Roteiro de 5 dias em Nova York

54

A cidade de Nova York deve ser provavelmente uma das mais dissecadas do planeta em revistas de turismo e ainda assim resolvemos falar sobre ela na edição número 6 da revista, que você pode baixar gratuitamente e imprimir esse Roteiro de 5 dias em Nova York. A razão principal foi porque tem sempre coisas novas acontecendo e mesmo as atrações clássicas estão se reinventando constantemente e oferecendo novidades.

Ela continua tão popular e tão ou mais querida pelos brasileiros como nos anos anteriores. Só no último ano foram quase 1 milhão de visitantes brasileiros que vieram a cidade pela primeira ou pela décima vez e continuam gastando como nunca.

“guiadecomprasnoseua"

Planejar uma viagem para Nova York não é tarefa fácil. Já parta do princípio que você não terá dias suficientes para ver tudo o que você gostaria. Já tenha em mente que Nova York não é uma cidade para uma visita só (ainda bem!) e assim as frustrações serão menores. Apesar de considerar que bater perna por Nova York seja uma das melhores coisas pra se fazer na cidade, um mínimo de planejamento é necessário para que você não fique que nem barata tonta, perdendo tempo. Aqui estamos apresentando um roteiro de 5 dias, que acho que é o mínimo para ver os pontos principais da cidade, mas já aviso logo que ele é bem intenso e pode ser feito de maneira mais espaçada, se você tiver mais dias na cidade.

Nova York, a cidade que nunca dorme, exige preparo físico de atleta. Calçados confortáveis e muita disposição são itens obrigatórios na bagagem. Em troca, ela te proporciona dias inesquecíveis.

Viaje com internet no seu celular

Vai viajar para o exterior? Já chegue no seu destino com o celular funcionando. A EasySim4u oferece plano de dados ilimitados em 140 países, para que você fique conectado a internet. Utilize o cupom exclusivo para leitores do blog APRENDIZDEVIAJANTE e receba frete gratuito! Veja meu post: Chip EASYSIM4U: Como usar a Internet na Europa.

Roteiro de 5 dias

Nova York é daquelas cidades que você pode visitar vinte vezes e ainda assim não terá conhecido tudo. A cidade tem atrações, shows e restaurantes novos toda semana.

Neste roteiro de cinco dias estamos fazendo o roteiro básico, para quem tem pouco conhecimento de Nova York. Dividimos os dias por áreas em Nova York, já que perde-se muito tempo com deslocamentos. Eu sei, a vontade é ver o Central Park, Times Square e a estátua da liberdade num dia só, mas cada um fica num ponto diferente da cidade e metade do tempo vai ser gasto em deslocamentos.

Fiz este roteiro começando com dias mais intensos, porque quando a gente chega, a gente tem muito mais gás, não é mesmo? E ele vai diminuindo o ritmo nos últimos dois dias. Não se engane, ainda assim você vai andar muito e se quiser pular alguma atração ou pegar o metrô de um lugar pro outro, sem problemas.

Como ele é planejado por áreas, você pode trocar a ordem dos dias, que não vai fazer muita diferença. Cada dia tem sugestões de onde comer – de opções rapidinhas pra você não perder tempo a restaurantes mais sofisticados.  Uma seleção de lojas e lugares para comprinhas na redondezas e também hotéis na área, dicas e curiosidades fecham o roteiro. Espero que vocês curtam esse super roteiro que a gente preparou pra vocês!

Para ver nossas dicas de hotéis em Nova York:

 

Reserve Hotel em Nova York pelo Booking.com

Screen Shot 2014-07-12 at 1.57.27 PM

Dia 1 em Nova York – Times Square e Midtown

 

Clique na imagem para ir para o Google Maps
Clique na imagem para ir para o Google Maps

A nossa visita a Nova York começa pelo coração pulsante, vibrante e colorido da Big Apple: a Times Square na 7a avenida e Broadway. Com seus letreiros luminosos, esta é certamente uma atração do tipo ame ou odeie. Mas pra mim, não há como passar por Nova York sem dar uma passadinha por lá e ver os milhares de turistas se apertando nas calçadas esperando o sinal abrir. Se quiser fazer uma visita sem ser atropelado pela multidão, o começo da manhã é sempre mais calmo por lá.

