5 museus imperdíveis em Londres

12
museus imperdíveis em Londres
Photo by DAVID ILIFF. License: CC-BY-SA 3.0

Londres é aquele tipo de cidade que proporciona experiências completamente diferentes para pessoas diferentes. Por isso é sempre difícil estabelecer um roteiro – é tanta coisa boa que não dá pra falar ‘tem que ver isso’ ou ‘sem ir até tal lugar você não terá realmente conhecido Londres’. Sempre relutei em eleger os museus imperdíveis em Londres por esse motivo, mas cheguei a conclusão que bastante gente prefere essa informação mais mastigada, justamente porque tem tanta coisa que fica complicado escolher.

Os cinco museus citados nesse post são aqueles que aparecem nos roteiros que englobam os pontos mais conhecidos e emblemáticos de Londres – como o nosso roteiro de 5 dias e o roteiro de 7 dias que está no Guia. Seja pelas suas coleções, história ou arquitetura, são todos incríveis, e cada um deles poderia facilmente tomar um (até dois) dia inteirinho de passeio. Vale ressaltar que a entrada para todos os museus citados nesse post é gratuita! Eventualmente eles fazem exposições pagas, mas o acesso ao acervo é SEMPRE livre. Demais né?

Então espero que gostem dessa seleção de museus imperdíveis em Londres – e me contem nos comentários: você já conhece algum deles? Qual o seu preferido?

banner_guia_londres__728x90

British Museum

Com quase 300 anos de funcionamento, o British Museum é uma das atrações mais conhecidas e visitadas de Londres, e é uma daquelas atrações ‘tem que ver’ da cidade. O museu é tão grande e completo que fica difícil conhecer tudo numa visita só (e olha que a maior parte das 8 milhões de peças do seu acervo nem estão expostas), mas em algumas horas dá sim pra ver pelo menos as coisas mais importantes. O British Museum conta a história da humanidade através de diversos objetos, relíquias, resquícios arquitetônicos e obras de arte, mas é mais conhecido pela parte arqueológica mesmo.

SEGURO VIAGEM COM 5% de desconto + 5% no boleto

Vai viajar? Não esqueça de fazer o seu Seguro de Viagem, pois ele é obrigatório nas viagens para a Europa e recomendado na maior parte das viagens para o exterior. Faça sua cotação para encontrar o seguro que você precisa. Você pode pagar em até 12x no cartão ou ter desconto no boleto. Nossos leitores ainda recebem um desconto de 5% na hora de pagar. Use o código promocional: APRENDIZ5 e ainda mais 5% se você pagar no boleto.

Algumas peças expostas no museu geram discussões acirradas sobre quem tem o direito sobre elas – outras instituições ao redor do mundo e até mesmo a UNESCO tentam que o museu devolva essas peças para seus países de origem. Isso inclui a Rosetta Stone (Egito) e as esculturas de mármore que foram retiradas do Partenon (Atenas, Grécia).

Viaje com internet no seu celular

Vai viajar para o exterior e quer manter seu número no whatsapp? Já chegue no seu destino com o celular funcionando. A EasySim4u oferece plano de dados ilimitados em 140 países, para que você fique conectado a internet. Utilize o cupom para ganhar frete grátis: APRENDIZDEVIAJANTE! Veja meu post: Chip EASYSIM4U: Como usar a Internet na Europa.

Polêmicas a parte, o British Museum é sensacional, e além do acervo que pode ser visto gratuitamente existem também exposições temporárias (pagas). Entre nem que seja para apreciar por alguns minutos o maravilhoso teto geodésico de vidro do hall central, criado pelo arquiteto Norman Foster.

www.britishmuseum.org
Abre todos os dias das 10 às 17:30 (sexta até às 20:30)
Entrada gratuita
Great Russel Street, WC1B 3DG
Estação de metrô mais próxima: Tottenham Court Road (linhas Central e Northern), Goodge Street (linha Northern) e Holborn (linhas Central e Piccadilly)

National Gallery

Muita gente entra na National Gallery apenas por alguns minutos, seja para ver os Girassóis de Van Gogh ou alguns quadros impressionistas assinados por Monet e Renoir, entre outros. Mas esse museu sensacional, que reina imponente na Trafalgar Square, tem um acervo vasto, que data desde o século 13 até o século 20.

