O que fazer em Copenhague

14

A capital da Dinamarca é uma gracinha com seus prédios coloridos, muitas bicicletas pelas ruas, o maravilhoso parque de diversões e jardins Tivoli e cafés charmosos. Adicione lojas de design incríveis, bons restaurantes e uma das monarquias mais antigas da Europa e você tem uma cidade que merece muito uma visita. Mas não se engane: embora pequena, tem muita coisa interessante pra fazer em Copenhague. Nós ficamos 5 dias (contando o dia de chegada no final do dia) e não vimos tudo o que queríamos.

Castelo de Rosenborg
Castelo de Rosenborg

Rosenborg Slot: um Castelo da época do Renascimento, construído em 1606. Foi usado como residência real até 1710. Virou museu em 1838 e tem uma coleção de objetos reais dos séculos 16 a 19, incluindo obras de arte, jóias, mobílias e armas. Fica no meio de um jardim enorme muito bonito, chamado Kongens Have (O Jardim do Rei). A sala do trono, Long Hall, construída em 1624, fica no último andar e as tapeçarias são espetaculares. As jóias da coroa, no subsolo, também impressionam, principalmente as coroas. Nós adoramos as jóias da coroa, principalmente a minha filha, como toda menina que gosta de contos de fada 😉 Faz parte do Copenhagen Card.
Endereço: Øster Voldgade 4a, 1350 København K
Telefone: +45 3315 3286

Algumas das coroas no Castelo de Rosenborg
Algumas das coroas no Castelo de Rosenborg

Rundetaarn: a torre circular de 36m de altura que era usada por astrônomos fica em uma das ruas de pedestres do centro e tem uma bela vista da cidade e das famosas torres de Copenhague. Foi construída no século 17 e o mais legal é que uma rampa circular te leva até quase o topo, você só sobe escadas no trecho final. Nós gostamos da vista e as crianças se divertiram com a rampa pra subir e descer…Faz parte do Copenhagen Card.
Endereço: Købmagergade 52A,1150 København K
Telefone: +45 3373 0373

Vista da Rundertaarn, com algumas das torres de Copenhague
Vista da Rundertaarn, com algumas das torres de Copenhague

Strøget: a rua de pedestres mais importante da cidade é também uma das mais longas e antigas ruas de pedestres da Europa. Tem desde lojas de souvenirs baratos a lojas ótimas de design dinamarquês para casa (como a Illums Bolighus que eu amei), porcelanas finas (Royal Copenhagen), roupas de marcas conhecidas (como Zara, H&M, etc), loja da Disney, da Lego (que é dinamarquesa pra quem não se lembra) e está sempre cheia de gente, como não poderia deixar de ser.
Endereço: começa na praça da prefeitura (City Hall Square) e vai até Kongens Nytorv, que é uma praça famosa perto do Nyhavn, mas que estava em obras quando visitamos.

Um pedacinho da Sroget, a rua de pedestres
Um pedacinho da Sroget, a rua de pedestres

Nyhavn: o porto mais lindinho que eu já vi, com os prédios coloridos que são o símbolo de Copenhague. Esses prédios que um dia foram empresas diversas de exportação e importação atualmente abrigam restaurantes diversos. O escritor Hans Christian Andersen morou em diversas casas ali: nos números 20, 18 e 67. A casa mais antiga da área, construída em 1681, fica no número 9. Nós jantamos em um dos restaurantes do Nyhavn, foi gostosinho mas nada espetacular (mas é uma área beeem turística então é mesmo complicado achar um lugar bom). Mas o lugar é lindo e vale a visita, deixe pra comer em outro lugar.
Endereço: Nyhavn 1-71, 1051 København K
Telefone: +45 3312 3233

Viaje com internet no seu celular

Vai viajar para o exterior? Já chegue no seu destino com o celular funcionando. A EasySim4u oferece plano de dados ilimitados em 140 países, para que você fique conectado a internet. Utilize o cupom exclusivo para leitores do blog APRENDIZDEVIAJANTE e receba frete gratuito! Veja meu post: Chip EASYSIM4U: Como usar a Internet na Europa.