Mas não deixe de dar uma passadinha a noite, quando os letreiros iluminados e o burburinho de gente mostram a intensidade e porque não, beleza do lugar. Enquanto estiver por lá, faça uma visitinha a icônica loja de brinquedos Toys R’Us, cujo símbolo máximo é uma roda gigante no meio da loja, que funciona de verdade.

Screen Shot 2014-07-12 at 1.56.03 PM

Comece a caminhar em direção ao Bryant Park, que fica na 6a avenida entre as ruas 40 e 42. A área verde no verão é um dos lugares favoritos dos novaiorquinos para um almoço rápido no gramado e a noite acontecem em datas predeterminadas uma mostra de filmes. É só trazer uma canga, ou cadeira, reunir os amigos e curtir um filminho ao ar livre. No inverno o Bryant Park recebe uma pista de patinação no gelo que funciona gratuitamente todos os dias de Dezembro a Março. Se você não tem seus próprios patins, pode alugar por lá mesmo. Para quem só quer assistir, há um bar e café com chocolate quente.

 

Ali mesmo na área do Bryant Park, caminhando na direção da 5a avenida fica a Biblioteca Publica de NY, de arquitetura belíssima com seus leões de pedra guardando a entrada. Entre no prédio e dê uma olhada na arquitetura interior e no último andar, há uma infinidade de mesas onde você pode plugar o seu computador ou usar a internet por 30 minutos nos computadores da biblioteca.

De lá, continue na 42nd street na direção da Park Ave até chegar na Grand Central Station, a estação de trem. Dentro da estação os destaques são: o relógio de 4 faces, que é um famoso ponto de encontro no meio da estação. O teto que é um mural astronômico, um projeto do pintor francês Paul Helleu e mostra o céu visto no Mediterraneo entre Março e Outubro, com mais de 2500 estrelas. As 60 estrelas maiores são iluminadas por fibra ótica. As duas escadarias, que ficam em cada ponta da estação e os os candelabros que estão dos dois lados do salão principal e nos Vanderbilt Hall foram durante muitos anos tidos como de bronze, mas a sujeira cobria o metal real: ouro. A Grand Central é uma ótima pedida na hora do almoço para uma comidinha rápida na praça de alimentação do subsolo ou se quiser algo mais sofisticado, faça reservas no Oyster Bar e Restaurante.

Saindo da Grand Central Station, vá em direção à 5a avenida e já comece a fazer “window shopping” até o Rockefeller Center Plaza na altura da 59th st. A estátua dourada de Prometheus marca o lugar, que pode mudar de acordo com as estações do ano. De Dezembro a Abril, o rink de patinação é um dos lugares mais frequentados por aqui e durante o mês de dezembro a enorme árvore de natal do Rockeffeler Center completa o cenário. No verão a área se transforma em um bar descolado, muito frequentado por turistas. Nesta área do Plaza ficam algumas lojas interessantes, inclusive a loja da LEGO que encanta crianças e adultos.

Screen Shot 2014-07-12 at 1.56.19 PM

Em frente ao Rockeffeler Center Plaza, visite a St. Patricks Cathedral , igreja em estilo neo-gótico. A entrada é gratuita e a igreja é lindíssima por dentro.

Se você curte arte moderna, a visita ao MoMA vai ser muito proveitosa, mas mesmo que você não tenha certeza se curte ou não, vá dar uma olhadinha, porque a coleção de arte moderna do MoMA é invejável. Se você comprou o City Pass, a entrada está incluída. O restaurante The Modern é também uma boa opção para almoço.

Comece a voltar para a Rockeffeler Center Plaza e dê uma paradinha antes para fotos no Radio City Hall. Você pode fazer o tour, para saber dos bastidores, das famosas rockettes ou então dar uma olhada na lista de shows para ver se há algo que te agrade quando for visitar.

Para fechar o dia, suba no Top of the Rock do Rockeffeler Center para ver o por do sol em Nova York com uma das vistas mais lindas da cidade e também ver a cidade ficando iluminada a noite.

Restaurantes nessa área: Brasserie Cognac, Serafina, Olive Garden, Bubba Gump, Hard Rock Cafe, Planet Hollywood, TGI’s Friday, Magnolia Bakery, Cake Boss, The Modern. Veja todos os endereços no mapa.