Das cerca de 2,300 obras do museu, 80% estão expostas. Tudo está organizado cronologicamente e de acordo com ‘escolas’ ou países – o que for mais marcante/importante para aquela época. Nesse museu você poderá ver pinturas de artistas que produziram pouco em vida (ou artistas cujas obras se perderam/desapareceram ou foram destruídas ao longo dos anos), como Vermeer e Caravaggio, e também pinturas religiosas produzidas na Idade Média.

A photo posted by Helô Righetto (@helorighetto) on

Leia também: 10 Pinturas Imperdíveis na National Gallery em Londres

Percorrer seus corredores e galerias é um privilégio. E, se você tiver tempo e interesse, vale a pena também ficar de olho nas exposições temporárias que costumam ocupar a ala mais nova do museu. De Da Vinci a Goya, a National Gallery organiza e recebe exposições marcantes, que reúnem quadros raramente expostos ao público.

www.nationalgallery.org.uk
Abre todos os dias das 10 às 18 (sexta até às 21)
Entrada gratuita
Trafalgar Square, WC2N 5DN
Estação de metrô mais próxima: Charing Cross (linhas Northern e Bakerloo), Embankment (linhas Bakerloo, Northern, Circle e District) e Leicester Square (linhas Northern e Piccadilly)

Tate Modern

Um dos museus de arte moderna mais conhecidos do mundo, a Tate Modern não tem apenas uma coleção icônica, mas também está localizada em uma construção que foi originalmente construída para ser uma usina termoelétrica. A coleção abrange obras produzidas a partir de 1900, e conta com obras de escolas como Surrealismo, Cubismo, Abstracionismo e Expressionismo, além de criações contemporâneas (incluindo também instalações e vídeos).

A photo posted by Tate (@tate) on

Além do acervo permanente, que pode ser visitado gratuitamente, a Tate Modern recebe diversas exposições temporárias, que geralmente são um sucesso de visitas. Fique de olho também do que está rolando no Turbine Hall, uma área imensa na parte de baixo que volta e meia recebe instalações e apresentações idealizadas por artistas do mundo todo (Ai Wei Wei já passou por lá!).

Leia também: Tate Britain

www.tate.org.uk/visit/tate-modern
Abre todos os dias das 10 às 18 (sexta e sábado até às 22)
Entrada gratuita
Bankside, SE1 9TG
Estação de metrô mais próxima: Blackfriars (linhas Circle e District) e London Bridge (linhas Northern e Jubilee)
attraction_728x90_Brazilian Portuguese

Natural History Museum

O Museu de História Natural de Londres é um dos melhores do mundo. São cerca de 80 milhões (!!!!) de exemplares de seres vivos, esqueletos, especimens e exemplares de fauna e flora – extinto ou não. A coleção está divida em cinco categorias: zoologia, palenteologia, botânica, entomologia e mineralogia. A atração principal é o esqueleto de dinossauro logo na entrada, mas não fique apenas ali – há muito para ver no museu!

O prédio em si, de arquitetura vitoriana, é um dos mais bonitos de Londres. A fachada do museu é impressionante, parece até uma grandiosa catedral. Perto do Natal, o Natural History Museum é um dos lugares escolhidos para ter pista de patinação (uma das mais concorridas da cidade).

Uma das exposições anuais mais esperadas é a de fotografia ‘Wildlife Photographer of the Year’ (é necessário comprar ingresso). Durante as férias escolar, o Natural History Museum costuma ter fila para entrar, então tente evitar essas épocas. Para quem tem tempo, vale a pena também passar no vizinho Science Museum – fica logo atrás e é tão interessante quanto!

www.nhm.ac.uk
Abre todos os dias das 10 às 17:30 (sexta e sábado até às 22)
Entrada gratuita
Cromwell Road, SW7 5BD
Estação de metrô mais próxima: South Kensington (linhas Piccadilly, Circle e District)

Victoria & Albert Museum

O Victoria & Albert – também conhecido por V&A – é um dos museus mais queridos pelos brasileiros. E eu tenho uma teoria do porquê: porque ele tem um pouco de tudo, não é restrito as mídias tradicionais (pintura e escultura), e engloba história de várias partes do mundo e várias épocas. O V&A é o maior museu de artes decorativas e design do mundo (isso sem contar que tem a loja de museu mais bacana da cidade!), e lá você vai encontrar, entre outras coisas: peças de tapeçaria, cerâmica, mobiliário, jóias, fotografias, quadros, modelos arquitetônicos e peças de vestuário.

