Morar em Portugal: Porto com visto de Empreendedor / Trabalhador Independente (D2)

2

Esse post faz parte da série Morar em Portugal que foi publicada na revista Aprendiz de Viajante, Edição 3. Como na revista publicamos apenas uma versão reduzida das entrevistas por causa do espaço, estamos publicando na integra aqui no blog.Comece lendo sobre os vistos disponíveis para quem quer morar em Portugal legalmente e leia mais sobre as experiências de brasileiros que foram morar no país. 

A Luíza Antunes tem 29 anos, é solteira e é blogueira de Viagens no  www.360meridianos.com. Ela mora e trabalha atualmente com um visto de trabalhadora independente (D2) no Porto em Portugal, prestando serviço para empresas europeias. Ela se mudou inicialmente para Portugal com visto de estudante em setembro de 2014 para cursar a Universidade de Coimbra, que foi concluída em setembro de 2016. Ela foi aprovada no mestrado em meados de maio de 2014, deu entrada no visto de estudante e em setembro de 2014 já estava em Portugal estudando. Como ela não possui o passaporte europeu ela fez todo o processo de visto no Brasil.

Veja aqui a entrevista na íntegra: 

Por que você se mudou para Portugal?

Eu estava buscando alguma oportunidade de mestrado no exterior, já tinha tentado e sido aprovada em outros países na Europa, cujo processo seletivo começa meses antes de Portugal, mas não consegui uma bolsa. Então, descobri que os mestrados em Portugal iniciavam o processo seletivo mais tarde, mais ou menos em março/abril, para iniciar as aulas em setembro. E os custos eram bem mais baixos, tanto da mensalidade quanto para viver no país. Me inscrevi na Universidade de Coimbra, fui aprovada e vim.

SEGURO VIAGEM COM 5% de desconto + 5% no boleto

Vai viajar? Não esqueça de fazer o seu Seguro de Viagem, pois ele é obrigatório nas viagens para a Europa e recomendado na maior parte das viagens para o exterior. Faça sua cotação para encontrar o seguro que você precisa. Você pode pagar em até 12x no cartão ou ter desconto no boleto. Nossos leitores ainda recebem um desconto de 5% na hora de pagar. Use o código promocional: APRENDIZ5 e ainda mais 5% se você pagar no boleto.

Como foi o processo de tomada de decisão de se mudar para Portugal? Quanto tempo de planejamento? Quanto tempo entre planejar e se mudar efetivamente? Você tinha passaporte português ou europeu?

Apesar de eu já estar planejando sair do Brasil há mais tempo, entre a decisão de vir para Portugal, a inscrição e aprovação no mestrado e a vinda, foi uma questão de poucos meses. Eu fui aprovada no mestrado em meados de maio, a partir daí dei entrada no visto de estudante, corri atrás da documentação e papelada para Universidade, seguro de saúde e passagens e em setembro embarquei de mala e cuia. Não tenho passaporte europeu, então tive (e ainda tenho) que passar por todo o processo de visto no consulado português no Brasil e autorização de residência no Serviço de Estrangeiros e Fronteiras em Portugal (o SEF).

O que você precisou fazer de processo burocrático para essa mudança?

Eu detalhei todo esse processo no blog. Precisei validar meu diploma no Brasil. O processo está mais fácil desde então: é necessário reconhecer em cartório as assinaturas do reitor ou autoridades nos documentos escolares e apostilar os documentos (algumas universidades exigem o reconhecimento no momento da inscrição).

Depois de aprovada, é necessário tirar o visto de estudante num consulado português, que te obrigada a apresentar um seguro de saúde (mas eles aceitam o documento do Ministério da Saúde brasileiro, o PB4) e também um comprovativo de subsistência. Esse visto só é válido por 90 dias, pois chegando em Portugal é necessário ir ao Serviço de Estrangeiros e Fronteiras regularizar o status e receber uma carteirinha de autorização de residência.

Muita gente me pergunta se pode vir para cá sem pedir o visto antes, uma vez que a entrada como turista é liberada por 90 dias. Eu desaconselho fortemente tal prática, porque as chances do SEF te obrigar a voltar para o Brasil são enormes. Além disso, no momento do embarque, se você estiver sem visto, algumas cias aéreas não permitem entrar no avião sem uma passagem de volta dentro de 3 meses (que é o limite para turistas).

Conte sobre a sua situação atual

Eu terminei meu mestrado em Coimbra em setembro de 2016, me mudei para o Porto e atualmente trabalho aqui com o meu blog, 360meridianos. Eu consegui um visto como trabalhadora independente e presto serviços para alguns clientes europeus. Como eu terminei o mestrado aqui é mais fácil conseguir um visto de trabalho na minha área do que se eu tivesse vindo só para trabalhar.

Qual foi a coisa mais difícil de se adaptar na nova vida/cidade?

Já morei nos Estados Unidos e na Índia e sem dúvida Portugal foi o local de mais fácil adaptação, seja pela proximidade cultural, da língua ou da comida.

Porém, mesmo com tantas semelhanças, os portugueses são mais fechados e tradicionais. E alguns – não todos! – tem bastante preconceito com brasileiros, seja pelo jeito de falar ou de ser. Isso pode pode dificultar um pouco.

Também tenho bastante dificuldade com o fato de que por aqui é permitido fumar dentro de lugares fechados e as pessoas fumam muito. E o frio também pode ser um vilão na adaptação de muita gente.

O que foi mais fácil do que você imaginava?

Pode parecer besteira, mas o fato da comida ser tão boa e parecida com a nossa ajuda muito a se acostumar.

Além disso, as cidades são bastante seguras e é fácil se acostumar a poder andar para todo lado, a qualquer hora, sem ser incomodada ou ter medo.