Dia 2 em Nova York – Downtown e Distrito Financeiro

Vamos começar o 2o dia do roteiro, tirando da lista uma das atrações mais visitadas da cidade: a Estátua da Liberdade. E ela dispensa apresentações não é mesmo? Além de visitar a Estátua da Liberdade, você pode também visitar a Ellis Island que conta a história dos imigrantes que chegaram no país.

É do Battery Park que saem as barcas para a Estátua da Liberdade e Ellis Island, também tem uma vista belíssima da Estátua e muita gente se reúne, por lá no fim do dia, para ver o pôr do sol ou só ficar apreciando a paisagem. Os ingressos para a estátua da liberdade podem ser comprados online e para mais detalhes, veja esse post: Nova York – Estátua da Liberdade. Mas se você não quiser pagar para ver a estátua da liberdade, pode usar como opção a Staten Island Ferry. Separe pelo menos 1:30 entre espera, viagem, ida e volta. Ah.. e prepare também o zoom da câmera.

Screen Shot 2014-07-12 at 1.56.50 PM

Depois de muitas fotos da estátua da liberdade, siga pelo Bowling Green até encontrar o touro de bronze (Charging Bull) que é um símbolo de Wall Street. A tradição aqui é passar a mão nas “partes” do touro para dar boa sorte. E por partes entenda: os chifres, o nariz e os testículos. A dificuldade é driblar os turistas e conseguir uma partezinha na foto pra vc!

Siga para o Federal Hall que fica em frente ao prédio da New York Stock Exchange e é o lugar onde Presidente George Washington foi empossado lá nos primórdios, como presidente dos Estados Unidos, quando Nova York ainda era a capital dos Estados Unidos. O lugar não é difícil de achar, uma estátua gigantesca do George Washington na escadaria.

Screen Shot 2014-07-12 at 1.57.55 PM

A New York Stock Exchange – A bolsa de valores de Nova York é onde o mundo das ações passam desde 1817. Infelizmente não dá pra entrar, mas dá pra ver o prédio e tirar umas fotos do lado de fora e cada dia ele tem uma faixa ou um evento diferente acontecendo por lá.

Continue andando pela Wall Street (Se quiser saber mais sobre a história financeira de Wall Street, faça um dos walking tours) até chegar a Trinity Church. Esta é a igreja mais antiga dos Estados Unidos, projetada por Richard Upjohn e construída em estilo gótico em 1846. Na mesma área fica também a St. Paul’s Church.

Depois de passear pelas igrejas, é hora de visitar o 9/11 Memorial e 9/11 Memorial Preview Site. O Memorial ao 11 de Setembro está ainda em caráter provisório por causa da construção dos prédios do World Trade Center, mas é uma belíssima homenagem e vale a pena a visita que é gratuita, mas precisa ser reservada online.

Se já cansou de caminhar, vá até a estação Chambers st e pegue o trem A ou C e desça na estação High Street no Brooklyn. Caminhe até o Brooklyn Park Greenway e a área do Dumbo para tirar fotos espetaculares do skyline de Nova York e da ponte no fim de tarde.

Quando tiver todas as fotos que precisa, volte caminhando pela Brooklyn Bridge e tirando fotos pelo caminho em cima da ponte. É uma lindeza!

Para lanches mais descontraídos ou um almoço leve escolhe um desses lugares: Baluchis Masala, Capri Café , The Meatball Shop e Adrienne’s Pizza Bar. Para um menu mais completo, as opções nesta área são Capital Grille, Delmonico’s, Financier Patisserie, Fraunces Tavern ou Harry’s NYC.

Para todos os endereços, veja o mapa do segundo dia.

Dia 3 em Nova York – Chelsea, 34th street e Empire State

O terceiro dia do roteiro vai ter uma combinação de mercados e de explorar mais calmamente a região de Chelsea e 34th Street. Então para começar o dia, que tal um café da manhã na Amy’s Bread no Chelsea Market (75 9th Ave entre 15th & 16th St)? O Chelsea Market é um prédio que já foi a fábrica do biscoito Oreo da Nabisco e ocupa todo um quarteirão. O mercado é uma delícia de ser explorado, além de uma diversidade de lojinhas especializadas, cafés, restaurantes, florista e o prédio também atrai aos amantes de arquitetura.