Nyhavn, um dos lugares mais famosos de Copenhague
Nyhavn, um dos lugares mais famosos de Copenhague

Marmorkirken: pertinho do Castelo de Amalienborg, a igreja de mármore (tradução literal de marmor + kirken) é uma igreja com história conturbada – levou dois séculos para ser construída, por confusões políticas. Certamente bonita, mas não foi uma das mais belas que já vi. Entrada grátis.
Endereço: Frederiksgade 4, 1265 København K
Telefone: +45 3315 0144

Fachada da Marmorkirken, achei mais bonita por fora
Fachada da Marmorkirken, achei mais bonita por fora

Amalienborg: o Palácio que é a residência da Rainha da Dinamarca é composto por 4 prédios iguais, sendo um deles aberto a visitação, abrigando o museu. A troca da guarda acontece diariamente ao meio-dia, mas acabamos não chegando a tempo pra assistir (a guarda sai do castelo de Rosenborg as 11h30 e marcha até Amalienborg). Uma estátuda do rei Frederik V em seu cavalo fica bem no meio da praça rodeada pelos 4 prédios do castelo. Achei o museu bom, mas gostei mais do Rosenborg. As crianças adoraram ver os guardas reais marchando do lado de fora, mesmo não sendo a grande troca da guarda.
Endereço: 1257 København K
Telefone: +45 3312 2186

Guarda real no palácio de Amalienborg
Guarda real no palácio de Amalienborg

Amaliehaven: é o jardim real que fica entre os prédios do palácio e o calçadão na beira d’água. Tem uma fonte grande no meio e o jardim continuando de cada lado. Bonitinho, mas é tão pequeno que não impressiona muito.
Endereço: 1250 København K

Langelinie: um calçadão-porto moderno onde param navios de cruzeiros, entre outras embarcações. O jardim Amaliehaven fica nesse calçadão, e você pode ir andando até a Pequena Sereia e Kastellet, que foi o que nós fizemos. No caminho, pare pra apreciar um dos chafarizes mais antigos da cidade, Gefion Fountain, com estátuas em homenagem ao deus nórdico Gefjun. É uma ótima caminhada para um dia bonito, parando pra comer um crepe de nutella no caminho!
Endereço: Langeliniekaj 2 2100 København Ø

Vista do calçadão de Langelinie em Copenhague
Vista do calçadão de Langelinie em Copenhague

A Pequena Sereia: a estátua mais famosa de Copenhague é pequenina e fica com uma multidão de turistas ao redor. Ano passado foi o 100º aniversário dessa estátua de bronze que fica sentada em uma pedra na beira da água, esperando pelo seu príncipe. É daquelas coisas que todo turista faz mas que é decepcionante, na minha opinião. Decida se você não pode vir a Copenhague e não ver a Pequena Sereia ou não, mas já está avisado!
Endereço: Langelinie 2100 København Ø

A Pequena Sereia, centenária
A Pequena Sereia, centenária

Kastellet: a cidadela construída em forma de estrela em 1664 faz 350 anos em outubro próximo, então esse ano tem uma programação de eventos especiais. O lugar é mais interessante visto do alto do que de perto, em um dia comum é apenas uma área arborizada onde vimos muita gente correndo. Não vi nenhum prédio histórico aberto a visitação e vários estavam sendo reformados, ainda são usados por militares.
Endereço: Gl. Hovedvagt, Kastellet 1, 2100 København Ø
Telefone: +45 3311 2233

Passeando por Kastellet
Passeando por Kastellet

Tivoli: provavelmente a atração mais famosa de Copenhague, o parque e jardim Tivoli é o segundo parque de diversões mais antigo do mundo, e seus jardins são lindíssimos. Passamos o dia inteiro lá e as crianças amaram (e nós também). Além das atrações vintage que funcionam até hoje, o parque tem ainda restaurantes diversos, lojas (inclusive uma Illums Bolighus menorzinha), programação de shows e um show de luzes e música noturno com os chafarizes do lago (imagino que o show das fontes do hotel Bellagio em Las Vegas tenha sido inspirado no do Tivoli). Vale muito a pena visitar, mas fica aberto apenas de abril a setembro. Não faz parte do Copenhagen Card, mas compramos ingressos na hora sem problemas.
Endereço: Vesterbrogade 3, 1630 København V
Telefone: +45 33151001

Jardins do Tivoli de Copenhague
Jardins do Tivoli de Copenhague
Show de luzes e água no Tivoli
Show de luzes e água no Tivoli

Fælledparken: esse parque tem uma área verde imensa, mais de um playground bacanérrimo pra crianças (motivo de termos ido até lá), mas era meio fora de mão. Isso é claro depende de onde você vai ficar hospedado, mas deu pra ver que é um parque onde os moradores vão, não vimos turistas.
Endereço: Fælledparken 2100 København Ø

Towers Playground no Faelledparken
Towers Playground no Faelledparken

Christiansborg: este castelo com mais de 800 anos de história e reconstruído algumas vezes fica bem no centro e é a sede do Parlamento dinamarquês, gabinete do Primeiro-Ministro e da Suprema Corte. Os Royal Reception Rooms, que são usados para visitas de estado, os estábulos reais, as ruínas, o museu do Teatro e a capela do palácio são abertos a visitação, mas acabamos não entrando (foi uma pena). Tem também visita guiada grátis do Parlamento e se eles estiverem em sessão, visitantes podem assistir das galerias.
Endereço: Prins Jørgens Gård 1468 København K
Telefone: +45 3392 6492

