Roteiro de 5 dias na Toscana

22
Toscana Foto: Arkanto

Como expliquei no post anterior sobre o projeto My Tuscan Experience, o nosso roteiro de 5 dias na Toscana foi criado pela organização do projeto com foco em cidades e atrações menos conhecidas na Toscana. Divido com vocês o roteiro que eles montaram para o nosso grupo de blogueiros, e faço os meus comentários abaixo:

Dia 1 – Chegada, dia livre pra descansar. Hospedagem e jantar no hotel Relais della Rovere em Colle di Val d’Elsa, que foi um convento construído no século 11.

Chegando ao Relais della Rovere em Colle di Val d'Elsa
Chegando ao Relais della Rovere em Colle di Val d’Elsa

Dia 2 – Explorando Colle di Val d’Elsa, visitando uma fábrica de cristais artesanal (Colle Vilca), o centro histórico da cidade, o Museu do Cristal e o atelier e loja La Grotta del Cristallo de uma família de artesãos local. Também passamos na loja do escultor em madeira Salvatore Poma, gostei principalmente das esculturas com os ciprestes da Toscana e na galeria ArteaColori, que é ótima, cheia de pinturas e desenhos lindos e as obras também são todas representando a Toscana. No final do dia, hospedagem e jantar no hotel Relais la Cappuccina em San Gimignano.

Centro histórico de Colle di Val d'Elsa
Centro histórico de Colle di Val d’Elsa

Dia 3 – Visita a fortaleza e castelo medieval de Monteriggioni. Visita a Castellina in Chianti, conhecendo o trabalho da artista toscana Lucia Volentieri. Tour do Castello di Brolio e sua vinícola, Barone Ricasoli, em Gaiole in Chianti. Hospedagem e jantar no Hotel Sovestro em San Gimignano.

Vista do alto da muralha do Castelo di Brolio
Vista do alto da muralha do Castelo di Brolio

Dia 4 – Passeio de balão com a Tuscany Ballooning saindo de San Casciano in Val di Pesa. Lançamento do site MyTuscanExperience.com com as autoridades locais. Visita ao Museu da Água em Siena e passeio rápido pelo centro histórico de Siena. Hospedagem e jantar no Hotel Villa San Lucchese em Poggibonsi.

Viaje com internet no seu celular

Vai viajar para o exterior? Já chegue no seu destino com o celular funcionando. A EasySim4u oferece plano de dados ilimitados em 140 países, para que você fique conectado a internet. Utilize o cupom exclusivo para leitores do blog APRENDIZDEVIAJANTE e receba frete gratuito! Veja meu post: Chip EASYSIM4U: Como usar a Internet na Europa.

Passeio de balão pelo Val di Pesa
Passeio de balão pelo Val di Pesa

Dia 5 – Visita a vinícola Antinori nel Chianti Classico em San Casciano in Val di Pesa. Visita particular a uma outra vinícola que não fica aberta ao público (não entendi porque nos levaram lá se não podemos falar a respeito!). Visita a fortaleza medieval de Staggia (Rocca di Staggia). Hospedagem e jantar no Hotel Belsoggiorno no centro histórico de San Gimignano. Tour noturno de San Gimignano.

A moderníssima vinícola Antinori nel Chianti Classico
A moderníssima vinícola Antinori nel Chianti Classico

Dia 6 – Partida. Como eu estava indo para a Umbria, aproveitei pra fazer um passeio por San Gimignano pela manhã e peguei o trem na hora do almoço.

A Piazza della Cisterna em San Gimignano
A Piazza della Cisterna em San Gimignano

O Seguro Viagem é Obrigatório na Europa

Não esqueça de fazer o seu Seguro de Viagem, pois ele é obrigatório nas viagens para a Europa e precisa ter uma cobertura mínima de 30 mil Euros. Faça sua cotação para encontrar o seguro que você precisa. Você pode pagar em até 12x no cartão ou ter desconto no boleto. Nossos leitores ainda recebem um desconto de 5% na hora de pagar. Use o código promocional: APRENDIZ5.