Além da seleção deliciosa de pães e croissants na Amy’s Bread, lá você encontra também scones, cupcakes e almoço rápido como pizzas e sanduíches. Você pode tomar seu café da manhã por aqui e explorar o local e tirar umas fotos(eu amo fotos de mercadinhos!) ou então dar uma voltinha pelo Chelsea Market e quando decidir que vai comer, pedir pra viagem e ir para a nossa próxima parada no tour de hoje: o High Line Park.

O High Line Park é um dos parques mais novos da cidade, a 1a fase foi inaugurada em 2009 e a 2a fase em 2011. Ele é um parque diferente, suspenso, usando linhas de trem desativadas. O High Line está localizado na área que vai Gansevoort Street no Meatpacking District até a West 30th Street, entre as avenidas 10th e 11th. Sentar para tomar café da manhã ou fazer um lanchinho aqui é bem comum. Entre as ruas 15th e 16th há vendedores ambulantes de comida Há vários prédios nas redondezas que se transformaram em verdadeiras instalações de arte e há banquinhos para sentar e apreciar as obras de arte de rua e também os passantes.

Screen Shot 2014-07-12 at 1.58.16 PM

Vá até o final, na 30th street e ande mais uns quarteirões até a 34th street para começar a olhar as vitrines. É na 34th na esquina da 9th ave que fica uma das lojas mais cobiçadas pelos amantes de eletrônicos: a B&H Photo & Video. Atenção aos feriados judaicos, que a loja não abre. Para quem ama produtinhos de beleza a Sephora e Walgreens do Empire State na 34th st são paradas certas. Não deixe visitar a Macy’s na 34th com a Broadway. Só nela você pode passar algumas horas, já que são 10 andares de tudo o que você imaginar de roupas, produtos para casa, sapatos e mais.
Se a fome apertar, há opções na área, mas eu recomendo ir até o Eataly, nem que seja depois do almoço para comer um doce ou gelato, ou mesmo tomar um café e conhecer essa maravilha do mundo gastronômico. Você pode sentar em um dos restaurantes dentro da EATaly e pedir um lasanha, ou um prato de massas com frutos do mar. Na seção dos doces os canolis são maravilhosos, mas meu favorito é mesmo o Baba al Limoncello. Há ainda várias seções com objetos de decoração italianos, viagens e etc.

Screen Shot 2014-07-12 at 1.58.35 PM

Se a EATaly estiver lotada, aproveite para levar seu lanchinho para o parque em frente, o Madison Square Park, que fica entre as ruas 23rd a 26th e Madison a 5a avenida. O parque, um dos 1700 parques, playgrounds e centros de recreação espalhados pelos cinco “Boroughs”, tem sempre uma instalação de arte acontecendo, no verão tem música ao vivo e um playground para quem vai a cidade com crianças. O gramado, perfeito para um picnic, para uma horinha de descanso depois de bater perna.

Nessa mesma área fica o Flatiron Building que é um prédio impossível de não ser notado nessa cidade repleta de prédios icônicos. O Flatiron foi um dos primeiros arranha céus de Manhattan e tem um formato triangular que lembra a base de um ferro de passar roupa (por isso seu apelido “flat iron”).

Depois de visitar essa área, você pode voltar as comprinhas na 34th st ou apenas descansar no parque até esperar a hora de visitar o Empire State Building

Eu sempre prefiro o fim de tarde, pois é quando a luz fica mais legal e dá pra ver o por do sol e a cidade ficando iluminada, mas se prepare para ficar pelo menos uma hora até conseguir subir(no verão e fim de semana certamente o tempo é maior e não se esqueça de verificar o horário do por do sol, pois você não vai querer ficar lá em cima esperando por 3 horas). É preciso passar por seguranças, filas até conseguir chegar nos elevadores que levam ao topo do Empire State, mas se você tiver o City Pass, você entra numa fila menor.

Uma dica é que quando você entra no Empire State durante o dia, você pode receber um ticket para entrar novamente depois das 10 da noite e acredite, vale a pena! Ver a cidade toda iluminada a noite, principalmente se o tempo estiver bom, é inesquecível.