Palácio de Christiansborg
Palácio de Christiansborg

Nationalmuseet: um museu muito bom pertinho do Christiansborg, com exposições como Pré-História da Dinamarca, Idade Média e Renascença Dinamarquesa, Coleção Real de Moedas e Medalhas, Antiguidades Clássicas e do Oriente Médio, exposições temporárias como a dos Vikings que nós vimos e um museu de crianças bem simpático, onde as crianças podem brincar e se vestir com roupas típicas dinamarquesas. Nós gostamos bastante e as crianças amaram. A entrada é grátis.
Endereço: Ny Vestergade 10, 1471 Copenhagen K
Telefone: +45 33 13 44 11

Entrada do Nationalmuseet em Copenhague
Entrada do Nationalmuseet em Copenhague

Vor Frelsers Kirke: essa igreja de 1680 tem uma das torres mais bonitas de Copenhague (a mais bonita na minha opinião). A escadaria em espiral que vai até o alto tem 400 degraus, sendo 150 deles externos, até o topo, a 90m de altura. Logicamente com duas crianças pequenas era impensável subir, mas dizem que é a melhor vista da cidade. Faz parte do Copenhagen Card.
Endereço: Skt. Annæ Gade 29, 1416 København K
Telefone: +45 3254 6883

A torre mais bonita, da Vor Frelsers Kirke
A torre mais bonita, da Vor Frelsers Kirke

Christiania: a cidade livre fundada pelos hippies nos anos 70 que é tolerada pelo governo dinamarquês é uma atração turística famosa que ninguém sabe quanto tempo ainda vai durar, depois de muitos problemas legais com o governo. Sinceramente eu não gostei, achei suja, feia, decadente e apenas um pretexto pra quem quer comprar drogas, que são negociadas no local. Não é permitido tirar fotos dentro da cidade. Me perdoem quem gostou, mas pra mim, como bem definiu um amigo, é a “favelinha de Copenhague”. Fiquei mais chateada de ter perdido o meu tempo por lá, podendo ter visitado outros lugares que não tivemos tempo.
Endereço: Bådsmandsstræde 43, 1407 København
Telefone: +45 32 95 65 07

Christiania,  a cidade hippie. Depois da entrada não pode fotografar mais.
Christiania, a cidade hippie. Depois da entrada não pode fotografar mais.

Lugares que não fomos mas que estavam na lista:

Torvehallerne: é o mercado municipal de Copenhague, que eu estava com água na boca pra visitar mas por um erro na programação acabamos não indo (passamos lá pertinho mas só fui reparar muito depois). Um lugar pra ver e provar ingredientes e comidas locais, fica perto do Castelo de Rosenborg.
Endereço: Frederiksborggade 21, 1360 Copenhagen K

Ny Carlsberg Glyptotek: um museu de arte que eu fiquei triste de não ter visitado, esse fica pertíssimo do Tivoli. Foi criado pelo fundador da cervejaria Carlsberg em 1888 e tem o acervo dividido em duas coleções, de arte antiga e arte “moderna”. A parte de arte moderna foca em pinturas e esculturas dinamarquesas e francesas do século 19, incluindo Impressionismo francês e mais de 40 obras de Gauguin, esculturas de Degas em bronze e 35 esculturas de Rodin. Um jardim de inverno com o café do museu completam o pacote. Faz parte do Copenhagen Card.
Endereço: Dantes Plads 7, 1556 København V
Telefone: +45 3341 8141

Danish Design Museum: passamos em frente a esse museu (fica razoavelmente perto do Palácio de Amalienborg) mas por causa do horário não entramos. É um museu de arte, artesanato e produtos diversos do Ocidente e Ásia desde a idade média até os dias de hoje. Faz parte do Copenhagen Card.
Endereço: Bredgade 68, 1260 København K
Telefone: +45 3318 5656

Danish Design Museum, não entramos
Danish Design Museum, não entramos

Frederiksberg: o Palácio e os jardins de Frederiksberg, em uma área de mesmo nome, foram usados pelos reis dinamarqueses como residência de verão, oficial ou temporária ao longo dos anos. Os jardins são famosos por sua beleza e o rei costumava passear de barco pelos canais. O Palácio é do início dos anos 1700. O infame zoológico de Copenhague fica ali perto, mas depois de tudo que eles fizeram nos últimos meses, ainda bem que não visitei.
Endereço: Roskildevej 28, 2000 Frederiksberg
Telefone: +45 3613 2600

Não coloquei nessa lista os passeios fora da cidade, falarei deles em outro post.