Meus comentários sobre o roteiro: pra mim faltou uma aula de culinária, que eu queria ter feito com a Stefania Balducci em Greve in Chianti antes de ter saído da Toscana, foi uma experiência que eu achei que faltou no nosso roteiro. Mas tem uma pessoa que eu conheço que fez essa aula e já pedi pra ela escrever um post contando como foi! Conheci a Stefania na Umbria (ela é cunhada da minha amiga que mora na Umbria e super simpática), foi uma pena não ter feito a aula. Também achei que tinha que ter tido uma degustação de azeites, sei que tem vários lugares que oferecem mas infelizmente não tenho nenhum pra recomendar (se você tiver uma dica legal, deixe nos comentários!).

As duas vinícolas que nós visitamos eram muito grandes e super modernas, achei que teria sido legal ter pelo menos uma vinícola pequena no roteiro para comparar as experiências, como a vinícola familiar que a Helô visitou em Castellina in Chianti, veja neste post como foi a degustação que ela fez por lá. Gostei de quase tudo que a gente visitou, a única atração problemática foi o Museo dell’Acqua: não é nem que ele seja ruim, pelo contrário, o problema é que é tudo só em italiano e é um museu cheio de explicações interativas, que deve ser entendido. Vou falar mais dele em um post específico, mas não é um lugar muito fácil, embora seja interessante.

As lojas dos artesãos locais que estavam no roteiro foram muito bem escolhidas. Como designer eu sempre tenho interesse em ver arte, e os artistas que eles escolheram foram realmente ótimos, com peças muito bonitas para quem quiser comprar (mas claro que não são baratos, porque não são lojas de souvenirs, é tudo feito a mão).

Esse roteiro não é um roteiro pra quem nunca foi a Toscana (como eu) porque ele foca nas cidades menores e menos conhecidas e não inclui as cidades mais famosas como Florença, Pisa e Siena (fizemos o tour em Siena super rapidinho só porque já estávamos lá e a guia achou que era um crime a gente não visitar, mas não estava no roteiro original). O ideal pra uma primeira viagem seria misturar as cidades mais conhecidas com essas pequenas. E é claro, se você já foi a Toscana e já conheceu as cidades famosas, pode seguir esse roteiro sem problemas, eu só faria as alterações acima (aula de culinária + degustação de azeite + vinícola pequena no lugar de uma das grandes), apesar que daria tempo de ver as duas vinícolas grandes e uma pequena se você gosta muito de vinho. Se você tem duas semanas disponíveis, dá pra visitar essas cidades todas e as cidades mais conhecidas também.

Pra fazer esses passeios todos eu acho que o ideal é estar com carro alugado, apesar que você pode contratar grande parte dos passeios nos hotéis (tem muitas empresas de tours que passam metade do dia ou o dia inteiro em certas áreas, fazendo degustação de vinhos, de azeite, etc). Achei as estradas tranquilas e bem sinalizadas, apesar de estreitas comparando com as estadas que estou acostumada nos EUA. Tem que prestar MUITA atenção em onde pode estacionar e pesquisar estacionamentos antes de ir a qualquer lugar, porque em grande parte dos centros históricos não pode entrar com carro quem não tem uma permissão especial (como o motorista da nossa van por exemplo). Vi muitas cidadezinhas que tem estacionamentos do lado de fora das muralhas e aí você deixa o carro e anda tudo a pé pelo centro. Mas tem que planejar isso direitinho pra não ficar estressado chegando no lugar e acabar dirigindo ou parando onde não pode.

Vou fazer posts com reviews de todos os hotéis, mas já adianto que foram todos bons ou muito bons, e todos os restaurantes dos hotéis foram muito bons ou ótimos.

Se você tem outras cidades e atrações na Toscana pra sugerir, deixe as suas dicas nos comentários!

Minha viagem a Toscana aconteceu a convite do projeto My Tuscan Experience, falei sobre ele aqui.