Dia 4 em Nova York – Upper East Side: Um parque e dois museus


Vamos começar o dia no museu Guggenheim (se for uma quinta-feira, pule esta atração porque o museu estará fechado, nos outros dias ele abre de 10 da manhã as 5:45) que é uma obra do arquiteto Frank Lloyd Wright e é uma belíssima construção em Nova York. O museu em forma de rotunda, ou uma espiral, tem seis andares e uma instalação permanente do Thannhauser Collection com quadros de Cézanne, Gauguin, Manet, Monet, Picasso, Pissarro, Renoir, and van Gogh. Além disso, instalações temporárias como a Italian Futurism que fica no museu até Setembro de 2014. Se estiver lá na hora do almoço, experimente o restaurante The Wright que foi escolhido com um dos melhores restaurantes designs da cidade.

Você pode começar a caminhar pela 5a avenida em direção ao Metropolitan ou ir passeando pela Madison Ave para ver um outro lado da cidade, as lojas onde os locais vão comprar. Na Madison ave tem um monte de lojinhas bacanas, além das marcas grifadas tradicionais sem as multidões da 5a avenida, tem também lojinhas de marcas diferentes, principalmente para quem tem crianças como a Bonpoint (810 Madison Avenue – entre 67th & 68th) e a Baby CZ( 820 Madison Avenue – entre 68th & 69th). Mesmo que você não vá comprar nada, é uma delícia andar por essa avenida e olhar as vitrines e novidades.

Nossa próxima parada é no Metropolitan Museum, carinhosamente chamado de Met. O Met é um dos 10 maiores museus do mundo e é o maior museu dos Estados Unidos. Um dia é pouco para explorar esse museu que abriga coleções de arte clássica da antiquidade, egípcia e também pinturas e esculturas dos mestres europeus. Se você não sabe por onde começar, dê uma olhadinha nas diversas brochuras na entrada do museu ou veja o quadro abaixo a sugestão de 10 obras para ver no Metropolitan Museum.

Screen Shot 2014-07-12 at 1.59.35 PM

Um dos meus lugares favoritos no Met é o “Roof Garden” que é um jardim no topo do museu com vistas lindíssimas do Central Park e dos prédios de Manhattan. O Garden Café e Bar é bem popular e durante o verão é um lugar muito procurado para o happy hour no fim de tarde, principalmente nos fins de semana.

Depois de se deliciar com arte no Metropolitan, que tal uma pausa para apreciar um pouco do que o Central Park tem para oferecer. O Central Park tem diversas atividades, mas a minha favorita é mesmo estender uma canga na grama e observar o movimento. Atrás do Metropolitan fica a Great Lawn que é uma área verde que vira a praia dos nova-iorquinos no verão. O palácio Belvedere que tem vistas lindas do lago e do Central Park e o Shakespeare Garden também ficam nas imediações da rua 79th.

Screen Shot 2014-07-12 at 1.59.10 PM

O Conservatory Garden é um jardim lindíssimo com flores e fontes em três estilos: francês, italiano e inglês. Mas ele fica no East Side entre as ruas 104th e 106th, entre na 5a Ave na altura da rua 105th.

Indo para o lado sul, ou “descendo” o Central Park dá passar pela estátua de Alice in Wonderland, que tem sempre alguém dependurado nela para tirar fotos e também passar pelo laguinho da Conservatory Water onde pode-se alugar os barquinhos de controle remoto por US$11 por meia hora. Se o seu negócio é barco de verdade, é possível de abril a novembro, alugar barcos por US$15.00 por hora para até quatro pessoas na The Loab Boathouse. A entrada mais próxima de lá é a rua 72th na esquina com a 5a avenida. O restaurante Lakeside que tem vistas lindas para o lago é uma boa opção se a fome bater, mas é bom se planejar e fazer reservas com antecedência. O Express Café é uma opção para lanchinhos rápidos e o Outside Bar só abre quando o tempo está bom.

Depois de andar de barquinho é hora de passar pela icônica Bethesda Fountain, cenários de muitos filmes que se passam em Nova York e de onde é possível ver os barcos de um outro ângulo. Hoje estamos concentrando no lado leste do Central Park, mas para quem não resistir, o Strawberry do John Lennon(que está na programação do 5o dia) fica nesta mesma área na Terrace Dr, mas pro lado oeste.

Pegue a East Drive no sentido sul, para chegar até o Zoológico do Central Park fica na 64th St com a 5ª Ave . Este zoo é o que aparece no filme “Madagascar” e tem poucos animais, mas é bem interessante.

