jantar com o marido, no inverno pra ficar em uma mesa perto da lareira ou no verão pra aproveitar o jardim. Os pubs são a essência de Londres (e de todo Reino Unido).

Uma ida ao pub pode resolver todos os seus problemas ‘fomísticos’: tem café da manhã, almoço, jantar, porções. Você pode só tomar água, ou chá ou muitos copos de cerveja. Não toma cerveja? Sem problemas, pois também tem cidra, gin&tonic, vinho e mais um monte de opções alcoólicas e não alcoólicas.

Vá com seu amor, vá com seus amigos, vá com a sua família, vá sozinho. Mas vá ao pub!

Veja aqui o post índice com mapa de pubs testados e aprovados por mim.


Vai Viajar?

Assine a Revista Aprendiz de Viajante! Assine a revista por R$ 120,00 + chip com 30 dias de internet ilimitada gratuita para usar em mais de 140 países!!!! Você sabia que o chip mais barato, de 5 dias, custa mais caro que a assinatura??? Então aproveite!!!! Assine agora.

Não esqueça de fazer o seu Seguro de Viagem, pois ele é obrigatório nas viagens para a Europa. Mesmo nos Estados Unidos, é altamente recomendado, pois como não existe saúde pública no país, qualquer problema mínimo de saúde pode resultar numa conta altíssima de hospital ou pronto socorro. Nós não viajamos sem seguro nunca. Faça sua cotação para encontrar o seguro que você precisa. Você pode pagar em até 12x no cartão ou ter desconto de 5% no boleto. Nossos leitores ainda recebem um desconto de 5% na hora de pagar. Use o código promocional: APRENDIZ5.

Reserve o seu hotel no nosso parceiro Booking

Precisa alugar um carro? Reserve o carro na RentCars. A cobrança será feita sempre em reais, sem IOF e você ainda vai poder dividir em até 12 parcelas no cartão de crédito ou ter um de 5% no boleto bancário.

Saia do Brasil com seu chip internacional já funcionando no celular.


3 COMENTÁRIOS

  1. […] O National Trust fez um belo trabalho e depois de anos preparando a casa, ela foi aberta para visitação em 2013. Como é uma construção frágil e abriga um trabalho delicadíssimo, as visitas são limitadas a grupos de 6 pessoas por vez, que precisam reservar o ingresso com antecedência. O máximo é de 54 pessoas por semana – e todas as visitas são guiadas por pessoas que conhecem bem a história de Asalache e da criação dessa obra de arte. Eu gostei tanto desse lugar que já fiz um post inteiro sobre ele, e também o incluí na minha lista de top 5 de Londres. […]

DEIXE UMA RESPOSTA

Comente!
Por favor entre seu nome aqui