Foi no V&A que aconteceu a exposição do Alexander McQueen, que se não me engano foi a mais popular de sua história (era preciso pagar para entrar e havia fila na porta todo dia, horas antes do museu abrir), e lá também acontecem diversas instalações do London Design Festival todo ano. Por fim, a área externa que eles tem é uma delícia, e você pode ficar lá de bobeira sem necessariamente ter que passear pelo museu. Bastante gente que trabalha nas redondezas aproveira os dias de sol e calor pra almoçar nessa pracinha interna do V&A (e alguns dias eles tem até barraquinha vendendo Pimm’s, a bebida do verão londrino!)

www.vam.ac.uk
Abre todos os dias das 10 às 17:45 (sexta até às 22)
Entrada gratuita
Cromwell Road, SW7 2RL
Estação de metrô mais próxima: South Kensington (linhas Piccadilly, Circle e District)

At the V&A for the @l_d_f_official press conference

A photo posted by Helô Righetto (@helorighetto) on

echo adrotate_ad(8, true, 0, 0);

Leia também:


Vai Viajar?

Saia do Brasil com seu chip internacional já funcionando no celular.

Não esqueça de fazer o seu Seguro de Viagem, pois ele é obrigatório nas viagens para a Europa. Mesmo nos Estados Unidos, é altamente recomendado, pois como não existe saúde pública no país, qualquer problema mínimo de saúde pode resultar numa conta altíssima de hospital ou pronto socorro. Nós não viajamos sem seguro nunca. Faça sua cotação para encontrar o seguro que você precisa. Você pode pagar em até 12x no cartão ou ter desconto de 5% no boleto. Nossos leitores ainda recebem um desconto de 5% na hora de pagar. Use o código promocional: APRENDIZ5.

Reserve o seu hotel no nosso parceiro Booking

Precisa alugar um carro? Reserve o carro na RentCars. A cobrança será feita sempre em reais, sem IOF e você ainda vai poder dividir em até 12 parcelas no cartão de crédito ou ter um de 5% no boleto bancário.


12 COMENTÁRIOS

  1. Eu amei o Biritsh Museum, pra mim o mais emocionante foi a pedra Rosetta (inclusive postei sobre ele em meu blog: http://belivs.com.br/2015/11/londres-british-library-e-british-museum.html ) mas meu museu preferido mesmo de Londres foi o Imperial War Museum. Me arrependi muito de não ter ido mais cedo pra aproveitar mais. Me encantei principalmente pela parte dedicada ao holocausto.
    E você tem razão: impossível fazer uma listinha que agrade a todos e esteja de acordo com o que cada um espera da cidade, né? Mas foi um ótimo post que eu com certeza vou compartilhar com os amigos que visitarão Londres pela primeira vez.
    Um beijo!

  2. Excelente post Helo. Quando fui, gostei muito do National Gallery, fiquei admirada pelo o que ele é e oferece de forma gratuita. Infelizmente, não pude ir no V&A, mas fiquei bastante interessada. Espero poder voltar para conhecer. Sucesso!!

  3. Já fui em todos estes indicados, excelentes. E agora em dezembro/2015 fui no Museu de Ciência e Tecnologia. Imperdível.

  4. Oi! Bem, faz 3 anos q ñ vou a Londres mas já fui algumas vezes e conheço os museus mencionados. Mas ñ me lembro do local na 1ª imagem! Parece o British Museum, mas ñ me lembro dessa construção branca de inspiração árabe, com escadas laterais! Talvez seja uma parte reformada, ou remodelada. Em qual museu fica, por favor?
    Abraços!
    Rosane

DEIXE UMA RESPOSTA

Comente!
Por favor entre seu nome aqui