Vai Viajar?

Assine a Revista Aprendiz de Viajante! Assine a revista por R$ 120,00 + chip com 30 dias de internet ilimitada gratuita para usar em mais de 140 países!!!! Você sabia que o chip mais barato, de 5 dias, custa mais caro que a assinatura??? Então aproveite!!!! Assine agora.

Não esqueça de fazer o seu Seguro de Viagem, pois ele é obrigatório nas viagens para a Europa. Mesmo nos Estados Unidos, é altamente recomendado, pois como não existe saúde pública no país, qualquer problema mínimo de saúde pode resultar numa conta altíssima de hospital ou pronto socorro. Nós não viajamos sem seguro nunca. Faça sua cotação para encontrar o seguro que você precisa. Você pode pagar em até 12x no cartão ou ter desconto de 5% no boleto. Nossos leitores ainda recebem um desconto de 5% na hora de pagar. Use o código promocional: APRENDIZ5.

Reserve o seu hotel no nosso parceiro Booking

Precisa alugar um carro? Reserve o carro na RentCars. A cobrança será feita sempre em reais, sem IOF e você ainda vai poder dividir em até 12 parcelas no cartão de crédito ou ter um de 5% no boleto bancário.

Saia do Brasil com seu chip internacional já funcionando no celular.


22 COMENTÁRIOS

  1. Eu e meu esposo estivemos no verão de 2012 na toscana. Nossa cidade base foi Panzano in Chianti, uma cidadezinha bem no centro da toscana, entre Siena e Florenca. Ficamos hospedados numa propriedade chamada Fagiolari, uma fazenda com uma casa de pedra linda! A cidade tem uma localização perfeita e a dica que eu dou é conhecer a Antica Macelleria Cecchini e seu famoso dono Dario Cecchini, uma figura emblemática da região que tive o prazer e a sorte de conhecer por lá! Ele mesmo recebe os visitantes com degustação de bebida local, pães e azeites. Uma simpatia! Realmente uma atração imperdível para quem visita a região.

  2. Já fui nas cidades maiores e em san gimignano, e estou atenta a esses roteiros gastronômicos, por isso li o post. Bem interessante, dicas boas… Acho que não precisa olhar 2 vinícolas grandes, mas sim várias menores! Andar de carro alugado ( conversível de preferência) pelas estradas da Toscana não tem preço!

  3. Visitei a Itália no verão deste ano (2014) e uma ótima dica de cidade para conhecer é Cortona. Tem uma vista maravilhosa de seus miradouros aonde é possível ver grande parte da região Toscana. É uma cidade bem característica com praças e fontes e locais bem calmos p desfrutar da paisagem e de uma boa companhia.
    Curiosidade: algumas cenas do filme “Sob o Sol da Toscana ” foram gravadas lá.
    Só é possível chegar em Cortona de ônibus. No meu caso, saí de Florença para Arezzo, de trêm (aproveitei p conhecer essa cidade também no mesmo dia) em Arezzo peguei um ônibus, próximo à estação, que leva a outras cidadezinhas próximas. Tem a opção de pegar ônibus em outras cidades.
    Cortona é uma cidade “de andares”, por isso a belíssima vista de cima da região Toscana. É possível andar à pé e de carro pela cidade.

  4. Estive na Toscana em Set/2014. Fiquei em Florença por alguns dias e visitei Siena, San Gimignano, Cortona, Castelina, Gaiola, etc etc. Show de bola! espero voltar para rever em breve!