Saindo pela 5a avenida é onde encontramos as carruagens, que é uma opção de passeio pelo Central Park, mas que tem gerado controvérsia, porque algumas pessoas reclamam de maus tratos aos cavalos.

Screen Shot 2014-07-12 at 1.59.22 PM

Para finalizar o nosso 4o dia, antes de escolher um restaurante legal para jantar, ou um espetáculo na Broadway, ou mesmo um dos Rooftops Bars da cidade, vamos dar uma voltinha para posar em frente uma escultura que define o nosso amor por Nova York. A Love Sculpture do Robert Indiana que está presente na Philadelphia, no museu de Indianápolis e em outros lugares do mundo é parte do dia a dia em Manhattan na esquina da rua 55th e a 6a avenida(Avenue of Americas).

Depois desse dia intenso se ainda sobrou alguma energia, você pode aproveitar sua noite na cidade que nunca dorme! Seja um jantar, um bar em um terraço com vista, um jogo, um show, ou mesmo um clube, o que não faltam em Nova York são opções para agradar a todas as tribos.

Screen Shot 2014-07-12 at 1.55.15 PM

Dia 5 em Nova York – Upper West Side


O roteiro do nosso último dia em Nova York vai ser pelo Upper West Side, uma área que está se desenvolvendo muito, com novas atrações e opções de restaurantes e cafés. Se for um fim de semana, recomendo procurar um brunch e um que eu gosto muito é no restaurante Asiate no Mandarin Oriental que fica em Columbus Circle, do lado do Central Park e bem no iniciozinho do da área do Upper West Side. Mas há opções em Manhattan para todos os bolsos e gostos.

A primeira atração do dia será o American Museum of Natural History que fica próximo a estação de metrô da 81st St. Esse museu é um sucesso tanto com as crianças quanto com os adultos. Alguns dos destaque do museu são: a ala dos dinossauros com o majestoso Tyranosaurus Rex e o Stegosaurus, os planetas, uma sequoia gigante, a baleia azul suspensa, vários meteoritos e o esqueleto de Lucy. O museu tem diversos tours temáticos e um dos mais populares é o do Noite no Museu que foi filmado lá. Entre outros artefatos que viraram personagem do filme é possível ver o moai , o macaco capuchinho e o T-Rex entre outros. Se a fome apertar, o AMNH tem uma praça de alimentação e três cafés espalhados pelo museu. Dê sempre uma olhada no calendário de eventos porque há sempre programações especiais acontecendo no museu.

Depois de explorar o museu, vá descendo a 8th ave até a altura da rua 72nd. Ali, em frente ao Central Park fica o prédio Dakota onde morava e foi assassinado o John Lennon em 1980. Entrando pela 72nd no Central Park é possível ver Strawberry Fields, memorial dedicado ao Lennon, que tem o mesmo nome de uma música dos Beattles “Strawberry Fields Forever”. O mosaico de pedras portuguesas tem no centro a palavra Imagine e virou espaço de homenagem e peregrinação de fãs do cantor. No aniversário de Lennon em 9 de outubro e no aniversário de sua morte, 8 de Dezembro, fãs se reúnem para cantar suas músicas e prestar homenagens.

Descendo pela Central Park West, entre na rua 65th até alcançar a Broadway. Nesta área você terá várias lojas, inclusive uma Century 21 e também loja da MAC de cosméticos.

A próxima parada no nosso tour de hoje é no Lincoln Center, que tem várias organizações no mesmo complexo: a famosa The Juilliard School, The Metropolitan Opera, o New York City Ballet, a New York Philharmonic entre outras. Há tours diariamente de 10:30 as 16 horas e custam US$18 para adultos. Durante o ano inteiro e principalmente no verão, há diversos shows e atividades gratuitas no Linconl Center. Dê uma olhada no calendário de eventos (http://lc.lincolncenter.org/find-an-event).Na área do Lincoln Center há varios restaurantes e cafés interessantes. O Bar Bouloud é uma excelente sugestão, seja para um drink ou uma refeição.

Terminamos o nosso tour pela cidade no Intrepid Sea, Air and Space Museum que é um museu em um porta-aviões onde está localizado atualmente o ônibus espacial Discovery. Finalize o passeio por Nova York no seu lugar predileto na cidade e não se preocupe com o que não conseguiu ver, já comece a pensar na próxima, porque Nova York com certeza vai deixar saudades.


