Oscar 2012 – Os Filmes e os Destinos de Viagem

12

Hoje é dia de Oscar em Los Angeles, ou para os menos afortunados, na frente da TV. E eu adoro toda a comoção em torno da festa e fico observando atentamente, além dos vestidos das atrizes, a lista dos indicados(e vencedores) para descobrir novas inspirações de viagem. Se o Oscar fosse organizado por viajantes teria certamente categorias para Melhor Destino Coadjuvante, Melhor Fotografia de Viagem, ou mesmo Melhor Inspiração para Viajantes. Concordam?

Ano passado fiz a relação dos filmes nomeados ao Oscar com os lugares, cidades ou país que eles retratam. E este ano não podia ser diferente! Mais uma vez os filmes nomeados a Melhor Filme, nos servem de inspiração para colocar alguns lugares na lista de viagem.

O Artista (The Artist) – O filme retrata a Hollywood dos anos 20, com algumas das locações retratadas no filme ainda em funcionamento total. O mais famoso, o Teatro Orpheum pode ser reconhecido por mais recentemente ter sido um dos teatros usados na filmagem do American Idol. O restaurante Cicada foi usado na cena do restaurante do filme e é um italiano que vale a pena incluir na lista de visitas a Los Angeles.

Os Descendentes (The Descendants)- Do mesmo diretor de Sideways, que colocou Solvang e a rota do vinho da California no mapa, dessa vez o filme do Alexandre Payne retrata Kauai, no Havai. Infelizmente um tour pelo local não vem com o George Clooney de guia, mas se o Havaí não estava na sua lista, depois desse filme não tem como! Eu que já tinha vontade de fazer as malas e me mudar pra lá depois da minha primeira visita ao Havaí, já me encantei só com o trailer! OK, George Clooney é distração no meio daquela paisagem.. ou seria o contrário.. a paisagem é distração no meio daquele filme com o talentosíssimo ator. De qualquer maneira, Kauai entrou pra lista. A Lucia Malla que mora no Havaí, fez uma avaliação da realidade de morar lá que foi retratada no filme.  Vale a pena a leitura.

Tão Forte e Tão Perto – (Extremely Loud & Incredibly Close) – Nova York que é figurinha fácil nos filmes, é retratada neste filme nos dias pós 11 de setembro e mostra desde os pontos turísticos já super conhecidos, como a Grand Central Station , a Manhattan Bridge até cantinhos mais escondidos no Upper West Side como a Barney Greengrass Deli.

Histórias Cruzadas (The Help) – O filme se passa em Jackson, Mississipi, mas foi filmado em Greenwood. Uma cidadezinha minúscula aqui nos Estados Unidos que já está nos noticiários nacionais, por causa dos fãs do filme que querem ver como é a cidade de perto. Um hotel da cidade já preparou um pacote de viagem  “The Help” que inclui além da estadia DVD do filme, post comemorativo e um tour pelas casas da cidade que mantém a arquitetura da época. Eu que adoro a comida tipica da região, ia me deliciar com uma das aulas de culinária baseadas no filme, que já estão sendo oferecidas pela cidade.

A Invenção de Hugo Cabret (Hugo) – Martin Scorcese retrata uma Paris longe dos cartões postais, bem diferente do filme Meia Noite em Paris do Woody Allen. Entre as locações  se destacam a Biblioteca de Sainte-Geneviève, a praça Edouard VII perto da Ópera, o anfiteatro da Sorbonne, Fórum de Images de Cinématheque Française e a Gare de Lyon e Gare du Nort que serviram de inspiração para a criação da estação de trem do filme.

 

Meia Noite em Paris (Midnight in Paris) – O querídissimo filme do Woody Allen ganhou aqui no blog, assim que fui assistir, um post inteirinho com as locações detalhadas de Paris onde se passa a história de  Gil e Inês. Com locações lindas e as cenas iniciais praticamente um filme sobre a cidade Paris, é um filme que recomendo muitíssimo para quem quer visitar ou ama Paris.  Para quem já foi, é super fácil reconhecer os lugares no filme, para quem ainda não foi, aí está um roteiro imperdível do que fazer em Paris.

O Homen Que Mudou o Jogo (Moneyball) – O filme que conta a história do gerente geral do Oakland Athletics se passa em Oakland na California onde fica o estádio e também foi filmado em outros estádios como o Fenway Park em Boston, Dodger Stadium em Los Angeles e Blair Field em Long Beach.

A Árvore da Vida (The Tree of Life) – O filme que retrata a vida nos anos 50, foi filmado em várias cidadezinhas no Texas. Dentre elas, Smithville, Texas que também já foi cenário para filme da Sandra Bullock.

Cavalo de Guerra (War Horse) – Steven Spielberg não cansa de fazer elogios ao cenários do filme, que ele gravou em Dartmoor na Inglaterra. Outras cenas foram filmadas em Devon e Castle Combe, Wiltshire.  Em Dartmoor, aparecem as vilas de Meavy e Sheepstor e locações em Haytor, Ringmoor Down, Combestone Tor e na Hexworthy Bridge. Os rangers da cidade já preparam um tour pela locações do filme.  Fiquei fascinada com as cenas e a beleza das paisagens por lá.

Seja qual for o vencedor de Melhor Filme no Oscar, uma coisa é certa, uma nova leva de viajantes estará visitando esse lugares em breve depois de assistir o filme e as cidades já estão se preparando para tirar vantagem disto.

E você? Algum desses filmes te inspirou a colocar mais um destino na sua lista? Qual seria o seu escolhido para Melhor Destino de Viagem em um filme?

12 COMENTÁRIOS

  1. Repetindo o que escrevi no comentário de um post da Lucia Malla: Sempre que vejo Hawaii 5-0 olho o preço das passagens para o Hawaii, depois de ver Os Descendentes eu quase comprei. Se viesse com o George Clooney seria melhor ainda. 🙂
    A Paris do Hugo me deu mais vontade do que a do Woody Allen (mas adorei Meia Noite em Paris).
    A Arvore da Vida me deu vontade de conhecer vários lugares que aparecem no filme, afinal, como alguém disse no twitter, o filme é um slideshow de screensavers e desktops.

    • Eu quando vejo Hawaii 5-0 fico lembrando da minha viagem pra lá.. muitos dos cenários de LOST, que a gente visitou quando foi a Oahu.
      E se viesse com George Clooney não ia sobrar pacote de viagem né? 🙂
      Sempre viajo muito nos filmes… fico olhando os lugares, onde os personagens param pra tomar café, essas coisas.. hahah

DEIXE UMA RESPOSTA

Comente!
Por favor entre seu nome aqui