  5. Em Cortona além da vista maravilhosa come-se o queijo tradicional, o Pecorino
    Hotel e restaurante deslumbrantes em Sinalunga o Locanda l’amorosa, coisa de cinema

  6. Muito bom seu blog. Vou agora em setembro /2015 estou com algumas dúvidas.
    Meu roteiro é saindo de Milão de trem e vou para Roma, lá vou ficar 3 noites. Pego o carro em Roma para região da Toscana, são tantos os lugares, mas defini fazer base em Volterra, para fazer os bate volta. Mas saindo de Roma pensei passar em Assis e Cortona e chegar em Volterra a tarde. No dia seguinte quero ir a Pisa, Livorno e San Gimignano. Em San Gimignano como conhecer se estamos de carro, lá não pode entrar carro, como faz? Ou sugere outra cidade? No dia seguinte quero ir a Florença, sei que tbém lá é complicado estacionar, então vi uma dica que não sei se vale a pena, ir de carro até Viale Nenini e estacionar no supermercado COOP que é gratuito e de lá pegar o trem ou onibus que são 10 min até Florença. Ou então ir até Galluzzo que tem um parque de estacionamento gratuito e de lá pegar o onibus que também são 10 min até Florença. O que vc acha, vale a pena? No outro dia saio de Voterra e vou em direção para Verona, no caminho quero parar em Imola, Bolonha, Maranello. Durmo em Verona, e no dia seguinte quero sair em Direção a Milão, onde vou devolver o carro. Em Milão vou pegar o Trem para Zurique. Este meu roteiro que vc acha? Está muito apertado? Me ajudem?

  7. Olá Luciana, estou indo pra Itália agora em setembro-outubro e gostaria de saber pq vcs decidiram pegar um hotel por cidade. Não daria para ficar em uma cidade e ir pras outras e só voltar pra dormir?

    Obrigada.

    Abs,

    Luciana

  8. Boa tarde. Gostei muito do post. Irei para Itália em setembro de 2016 e estou planejando. Gostaria da opinião sua quanto à parte do meu cronograma, abaixo.

    17/set – Roma: Alugar carro bem cedo. Ir para Assis. À tarde ir para Cortona, visitar e dormir lá.
    18/set – Ir para Siena após café da manhã (dormir por lá)
    19/set – Monteriggioni + Vinícola Tetunova Cassanova + San Gimignano (dormir por lá)
    20/set – Visita San gimignano pela manhã + Cantina Antinori + curso culinária em Montefioralle às 16h00 (dormir na cidade)
    21/set – Pisa + Lucca + Florença (devolver o carro no aeroporto )
    22/set – Florença
    23/set – Florença

    Esse é basicamente a parte pela toscana. Gostaria de saber se tem sugestões e se vê algum problema no cronograma. Já considerei as distâncias. Não sei se tem muita coisa e não sei o que tirar se tiver exagerado. São tantas coisas legais para se ver! o/

    Obrigado pela atenção. =)

    • Vinicius, parece bem bacana – não sei o tamanho de Assis e Cortona, então não tenho como te falar se dá pra fazer tudo no dia que você chega (que geralmente é um dia que estamos bem cansados). De resto parece ok : )

    • Olá Vinicius,
      Desculpe me intrometer, mas como conheço todas as cidades que mencionaste (com exceção de Montefioralle) tomo a liberdade de dar uns pitacos. Fiz um intercâmbio de 3 semanas em Siena combinado com 8 noites de turismo pela Toscana/Umbria (hospedagens em Perugia, Cortona, Montepulciano e Firenze) e deu tempo de conhecer bem a região. Fora outras viagens para o país da bota.
      É uma viagem ou maratona?? Rsrsrs. A programação ficou muito interessante, mas também muito puxada. Não poderás aproveitar a Toscana no ritmo que ela merece: de slow food, de contemplação (ainda que breve, visto que o relógio corre em euro…). Em especial os dias 17 e 21. No primeiro, dirigirás por praticamente 5 horas (se não for mais, pq nas estradas italianas não dá para levar em conta os tempos de trajeto previstos no google) e visitarás duas cidades belíssimas: Assis e Cortona. É até um pecado fazer assim corrido. E no outro, praticamente terás tempo apenas de dar um oi para Pisa e para Lucca…
      Um abraço e curta muito a viagem!!

DEIXE UMA RESPOSTA

Comente!
Por favor entre seu nome aqui