O que você mais gosta da nova vida/ cidade?

Coimbra é uma cidade linda e segura, mas que gira em torno da universidade e é pequena. Então, depois de dois anos vivendo lá me cansei e decidi vir para o Porto. É a segunda maior cidade do país, e fica no norte, então é uma oportunidade para conhecer essa região de Portugal. A facilidade para viajar por aqui, a vida cultural bastante animada, a beleza em geral foram os fatores que me atraíram.

Como é o custo de vida e a vida em geral na cidade que você mora?

Portugal é sem dúvida nenhuma o país mais barato da Europa Ocidental. Com a exceção de Lisboa, que está muito cara por conta dos turistas, é possível viver bem com cerca de 600 a 800 euros por mês. Isso falando da perspectiva de uma pessoa solteira que mora sozinha. Nas cidades menores, o aluguel é bem mais barato e gasta-se menos com transporte público. Mas o supermercado fica em torno de 100 euros por mês. É possível comer em restaurantes por uma média de 10 euros. Beber uma cerveja (ou fino, como dizem por aqui) custa €1. Um café e um pastel de nata sai por €1,20. Enfim, só para dar uma ideia dos custos.

Do que você mais sente falta do Brasil?

Sem dúvida nenhuma, sinto muita falta da família e dos amigos. Seriam minha única razão para voltar para o Brasil atualmente.

Do que você não sente falta do Brasil?

Acho que a insegurança é o principal defeito do Brasil para mim. O custo de vida nas grandes cidades também não ajuda. Gosto bastante de poder levar uma vida mais simples mesmo morando numa cidade grande aqui: não ter carro, andar para todos os lados ou usar transporte público dia e noite sem me sentir insegura.

Se você tivesse que se mudar para Portugal hoje, o que faria de diferente?

Nada. O meu processo de mudança foi bem tranquilo.

Se tivesse que escolher outra cidade em Portugal para morar, qual seria?

Bom, como eu já me mudei de Coimbra para o Porto, acredito que essa seja a resposta.

O que você diria para alguém planejando uma mudança para Portugal?

Em primeiro lugar, para a pessoa se informar bem sobre as condições de vida por aqui: por mais que seja um país lindo e seguro, também é um país em crise: não há muita oferta de emprego, principalmente fora das cidades grandes. E muitos dos confortos e comodidades que estamos acostumados no Brasil só existem aqui por um preço muito elevado.

E principalmente, minha maior dica é: não venha como turista para depois tentar visto de estudos ou trabalho. A chance de quebrar a cara é enorme e cada vez mais o SEF está fechando o cerco para esse tipo de comportamento.

Você tem planos de voltar para o Brasil?

Não tenho planos imediatos, mas voltaria para o Brasil se precisar.

Qual o seu lugar predileto em Portugal? Fale porque gosta dele e se tiver uma dica também, ótimo.

Meu lugar predileto em Portugal é a Serra da Estrela. É um cantinho especial, bem no meio do país, com belas paisagens em qualquer época do ano – inclusive neve no inverno, aldeias histórias com casas feitas de pedra, culinária e vinhos maravilhosos. A principal dica para quem quer conhecer a Serra é: alugue um carro, porque não há transporte público por ali, escolha uma cidade como base e circule bastante pelas montanhas.

Qual o Seu lugar predileto na cidade que você mora?

Meu lugar predileto no Porto é a Foz do Douro, que é o ponto onde do rio encontra com o Oceano Atlântico. Vale a pena pegar um ônibus até o Castelo do Queijo e depois caminhar pela orla até a Foz. Também recomendo comprar um vinho e assistir o pôr-do-sol dali.

Qual  a sua comida predileta em Portugal?

Essa é uma pergunta bastante difícil, visto que a comida daqui é muito boa, então vou responder duas coisas: meu prato favorito com bacalhau é o Bacalhau a Lagareiro, que é uma posta bem grande, grelhada e regada com azeite.

E ultimamente tenho comido muito o sanduíche de leitão com queijo da serra da Estrela, acompanhado de Espumante da Bairrada. É bem comum encontrar tascas tradicionais aqui no Porto que vendem o prato, que é delicioso e bem barato.

Que lugar você ainda quer visitar em Portugal e não conseguiu?

Portugal é bem pequeno, mas tem tanto lugar para visitar que é difícil conhecer tudo. Eu ainda não conheço o interior do Alentejo e estou me programando para ir lá no final de junho. Também tenho aproveitado que agora moro no Norte do país para conhecer mais essa região.

Leia também: 

 
Tem dúvidas, comentários ou perguntas? Deixe nos comentários que tentaremos te ajudar.

Vai Viajar?

Saia do Brasil com seu chip internacional já funcionando no celular.

Não esqueça de fazer o seu Seguro de Viagem, pois ele é obrigatório nas viagens para a Europa. Mesmo nos Estados Unidos, é altamente recomendado, pois como não existe saúde pública no país, qualquer problema mínimo de saúde pode resultar numa conta altíssima de hospital ou pronto socorro. Nós não viajamos sem seguro nunca. Faça sua cotação para encontrar o seguro que você precisa. Você pode pagar em até 12x no cartão ou ter desconto de 5% no boleto. Nossos leitores ainda recebem um desconto de 5% na hora de pagar. Use o código promocional: APRENDIZ5.

Reserve o seu hotel no nosso parceiro Booking

Precisa alugar um carro? Reserve o carro na RentCars. A cobrança será feita sempre em reais, sem IOF e você ainda vai poder dividir em até 12 parcelas no cartão de crédito ou ter um de 5% no boleto bancário.


2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Comente!
Por favor entre seu nome aqui