10 igrejas incríveis na Inglaterra

1

Estudar história da Inglaterra é desafiador. São batalhas, reis, rainhas, bispos e muitos, muitos monumentos. No menor dos vilarejos, por exemplo, é possível que você encontre uma igreja maravilhosa. Talvez a que tenha a capela mais antiga, ou o vitral mais alto do país, ou a nave mais comprida, ou o sino mais pesado. Cada igreja na Inglaterra tem um “maior/melhor” pra chamar de seu.

Entrar nessas igrejas é um privilégio, e eu não digo apenas para quem é religioso. Porque mais do que lugares de devoção, elas tem história enraizada em suas paredes, estátuas, vitrais, túmulos e detalhes arquitetônicos. Selecionei aqui 10 das que já visitei que mais me impressionaram. É possível escrever um livro sobre cada uma delas, e fazer um paralelo com a história da Inglaterra, como já falei.

O Seguro Viagem é Obrigatório na Europa

Não esqueça de fazer o seu Seguro de Viagem, pois ele é obrigatório nas viagens para a Europa e precisa ter uma cobertura mínima de 30 mil Euros. Faça sua cotação para encontrar o seguro que você precisa. Você pode pagar em até 12x no cartão ou ter desconto no boleto. Nossos leitores ainda recebem um desconto de 5% na hora de pagar. Use o código promocional: APRENDIZ5.

Catedral Christ Church (Oxford)

Uma das construções mais antigas de Oxford, do século 12. Note que ela é chamada de ‘Catedral’, e não ‘Capela’, como é o caso de igrejas de outras colleges tanto em Oxford como em Cambridge (ela pertence a Christ Church College, a entrada na catedral faz parte do percurso dentro dessa College). Essa é a única no mundo com essa particularidade. Apesar de pequena, ela é repleta de detalhes arquitetônicos maravilhosos, alguns dos quais estão destacados no folheto entregue assim que você entra. Não deixe de passar por todas as áreas da catedral, para reparar nos monumentos e vitrais. Um dos vitrais mais impressionantes está no fundo, do lado esquerdo, e foi criado pelo artista Edward Burne-Jones em 1878. Burne-Jones depois tornou-se um dos integrantes dos Pré-Rafaelistas, um movimento artístico fundado em Londres em 1848.

*****Compre o Guia de 1 dia em Oxford por R$9,90*****

Abadia de Bath

A Abadia de Bath é uma das principais atrações da cidade (juntamente com os banhos romanos, que ficam logo ao lado). Ela data de 1539 (apesar de que outras igrejas existiram nesse exato local antes da construção atual), e seu interior foi totalmente reformado no século 19. Entre 1864 e 1874 Sir George Gilbert Scott realizou as adaptações necessárias para exaltar o estilo gótico vitoriano. O teto e os vitrais merecem atenção especial, e há também a possibilidade de subir nas torres e ver a cidade do alto (nesse caso é preciso comprar ingresso separadamente). Uma dica é baixar o áudio guia, disponível no site, antes de ir pra lá. É só clicar aqui.

*****Compre o Guia de 1 dia em Bath por R$9,90*****

inglaterra

Catedral de Winchester

A Catedral de Winchester como existe hoje começou a ser construída no século 11. É uma história extensa, refletida na arquitetura e detalhes do interior da catedral, já que cada bispo que assumia o comando queria deixar sua marca (coisa aliás bem comum nas construções religiosas da Inglaterra e de toda Europa). Mas, por incrível que pareça, não é a parte romana ou medieval da história da Catedral de Winchester o fator responsável por atrair tanta gente até lá, e sim o túmulo de Jane Austen, uma das escritoras mais famosas do país e até hoje uma grande influência na literatura mundial.

Ah, não deixe de ver de perto a Bíblia de Winchester, que data do século 12. Não é apenas um ícone religioso mas também uma preciosidade editorial, ilustrado por diversos artistas utilizando materiais nobres. Mas, talvez a coisa mais inusitada e peculiar que você verá nessa Catedral é um capacete de mergulho. O que? Pois é verdade!  A Thaís explica tudinho nesse post mega completo sobre a Catedral de Winchester. Leia até o fim! E aqui você pode ler o post sobre o passeio de um dia inteiro em Winchester.