E você, conhece Copenhague? Tem alguma coisa a acrescentar a essa lista? Deixe a sua sugestão nos comentários!

Agradecemos ao Visit Copenhagen pelos ingressos para algumas atrações.


Vai Viajar?

Assine a Revista Aprendiz de Viajante! Assine a revista por R$ 120,00 + chip com 30 dias de internet ilimitada gratuita para usar em mais de 140 países!!!! Você sabia que o chip mais barato, de 5 dias, custa mais caro que a assinatura??? Então aproveite!!!! Assine agora.

Não esqueça de fazer o seu Seguro de Viagem, pois ele é obrigatório nas viagens para a Europa. Mesmo nos Estados Unidos, é altamente recomendado, pois como não existe saúde pública no país, qualquer problema mínimo de saúde pode resultar numa conta altíssima de hospital ou pronto socorro. Nós não viajamos sem seguro nunca. Faça sua cotação para encontrar o seguro que você precisa. Você pode pagar em até 12x no cartão ou ter desconto de 5% no boleto. Nossos leitores ainda recebem um desconto de 5% na hora de pagar. Use o código promocional: APRENDIZ5.

Reserve o seu hotel no nosso parceiro Booking

Precisa alugar um carro? Reserve o carro na RentCars. A cobrança será feita sempre em reais, sem IOF e você ainda vai poder dividir em até 12 parcelas no cartão de crédito ou ter um de 5% no boleto bancário.

Saia do Brasil com seu chip internacional já funcionando no celular.


14 COMENTÁRIOS

  1. Que sensacional! Agradeço muito pelas informações: descrever o básico de cada lugar, colocar as fotos, e principalmente por citar um pouco da história, isso me agrada bastante, em outras fontes de informação é comum encontrar menções vazias, que não falam nada das origens de cada lugar e das transformações ocorridas.

  2. Eu sou suspeita pra falar pq AMO a Dinamarca inteira!!!! Copenhagen definitivamente é uma das cidades + tops do mundo!!! E pior que estive por lá quando era adolescente ainda e nem visitei um monte de museus… Mas visitei a Ny Carlsberg Glyptotek e lembro que eu e meus amigos adoramos! A parte de parque de diversão do Tivoli nem é tão boa, mas a decoração é linda – parque de diversão vintage!!!! Christiania é msm suja! Quanto à Pequena Sereia, eu TIVE que ir pq fiz intercâmbio na cidade do Hans Christian Andersen (Odense) e ouvia tanto o pessoal falar dela, que tive que visitar – 2 vezes ainda por cima! Eu gostei não tanto pela estátua (eu sou baixinha e a estátua + a pedra ficam da minha altura, só a estátua acho que chegaria na minha cintura ou até menos), mas por ter conhecido a história do escritor e por gostar + das histórias dele do que as da Disney ou dos irmãos Grimm e por ela representar tanto para o país – o orgulho que eles têm do HC Andersen é imenso! Não tem lugar real + “conto de fadas” do que a Dinamarca, ainda mais para quem ama tanto castelos que nem eu!

  3. Olá Luciana! Estou indo a Copenhagen neste fim de semana. Estou com ótimas expectativas após ler seu post. obrigado pelas dicas.

  4. Também não achei a menor graça na Pequena Sereia…rsrs…Copenhagen é extremamente cara!!!!!!! Mas é um local muito diferente de tudo. Vc visitou o Castelo de Kronborg, em Helsingor? Imperdível…e estando em Copenhagen, não deixe de ir a Malmö, na Suécia…em 35min de trem vc chega facilmente a cidade que é um encanto…

  5. Oi Luciana, tudo bem?

    Adoro estes links. Agora em Maio eu, minha esposa e amigos estaremos indo para Suécia, Dinamarca e Noruega.

    Estamos anotando todas as dicas, porém estamos com dificuldades em encontrar hotéis acessíveis e com boa localização.

    Você teria algumas dicas de hotéis nestes lugares?

    Obrigado pelas dicas.

    Rodrigo

  6. Adorei poste! Bem estruturado com comentário, fotos e históricos dos lugares. Tive uma idéia bem legal do que li.Parabens!

  7. Olá, amei as dicas e saber as histórias de tudo que estou visitando aqui… 🙂

    Mas não entendi a parte:
    “O Palácio é do início dos anos 1700. O infame zoológico de Copenhague fica ali perto, mas depois de tudo que eles fizeram nos últimos meses, ainda bem que não visitei.”

    O que eles fizeram?

    Obrigada pelas dicas 🙂

DEIXE UMA RESPOSTA

Comente!
Por favor entre seu nome aqui