Vai Viajar?

Assine a Revista Aprendiz de Viajante! Assine a revista por R$ 120,00 + chip com 30 dias de internet ilimitada gratuita para usar em mais de 140 países!!!! Você sabia que o chip mais barato, de 5 dias, custa mais caro que a assinatura??? Então aproveite!!!! Assine agora.

Não esqueça de fazer o seu Seguro de Viagem, pois ele é obrigatório nas viagens para a Europa. Mesmo nos Estados Unidos, é altamente recomendado, pois como não existe saúde pública no país, qualquer problema mínimo de saúde pode resultar numa conta altíssima de hospital ou pronto socorro. Nós não viajamos sem seguro nunca. Faça sua cotação para encontrar o seguro que você precisa. Você pode pagar em até 12x no cartão ou ter desconto de 5% no boleto. Nossos leitores ainda recebem um desconto de 5% na hora de pagar. Use o código promocional: APRENDIZ5.

Reserve o seu hotel no nosso parceiro Booking

Precisa alugar um carro? Reserve o carro na RentCars. A cobrança será feita sempre em reais, sem IOF e você ainda vai poder dividir em até 12 parcelas no cartão de crédito ou ter um de 5% no boleto bancário.

Saia do Brasil com seu chip internacional já funcionando no celular.


54 COMENTÁRIOS

  1. Favor me indique um site onde possa comprar entradas antecipadas para espetáculo da Broadway e o que é e onde comprar o City pass mencionado

    • Pessoal, comprei tickets para jogos de basquete, radio city e broadway pelo ticketmaster.com.
      Uma amiga comprou e não teve problemas.
      Viajo em novembro e decidi comprar antecipadamente para não ficar com os ingressos esgotados ou mais caros.

  2. Vou à NY em dezembro para passar o natal (chego dia 19 e saio dia 26/12). Com será inverno, posso seguir suas sugestões ou vc tem outras dicas?
    Outra coisa, será q vc tem alguma sugestão para a noite de 24/12? Agradeceria bastante. Grande beijo,
    Silvia

  3. Olá Claudia Beatriz: Estamos indo no dia 16 de setembro para Boston depois teremos 11 dias para fazer a Nova Inglaterra. Pensamos ir a Providence , New port , onde vistaremos as mansões. Gostaríamos de ver a Fall Foliage , Terias algumas sugestões ,porque estou um pouco perdida, terminaríamos em Boston. Em 02 de outubro estaremos até dia 09 em NY.,Esta já é a terceira vez que vamos, mas sempre pego tuas dicas. Se puderes me ajudar ficaria grata. izabel

  4. Prezada Claudia: Muito bom o seu blog. Informações legais sobre viagens.
    Gostaria de saber se você pode me ajudar a encontrar uma empresa de ônibus em NY para um tour de 2 dias em Washington, de preferência com hospedagem inclusa.^

    Obrigado

  5. Oi, gostei muito das dicas pretendo usar todas, vou com minha esposa e dois casais de amigos em dezembro, ficaremos 9 dias, temos intenção de tirar um dia para conhecer Washington, você acha que vale o deslocamento? O blog tournossodecadadia, que indicou o seu blog.

  6. Olá,

    Passando pra agradecer o roteiro! Meu marido e eu estamos adorando! Estamos seguindo à risca, mesmo com nosso bebê de quase 1 ano (viemos pra NY comemorar seu primeiro aninho). Muito obrigada por compartilhar! Amanhã será o 3º dia.

  7. Adorei as dicas estou indo com meu marido e vamos ficar 4 dias em Nova York…com certeza vou aproveitar o seu roteiro!!!!
    Obrigada

  8. NA ULTIMA VIAGEM A NYC (NOVE-2012) ADQUIRI UM AT&A, MODELO Z221, COM CHIP PRE-PAGO, GOSTARIA DE SABER SE AINDA É VALIDO E POSSO RECARREGÁ-LO OU SE TENHO QUE COMPRAR OUTRO APARELHO E CHIP ??