Catedral de Canterbury

Como contei no post sobre minha visita a cidade de Canterbury, tenho até receio de escrever sobre a Catedral de Canterbury, pois é uma contrução tão incrível, tão cheia de história e detalhes arquitetônicos, que não quero ter a pretensão de falar para vocês que em uma ou duas visitas dá pra ver tudo e aprender sobre seu passado complexo. A Catedral é Patrimônio Mundial da Humanidade, foi fundada no ano 597 d.C. e já sofreu diversas alterações. Como qualquer outra construção assim tão antiga, ela está em constante manutenção, então há sempre a possibilidade de alguma parte estar fechada para visitação.

Nós tivemos o privilégio de fazer um tour guiado de aproximadamente uma hora e meia pela Catedral, o que é uma ótima pedida para quem gosta de saber detalhes e curiosidades não apenas sobre a arquitetura, como também sobre as pessoas que passaram por ali. Acredito que o personagem mais conhecido da história da Catedral de Canterbury seja Thomas Becket, Arcebispo que foi assassinado lá dentro no ano de 1170. Há quem visite Canterbury apenas para ver o exato local onde ele foi morto e também prestar homenagens junto ao seu suposto túmulo. Veja aqui o post completo sobre Canterbury e a Catedral.

Catedral de St Albans

É o mais antigo local de adoração cristã e foi construída no terreno onde St Alban, o primeiro santo britânico, foi enterrado. Apesar de provavelmente existir desde o século 8, a maior parte da construção que se vê hoje é do século 11, e tem características normandas e romanas, com várias adições feitas no século 19 em estilo gótico. Ou seja, um deleite pra quem gosta de história da arquitetura. Mas não é preciso ser um especialista pra notar todas essas influências. Sente-se em um dos bancos e observe a diferença entre os arcos centrais, e também as pinturas nos pilares que suportam os arcos. Há inclusive estátuas bem recentes (procure as figuras coloridas no altar) que representam outras fés cristãs. Pois é, apesar de ser oficialmente um estabelecimento da fé anglicana, a Catedral de St Albans também tem serviços/cultos/missas das fés católica, ortodoxa e luterana. Veja aqui o post completo sobre essa catedral.

Foto: Thaís Nascimento
Foto: Thaís Nascimento

Catedral de St Paul (Londres)

A Catedral de St Paul em Londres não é apenas um dos ícones arquitetônicos da cidade mas também a principal igreja da Diocese de Londres. A construção que vemos hoje data de 1710 e sobreviveu a Blitz durante a Segunda Guerra Mundial (ainda que tenha sofrido ataques e destruição de algumas partes), mas nesse local já existia uma igreja antes, destruída pelo incêndio de 1666. E, antes disso, outras igrejas ocuparam a área. Não há indícios fortes o suficiente para determinar uma data exata, mas é sabido que em 1087, também após um incêndio, a antiga Catedral de St Paul começou a ser construída ali.

Nave – By Diliff – Own work, CC BY-SA 3.0

O interior da Catedral de St Paul é imenso e impressionante. Como em várias catedrais na Inglaterra, ela tem a nave principal, o setor do coral e capelas adjacentes. Os mosaicos, pinturas e detalhes arquitetônicos são maravilhosos e estão em execelente estado, muito bem conservados. A cripta Catedral de St Paul guarda os restos mortais de Lord Nelson (comandante da Batalha de Trafalgar, é sua a estátua na Trafalgar Square) e outras personalidades britânicas, além de memoriais que prestam homenagem a militares, monarcas, religiosos e pessoas que de alguma forma deixaram um legado importante para a sociedade, como no caso de Florence Nightingale. Outra grande atração da Catedral de St Paul é a vista de Londres lá do alto. Aliás, essa é umas das principais razões que levam os turistas e moradores até lá, pois ver a cidade do alto é sempre um prazer. É uma subida difícil, são cerca de 550 degraus. Veja aqui o post completo sobre essa catedral. A Liliana do blog Catálogo de Viagens fez um post falando como visitar a Catedral de St Paul sem precisar comprar ingresso, veja aqui.

King’s College Chapel (Cambridge)

A King’s College Chapel é um belíssimo exemplo de arquitetura gótica. Levou um século para ser construída (entre 1446 e 1515, mas os vitrais foram terminados apenas em 1531). O interior da capela é de cair o queixo: além do imenso órgão central e dos maravilhosos vitrais, o teto em abóbada em formato de leque é impressionante. Essa igreja é um dos cartões postais de Cambridge, e também e famosa por causa do seu coral, que faz apresentações frequentes.

