O Cruzeiro pelo Rio Nilo no Egito

1

Para quem vai viajar para o Egito, um cruzeiro pelo Rio Nilo é um dos passeios mais interessantes. O ideal é planejar sua viagem para que você esteja nas cidades de onde saem os cruzeiros nos dias certos. 

Os cruzeiros no Nilo saem de Aswan para Luxor em alguns dias da semana e voltam em outros dias. O nosso saiu de Aswan para Luxor na sexta-feira (cruzeiro de 3 noites) e voltaria de Luxor para Aswan na segunda-feira(cruzeiro de 4 noites). Tem quem inclusive faça ida e volta no barco. Há voos do Cairo para Aswan ou Luxor nas companhias aéreas locais. 

Como é o Navio desse Cruzeiro

Cheguei em Aswan logo cedo, fiz check in no Radamis II que era o barco que nos levaria até Luxor e conheci o meu guia dessa viagem, o arqueólogo Ayman El Garib, que fez toda a diferença na minha viagem com suas explicações relevantes e dicas sobre melhor horário para visitar e até lugares para fotos incríveis. Além de falar português, Ayman fala espanhol, inglês, árabe e está estudando chinês que ele praticou no barco em diversas ocasiões pois estava cheio de chineses.

Há diversas opções de barcos, dos mais simples ao mais luxuosos. O Radamis II fica num nível intermediário. O barco tem 4 andares

Viaje com internet no seu celular

Vai viajar para o exterior e quer manter seu número no whatsapp? Já chegue no seu destino com o celular funcionando. A EasySim4u oferece plano de dados ilimitados em 140 países, para que você fique conectado a internet. Utilize o cupom para ganhar frete grátis: APRENDIZDEVIAJANTE! Veja meu post: Chip EASYSIM4U: Como usar a Internet na Europa.

Fiquei numa suíte em uma das pontas do barco que garante uma visão excelente com janelão para apreciar o rio Nilo.

Era bem espaçosa para um cruzeiro e o banheiro compacto mas eficiente. A comida é de buffet, mas com gostinho caseiro e bem variada todos os dias. Tinha sempre opções de carne, frango e vegetarianos. Um buffet de saladas e outro de sobremesas. O último andar tinha um deck com bar e uma piscina pequena e é onde eu passei bastante tempo durante a navegação diurna. No primeiro dia de cruzeiros dormimos já no barco, mas ficamos ancorados em Aswan e haviam várias opções de tours pela cidade.  

SEGURO VIAGEM COM 5% de desconto + 5% no boleto

Vai viajar? Não esqueça de fazer o seu Seguro de Viagem, pois ele é obrigatório nas viagens para a Europa e recomendado na maior parte das viagens para o exterior. Faça sua cotação para encontrar o seguro que você precisa. Você pode pagar em até 12x no cartão ou ter desconto no boleto. Nossos leitores ainda recebem um desconto de 5% na hora de pagar. Use o código promocional: APRENDIZ5 e ainda mais 5% se você pagar no boleto.

Reserve o seu cruzeiro no Radamis II pelo Nilo no Booking.com

Outras opções de cruzeiros pelo Nilo muito bem avaliadas:

O que visitar em Aswan

Fui visitar o Obelisco inacabado que é uma pedreira de granito onde um gigantesco obelisco estava sendo esculpido na época faraônica quando, por um defeito na rocha, teve que ser abandonado. Esse era para ser o maior obelisco do Egito, com quase 42 metros e peso de mais de 1 tonelada.

Na volta fiz um passeio de Faluca que é um barco à vela tradicionalmente usado nas águas do Rio Nilo.

Durante o passeio o guia contou muitas histórias, como o do imponente Hotel Old Cataract que pode ser visto do Rio, onde a Agatha Christie se hospedou e inspirou o livro “Morte no Nilo”. O hotel oferece uma suíte com o nome da autora e também de outras figuras ilustres que se hospedaram por lá como Winston Churchill. Depois do passeio tentamos fazer uma visita, mas eles estão fechados para quem não é hóspede. 

Hotel Old Cataract
Hotel Old Cataract

Ainda tinha opção do passeio ao Povoado Núbio que são originários da região de divisa entre o Egito e o Sudão e se diferenciam dos egípcios porque são negros. Esse povoado, aberto para visitação turística, mostra um pouco da vida e costumes deles. Após o desembarque, monta-se em um camelo para ir até o povoado.

aswan
aswan

O Lago Nasser é um outro passeio que se pode fazer nessa região. Este é um lago artificial que foi criado quando a barragem de Aswan foi construída.

É curioso saber que quando o lago foi criado, vários templos da região ficaram submersos e os templos que vemos foram todos desmontados através de uma ação que envolveu vários países e posteriormente refeitos em outro ponto mais alto, longe da inundação provocada, a fim de preservar o Patrimônio Histórico.

Passeio imperdível: Templo de Abu Simbel

No dia seguinte acordamos na madrugada para visitar o Templo de Abu Simbel que fica a mais de 3 horas de distância de Aswan de carro. Eu tinha as minhas dúvidas se valeria a pena, porque tivemos que acordar na madrugada, mas foi um dos templos mais impressionantes desta viagem.