  9. Amo viajar, sou apaixonada por Nova York, porém nunca fiz uma viagem internacional, eu e meu namorado estamos planejando mas ainda vai demorar, tenho certo receio e medo de ficar perdida por lá, sei lá! Adoro seu blog, não deixe de postar! Bjs

  10. Oi, Cláudia. Gosto muito de ler os seus posts. Realmente ajuda muito na hora de decidir onde ir, o que fazer. São informações de muito valor para quem não tem tanta experiência em viagens. Lendo alguns de seus posts sobre Nova Iorque, como estou planejando uma viagem para lá no mês de junho, gostaria de saber de você se vale a penas comprar o cartão “New York Pass” . Hoje o custo do cartão válido para 07 dias é de U$ 249,00 por pessoa, aproximadamente, com entrada em diversos pontos turísticos na cidade. Estou na dúvida se compro este cartão pois em alguns lugares mais visitados existem alguns dias que a entrada é um valor simbólico e que paga-se o que tiver disponível a pagar.

    • Outra coisa que me lembrei agora, existem alguns sites onde recomenda ou sugere o aluguel de alguns imóveis para ficar durante a viagem ao invés de ficar em hotéis. O que você acha desta prática de hospedagem ???

        • Obrigado, Heloisa. Muito bom ter sua opinião quanto ao airbnb. Como nunca utilizei este meio de hospedagem, ter referências de pessoas experientes em viagens ajuda muito.

    • Frabricio,

      eu nunca usei o New York Pass, mas já usei o City Pass e acho que vale a pena. Além de cortar fila. O problema de ir nos lugares mais visitados nestes dias em que o valor é simbolico ou de graça, é que todo mundo resolve ir também e você acaba perdendo um tempo precioso. Mas ó, coloque na ponta do lápis e veja se vale a pena pra você, se a grana é mais valiosa que o tempo ou vice versa. 🙂

      • Esta certo. Vou pensar mais um pouco. Como é a primeira vez que vou para Nova Iorque, ainda não sei pesar muito o que é prioritários na questão dos passeios e quanto realmente desembolsarei para isso. Mesmo não sendo muito barato, talvez valha a pena adquirir estes passes para ter a liberdade em ir visitar qualquer lugar, mesmo que o itinerário de passeios já esteja feito. Abraço.

  11. Vou a NY no dia 10 de dezembro de 2015 e voltar dia 15, só que meu filho terá 1 ano e 5 meses nessa data. Você acha que dará pra fazer esse roteiro com um Bebe? e a friagem atrapalhará muito? Qual melhor lugar para se hospedar ? estava vendo uns hoteis no SOho, é uma boa opção?

  12. parabens! segui seu roteiro na semana passada e soh me resta agradecer! eu e minha mae pudemos aproveitar cada atração de NYC, deu tudo certo, a divisao dos passeios por localizaçao foi excelente e essencial pra otimizar nosso passeio! sensacional!

  13. Olá Claudia
    Acabei de chegar de New York e gostaria de te agradecer pelas dicas deste blog. Eu segui a maioria delas (apenas exclui alguns itens e edicionei outros de acordo com meus interesses). Realmente as dicas foram muito valiosas e deu tudo muito certo. Obrigado mesmo!!
    A única recomendação que eu faria é a seguinte: Nos dias com eventos um pouco mais demorados por causa das filas, acredito que vale a pena alterar a ordem e começar o dia por eles. Por exemplo: no dia do empire state building, eu já comecei o dia visitando ele, e depois fui às outras atividades do dia. Dessa forma eu evitei filas, pois cheguei ao predio logo cedo, vi uma vista maravihosa, que é NY pela manhã, e depois fiquei com o dia livre para explorar o Chelsea Market, a 34th, Macy’s, Eataly e etc com calma.
    Outra coisa que valeu muito a pena foi ter comprado o New York CityPass (diferente do New York Pass). Além de economizar uma grana, ainda “furei” muitas filas graças à ele.
    Enfim, mais uma vez obrigado pelas dicas.
    Bruno.

  14. Seu roteiro é ótimo, obrigada por compartilhar! Como faço pra inserir os mapas em Meus Lugares do Google Maps para poder fazer alterações?

  15. Bom dia. Gostaria de um favor seu, sei que voce em algum lugar explicou como ir até Filadelfia, e andar por lá e voltar no mesmo dia. Mas não estou mais encontrando a página. Se puder me informar, ficarei muito agradecido.
    Atenciosamente

DEIXE UMA RESPOSTA

Comente!
Por favor entre seu nome aqui