*****Compre o Guia de 1 dia em Cambridge por R$9,90*****

Catedral de Salisbury

A Catedral de Salisbury geralmente entra no roteiro de quem visita Stonehenge de transporte público. Isso porque, saindo de Londres, é preciso pegar um trem até Salisbury e então um ônibus entre Salisbury e Stonehenge. Assim como as demais igrejas citadas nesse post, ela é uma construção antiga. cheia de história e detalhes. Mas ela tem uma vantagem sobre as outras: lá você verá um dos quatro exemplares da Magna Carta que existem, sendo essa a mais bem conservada de todas.

*****Veja aqui como visitar Stonehenge*****

Inglaterra
http://www.wyrdlight.com Author: Antony McCallum

A torre em espiral é a mais alta do Reino Unido, e nessa catedral está também o relógio mais antigo do mundo ainda em funcionamento

St George’s Chapel (Windsor)

A visita a St. George’s Chapel, que fica logo lado (dentro da mesma propriedade) do Castelo de Windsor, está inclusa no valor do ingresso para visitar o castelo. Assim como no Castelo, fotografias não são permitidas. Mesmo que você esteja cansado (o que é bem provável, após percorrer os State Rooms do castelo), a visita a igreja é a cereja no bolo: o final perfeito e memorável. Construída no século 14 em estilo gótico, ela é tão parte do dia a dia da família real como o próprio Castelo.

*****Compre o Guia de 1 dia em Windsor por R$9,90*****

Ali aconteceram casamentos e estão enterrados diversos monarcas, como Henrique VIII e George VI (o pai da Rainha Elisabeth. Lá estão também sua mãe, que era conhecida como ‘Queen Mother’, e sua irmã, a Princesa Margareth). É possível assistir uma missa na St. George’s Chapel, e nesse caso (e apenas para assistir a missa) não é preciso pagar ingresso. Mas, claro, você não poderá visitar o Castelo. Para mais informações sobre horários, veja no site.

Abadia de Westminster (Londres)

A Abadia de Westminster divide com a Catedral de St Paul o posto de igreja mais famosa de Londres. É aqui que acontece a coroação dos monarcas britânicos, e onde estão os túmulos não apenas de muitos membros da família real mas também de outras personalidades, como Isaac Newton e Charles Darwin. Assim como praticamente todas as igrejas citadas nesse post, a história da Abadia de Westminster é longa e cheia de detalhes (o que significa reformas e extensões na construção original), por isso é difícil precisar uma data de construção.  Mas, para vocês terem uma ideia do quanto ela é antiga, quase todos os monarcas britânicos desde 1066 foram coroados nela.

A Abadia de Westminster recebe projeções coloridas durante o Lumiere London em 2016

É possível comprar ingresso para visitar a Abadia de Westminster com antecedência, pois ela é um dos poucos lugares em Londres que costuma ter fila (e há também a chance de estar fechada para celebrações privadas caso você deixe para comprar o ingresso na hora).


Vai Viajar?

Assine a Revista Aprendiz de Viajante! Assine a revista por R$ 120,00 + chip com 30 dias de internet ilimitada gratuita para usar em mais de 140 países!!!! Você sabia que o chip mais barato, de 5 dias, custa mais caro que a assinatura??? Então aproveite!!!! Assine agora.

Não esqueça de fazer o seu Seguro de Viagem, pois ele é obrigatório nas viagens para a Europa. Mesmo nos Estados Unidos, é altamente recomendado, pois como não existe saúde pública no país, qualquer problema mínimo de saúde pode resultar numa conta altíssima de hospital ou pronto socorro. Nós não viajamos sem seguro nunca. Faça sua cotação para encontrar o seguro que você precisa. Você pode pagar em até 12x no cartão ou ter desconto de 5% no boleto. Nossos leitores ainda recebem um desconto de 5% na hora de pagar. Use o código promocional: APRENDIZ5.

Reserve o seu hotel no nosso parceiro Booking

Precisa alugar um carro? Reserve o carro na RentCars. A cobrança será feita sempre em reais, sem IOF e você ainda vai poder dividir em até 12 parcelas no cartão de crédito ou ter um de 5% no boleto bancário.

Saia do Brasil com seu chip internacional já funcionando no celular.


1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Comente!
Por favor entre seu nome aqui