O complexo de  Abu Simbel é é formado por dois templos: um do faraó Ramsés II, que reinou por mais de 60 anos e foi um dos mais importantes do Egito, e da Rainha Nefertari, que é uma das poucas rainhas que tem um templo dedicado. O templo de Ramsés II foi construído com uma orientação tal, que ao nascer do sol, seus raios entrem e iluminem a sala do santuário. Esse fenômeno acontecia duas vezes ao ano: uma na data do aniversário de Ramsés (21 de fevereiro) e outra na data de sua coroação como faraó (21 de outubro). Mas o templo precisou ser removido nos anos 60 por causa da inundação da região e vários países se reuniram nesse esforço colossal para manter intacto o templo. O templo foi todo remontado em uma parte mais alta e hoje em dia o fenômeno acontece um dia depois das datas originais, nos dias 22 de fevereiro e 22 de outubro, quando a visitação ao templo é ainda mais popular.

A entrada do templo de Ramsés II é uma das imagens icônicas do Egito e dentro ele tem as pinturas e relevos sobre a batalha de Kadesh, além de várias estátuas dos deuses.

Para quem vai passar a noite em Abu Simbel, há um show de luzes e som no templo, mas eu ainda voltaria de carro para Aswan então só o visitei durante o dia.

Como são dos dias de Navegação do Barco

O barco saiu na parte da tarde para navegar rumo a Luxor. Durante a navegação pudemos ver as diferentes paisagens do Rio Nilo que é fonte de toda a vida e produção no Egito e seus povoados. Vez ou outra outro barco passava pelo nosso. Já houve épocas que haviam mais de 200 embarcações ao mesmo tempo no Rio Nilo, fazendo cruzeiros com turistas do mundo todo, mas hoje em dia tem pouco menos de vinte por cento desse total.

as margens do Rio Nilo
as margens do Rio Nilo

A primeira parada do cruzeiro foi na cidade e Templo de Kom Ombo, um conjunto de dois templos simétricos, dedicados ao deuses Sobek e Haroeris (deus Hórus velho). O templo fica bem ao lado do rio Nilo e é o único que é dedicado a dois deuses diferentes. Outra característica única deste templo é uma parede com relevo de procedimentos médicos, onde estão os instrumentos cirúrgicos utilizados pelos egípcios e a cadeira de parto, usada pelas mulheres nobres.

 

Em KomOmbo eu comprei um traje típico por apenas 3 dólares para participar da noite Egípcia no barco. Há muitas barraquinhas de souvenir com preços bem em conta.  Em alguns lugares, por causa da crise, os vendedores são um pouco mais insistentes, principalmente próximo aos lugares mais turísticos, mas é só dizer um não firme que eles se afastam. Dito isto, tem algumas técnicas que alguns vendedores usam: tentar amarrar sua echarpe na cabeça em troca de um euro, deixar você tirar foto em lugar que não pode querendo dinheiro, dizem que custa 1 dólar pra montar no camelo(mas custa 20 pra descer) ou te dão algo “de presente”, pra depois vir atrás pedindo dinheiro, mas é só ser firme e dizer que não quer ou não tem dinheiro e estar preparado para lidar com essas coisas que eles te deixam em paz.

A noite egípcia no barco foi divertidíssima com os colegas de cruzeiro argentinos invadindo a pista de dança, que aconteceu no bar do barco.

Na manhã seguinte, amanhecemos na cidade de Edfu para visitar o Templo de Horus. Fomos até o templo de charrete por uma das regiões mais pobres e sujas que visitamos no Egito, em contraste com um dos templos mais recentes e mais bem conservados, dedicado a um dos principais deuses egípcios.

Templo de Horus
Templo de Horus

A Chegada em Luxor

No último dia da viagem chegamos em Luxor, nossa parada final. Saímos bem cedo para fazer o passeio de balão em Luxor e o guia levou minhas malas para fazer o checkin no hotel. De lá fomos fazer o passeio no vale dos reis e das rainhas e a tarde fiz o passeio no templo de Karnak. No dia seguinte fizemos o passeio no templo de Luxor. Leia mais em: A Incrível Luxor no Egito. 

O cruzeiro pelo Rio Nilo no Egito vale muito a pena e é uma excelente forma de conhecer o país com paradinhas para conhecer templos e outras atrações turísticas. 

Leia também

Nossa viagem teve o apoio da Hórus Viagens e Hilton Hotel Egito. Essa matéria apareceu primeiro na Revista Aprendiz de Viajante. Assine!


Vai Viajar?

Saia do Brasil com seu chip internacional já funcionando no celular.

Não esqueça de fazer o seu Seguro de Viagem, pois ele é obrigatório nas viagens para a Europa. Mesmo nos Estados Unidos, é altamente recomendado, pois como não existe saúde pública no país, qualquer problema mínimo de saúde pode resultar numa conta altíssima de hospital ou pronto socorro. Nós não viajamos sem seguro nunca. Faça sua cotação para encontrar o seguro que você precisa. Você pode pagar em até 12x no cartão ou ter desconto de 5% no boleto. Nossos leitores ainda recebem um desconto de 5% na hora de pagar. Use o código promocional: APRENDIZ5.

Reserve o seu hotel no nosso parceiro Booking

Precisa alugar um carro? Reserve o carro na RentCars. A cobrança será feita sempre em reais, sem IOF e você ainda vai poder dividir em até 12 parcelas no cartão de crédito ou ter um de 5% no boleto bancário.


1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Comente!
Por favor entre seu nome aqui